terça-feira, 8 de janeiro de 2019

Exercícios sobre a Grécia Antiga - com gabarito

Questão 01 - PUCRS 2002.2 - INSTRUÇÃO: Responder à questão 01 com base nas afirmativas abaixo, sobre a Grécia Antiga no período clássico.
I. As Guerras Médicas opuseram o Império Persa em expansão às cidades-estados gregas, pelo controle da Ásia Menor e das rotas comerciais no Mar Egeu e Negro.
II. A vitória das cidades-estados gregas sobre o Império Persa marca o início da hegemonia ateniense na Grécia e o apogeu da democracia.
III. O “Século de Péricles” alternou a democracia, caracterizada pela extensão dos direitos políticos aos comerciantes estrangeiros e o fim da escravidão, com o imperialismo ateniense sobre as outras cidades-estados gregas.
IV. A hegemonia ateniense não encontrou resistência entre as outras cidades-estados gregas, mas sucumbiu diante da falta de apoio militar para enfrentar a invasão da Grécia por Alexandre da Macedônia.
Pela análise das afirmativas, conclui-se que somente são corretas
A) I e II
B) I e III
C) II e III
D) II e IV
E) III e IV

Questão 02 - IFS 2018.1 - Subsequente - Em Esparta, na Grécia Antiga, desenvolveu-se uma sociedade militarista com uma educação voltada para formar os bons soldados e abastecer o exército da pólis. Sobre este tema considera-se que:
a) Apesar de militarista, a educação em Esparta dava ênfase aos estudos filosóficos, pois ao deixarem o exército, os ex-soldados deveriam participar do sistema democrático, criado nesta cidade-estado.
b) Esparta foi fundada pelos Jônios e, devido a esta origem, desenvolveu-se uma sociedade voltada ao treinamento militar e ao fortalecimento de uma sociedade beligerante.
c) O senso crítico e artístico eram valorizados em Esparta, pois os jovens eram incentivados a debaterem sobre os melhores caminhos para o desenvolvimento da pólis.
d) A sociedade espartana era estamental, rígida, militarista e conservadora, dividida em Esparciatas, Periecos e Hilotas.

Questão 03 - UEMA - PAES 2010 - Sobre a vida política na Grécia Antiga, é possível afirmar que na cidade-estado de Atenas, a Democracia era
a) ampla para os padrões da época, pois embora os escravos não tivessem direito a voto, todos os outros grupos sociais participavam da política.
b) representativa, pois a participação dos cidadãos era indireta; os seus representantes eleitos tomavam as principais decisões da polis.
c) restrita, na medida em que os metecos e os proprietários de terra não podiam se expressar politicamente; somente aqueles que moravam na cidade de Atenas podiam votar.
d) liberal, pois na sociedade ateniense as mulheres, ao contrário de outras cidades na própria Grécia, eram respeitadas e tinham direito ao voto.
e) limitada, uma vez que somente os cidadãos podiam votar; mulheres, estrangeiros e escravos não participavam das deliberações.

Questão 04 - ”As divindades gregas, copiadas por povos contemporâneos como os romanos, nada mais são do que seres humanos, maiores, mais fortes, mais belos, eternamente jovens; adquiriram não só a forma humana, mas também os sentimentos, as paixões, os defeitos e até os vícios dos homens. O mundo divino apresenta, portanto, uma imagem engrandecida, mas não depurada, da humanidade.” (A. Jardé. A Grécia antiga e a vida grega, 1977.)
A partir do texto, pode-se concluir que
a) a religião dos gregos não admitia paralelismos entre homens e deuses, pois o destino dos primeiros independia da vontade dos segundos.
b) a racionalidade da religião grega excluía a existência de mitos, rejeitando explicações lendárias para a origem do Universo.
c) a mitologia helênica era teocêntrica, formada por deuses perfeitos que não podiam ser reflexos de modelos humanos.
d) a mitologia helenística negava o antropocentrismo; por essa razão, suas divindades eram zoomórficas, ou no máximo antropozoomórficas.
e) a mitologia grega tinha caráter antropocêntrico, afirmando que os deuses eram reflexos das características do homem.

Questão 05 - UNIFOR 2007.2 - Espero que meu filho volte com seu escudo ou deitado sobre ele. (In: Rubim Santos Leão de Aquino e outros. História das Sociedades. Rio de Janeiro. Livro Técnico, 1980 p. 187)
Essa frase, atribuída às mães de uma das cidades-estado da Grécia Antiga, caracteriza aspectos da sociedade espartana que tinha uma
(A) organização social na qual o exército sobrepunha-se às outras instituições.
(B) organização educacional baseada no interesse de cada chefe da célula familiar.
(C) forma de organização cultural e familiar dependente do poder matriarcal.
(D) instituição social que pregava a existência da organização coletivista da terra.
(E) instituição social alicerçada na organização politica democrática.

Questão 06 - Mackenzie 2006  - Berço da filosofia, a Grécia antiga legou ao pensamento ocidental obras que o marcaram profundamente, e que ainda hoje o influenciam. É o caso, notadamente, do diálogo A República, de Platão. Assinale, abaixo, a alternativa que traz, em resumo, uma das principais idéias dessa obra.
a) “Os males das cidades devem cessar quando elas forem governadas pelos filósofos ou quando seus governantes se puserem a filosofar seriamente, unindo, como reis-filósofos, o poder político à verdadeira Filosofia.”
b) “O mando e a obediência são condições inevitáveis e convenientes entre os homens. Alguns deles são, por natureza, nascidos para ser mandados, e outros para mandar. Portanto, a escravidão nada tem de injusto ou antinatural.”
c) “Todas as coisas são verdadeiras para aquele que as experimenta, pois o próprio homem é a medida de todas as coisas, das que são e das que não são.”
d) “O universo está em contínua mudança de estado. Um homem jamais entra num mesmo rio duas vezes, pois serão sempre outras as águas que por ele correm.”
e) “A água é o princípio de todas as coisas, o que se prova por serem de natureza úmida os embriões de todos os seres, e de natureza seca as coisas sem vida.”

Questão 07 - UNESP - 2018/2 - 1ª fase - O aparecimento da filosofia na Grécia não foi um fato isolado. Estava ligado ao nascimento da pólis. (Marcelo Rede. A Grécia Antiga, 2012.) A relação entre os surgimentos da filosofia e da pólis na Grécia Antiga é explicada, entre outros fatores,
a) pelo interesse dos mercadores em estruturar o mercado financeiro das grandes cidades.
b) pelo esforço dos legisladores em justificar e legitimar o poder divino dos reis.
c) pela rejeição da população urbana à persistência do pensamento mítico de origem rural.
d) pela preocupação dos pensadores em refletir sobre a organização da vida na cidade.
e) pela resistência dos grupos nacionalistas às invasões e ao expansionismo estrangeiro.

Questão 08 - UNESP - 2011/2  - 1º dia - Para os gregos antigos, a ideia de confronto entre oponentes, até que um dos contendores superasse os demais, atingindo um grau de excelência reconhecido e admirado por todos os circunstantes, era um ritual central em sua cultura. Os gregos faziam com que ele integrasse várias de suas cerimônias, as mais importantes e as mais sagradas. (Nicolau Sevcenko. A corrida para o século XXI. No loop da montanha-russa, 2004. Adaptado.)
O texto afirma que as Olimpíadas na Grécia Antiga
a) tinham a função de adequar os corpos dos praticantes às necessidades do mundo do trabalho, tornando-os capazes de produzir mais.
b) permitiam que a população se divertisse, dissolvendo as tensões sociais e facilitando a dominação política por parte dos governantes.
c) estavam integradas a outros aspectos da vida social e religiosa, associando-se a momentos de festa e celebração.
d) estimulavam a competitividade e o individualismo, preparando os homens para as disputas profissionais na vida adulta.
e) visavam exercitar e fortalecer os guerreiros, melhorando sua atuação política e militar nos períodos de guerra.

Questão 09 - ENEM 2014 - Compreende-se assim o alcance de uma reivindicação que surge desde o nascimento da cidade na Grécia antiga: a redação das leis. Ao escrevê-las, não se faz mais que assegurar-lhes permanência e fixidez. As leis tornam-se bem comum, regra geral, suscetível de ser aplicada a todos da mesma maneira.
VERNANT. J. P. As origens do pensamento grego. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil. 1992 (adaptado). 
Para o autor, a reivindicação atendida na Grécia antiga, ainda vigente no mundo contemporâneo, buscava garantir o seguinte princípio: 
a) Isonomia — igualdade de tratamento aos cidadãos.
b) Transparência — acesso às informações governamentais.
c) Tripartição – separação entre os poderes políticos estatais.
d) Equiparação – igualdade de gênero na participação política.
e) Elegibilidade – permissão para candidatura aos cargos públicos.

Questão 49 - UNESP - 2008/2  - 1º dia - O mapa mostra a área ocupada por cidades e territórios colonizados pelos gregos.
GRÉCIA ANTIGA – PRINCIPAIS CIDADES E TERRITÓRIOS COLONIZADOS (SÉCULOS VIII A VI A.C.).
A constituição dessa área de colonização deveu-se
a) aos conflitos entre Atenas e Esparta, denominados Guerra do Peloponeso.
b) aos conflitos entre gregos e persas, denominados Guerras Médicas.
c) aos problemas derivados do crescimento demográfico e da escassez de terras.
d) ao expansionismo resultante da aliança militar chamada Liga de Delos.
e) ao fim da escravidão por dívidas, estabelecido por Drácon na Lei das Doze Tábuas.

Questão 11 - UFSCar - 2003 - 1º dia - Os instrumentos são de vários tipos; alguns são vivos, outros inanimados; o capitão de um navio usa um leme sem vida, mas um homem vivo como observador; pois o trabalhador num ofício é, do ponto de vista do ofício, um de seus instrumentos. Assim, qualquer parte da propriedade pode ser considerada um instrumento destinado a tornar o homem capaz de viver; e sua propriedade é a reunião desse tipo de instrumentos, incluindo os escravos; e um escravo, sendo uma criatura viva, como qualquer outro servo, é uma ferramenta equivalente às outras. Ele é em si uma ferramenta para manejar ferramentas.
(Aristóteles (século IV a.C.). Política) 

A escravidão era comum na Grécia Antiga. Em Atenas, Corinto e Mileto, quase toda a vida econômica dependia do trabalho escravo. Era freqüente encontrar o escravo trabalhando na agricultura, nas oficinas de artesanato, em serviços domésticos e nas minas. O modo como os gregos encaravam a escravidão ficou registrado em textos de filósofos da época, como o de Aristóteles, do qual podemos depreender que o escravo era visto como um
a) ser vivo e humano, antes de tudo.
b) instrumento de trabalho vivo e uma propriedade.
c) cidadão com direitos, por ser uma criatura viva.
d) servo para qualquer trabalho, que não podia ser vendido.
e) trabalhador assalariado, explorado como ferramenta viva de trabalho.

Questão 12 - ENEM 2014 - No período 750-338 a.C., a Grécia antiga era composta por cidades-Estado, como por exemplo Atenas, Esparta, Tebas, que eram independentes umas das outras, mas partilhavam algumas características culturais, como a língua grega. No centro da Grécia, Delfos era um lugar de culto religioso frequentado por habitantes de todas as cidades-Estado. No período 1200-1600 d.C., na parte da Amazônia brasileira onde hoje está o Parque Nacional do Xingu, há vestígios de quinze cidades que eram cercadas por muros de madeira e que tinham até dois mil e quinhentos habitantes cada uma. Essas cidades eram ligadas por estradas a centros cerimoniais com grandes praças. Em torno delas havia roças, pomares e tanques para a criação de tartarugas. Aparentemente, epidemias dizimaram grande parte da população que lá vivia. Folha de S.Paulo ago. 2008 (adaptado). Apesar das diferenças históricas e geográficas existentes entre as duas civilizações elas são semelhantes pois
a) as ruínas das cidades mencionadas atestam que grandes epidemias dizimaram suas populações.
b) as cidades do Xingu desenvolveram a democracia, tal como foi concebida em Tebas.
c) as duas civilizações tinham cidades autônomas e independentes entre si.
d) os povos do Xingu falavam uma mesma língua, tal como nas cidades-Estado da Grécia.
e) as cidades do Xingu dedicavam-se à arte e à filosofia tal como na Grécia.

Questão 13 - UVA 2011.1 - CE - A partir do ano 2000 a.C., começaram a estabelecer-se nas áreas que ficaram conhecidas como Grécia antiga quatro povos: aqueus, jônios, eólios e dórios. Conquistando populações já existentes nessas regiões, esses povos estão entre os principais formadores dos helenos (povo grego) Sobre a história da Grécia antiga, é correto afirmar:
I - Os dórios e aqueus, estabelecidos na península Balcânica, foram os fundadores das primeiras cidades Estados da Grécia.
II - A evolução política das cidades gregas, inicialmente governadas por reis, deu origem a governos dirigidos por nobres, evoluindo em Atenas para um governo do qual participavam todos os cidadãos: a democracia.
III - A Grécia antiga não conheceu a unificação política, sendo porém a língua e a religião verdadeiros traços de união entre os gregos.
Analise as proposições abaixo e assinale a opção correta.
A. São verdadeiras somente as proposições I e II.
B. São verdadeiras as proposições I, II e III.
C. São verdadeiras somente as proposições I e III.
D. São verdadeiras somente as proposições II e III.

Questão 14 - FEI 1994 - Na Grécia antiga, a cada quatro anos declarava-se uma trégua nas guerras, a fim de que a população pudesse participar dos jogos de Olímpia, competição que originou os modernos Jogos Olímpicos, e que eram realizados em honra de:
a) Palas Atena;
b) Zeus;
c) Deuses de cada cidade;
d) Dionísio e Afrodite;
e) Héstia.

Questão 15 - Mackenzie 2012/2 - Temos um regime que nada tem a invejar das leis estrangeiras. Somos, antes, exemplos que imitadores. (...). (...) no que se refere à vida pública, as origens sociais contam menos que o mérito, sem que a pobreza dificulte a alguém servir à cidade por causa da humildade de sua posição. Vivemos em liberdade, não somente em termos de vida política, mas também na vida cotidiana. (...) por mais tolerantes que sejamos nas relações particulares, recusamos absolutamente, nas questões públicas, fazer algo de ilegal – teríamos medo! Damos ouvidos àqueles que se sucedem nas magistraturas, às leis e especialmente àquelas criadas para proteger as vítimas (...).
Tucídides. História da Guerra do Peloponeso. 
O regime de governo, referido por Tucídides, denominava-se, na Grécia antiga, 
a) Oligarquia.
b) Monarquia.
c) Tirania.
d) República.
e) Democracia.

Questão 16 - Espm 2007 - Sobre a Grécia Antiga, observe as afirmações abaixo e assinale as corretas:
 I. Esparta era uma polis localizada na península do Peloponeso, na planície da Ática e, seguindo a trajetória de Atenas, acabou alcançando a democracia.
II. Atenas era uma polis em que a democracia foi instituída pelas reformas de Clístenes, que garantiram a participação de todos os cidadãos atenienses, estando excluídos os estrangeiros, os escravos e as mulheres.
 III. A “idade de ouro” de Atenas, quando a cidade viveu o seu auge econômico, militar, político e cultural ocorreu sob o governo de Clístenes, em que foi estabelecida a mistoforia, o que possibilitou maior participação popular na democracia.
IV. Com as Guerras Médicas surgiu a Confederação de Delos, uma união militar das cidades-Estado gregas, que sob a liderança ateniense derrotou os persas.
a) I e II.
b) III e IV.
c) I e IV.
d) II e III.
e) II e IV

Questão 17 - IDIB - 2019 - Prefeitura de Reriutaba - CE - Acerca da democracia ateniense, na Grécia Antiga, assinale a afirmativa correta:
A) A participação política aberta a todos os cidadãos atenienses se iniciou com Drácon. Entretanto, esta participação não era tão ampla devido à restrição da participação de escravos e estrangeiros.
B) Na democracia ateniense os periecos eram excluídos.
C) As mulheres pertencentes às classes médias atenienses possuíam ampla participação no sistema democrático da época.
D) Na democracia ateniense predominavam as tendências à proibição de atividades econômicas, tais como o comércio.

GABARITO
01 - A
02 - D
03 - E
04 - E
05 - A
06 - A
07 - D
08 - C
09 - A
10 - C
11 - B
12 - C
13 - B
14 - B
15 - E
16 - E
17 - B

Nenhum comentário: