PETS

terça-feira, 31 de março de 2020

Avaliações Bimestrais - 9º ano - Teláris Geografia

Confira o acervo para download de Propostas de acompanhamento da aprendizagem do livro Teláris Geografia, da editora Ática, para o nono ano do Ensino Fundamental. Essas avaliações encontram-se disponíveis para baixar no site da editora. Os arquivos encontrados na internet foram organizados por bimestres.
9º ANO - TELÁRIS GEOGRAFIA
1º BIMESTRE: Avaliação de Geografia 1 / Gabarito

Avaliações Bimestrais - 8º ano - Teláris Geografia

Confira o acervo para download de Propostas de acompanhamento da aprendizagem do livro Teláris Geografia, da editora Ática, para o oitavo ano do Ensino Fundamental. Essas avaliações encontram-se disponíveis para baixar no site da editora. Os arquivos encontrados na internet foram organizados por bimestres.


8º ANO - TELÁRIS GEOGRAFIA
1º BIMESTRE: Avaliação de Geografia 1 / Gabarito

Avaliações Bimestrais - 7º ano - Teláris Geografia

Confira o acervo para download de Propostas de acompanhamento da aprendizagem do livro Teláris Geografia, da editora Ática, para o sétimo ano do Ensino Fundamental. Essas avaliações encontram-se disponíveis para baixar no site da editora. Os arquivos encontrados na internet foram organizados por bimestres.
7º ANO - TELÁRIS GEOGRAFIA
1º BIMESTRE: Avaliação de Geografia 1 / Gabarito

Avaliações Bimestrais - 6º ano - Teláris Geografia

Confira o acervo para download de Propostas de acompanhamento da aprendizagem do livro Teláris Geografia, da editora Ática, para o sexto ano do Ensino Fundamental. Essas avaliações encontram-se disponíveis para baixar no site da editora. Os arquivos encontrados na internet foram organizados por bimestres.

6º ANO - TELÁRIS GEOGRAFIA
1º BIMESTRE: Avaliação de Geografia 1 / Gabarito

VÍDEO: “Maju só é famosa pela cor” e “Thelma é uma preta coitada”: “Rodrigo Branco” destila RACISMO no Instagram

VÍDEO:

O ex-diretor da Band Rodrigo Banco tem sido acusado de racismo por alguns internautas, após fazer um comentário polêmico sobre Thelma do BBB20, durante uma live no Instagram.

A fala de Rodrigo aconteceu na noite desta segunda-feira (30), em uma transmissão da influenciadora Jude Paulla. Em um papo sobre BBB, o guia turístico dos famosos afirmou que torcia por Rafa e chegou chamar Thelma de “negra coitada”.

Rodrigo Branco se retratou mas não pediu desculpas a Thelma e Maju.

Na ocasião, os dois abordavam assuntos sobre o BBB20 quando o empresário questionou o favoritismo de Thelma no jogo. “Todo mundo está votando nela por que ela é negra coitada […] Ela ganhou uma provinha e ficou se achando melhor que todo mundo“, afirmou ele em tom de deboche com a participante do reality.

Na sequência, Branco usou casos/crimes de racismo envolvendo a jornalista da TV Globo, Maju Coutinho como exemplo. “É a mesma coisa que eu falo da Maju Coutinho. Ela é péssima, ela é horrível, fala tudo errado. Eu assisti hoje, ela está lá só por causa da cor“, rechaçou ele, sem meias palavras. Não bastando, Rodrigo Branco desmereceu a carreia da âncora do Jornal Hoje.

“Qual foi a carreira dela? A carreira dela foi ser xingada de ‘Todos por Maju’ [corrente de apoio de pessoas em prol da jornalista]. Ela não tem uma carreira. Nunca foi repórter de campo. Eu como diretor de televisão maravilhoso, vou te falar: Ela lê o TP [Telepronter] todo errado“, continuou.

A gravação da live viralizou na web e Rodrigo Branco veio à público através de uma sequência de publicações no Instagram, pedir desculpas. “Sempre falo o que eu penso. Várias vezes já falei besteiras. Mas eu mudo de ideia. Ignorante é não mudar de ideia. Falei um monte de merda, não falei nada como eu penso. Eu queria falar uma coisa e falei outra. Fui racista e tenho que assumir quando a gente fala merda“, disse.

Rodrigo Branco pediu desculpas para Jude Paulla, mas não pediu para Thelma nem Maju Coutinho.

Fonte: Observatório da TV.

segunda-feira, 30 de março de 2020

Governo vai dispensar escolas de cumprir 200 dias letivos

O governo prepara uma medida provisória para liberar as escolas do país da exigência legal de cumprir 200 dias letivos em 2020. Por causa do avanço no novo coronavírus, as aulas estão suspensas em boa parte do Brasil.
A Lei de Diretrizes e Bases estabelece que as escolas cumpram todo ano, no mínimo, 200 dias letivos, distribuídos em dois semestres, totalizando 800 horas de aula. Com as medidas de restrição impostas por diversos Estados e municípios, a avaliação é que será muito difícil cumprir a exigência.

O Ministério da Educação formulou então um texto de uma medida provisória autorizando as escolas públicas e privadas do país a reduzir o calendário de aulas neste ano. A versão do texto, que já foi enviada ao Palácio do Planalto, mantém a obrigação das 800 horas de aula em 2020, mas permite que o conteúdo seja lecionado em número menor de dias, segundo fontes com conhecimento direto das tratativas informaram à CNN.

A dispensa valerá para o ensino fundamental e médio de todas as escolas, públicas e privadas. Ela não se aplica à educação infantil, já que, para os alunos dessa faixa, não há exigência legal do cumprimento do calendário de 200 dias letivos.

Na prática, as escolas poderão aumentar a carga horária diária ao longo do segundo semestre. Os alunos farão então testes regulares para aferir a compreensão do conteúdo.

A proposta atende pedidos de secretários de Educação e de representantes da iniciativa privada, que estão preocupados sobre como irão administrar o calendário diante das medidas de isolamento social estabelecidas em cidades do País.

Ao editar a medida provisória, a mudança terá validade imediata e terá de ser apreciada posteriormente pelo Congresso para se tornar lei. Mas Estados e municípios terão de regulamentá-la, estabelecendo como encaixarão as 800 horas no calendário após a retomada das aulas presenciais.

Merenda

Outra mudança legal encaminhada pelo Ministério da Educação ao Planalto, e que deve compor uma segunda medida provisória, é a autorização para que escolas públicas distribuam a merenda escolar.

Estados e municípios enfrentam um duplo problema em relação à merenda: há estoque de alimentos que já haviam sido comprados antes das escolas fecharem e famílias precisando de ajuda para alimentar as crianças em casa.

Mas secretários de Educação alertaram o governo de que não poderiam simplesmente distribuir a merenda sob o risco de complicações legais. Há uma lei que rege as regras da alimentação escolar. 

A ideia é que a medida provisória dê flexibilidade aos estados e municípios para decidir como promover a distribuição dos alimentos. Secretários de Educação indicaram que, em alguns casos, será possível levar o alimento diretamente na casa dos estudantes na forma de um “kit” ou cesta básica. Já para alguns Estados e em determinados municípios têm limitações para realizar a entrega e, por isso, eles terão autorização para pensar outra forma de distribuir a merenda. 

A Câmara dos Deputados aprovou na semana passada um um projeto de lei com o objetivo de autorizar a distribuição da merenda. A medida atendeu pedido do Conselho Nacional de Secretários de Educação e da União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação. O governo entende, porém, que a medida provisória agilizará a medida. Para valer, o projeto ainda tem de passar pelo Senado, que vem operando em sistema de votação remoto como a Câmara. Já a medida provisória tem validade imediata.

A medida é importante para ajudar as famílias, já que muitas crianças no país fazem a principal refeição do dia na escola. Mas também dá alívio aos gestores locais. Eles temem que sejam responsabilizados futuramente ao prestar contas, já que adquiriram os alimentos e boa parte corre o risco de estragar. Além de alimentos não perecíveis, há em estoque nas escolas verduras, legumes e frutas, indicaram os secretários de educação.

*Com informações da CNN Brasil.

domingo, 29 de março de 2020

Cidade da Turquia está criando túneis de desinfecção nas ruas contra o coronavírus (COVID-19)

A cidade de Ordu, no Mar Negro, desenvolveu seu próprio método para combater o vírus, usando um estande do tamanho de um homem de 5 metros de comprimento, apelidado de "Túnel de desinfecção AIRCOR52", para pulverizar desinfetante e depois vaporizar sobre quem passa por ele. 


O prefeito de Ordu, Mehmet Hilmi Güler, disse que a cidade em breve começará a produzir em massa a invenção para o resto do país.

Mehmet Hilmi Güler postou em seu twitter o vídeo. Original aqui!

Ministério da Saúde sugere fechamento de escolas e universidades no mês de Abril

Plano do Ministério da Saúde prevê ampliar isolamento com fechamento de escolas.

Documento distribuído a secretários estaduais de saúde e gestores do SUS sugere estratégia de transição para os meses de abril, maio e junho.

O Ministério da Saúde distribuiu neste sábado (28) a secretários estaduais de saúde e gestores do Sistema Único de Saúde (SUS) no país um plano de ação de quarentena que recomenda o fechamento de escolas e universidades no mês de abril, com a possibilidade de estender a medida para o mês de maio, como meio de combate à pandemia do coronavírus.

Elaborado pela equipe técnica da pasta, o documento, com data de sexta-feira (27), sugere uma estratégia de transição para os meses de abril, maio e junho, como o distanciamento social para idosos e pessoas abaixo de 60 anos com doenças crônicas.

Também defende que, nesse período, pessoas que apresentem os sintomas da doença fiquem isoladas em casa, assim como os demais moradores do local.

O plano incentiva ainda a adoção de reuniões virtuais, teletrabalho (home office) e extensão do horário para diminuir a quantidade de pessoas no mesmo espaço físico. Além disso, propõe o distanciamento social no ambiente de trabalho.

No período de três meses, ficaria proibida a realização de qualquer evento de aglomeração, como shows, cultos, jogos de futebol, cinema, teatro e casa noturna.

Para bares e restaurantes, o documento sugere reduzir em 50% a capacidade instalada e reforço das regras de prevenção, com o uso de álcool e intensificação da limpeza.

O documento defende a contratação de trabalhadores informais como promotores de saúde durante a crise de saúde no país.

O objetivo é que eles orientem as pessoas na rua, identifiquem idosos que estão fora do isolamento para enviá-los para casa e façam a limpeza de superfícies.

Fonte:( Globo.com)

Avaliações Bimestrais - 9º ano - Geografia Espaço e Interação

Confira o acervo para download de Propostas de acompanhamento da aprendizagem do livro Geografia Espaço e Interação, da FTD Educação, para o nono ano do Ensino Fundamental. Essas avaliações encontram-se disponíveis para baixar no site da editora. Os arquivos encontrados na internet foram organizados por bimestres.


Geografia Espaço e Interação - 9 ANO

Avaliações Bimestrais - 8º ano - Geografia Espaço e Interação

Confira o acervo para download de Propostas de acompanhamento da aprendizagem do livro Geografia Espaço e Interação, da FTD Educação, para o oitavo ano do Ensino Fundamental. Essas avaliações encontram-se disponíveis para baixar no site da editora. Os arquivos encontrados na internet foram organizados por bimestres.


Geografia Espaço e Interação - 8 ANO

Avaliações Bimestrais - 7º ano - Geografia Espaço e Interação

Confira o acervo para download de Propostas de acompanhamento da aprendizagem do livro Geografia Espaço e Interação, da FTD Educação, para o sétimo ano do Ensino Fundamental. Essas avaliações encontram-se disponíveis para baixar no site da editora. Os arquivos encontrados na internet foram organizados por bimestres.


Avaliações Bimestrais - 6º ano - Geografia Espaço e Interação

Confira o acervo para download de Propostas de acompanhamento da aprendizagem do livro Geografia Espaço e Interação, da FTD Educação, para o sexto ano do Ensino Fundamental. Essas avaliações encontram-se disponíveis para baixar no site da editora. Os arquivos encontrados na internet foram organizados por bimestres.

sábado, 28 de março de 2020

Já são 46 países africanos afetados pela pandemia COVID-19

Luanda - O número de mortes causadas pela covid-19 em África subiu para 117 em 46 países, havendo a registar 3.977 casos e 286 doentes recuperados, segundo as mais recentes estatísticas sobre a pandemia.

De acordo com dados do Centro para a Prevenção e Controlo de Doenças (CDC) da União Africana (África CDC), a África central regista 200 casos, 9 mortes e 6 recuperações, enquanto África do leste regista 301 casos, quatro mortes e seis recuperações.

No norte de África, onde se concentra a maior parte dos casos, o CDC actualizou os números, registando agora 1.534 casos, que resultaram em 85 mortos e 205 pessoas que recuperaram da infecção.

Na África Austral, há 1.232 infectados, dois mortos e 31 pessoas conseguiram recuperar.

A África Ocidental, por seu lado, regista 712 casos, que resultaram em 17 mortes e 38 recuperações.

O África CDC regista mortes pela Covid-19 em 19 países africanos: Argélia, Burkina Faso, Camarões, República Democrática do Congo, Egipto, Gabão, Gâmbia, Ghana, Maurícias, Marrocos, Nigéria, Sudão, Tunísia, Zimbabwe, Cabo Verde, Níger, Quénia e África do Sul e Togo, a que se juntou hoje o Djibuti, com 12 casos de infecção.

Nos países lusófonos, Angola aparece com cinco casos confirmados de infecção pelo novo coronavírus, Cabo Verde regista cinco e uma morte, Moçambique confirmou oito e a Guiné-Bissau dois.

Na Guiné Equatorial, que integra a Comunidade de Países de Língua Portuguesa, as autoridades confirmaram 13 casos positivos de infecção pelo novo coronavírus.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, já infectou mais de 575 mil pessoas em todo o mundo, das quais morreram quase 27.000.

Dos casos de infecção, pelo menos 129.100 são considerados curados.

Depois de surgir na China, em Dezembro, o surto espalhou-se por todo o mundo, o que levou a Organização Mundial da Saúde (OMS) a declarar uma situação de pandemia.

O continente europeu, com mais de 329 mil infectados e mais de 19 mil mortos, é aquele onde está a surgir actualmente o maior número de casos, e a Itália é o país do mundo com mais vítimas mortais, com 9.134 mortos em 86.498 casos registados até quinta-feira.

A Espanha é o segundo país com maior número de mortes, registando 5.690, entre 72.248 casos de infecção confirmados até hoje, enquanto os Estados Unidos são desde quinta-feira o que tem maior número de infectados (mais de 104 mil).

A China, sem contar com os territórios de Hong Kong e Macau, conta com 81.394 casos (mais de 74 mil recuperados) e regista 3.295 mortes. A China anunciou hoje 54 novos casos, todos oriundos do exterior, e mais três mortes, numa altura em que o país suspendeu temporariamente a entrada no país de cidadãos estrangeiros, incluindo residentes.

Os países mais afectados a seguir a Itália, Espanha e China são o Irão, com 2.517 mortes reportadas (35.408 casos), a França, com 1.995 mortes (32.964 casos) e os Estados Unidos com 1.711 mortes.

Vários países adoptaram medidas excepcionais, incluindo o regime de quarentena e o encerramento de fronteiras.

Fonte: ANGOP - Agência Angola Press.

Avaliações Bimestrais - 9º ano - Vontade de Saber Geografia

Confira o acervo para download de Propostas de acompanhamento da aprendizagem do livro Vontade de Saber Geografia, da FTD Educação, para o nono ano do Ensino Fundamental. Essas avaliações encontram-se disponíveis para baixar no site da editora. Os arquivos encontrados na internet foram organizados por bimestres.

Avaliações Bimestrais - 8º ano - Vontade de Saber Geografia

Confira o acervo para download de Propostas de acompanhamento da aprendizagem do livro Vontade de Saber Geografia, da FTD Educação, para o oitavo ano do Ensino Fundamental. Essas avaliações encontram-se disponíveis para baixar no site da editora. Os arquivos encontrados na internet foram organizados por bimestres.

Avaliações Bimestrais - 7º ano - Vontade de Saber Geografia

Confira o acervo para download de Propostas de acompanhamento da aprendizagem do livro Vontade de Saber Geografia, da FTD Educação, para o sétimo ano do Ensino Fundamental. Essas avaliações encontram-se disponíveis para baixar no site da editora. Os arquivos encontrados na internet foram organizados por bimestres.

Avaliações Bimestrais - 6º ano - Vontade de Saber Geografia

Confira o acervo para download de Propostas de acompanhamento da aprendizagem do livro Vontade de Saber Geografia, da FTD Educação, para o sexto ano do Ensino Fundamental. Essas avaliações encontram-se disponíveis para baixar no site da editora. Os arquivos encontrados na internet foram organizados por bimestres.

Avaliações Bimestrais - 9º ano - Araribá Mais Geografia

Confira o acervo para download de Propostas de acompanhamento da aprendizagem do livro Araribá Mais Geografia, Editora Moderna, para o nono ano do Ensino Fundamental. Essas avaliações encontram-se disponíveis para baixar no site da editora. Os arquivos encontrados na internet foram organizados por unidades com seus respectivos assuntos.


1º Bimestre: Avaliação 1 / Gabarito comentado

2º Bimestre: Avaliação 2 / Gabarito comentado

3º Bimestre: Avaliação 3 / Gabarito comentado

4º Bimestre: Avaliação 4 Gabarito comentado

Avaliações Bimestrais - 8º ano - Araribá Mais Geografia

Confira o acervo para download de Propostas de acompanhamento da aprendizagem do livro Araribá Mais Geografia, Editora Moderna, para o oitavo ano do Ensino Fundamental. Essas avaliações encontram-se disponíveis para baixar no site da editora. Os arquivos encontrados na internet foram organizados por unidades com seus respectivos assuntos.

1º Bimestre: Avaliação 1 / Gabarito comentado

2º Bimestre: Avaliação 2 / Gabarito comentado

3º Bimestre: Avaliação 3 Gabarito comentado

4º Bimestre: Avaliação 4 / Gabarito comentado

Avaliações Bimestrais - 7º ano - Araribá Mais Geografia

Confira o acervo para download de Propostas de acompanhamento da aprendizagem do livro Araribá Mais Geografia, Editora Moderna, para o sétimo ano do Ensino Fundamental. Essas avaliações encontram-se disponíveis para baixar no site da editora. Os arquivos encontrados na internet foram organizados por unidades com seus respectivos assuntos.


1º Bimestre: Avaliação 1 / Gabarito comentado

2º Bimestre: Avaliação 2 / Gabarito comentado

3º Bimestre: Avaliação 3 / Gabarito comentado

4º Bimestre: Avaliação 4 / Gabarito comentado

Quem defende fim do isolamento deve assinar termo abrindo mão de respirador, diz médica paraibana

A médica Adriana Melo, que ficou conhecida em todo o mundo por ter descoberto a relação entre a zika e a microcefalia, utilizou as redes sociais, nesta quinta-feira (26) para defender a manutenção das medidas de isolamento social em meio à pandemia do novo Coronavírus (Covid-19).
Foto: Reprodução/TV Globo.
Ela sugeriu que quem for a favor da abertura do comércio, assine um termo abrindo mão do respirador caso seja contaminado pelo Covid-19 e os profissionais de Saúde tenham que escolher “quem vai viver, quem vai morrer”.

“Sugiro que quem for favorável acabar com o isolamento social e abrir o comercio, assinar um termo dizendo que abre mão de um respirador quando nós, profissionais da saúde, tivermos que escolher quem vai morrer ou viver. #euacreditonaciencia”, postou.

A postagem da médica veio na esteira do anúncio da realização de uma carreata, em Campina Grande, nesta sexta-feira (27), em apoio ao pedido feito por Jair Bolsonaro para que o comércio volte a funcionar a despeito da pandemia – chamada por ele de “gripezinha” – e da divulgação de uma campanha do Governo pelo fim do isolamento.

*Com informações de Paraíba Debate / Brasil 247.

Avaliações Bimestrais - 6º ano - Araribá Mais Geografia

Confira o acervo para download de Propostas de acompanhamento da aprendizagem do livro Araribá Mais Geografia, Editora Moderna, para o sexto ano do Ensino Fundamental. Essas avaliações encontram-se disponíveis para baixar no site da editora. Os arquivos encontrados na internet foram organizados por unidades com seus respectivos assuntos.

1º Bimestre: Avaliação 1 / Gabarito comentado

2º Bimestre: Avaliação 2 / Gabarito comentado

3º Bimestre: Avaliação 3 / Gabarito comentado

4º Bimestre: Avaliação 4 / Gabarito comentado

sexta-feira, 27 de março de 2020

Papa leva o "Crucifixo Milagroso'"ao Vaticano e reza SOZINHO pelo fim do coronavírus

O Papa Francisco rezou nesta sexta-feira (27) sozinho diante da imensa praça de São Pedro vazia e deu a bênção e a indulgência plenária ao mundo pela pandemia de coronavírus que o assola. Não há registro de gesto semelhante na história do Vaticano.

Com o cenário inédito da Praça São Pedro vazia com o Papa Francisco diante da Basílica Vaticana, o Pontífice afirmou que é "diante do sofrimento que se mede o verdadeiro desenvolvimento dos povos”. Francisco falou ainda da ilusão de pensar "que continuaríamos sempre saudáveis num mundo doente".
Papa Francisco reza sozinho na Praça de São Pedro.
Diante da pandemia do novo coronavírus que assombra todo o planeta, o Papa Francisco pediu que o crucifixo, de mais de 500 anos, da Igreja de San Marcello al Corso fosse transferido da praça São Pedro. A imagem é tida como milagrosa pelo católicos e foi utilizada pela igreja na grande peste de 1522.

Ao final da homilia, o Pontífice adorou o Santíssimo e concedeu a bênção Urbi et Orbi, com anexa a Indulgência Plenária.

27 de março de 2020. Eis a imagem oficial do Cascão lavando as mãos

27 de março de 2020. Eis a imagem oficial do Cascão lavando as mãos. Quando é pela solidariedade, o Cascão supera o medo.

O cascão entra no combate ao coronavírus.
Link: https://twitter.com/TurmadaMonica/status/1243598842555138048

Gabriel entrevista Alessandro Buzo

Em mais uma matéria aqui no Blog de Geografia, apresento a vocês uma entrevista exclusiva com Alessandro Buzo, feita pelo editor deste blog.
Alessandro Buzo: "com o tempo virei o próprio Suburbano Convicto".
Gabriel – Quem é Alessandro Buzo? E o Suburbano Convicto? 
Alessandro Buzo: Salve a todos que estão lendo essa entrevista, o Buzo é um cara humilde e simples, nascido e criado no itaim Pta, extremo da Zona Leste de São Paulo, comecei a trabalhar no centro de São Paulo aos 13 anos de idade, em 85, pra sobreviver, meu pai tinha saído de casa e não ajudava, minha mãe era dona de casa virou doméstica, depois funcionária pública. Pra trabalhar, usava os trens lotados, o itaim fica a 40km do centro. Anos depois em 2000, virei escritor quando lancei independente o livro: O Trem - Baseado em Fatos Reais, falando do trem que usava desde sempre, os perrengue dos usuários. O nome Suburbano Convicto tirei de um som do Planet Hemp, usei no título do meu segundo livro em 2004, Suburbano Convicto - O Cotidiano do itaim Paulista, depois incorporei como nome da minha produtora, Suburbano Convicto Produções, que criei pra divulgar meus trabalhos, vender minhas palestras. Com o tempo virei o próprio Suburbano Convicto.

Alessandro Buzo é escritor, cineasta e apresentador de TV.

Gabriel – Fale nos um pouco de seu trabalho. Conte um pouco de sua história e de suas
atividades.
Buzo: Casei em 1998 com a Marilda Borges, em 2000 nasceu meu filho Evandro, mesmo ano que lancei meu primeiro livro e mudei minha trajetória, era um cara comum de periferia, mas a literatura me levou pra outros lugares, novas possibilidades. Mas dai a viver de cultura, levou um tempo, dividia meu tempo no emprego, vendia alimentos num atacadista, pra grandes restaurantes, clubes, hospitais. Em 2007 eu larguei meu último emprego formal e passei a acreditar que tendo mais tempo, teria mais resultado e passei a trabalhar com qualquer coisa que tivesse alguma ligação cultural, vivo assim até hoje, com altos e baixos. Em 2008 graças a uma produtora de vídeo, a DGT Filmes, consegui um quadro pra falar de cultura da periferia no Programa Manos e Minas da TV Cultura, quando o programa surgiu com o Rappin Hood, ficou 3 anos, depois de 2011 à 2014, fiz a mesma coisa no tele-jornal SPTV 1a edição da Rede Globo com Cesar Tralli, foram 147 quadros exibidos, sucesso total, me tornei popular além das pessoas que me conheciam como escritor da periferia, ligado ao Hip Hop, expandiu meu público. Em 2009 pra 2010 realizei com o Toni Nogueira da DGT o filme Profissão Mc que teve o Criolo de protagonista antes dele ficar famosão. Enfim, paralelo a isso, segui lançando meus livros, hoje são 13 no Brasil, um na Argentina e organizei outros 13, são 7 volumes do Pelas Periferias do Brasil e 6 volumes do Poetas do Sarau Suburbano. Passei a realizar o Sarau Suburbano a partir de 2010, em 4 de Maio completa 10 anos, hoje é mensal na Giostri Livraria no Bixiga, região central de São Paulo e a 5 anos tem a versão Sarau Suburbano Litoral Norte, também mensal, no Bar da Praia em Boiçucanga, na cidade de São Sebastião-SP onde moro hoje. 

Gabriel – Sobre a live Buzo & Você, o que podemos esperar nos próximos capítulos?
Buzo: Durante a Pandemia é falar do confinamento, sobre assuntos da atualidade. Mas quero seguir depois disso, não de casa, mais da rua. No momento é diário no meu FACE às 14h, depois da pandemia, talvez com menas frequência.

Gabriel – Literatura?
Buzo: Minha vida, transformou minha vida, graças a literatura cheguei onde cheguei, conheci 12 estados do país, estive 3 vezes na Argentina. Graças a literatura virei "artista" e cheguei a TV e ao cinema, graças a isso conquistei uma casa própria por exemplo. Amo ler e escrever, leio bastante, ano passado li 21 livros, esse ano estou no décimo, tempos atrás lia mais ainda. 

Gabriel – Sobre os saraus. Continuam em atividade?
Buzo: Sim, nunca parou, são 10 anos no Bixiga em São Paulo e 5 anos em São Sebastião-SP, no Litoral Norte de SP onde moro hoje. 

Gabriel – Conte um pouco de sua experiência na TV.
Buzo: Entrei na estréia do Programa Manos e Minas da TV Cultura, a DGT Filmes tinha mandado a proposta de um programa que eu apresentaria, mas a TV já tinha programado o surgimento do Manos e Minas e perguntou se queríamos adaptar pra um quadro, foi assim que entramos, depois de 3 anos a Globo me chamou pra fazer o mesmo, mostrar a cultura da periferia no SPTV, claro que fui, fiquei lá outros 3 anos.

Gabriel – Próximos livros a serem publicados?
Buzo: Tenho 3 escritos, Vida de Suburbano de contos que ia sair em maio/20 pela Editora Reformatório, mas deve atrasar pela pandemia. Além desse tenho o meu primeiro só de poesia, É Tipo... Poesia, talvez saia pela Editora Patuá, mas não está 100% certo isso, aguardar cenas do próximo capítulos. O terceiro pronto é: Hélio Carrasco - Vida de ex-jogador profissional, biografia do Hélio Carrasco que jogou em 11 clubes no Brasil, depois em israel e por fim na Bélgica, hoje ele mora na mesma cidade que eu e viramos amigos.

Gabriel – Hip Hop?
Buzo: Amo, minha vida. O Hip Hop foi importante na minha formação, postura e atitude, também em levantar minha alto estima de ser periférico e se orgulhar disso. 

Gabriel – Política?
Buzo: Sou de esquerda, mas sem cegueira e fanatismo. Já fui candidato em 2016 a vereador em São Paulo, precisava de 18 mil votos, mas só tive 1.023. Era o pior ano pra ser de partidos de esquerda, saí pelo PCdoB. Não sei se um dia tento novamente. Sou contra o governo Bolsonaro, porque não apoio fascista, racista, machista e homofóbico e amigo de miliciano, ou chefe deles. 

Gabriel – Bolsonaro?
Buzo: 100% contra, não entendo como elegeram um cara tão despreparado pro cargo que ocupa. Não se trata de torcer contra, mas.... NÓS avisamos. 

Gabriel – Futebol?
Buzo: Sei que é fútil, aliena um pouco, mas amo, sou torcedor do Palmeiras de ir no estádio, já fui de organizada, hoje não mais, mesmo quando era, sou contra violência, pobre que bate em pobre (e mata), pra mim é vacilão. Tinha deixado de ir, voltei quando meu filho cresceu e passamos ir juntos, Pacaembu, Allianz Parque (moramos 7 anos perto) desses dois estádios. Mas já fomos ver Atlético MG 1x1 Palmeiras no ENEA em 2016, Boca Jrs 0x2 Palmeiras em La Bambonera em 2018, Vasco 1x2 Palmeiras em São Januário em 2019 e outros. Pra mim é lazer e entretenimento.

Gabriel – Coronavírus no Brasil. Quais os efeitos nas favelas? Tem alguma opinião sobre isso.
Buzo: Sabemos que o vírus venho pro Brasil pelos ricos que viajam pro extrangeiros, mas eles podem se tratar em hospital estruturado, mas se espalhar na favela, muita gente vai morrer, precisamos conscientizar e tentar evitar, fiquemos em casa.

Gabriel – Vi recentemente o seu novo blog dedicado ao cinema. Qual é a ideia central deste projeto?
Buzo: Passei a ver mais filmes e séries desde que assinei Netflix, amo cinema e passei a começar a comentar os filmes no meu Face, mas como na quarentena passou a ser diário, enchia muito a página só com isso, criei um Blog pra falar lá, nada demais, só minha opinião sobre as produções, sem querer ser critico de cinema, mais como cinéfilo mesmo. www.buzocinema.blogspot.com

Gabriel – Sua opinião sobre o adiamento das Olimpíadas.
Buzo: O mais correto a se fazer, não tinha a menor condição de ser esse ano, por vários motivos que vão desde a preparação dos atletas até o deslocamento de atletas, imprensa e público ao Japão, usaram a coerência. 

Gabriel – Projetos para o futuro?
Buzo: Sobreviver. Não está fácil viver de cultura. 

Gabriel – Deixe o link de seu site, blogs e outros contatos para a galera que quiser acompanhar seu trabalho.
Buzo: CANAL: www.youtube.com.br/alessandrobuzo Meu Blog, onde tem como fazer pra comprar meus livros, preciso vender nesses tempos de pandemia, questão de sobrevivência mesmo, colaborem: www.buzo10.blogspot.com

Livro Didático para baixar em PDF - Araribá Mais Geografia - Ensino Fundamental


Está disponível o manual do professor, livro Araribá Mais Geografia em .pdf  no Google Drive. Para acessar e baixar é só seguir os links abaixo:

terça-feira, 24 de março de 2020

Bolsonaro critica fechamento de escolas; Câmara estuda cortar salário de servidor público

Em seu terceiro pronunciamento em rádio e televisão sobre a crise do novo coronavírus, o presidente Jair Bolsonaro criticou nesta terça (24) o fechamento de escolas para combater a epidemia, atacou governadores e culpou a imprensa pelo que considera clima de histeria instalado no país. 

"O que se passa no mundo mostra que o grupo de risco é de pessoas acima de 60 anos. Então, por que fechar escolas?", questionou o presidente em seu pronunciamento. "Raros são os casos fatais, de pessoas sãs, com menos de 40 anos de idade."

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), disse nesta terça-feira (24) que partidos articulam a elaboração de uma proposta prevendo a redução dos salários de servidores públicos e parlamentares durante o período da crise do coronavírus no país.

*Com informações da Folha e do G1.

Sugestões de Avaliação - Geografia - 9º ano - Projeto Araribá - MODELO 2

Confira o acervo para download de Sugestões de Avaliação de Geografia do Projeto Araribá, Editora Moderna. Essas avaliações encontram-se disponíveis para baixar no site da editora. Os arquivos encontrados na internet foram organizados por unidades com seus respectivos assuntos.
ATENÇÃO! São dois modelos DIFERENTES de avaliações para o nono ano. Os links abaixo são do MODELO 1. Os do MODELO 1 estão neste em outro post. Link aqui!

Sugestões de Avaliação - Geografia - 9º ano - Projeto Araribá - MODELO 1

Confira o acervo para download de Sugestões de Avaliação de Geografia do Projeto Araribá, Editora Moderna. Essas avaliações encontram-se disponíveis para baixar no site da editora. Os arquivos encontrados na internet foram organizados por unidades com seus respectivos assuntos.
ATENÇÃO! São dois modelos DIFERENTES de avaliações para o nono ano. Os links abaixo são do MODELO 1. Os do MODELO 2 estão neste em outro post. Link aqui!

Sugestões de Avaliação - Geografia - 8º ano - Projeto Araribá - MODELO 2

Confira o acervo para download de Sugestões de Avaliação de Geografia do Projeto Araribá, Editora Moderna. Essas avaliações encontram-se disponíveis para baixar no site da editora. Os arquivos encontrados na internet foram organizados por unidades com seus respectivos assuntos.
ATENÇÃO! São dois modelos DIFERENTES de avaliações para o oitavo ano. Os links abaixo são do MODELO 1. Os do MODELO 1 estão neste em outro post. Link aqui!








Sugestões de Avaliação - Geografia - 8º ano - Projeto Araribá - MODELO 1

Confira o acervo para download de Sugestões de Avaliação de Geografia do Projeto Araribá, Editora Moderna. Essas avaliações encontram-se disponíveis para baixar no site da editora. Os arquivos encontrados na internet foram organizados por unidades com seus respectivos assuntos.
ATENÇÃO! São dois modelos DIFERENTES de avaliações para o oitavo ano. Os links abaixo são do MODELO 1. Os do MODELO 2 estão neste em outro post. Link aqui!








segunda-feira, 23 de março de 2020

O coronavírus: a auto-defesa da própria Terra

Leonardo Boff*

A pandemia do coronavírus nos revela que o modo como habitamos a Casa Comum é nocivo à sua natureza. A lição que nos transmite soa: é imperioso reformatar nossa forma de viver sobre ela, enquanto planeta vivo. Ela nos está alertando que assim como estamos nos comportando não podemos continuar. Caso contrário a própria Terra irá se livrar de nós, seres excessivamente agressivos e maléficos ao sistema-vida.

Nesse momento, face ao fato de estarmos no meio da primeira guerra global, é importante conscientizar nossa relação para com ela e a responsabilidade que temos pelo destino comum Terra viva-Humanidade.

Acompanhem-me neste raciocínio: o universo existe já há 13,7 bilhões de anos. A Terra há 4,4 bilhões. A vida há 3,8 bilhões. O ser humano há 7-8 milhões. Nós, o homo sapiens/demens atual há 100 mil anos. Todos somos formados com os mesmos elementos físico-químicos (cerca de 100) que se formaram, como numa fornalha, no interior das grandes estrelas vermelhas, por 2-3 bilhões de anos (portanto há 10-12 bilhões de anos): o universo, a Terra e nós mesmos.

A vida, provavelmente, irrompeu a partir de uma bactéria originária, mãe de todos os viventes. Acompanhou-a um número inimaginável de micro-organismos. Diz-nos Edward O.Wilson, talvez o maior biólogo vivo: só num grama de terra vivem cerca de 10 bilhões de bactérias de até 6 mil espécies diferentes (A criação: como salvar a vida na Terra, 2008, p. 26). Imaginemos a quantidade incontável desses micro-organismos, em toda a Terra, sendo que somente 5% da é visível e 95%, invisível: o reino das bactérias, fungos e vírus.

Acompanhem-me ainda: hoje é tido como um dado científico, depois de 2002, quando James Lovelock e sua equipe demonstraram perante uma comunidade científica de milhares de cientistas na Holanda, que a Terra não só possui vida sobre ela. Ela mesma é viva. Emerge como um Ente vivo, não no sentido de um organismo ou um animal, senão de um sistema que regula os elementos físico-químicos e ecológicos, como fazem os demais organismos vivos, de tal forma que se mantém vivo e continua a produzir uma miríade de formas de vida. Chamaram-na de Gaia.

Outro dado que muda nossa percepção da realidade. Na perspectiva dos astronautas seja da Lua seja das naves espaciais, assim testemunharam muitos deles, não vigora uma distinção entre Terra e Humanidade. Ambos formam uma única e complexa entidade. Conseguiu-se fazer uma foto da Terra, antes de ela penetrar no espaço sideral, fora do sistema solar: aí ela aparece, no dizer do cosmólogo Carl Sagan, apenas como ”um pálido ponto azul”. Pois, nós estamos dentro deste pálido ponto azul, como aquela porção dela, que num momento de alta complexidade, começou a sentir, a pensar, a amar e a perceber-se parte de um Todo maior. Portanto, nós, homens e mulheres, somos Terra, somos húmus (terra fértil), o Adam bíblico (terra arável) inteligente e amante.

Ocorre que nós, esquecendo que somos uma porção da própria Terra, começamos a saquear suas riquezas no solo, no subsolo, no ar, no mar e em todas as partes. Buscava-se realizar um projeto ousado de acumular o mais possível bens materiais para o desfrute humano, na verdade, para a sub-porção poderosa e já rica da humanidade. Em função desse propósito se criou a ciência e a técnica. Atacando a Terra, atacamos a nós mesmos que somos Terra. Levou-se tão longe a cobiça deste grupo pequeno de gente, que ela atualmente se sente exaurida a ponto de terem sido tocados seus limites intransponíveis. É o que chamamos tecnicamente de a Sobrecarga da Terra (the Earth overshoot). Tiramos dela mais do que pode dar. Ela não consegue repor o que lhe subtraímos. Então dá sinais de que adoeceu, perdeu seu equilíbrio dinâmico, aquecendo-se de forma crescente, formando tufões e tsunamis, nevascas nunca dantes vistas, estiagens prolongadas e inundações aterradoras. Mais ainda: liberou micro-organismos como o sars, o ebola, o dengue, a chikungunya e agora o coronavírus. São formas das mais primitivas de vida, quase no nível de nanopartículas, só detectáveis sob potentes microscópios eletrônicos. E podem dizimar o ser mais complexo que ela produziu e que é parte de si mesma, o ser humano, homem e mulher, pouco importa seu nível social.

Até agora o coronavírus não pôde ser destruído, apenas impedido de se propagar. Mas está ai produzindo uma desestabilização geral na sociedade, na economia, na política, na saúde, nos costumes, na escala de valores estabelecidos.

De repente, acordamos, assustados e perplexos: esta porção da Terra que somos nós pode desaparecer. Em outras palavras, a própria Terra se defende contra a parte rebelada e doentia dela mesma. Pode sentir-se obrigada a fazer uma ablação, como fazemos de uma perna necrosada. Só que desta vez, é toda esta porção tida por inteligente e amante, que a Terra não quer mais que lhe pertença e acabe eliminando-a.

E assim será o fim desta espécie de vida que, com sua singularidade, é uma entre milhões de outras existentes, também partes da Terra. Esta continuará girando ao redor do sol, empobrecida, até que ela faça surgir um outro ser que também é expressão dela, capaz de sensibilidade, de inteligência e de amor. Novamente se irá percorrer um longo caminho de moldagem da Casa Comum, com outras formas de convivência, esperamos, melhores que aquela que nós moldamos.

Seremos capazes de captar o sinal que o coronavírus nos está passando ou continuaremos com o mesmo propósito letal, ferindo a Terra e nos auto-ferindo para acumular irracionalmente bens materiais?

Leonardo Boff escreveu: Cuidar da Terra – proteger a vida: como escapar do fim do mundo, Record 2010.

Sugestões de Avaliação - Geografia - 7º ano - Projeto Araribá - MODELO 2

Confira o acervo para download de Sugestões de Avaliação de Geografia do Projeto Araribá, Editora Moderna. Essas avaliações encontram-se disponíveis para baixar no site da editora. Os arquivos encontrados na internet foram organizados por unidades com seus respectivos assuntos.
ATENÇÃO!
São dois modelos DIFERENTES de avaliações para o sétimo ano. Os links abaixo são do MODELO 2. Os do MODELO 1 estão neste em outro post. Link aqui!








Inscreva-se e conheça nosso Canal: