PETS

segunda-feira, 30 de setembro de 2019

O blog da EEPSJD

Já está no ar o blog da Escola Estadual Professor Samuel João de Deus, de Paula Cândido-MG. Eis o link do endereço: https://eepsjd.blogspot.com

domingo, 29 de setembro de 2019

Primatologista Jane Goodall homenageada pela Real Sociedade Geográfica Canadense

A primatologista britânica Jane Goodall, recebeu neste sábado, dia 28/09/2019, a medalha de ouro da Royal Canadian Geographic Society, a mais alta honra da sociedade.
Jane Goodall é considerada um expoente da ciência do século XX e XXI, pois seu trabalho permitiu mudar a visão sobre o homem e o lugar que ocupa na natureza. Jane Goodall ficou famosa pelos estudos pioneiros sobre os chimpanzés na África.

*Com informações da Canadian Geographic.

Greta Thunberg recebe de Valérie Plante chave da cidade de Montreal

A ativista Greta Thunberg é protagonista do combate às mudanças climáticas.
A ativista climática sueca Greta Thunberg, à esquerda, recebe a chave da cidade da prefeita de Montreal (no Canadá), Valérie Plante durante uma cerimônia em Montreal, sexta-feira, 27 de setembro de 2019.
*Com informações de Greta Thunberg / Twitter.

sábado, 28 de setembro de 2019

30º FIG - Festival Internacional de Geografia, em Saint-Dié-des-Vosges

De 4 a 6 de outubro de 2019 acontece em 30º FIG - O Festival Internacional de Geografia da cidade de Saint-Dié-des-Vosges. Essa cidade está situada na região de Grande Leste (nordeste da França). O Festival Internacional de Geografia é um evento científico anual, aberto ao público em geral que acontece desde 1990 . O tema do evento este ano é "Migrações".


Nesse evento  é conferido o Prêmio Vautrin-Lud a uma personalidade eminente no campo da Geografia. Este ano o laureado é John A. Agnew ( Reino Unido / Estados Unidos). Para mais informações acesse a página oficial do evento:

domingo, 22 de setembro de 2019

Exercícios sobre a Independência das 13 Colônias Inglesas da América do Norte - com gabarito

Questão 01 - FUVEST 2015 - Transferência – A independência das treze colônias inglesas da América do Norte, que deu origem aos Estados Unidos da América, motivaria a eclosão de outros movimentos de separação entre colônias e metrópoles, bem como de reivindicação por direitos políticos que muitos autores consideram como “modernos”. No entanto, essa independência apresentou algumas graves limitações em termos de seu potencial de transformação, como, por exemplo, a
a) ausência de uma Constituição política nacional, com a manutenção de códigos legais apenas em cada unidade da federação.
b) manutenção da escravidão e das desigualdades raciais entre negros e brancos. 
c) manutenção de estruturas aristocráticas advindas do Império Britânico, como a atribuição dos títulos de nobreza.
d) permanência do monopólio comercial usufruído por comerciantes e burgueses britânicos.
e) criação de um poder executivo nacional fraco e quase que meramente simbólico.

Questão 02 - UFRGS 2012  - Considere o enunciado abaixo e as três propostas para completá-lo. A independência das treze colônias inglesas na costa leste da América está inserida na conjuntura das revoluções atlânticas. A declaração da independência dessas colônias sustentava que 1. todos os homens nascem iguais, sendo dotados de direitos inalienáveis, como a vida, a liberdade e a aspiração a felicidade. 2. a origem de todo o poder reside no povo, cabendo a ele a organização de seu próprio governo. 3. os direitos inalienáveis deveriam ser estendidos a toda população, extinguindo-se a escravidão e o extermínio dos índios. Quais propostas estão corretas? 
a.Apenas 1. 
b.Apenas 2. 
c.Apenas 3. 
d. Apenas 1 e 2. 
e.1, 2 e 3.

Questão 03 - UNESP 2009/2 - 1° dia - Leia as assertivas sobre a independência das 13 colônias inglesas na América do Norte.
I. Foi um movimento que manteve as bases da estrutura da sociedade colonial, preservando a escravidão.
II. A resistência interna das colônias foi fortalecida com o apoio externo dos países ibéricos.
III. Sofreu influência das idéias iluministas francesas, baseadas nos princípios da liberdade, propriedade e igualdade civil.
IV. A união das 13 colônias inglesas contra a Inglaterra objetivou a ruptura do pacto colonial.
Estão corretas as afirmativas
a) I e IV, apenas.
b) II e III, apenas.
c) I e II, apenas.
d) I, III e IV, apenas. 
e) I, II, III e IV.

Questão 04 - UTFPR 2010-2 - Inverno - A Independência das treze colônias inglesas da América do Norte foi o primeiro movimento de emancipação que alcançou resultado efetivo, sendo considerada como uma das Revoluções Burguesas do século XVIII. Com o pretexto de recuperar as finanças do Estado, abaladas com a guerra com a França (1756-63), os ingleses adotaram diversas leis coercitivas que, na prática, serviriam para garantir o mercado colonial para os produtos de outras colônias ou comercializados por empresas inglesas, particularmente o chá, monopolizado pela Companhia das Índias Orientais, cujo desfecho direto mais importante foi o(a):
A) Festa do Chá de Boston. 
B) Ato Townshend.
C) Primeiro Congresso Continental da Filadélfia.
D) Declaração de Direitos e Agravos.
E) Declaração de Independência.

Questão 05 - UNIFENAS 2003 -  Leia com atenção as características apresentadas no quadro abaixo:
Colônias do Norte e Centro
Pequena propriedade
Mercado interno forte
Trabalho livre familiar

Colônias do Sul
Grande propriedade
Economia exportadora
Escravismo

Analisando-se as informações acima, conclui-se que tratam da(o) (s):
a) Treze colônias inglesas da América do Norte. 
b) Colonização portuguesa no Brasil.
c) Colônias francesas das Antilhas.
d) Cabidos e vice-reinos espanhóis da América Latina.
e) Proposta mercantilista de ocupação das colônias americanas.

Questão 06 - FGV-SP 2008 - Economia - 1ª fase - A São verdades incontestáveis para nós: que todos os homens nascem iguais; que lhes conferiu o Criador certos direitos inalienáveis, entre os quais o de “vida, o de liberdade e o de buscar a felicidade”. (Declaração de Independência, 4 de julho de 1776) Acerca da Independência das Treze Colônias, é correto afirmar que
a) a ruptura com a metrópole foi efetivada pelas classes sociais dominantes coloniais, o que fez com que as demandas dos mais pobres fossem barradas e que não houvesse solução imediata para a questão escravista. 
b) comandada pelos setores mais radicais da pequena burguesia, os colonos criaram uma república federativa, considerando, como pilares fundamentais da nova ordem institucional, as igualdades política e social.
c) sua efetivação só foi possível devido à fragilidade econômica e militar da Inglaterra, envolvida com a Guerra dos Sete Anos com a França, além da aliança militar dos colonos ingleses com a forte marinha de guerra da Espanha.
d) o desejo por parte dos colonos de emancipar-se da metrópole Inglaterra nasceu em uma conjuntura de abertura da política colonial, na qual, a partir de 1770, as Treze Colônias foram autorizadas a comerciarem com as Antilhas.
e) o processo de ruptura colonial foi facilitado em decorrência das identidades econômicas e políticas entre as colônias do norte e as do sul, praticantes de uma economia de mercado, com o uso da mão-de-obra livre.

Questão 07 - Mackenzie 2010  - O processo da emancipação das Treze Colônias Inglesas da América do Norte, na segunda metade do século XVIII, é denominado de Revolução Americana, pois 
a) representou o fim do pacto colonial naquela parte do continente americano, servindo de modelo para os demais processos emancipatórios americanos. 
b) rompeu o Pacto Colonial mercantilista e criou uma sociedade liberal e democrática para todos os setores sociais. 
c) foi a primeira etapa das Revoluções Liberais que, a partir de então, iriam propagar-se somente na Europa. 
d) assinalou o início de uma sociedade capitalista, baseada no trabalho assalariado, livre das instituições feudais. 
e) a ideologia de seus grandes líderes era a mesma que caracterizaria, pouco tempo depois,a Revolução Inglesa.

GABARITO
01 - B
02 - D
03 - D
04 - A
05 - A
06 - A
07  - A

Exercícios sobre a Independência dos Estados Unidos - com gabarito

Questão 01 - FGV 2012 - “Consideramos (...) que todos os homens são criados iguais, que são dotados pelo Criador de certos direitos inalienáveis, que entre estes estão a vida, a liberdade e a busca da felicidade. Que para garantir esses direitos são instituídos entre os homens governos que derivam os seus justos poderes do consentimento dos governados; que toda vez que uma forma qualquer de governo ameace destruir esses fins, cabe ao povo o direito de alterá-la ou aboli-la e instituir um novo governo, assentando a sua fundação sobre tais princípios e organizando-lhe os poderes da forma que pareça mais provável de proporcionar segurança e felicidade.” A Declaração de Independência dos Estados Unidos. Rio de Janeiro: Zahar, 2004, p. 53. 
Sobre a Declaração de Independência dos Estados Unidos, é correto afirmar que: 
a) Defendia o princípio da igualdade de direitos dos seres humanos, mas condenava o direito à rebelião como uma afronta à ordem social. 
b) O radicalismo da sua formulação, com respeito ao direito de rebelião dos escravos, provocou forte reação dos proprietários de escravos em toda a América. 
c) Sua formulação foi baseada no ideário liberal-iluminista e acabou influenciando outros movimentos políticos na América e na Europa. 
d) Influenciada pelos tratadistas espanhóis, a declaração defendia a origem do poder divino e condenava a desobediência dos subordinados. 
e) A declaração sustentava que os governos poderiam cercear a liberdade dos indivíduos em nome da segurança e da felicidade coletivas.

Questão 02 - UNIFENAS 2015/2 - Manhã - A independência dos Estados Unidos, ocorrida em 4 de julho de 1776, colaborou para o fim do Antigo Regime europeu ao estimular movimentos semelhantes nas demais colônias da América e ao contribuir para a eclosão da Revolução Francesa. No entanto, apesar de declaradamente iluminista e liberal, a chamada Revolução Americana não foi capaz de promover:
a) a ruptura do pacto colonial com a Inglaterra.
b) a abolição da escravidão. 
c) a separação definitiva entre sulistas e nortistas.
d) relações comerciais com outros países da Europa.
e) a formação de um governo de inspiração republicana.

Questão 03 - UPF 2015 - Na Declaração de Independência dos Estados Unidos da América, em 1776, os colonos, na escrita de Thomas Jefferson, registraram: Estas colônias unidas são, e têm o direito a ser, Estados livres e independentes e toda ligação política entre elas e a Grã-Bretanha já está e deve estar totalmente dissolvida. É correto dizer que a afirmação de liberdade e independência presente no documento está relacionada: 
a) ao interesse das colônias do Norte de se separarem das colônias do Sul, em função dos entraves que a organização social escravista sulina criava ao desenvolvimento capitalista. 
b) à vontade dos colonos norte-americanos de se aliarem com a França revolucionária, que lhes oferecia oportunidades mais promissoras para as trocas comerciais. 
c) ao propósito dos colonos de alcançar a autonomia política, embora preservando o monopólio comercial, que favorecia a economia das colônias do Norte. 
d) à formalização de uma separação política que, na prática, já existia, como comprova a liberdade comercial da qual gozavam tanto as colônias do Norte quanto as do Sul. 
e) à reação dos colonos norte-americanos, baseada nas ideias dos filósofos iluministas, contra a tentativa de reforçar as medidas de exploração colonial impostas pela Inglaterra.

Questão 04 - UFF/1997 - 1ª Etapa - "Consideramos evidentes as seguintes verdades: que todos os homens foram criados iguais; que receberam de seu Criador certos direitos inalienáveis; que entre eles estão os direitos à vida, à liberdade e à busca da felicidade." (Declaração de Independência dos Estados Unidos da América, 2 de julho de 1776.) Esta passagem denota
(A) o desejo do Congresso Continental de delegados das Treze Colônias no sentido de empreender reformas profundas na sociedade do novo país.
(B) a utilização de categorias do Direito Natural Racional, no contexto das idéias do Iluminismo. 
(C) que o Congresso Continental, apesar de rebelde à Inglaterra, permanecia fiel ao ideário do absolutismo, pois deste emanavam os ideais que defendia.
(D) influência das reformas empreendidas no século XVIII pelos chamados "déspotas esclarecidos" da Europa.
(E) que os delegados das Treze Colônias tinham uma concepção ingênua e equivocada das sociedades humanas.

Questão 05 - PUC-Campinas 2017 - Os primeiros tempos da história dos Estados Unidos como nação independente foram marcados pela Declaração de Independência, que celebrava a legítima busca por oportunidades, prosperidade e felicidade por todas as famílias, apregoando valores que mais tarde seriam associados ao chamado “sonho americano”. Corroborou, posteriormente, para a difusão desses valores a 
(A) implantação da Lei de Terras como medida prioritária após a independência, incentivando o assentamento das famílias de imigrantes em pequenos lotes adquiridos a preços simbólicos. 
(B) descoberta de ouro na Califórnia, que provocou uma onda desenfreada de migrações para o oeste, atraindo, inclusive, trabalhadores estrangeiros. 
(C) promulgação da Constituição dos Estados Unidos, composta por um conjunto de leis que asseguravam o fim da escravidão, o voto universal e o sistema federativo. 
(D) política de remoção indígena acompanhada da criação de reservas, conjuntamente à campanha de que o respeito à diversidade e a tolerância eram pilares da sociedade americana. 
(E) transposição das fronteiras ao sul, por meio da Guerra de Secessão, que resultou na anexação de metade do território antes pertencente ao México, despertando o entusiasmo da população pela política expansionista.

Questão 06 - Mackenzie-SP - Leis britânicas acirraram as divergências entre colonos americanos e a Coroa inglesa, provocando a luta pela independência. Dentre os objetivos dessas leis, destacam-se: 
a) aumentar a receita real, impedir o contrabando e o comércio intercolonial e recuperar a Companhia das Índias Orientais. 
b) aumentar o consumo de chá e de açúcar na colônia, obrigar o uso de selos nas correspondências e aumentar as exportações da colônia. 
c) abolir a escravidão nas colônias, separar juridicamente as Treze Colônias e ajudar a Pensilvânia a anexar terras no Oeste. 
d) recuperar Companhia das Índias Ocidentais, abrir o porto de Boston às nações amigas e aumentar as importações da colônia. 
e) pagar indenizações à França, devido à derrota inglesa na Guerra dos Sete Anos, revogar os atos Townshend e favorecer os produtores locais de açúcar.

Questão 07 - UNIFENAS 2012/2 - Manhã - A partir da leitura dos textos abaixo, identifique corretamente o momento histórico ao qual se referem. A Estátua da Liberdade, monumento cujo nome oficial é “A Liberdade Iluminando o Mundo”, na verdade é uma obra francesa. A ideia de sua construção partiu de Édouard Lefèbvre de Laboulaye, historiador e político francês que era grande admirador dos Estados Unidos. Depois do fim da Guerra de Secessão, em 1865, ele propôs ao governo de seu país enviar aos americanos um presente para celebrar o centenário da independência da ex-colônia inglesa, comemorado em 1876. O projeto, confiado ao escultor alsaciano Frédéric Auguste Bartholdi, deveria simbolizar a amizade entre os dois países. (Revista História Viva, edição 92, junho de 2011) O movimento que culminou na independência dos Estados Unidos da América, em 1776, pode ser corretamente relacionado aos ideais 
a) absolutistas.
b) feudais.
c) mercantilistas.
d) socialistas.
e) iluministas.

Questão 08 - UEL 2007  - Leia o texto a seguir: "[...] A independência e a construção do novo regime republicano foi um projeto levado adiante pelas elites das colônias. Escravos, mulheres e pobres não são os lideres desse movimento. A independência norte-americana (EUA) é um fenômeno branco, predominantemente masculino e latifundiário ou comerciante. [...]'" Fonte: KARNAL, L. 'Estados Unidos: da colônia a independência'. São Paulo: contexto, 1990. (coleção repensando a história). P. 67. Com base no texto e nos conhecimentos sobre o processo de independência dos Estados Unidos, é correto afirmar que: 
a) O movimento de independência da América do Norte não representou a união das treze colônias por um sentimento único de nação, mas sim, um movimento contra o domínio da Inglaterra, potencializado pelo sentimento antibritânico. 
b) A América do Norte independente, com as reformas de caráter democrático, aboliu as diferenças entre os habitantes da colônia, instituindo a prática da inclusão por meio de uma Constituição Liberal. 
c) A colonização da América do Norte pela Inglaterra diferenciou-se daquela feita na América do Sul pelos espanhóis e portugueses porque contou com a organização e assistência da metrópole nesse empreendimento de conquista e exploração. 
d) A força do catolicismo foi preponderante no processo de emancipação, pois incentivava o crescimento espiritual da população, libertação dos escravos e a expansão territorial - crescimento que só seria possível cortando os laços com a metrópole.
e) Um dos problemas apresentados no período de lutas pela independência dos EUA foi a falta de um projeto comum entre as colônias do norte e as colônias do sul que não se harmonizavam quanto a um acordo na forma de promulgar a Constituição estadunidense do norte e do sul.

GABARITO
01 - C
02 - B
03 - E
04 - B
05 - B
06 - A 
07 - E
08 - A

Suécia será a primeira nação do mundo livre de combustíveis fósseis

Na véspera do encerramento da Cúpula do Clima das Nações Unidas, Primeiro Ministro Stefan Löfven afirma: "A Suécia será a 1ª nação de bem-estar do mundo livre de combustíveis fósseis". Declaração completa e em português aqui:


Cataratas do Niágara - Desenho para Imprimir e Colorir

Cataratas do Niágara - Desenho para Imprimir e Colorir.

Gaivota - Desenho para Imprimir e Colorir

Gaivota - Desenho para Imprimir e Colorir.

Inscrições abertas para o 5º "Ditado Geográfico" da RGS

O ditado geográfico da RGS (Sociedade Geográfica Russa) será realizado pela quinta vez na Rússia e no exterior em 27 de outubro de 2019 às 12:00 (horário local). A campanha educacional internacional de larga escala, foi iniciada em 2015 pelo Presidente da Federação Russa Vladimir Putin. A ação tem por objetivo propagar os conhecimentos geográficos e despertar o interesse pela geografia da Rússia.
Tradicionalmente, o Ditado é realizado presencialmente em locais especialmente organizados, e também online no site do projeto: dictant.rgo.ru. As provas são disponíveis em dois idiomas - russo e inglês.

Todos são convidados a organizar um local de Ditado em sua cidade. As inscrições encerram no dia 10 de Outubro e podem ser realizadas no site do evento:

iGeo 2020: 17ª Olimpíada Internacional de Geografia

De 11 a 17 de Agosto de 2020, em Istambul, na Turquia, acontecerá a 17ª Olimpíada Internacional de Geografia.
A Olimpíada Internacional de Geografia (iGeo - International Geography Olympiad) é uma competição para os melhores estudantes de geografia de 16 a 19 anos de todo o mundo. Cada país seleciona a sua equipe a partir de olimpíadas nacionais. Quatro estudantes representam cada país em uma série de testes de Geografia. O idioma oficial do iGeo é o inglês.

Para mais informações acesse a página oficial do evento:

Tirinha do Armandinho - Paulo Freire

Tirinha do Armandinho - Paulo Freire.

Tirinha do Armandinho - Apesar de você, amanhã há de ser outro dia

Tirinha do Armandinho - Apesar de você, Chico, amanhã há de ser outro dia.

sábado, 21 de setembro de 2019

"Nobel de Geografia": Prêmio Vautrin-Lud (2019) para o geógrafo John Agnew

É oficial, John Agnew é o vencedor do  Vautrin Lud 2019.

No próximo FIG (Festival Internacional de Geografia), de 4 a 6 de outubro de 2019, o prêmio Vautrin-Lud será entregue a John Agnew. O Prêmio Vautrin Lud é o mais alto prêmio no campo da Geografia. Geralmente, é conhecido como o "Prêmio Nobel de Geografia". John Agnew é o trigésimo primeiro laureado (em 1992 e 1996, o prêmio foi concedido em conjunto a dois geógrafos).
Prêmio Vautrin-Lud (2019) para o geógrafo John Agnew.
Nascido em Millom , Inglaterra, em 29 de agosto de 1949, John A. Agnew é um geógrafo político anglo-americano .

John Agnew estudou na Universidade de Exeter, Reino Unido, e obteve mestrado e doutorado na Ohio State University, nos Estados Unidos. Antes de ser nomeado professor de Geografia na  Universidade da Califórnia, Los Angeles (UCLA) em 1995, ele passou duas décadas como membro do Departamento de Geografia da Syracuse University, em Nova York. Foi presidente do Departamento de Geografia da UCLA de 1998 a 2002 e é professor substituto no Departamento de Italiano.

*Por Gabriel, do Blog de Geografia (Suburbano Digital).

Charge de Carlos Latuff: Agatha Félix, 8 anos

Charge de Carlos Latuff:  Agatha Félix, 8 anos.

domingo, 15 de setembro de 2019

Número 13 - Desenho para Imprimir e Colorir

Número 13 - Desenho para Imprimir e Colorir.

Número 12 - Desenho para Imprimir e Colorir

Número 12 - Desenho para Imprimir e Colorir.

Número 11 - Desenho para Imprimir e Colorir

Número 11 - Desenho para Imprimir e Colorir.

Número 10 - Desenho para Imprimir e Colorir

Número 10 - Desenho para Imprimir e Colorir.

Outros números para colorir: Número 0 -  Número 1Número 2Número 3Número 4Número 5Número 6Número 7Número 8Número 9Número 10.

Número 9 - Desenho para Imprimir e Colorir

Número 9 - Desenho para Imprimir e Colorir.

 Outros números para colorir: Número 0 -  Número 1Número 2Número 3Número 4Número 5Número 6Número 7Número 8Número 9Número 10.

Número 8 - Desenho para Imprimir e Colorir

Número 8 - Desenho para Imprimir e Colorir.

 Outros números para colorir: Número 0 -  Número 1Número 2Número 3Número 4Número 5Número 6Número 7Número 8Número 9Número 10.

Número 7 - Desenho para Imprimir e Colorir

Número 7 - Desenho para Imprimir e Colorir.

 Outros números para colorir: Número 0 -  Número 1Número 2Número 3Número 4Número 5Número 6Número 7Número 8Número 9Número 10.

Número 6 - Desenho para Imprimir e Colorir

Número 6 - Desenho para Imprimir e Colorir.

 Outros números para colorir: Número 0 -  Número 1Número 2Número 3Número 4Número 5Número 6Número 7Número 8Número 9Número 10.

Número 5 - Desenho para Imprimir e Colorir

Número 5 - Desenho para Imprimir e Colorir.

 Outros números para colorir: Número 0 -  Número 1Número 2Número 3Número 4Número 5Número 6Número 7Número 8Número 9Número 10.

Número 4 - Desenho para Imprimir e Colorir

Número 4 - Desenho para Imprimir e Colorir.

 Outros números para colorir: Número 0 -  Número 1Número 2Número 3Número 4Número 5Número 6Número 7Número 8Número 9Número 10.

Número 3 - Desenho para Imprimir e Colorir

Número 3 - Desenho para Imprimir e Colorir.
 
Outros números para colorir: Número 0 -  Número 1Número 2Número 3Número 4Número 5Número 6Número 7Número 8Número 9Número 10.

Número 2 - Desenho para Imprimir e Colorir

Número 2 - Desenho para Imprimir e Colorir.

 Outros números para colorir: Número 0 -  Número 1Número 2Número 3Número 4Número 5Número 6Número 7Número 8Número 9Número 10.

Número 1 - Desenho para Imprimir e Colorir

Número 1 - Desenho para Imprimir e Colorir.

 Outros números para colorir: Número 0 -  Número 1Número 2Número 3Número 4Número 5Número 6Número 7Número 8Número 9Número 10.

Charge de Toni D'Agostinho: a era da ignorância

Charge de Toni D'Agostinho: a era da ignorância.

Charge do Duke: promotor do “miserê”

Charge do Duke: promotor do “miserê”.

Charge de André Dahmer: sua tia não é fascista

Charge de André Dahmer: sua tia não é fascista.

quinta-feira, 12 de setembro de 2019

Moção de Repúdio das/os Estudantes de Pós-Graduação em Geografia ao Governo Federal do Brasil

São Paulo, 11 de setembro de 2019.

Nós, estudantes de Pós-Graduação em Geografia, repudiamos as medidas arbitrárias e hierárquicas que estão sendo tomadas pelo governo federal em relação às Universidades Públicas brasileiras.

Reivindicamos a revogação das intervenções nos processos eleitorais para os cargos de reitoras/es nas Universidades Federais e diretoras/es em Institutos Federais. Tais medidas ferem diretamente o princípio da autonomia universitária, garantida pela Constituição Federal de 1988, além de negar a possibilidade de diálogo entre governo e comunidade acadêmica. A gestão das universidades públicas sempre foi baseada em escolhas realizadas pelas/os suas/eus próprias/os membras/os que, indubitavelmente, são quem melhor podem avaliar as medidas a serem tomadas para o funcionamento das instituições. Propostas como o “Future-se” visam somente a impossibilidade de autogestão universitária, impondo a ela um caráter subserviente frente à iniciativa
privada.

Ademais, esse projeto pauta a exoneração do governo em relação ao financiamento da educação superior pública, aderindo à lógica das privatizações, objetivando a lucratividade e a criação de fundos privados em detrimento da missão social das universidades de promover acesso ao ensino de qualidade para todas as camadas sociais e nos mais variados campos do conhecimento.

Colocamo-nos frontalmente contra a política de cortes nos investimentos em pesquisa adotada pelo governo federal. Entendemos que a soberania do país e a possibilidade de uma sociedade autônoma passa, antes de tudo, por investimentos significativos nas áreas da Educação e da Pesquisa, fomentando todas as áreas do conhecimento, sem que haja uma política de hierarquização dos saberes. Portanto, repudiamos os parâmetros colonialistas utilizados que negam a diversidade de conhecimentos e de povos, atribuindo à academia um caráter exclusivamente tecnicista e
criminalizando a liberdade de pensamento crítico. Alegamos que, sem liberdade de pensamento, não há produção do conhecimento nem espaço para o diálogo. Não aceitamos essas disposições reacionárias, as quais objetivam censurar e recriminar a multiplicidade de saberes. Requeremos a legitimidade da liberdade de cátedra.

As medidas intervencionistas e a criminalização do pensamento crítico impedem o avanço do processo de reconhecimento de territórios ancestrais, dos povos do campo, da floresta, trabalhadoras/es, mulheres, negros, comunidade LGBTQI+, enfim, reforçam ainda mais o contexto social marcado pela violência e pelo preconceito que sempre
renegaram a essas pessoas seus direitos fundamentais.

Por fim, reafirmamos que nos manteremos unidas e unidos frente a qualquer ação que tenha o objetivo de destruir os direitos já consolidados e de impedir os avanços necessários para que nossas universidades sejam cada vez mais abertas, inclusivas e abrangentes.

domingo, 1 de setembro de 2019

Charge de Daniel Pxeira: a Amazônia pede socorro!

Charge de Daniel Pxeira: a Amazônia pede socorro!

Charge do Gilmar Fraga: desemprego, medição e ideologias

Charge do Gilmar Fraga: desemprego, medição e ideologias.

Charge do Jorge Braga: PIB pequenininho aí, presidente?

Charge do Jorge Braga: PIB pequenininho aí, presidente?

Charge de Toni D'Agostinho: “Filtro da Ancine” no governo terra plana

Charge de Toni D'Agostinho: “Filtro da Ancine” no governo terra plana.

Charge de Ivan Cabral: Agronegócio e Mineração

Charge de Ivan Cabral: Agronegócio e Mineração.

Charge de Cláudio Aleixo: Gado no WhatsApp

Charge de Cláudio Aleixo: Gado no WhatsApp.

Charge de Jean Galvão: aumenta o trabalho informal

Charge de Jean Galvão: aumenta o trabalho informal.

Inscreva-se e conheça nosso Canal: