domingo, 13 de janeiro de 2019

Exercícios sobre a Guerra dos Emboabas - com gabarito

Questão 01 - IBMEC 2006 -  A Guerra dos Emboabas foi:
a) um confronto entre senhores de engenho pernambucanos, concentrados em Olinda e comerciantes portugueses do Recife, chamados pejorativamente de emboabas, que lutavam pela emancipação do Recife.
b) uma revolta das camadas urbanas de Vila Rica, sob a liderança de Felipe dos Santos, contra a política fiscal da Coroa Portuguesa e a instalação da Casa da Fundição.
c) uma sublevação de escravos africanos islamizados na cidade de Salvador, chamados de emboabas pelos senhores escravistas, em prol da libertação total dos escravos na província da Bahia.
d) um conflito ocorrido entre paulistas (emboabas) e portugueses pelo controle das minas de diamante e campos auríferos na região do Mato Grosso, que terminou com a derrota dos paulistas e controle da Coroa Portuguesa.
e) um conflito ocorrido na região das Minas Gerais pela disputa do controle das minas de ouro entre bandeirantes paulistas e grupo formado por portugueses e gente de outras capitanias, chamado pelos paulistas de emboabas.

Questão 02 - UNICAMP 2011 - Emboaba: nome indígena que significa “o estrangeiro”, atribuído aos forasteiros pelos paulistas, primeiros povoadores da região das minas. Com a descoberta do ouro em fins do século XVII, milhares de pessoas da colônia e da metrópole vieram para as minas, causando grandes tumultos. Formaram-se duas facções, paulistas e emboabas, que disputavam o governo do território, tentando impor suas próprias leis. 
(Adaptado de Maria Beatriz Nizza da Silva (coord.), Dicionário da História da Colonização Portuguesa no Brasil. Lisboa: Verbo, 1994, p. 285.) 
Sobre o período em questão é correto afirmar que: 
a) As disputas pelo território emboaba colocaram em confronto paulistas e mineiros, que lutaram pela posse e exploração das minas. 
b) A região das minas foi politicamente convulsionada desde sua formação, em fins do século XVII, o que explica a resistência local aos inconfidentes mineiros. 
c) A luta dos emboabas ilustra o processo de conquista de fronteiras do império português nas Américas, enquanto na África os portugueses se retiravam definitivamente no século XVIII. 
d) A monarquia portuguesa administrava territórios distintos e vários sujeitos sociais, muitos deles em disputa entre si, como paulistas e emboabas, ambos súditos da Coroa.

Questão 03 - Itame - 2015 - Prefeitura de Padre Bernardo - GO - Contador  - 
Entre 1708 e 1709 o estado de Minas Gerais foi palco de um conflito marcado pela disputa pelo Ouro. Tal guerra se baseou no conflito entre bandeirantes paulistas e forasteiros que buscavam a riqueza oriunda dos metais preciosos. Tal conflito ficou conhecido como: 
(A) Guerra das Emboabas. 
(C) Levante de Vila Rica. 
(D) Guerra Mata Maroto.

Questão 04 - PC-GO - 2012 - “Aqui nos desconfiamos de todo, persuadidos que o Anhanguera nos queria acabar no meio daqueles matos.”
BRAGA, J. P. Memórias goianas - a bandeira do Anhanguera a Goyaz, em 1722. Goiânia: Editora da UCG, 1982. p. 13. 
O texto citado refere-se ao conflito entre o português alferes Silva e Braga e o paulista Bartolomeu Bueno da Silva, durante a Bandeira que foi o prenúncio da exploração sistemática da mineração aurífera da chamada Minas do Goyazes. Esse conflito expressava uma desconfiança mútua que fora alimentada 
a) pelas escaramuças entre paulistas e portugueses pela posse das minas na Guerra dos Emboabas.
b) pela recusa dos portugueses em permitir que os bandeirantes paulistas escravizassem indígenas.
c) pela vontade dos portugueses de retirar as minas descobertas da tutela administrativa dos paulistas.
d) pelas disputas religiosas entre paulistas e jesuítas referentes ao concubinato com mulheres indígenas.

Questão 05 - Instituto Machado de Assis - Prefeitura Municipal de Paulistana-PI -
Os paulistas, descobridores do ouro de Minas Gerais, sentiam-se no direito de explorá-lo com exclusividade. Entretanto, muitos portugueses vindos da metrópole ou de outras partes da própria colônia também queriam apoderar-se das jazidas descobertas. Sobre os fatos que ocorreram na guerra dos Emboabas. Marque a alternativa INCORRETA.
A) A tensão cresceu quando os paulistas passaram a controlar o abastecimento de mercadorias para a região das minas.
B) Muitos na colônia chamavam os portugueses de emboabas, palavra de origem tupi que significava “aves de pés cobertos”: uma referência às botas que usavam, em contraste com os mestiços paulistas das bandeiras, que andavam descalços.
C) O conflito teve fim em 1709, no chamado Capão da Traição, quando muitos paulistas foram mortos por um exército emboaba de cerca de mil homens, comandados por Bento do Amaral Coutinho.
D) O principal chefe dos emboabas foi Manuel Nunes Viana, rico pecuarista da região do rio São Francisco que liderou tropas contra os paulistas, vencendo-os em Sabará e Cachoeira do Campo.

Questão 06 - Instituto Machado de Assis 2014 - Prefeitura Municipal de Paes Landim-PI - 
A luta entre paulistas e forasteiros pela posse das minas de ouro tornou-se conhecida pelo nome de: (A) Guerra dos Mascates.
(B) Guerra dos Farrapos.
(C) Revolta de Beckman.
(D) Guerra dos Emboabas.

Questão 07 - ADVISE 2009 - O confronto que resultou numa sangrenta matança conhecida como “Capão da Traição” faz parte de qual episódio do período colonial?
A) Guerra dos Emboabas.
B) Revolta de Felipe dos Santos
C) Conjuração Baiana.
D) Conjuração Mineira.
E) Revolução Pernambucana.

Questão 08 - Instituto Machado de Assis 2016 - Prefeitura Municipal de Maracaçumé-MA - 
A Guerra dos Emboabas é pouco estudada em história por não haverem tantos registros na época, pensando por à partir desse pressuposto, assinale a alternativa que aponte corretamente os motivos da guerra:
(A) Através das Bandeiras foram descobertas jazidas de ouro na região de Minas Gerais, os paulistas, sendo os descobridores e primeiros a chegar, se achavam donos exclusivos dessas terras, mas a notícia se espalhou e diversos portugueses e forasteiros vieram atrás de riquezas de todos os lados da colônia, isso gerou agitação culminando em conflito armado.
(B) Foi um conflito entre paulistas e invasores do território por parte dos colonos das regiões latinas, de um lado haviam aqueles que achavam que era direito deles a exploração privilegiada das jazidas, do outro um grupo fortemente armado interessado nas riquezas sem respeitar qualquer acordo régio, terminou com a saída dos paulistas da região.
(C) A escassez de registros se dá pelo fato de que o conflito armado que aconteceu envolveu incêndios em prédios oficiais do governo, sendo nestes armazenados todas as informações como valores, transporte de matéria-prima e equipamentos, senso de moradores da região, além dos registros usuais de mudanças sociais da região.
(D) O solo da região mineira foi considerado na época o mais rico e produtivo, isso gerou preferências por parte daqueles que se encontravam morando na colônia a mais tempo. Os paulistas reivindicaram para si a posse desses terrenos, já o povo português que aqui vivia assim também exigiu. Os segundos eram mais ricos, de posição de prestígio e possuíam força militar, assim os paulistas foram expulsos para terras menos férteis.

Questão 09 - UNIFENAS 2003 - Apesar de terem sido movimentos regionais, as rebeliões nativistas colocaram os brasileiros contra os interesses metropolitanos. Uma delas foi motivada pela disputa do domínio e posse das minas de ouro em Minas Gerais.
O texto faz referência à:
a) Inconfidência Mineira.
b) Revolta de Vila Rica.
c) Guerra dos Emboabas.
d) Guerra dos Mascates.
e) sublevação de São João Del Rey.

GABARITO
01 - E
02 - D
03 - A
04 - A
05 - A
06 - D
07 - A
08 - A
09 - C

Nenhum comentário: