PETS

domingo, 30 de abril de 2017

SINGA 2017 – VIII Simpósio Internacional de Geografia Agrária

De 01 a 05 de Novembro de 2017, em Curitiba, no Paraná, acontece o VIII Simpósio Internacional de Geografia Agrária. 



Participe! Para mais informações acesse a página oficial do evento:

sexta-feira, 28 de abril de 2017

USP produz plástico 100% biodegradável com resíduos da agroindústria

Produto é barato, não compete com mercado de alimentos e contém antioxidantes, permitindo acondicionar hortifrútis

Filme plástico produzido pela equipe da USP em Ribeirão Preto com resíduos de babaçu – Foto: Divulgação/FFCLRP
Pesquisas da USP em Ribeirão Preto avançam na busca de plástico 100% biodegradável e competitivo com o plástico comum. Testes que reúnem na fórmula resíduos agroindustriais resultaram num produto com qualidades técnicas e econômicas promissoras.

A boa nova saiu dos laboratórios do Departamento de Química da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto (FFCLRP) da USP. A química Bianca Chieregato Maniglia desenvolveu filmes plásticos biodegradáveis a partir de matrizes de amido presentes em resíduos agroindustriais de cúrcuma, babaçu e urucum.

O fato do novo material ser totalmente desenvolvido a partir de descartes da agroindústria faz toda diferença. Ao mesmo tempo, recicla resíduos; é biodegradável; é produzido com fontes renováveis que não se esgotam como o petróleo (de onde sai o plástico comum) e cultivadas em qualquer lugar do mundo. Bianca lembra de mais predicados de seu produto: matéria-prima barata, que não compete com o mercado alimentício e ainda “contém composição interessante com a presença de ativos antioxidantes”.

Essa fórmula com compostos antioxidantes, lembra a pesquisadora, pode ser ainda mais interessante no desenvolvimento de “embalagens ativas”.


Uma embalagem ativa interage com o produto que envolve, sendo capaz de melhorar a qualidade e segurança para acondicionamento de frutas e legumes frescos.

Os estudos parecem indicar o caminho certo para a obtenção de um plástico, ou pelo menos um filme plástico, totalmente biodegradável. Os pesquisadores da FFCLRP conseguiram produzir filmes plásticos com boa aparência, boas propriedades mecânicas, funcionais e ativas, o que os torna mais eficientes na conservação de hortifrútis. O grupo de pesquisa também tem trabalhado com a aplicação de aditivos como a palha de soja tratada, outro resíduo agroindustrial, para melhorar as propriedades destes filmes. A meta é o ganho de maior resistência mecânica e menor capacidade de absorver e reter água.

Bianca, porém, acredita que ainda demande mais pesquisa e teste para os 100% biodegradáveis chegarem ao mercado. Em perspectiva mais recente, comenta, “esse tipo de plástico deve atuar como alternativa ao comum”. Apesar de não substituir o tipo comum, pode ser aplicado a diversos tipos do produto, como já ocorre nas misturas de matérias-primas renováveis com polímeros não renováveis, formando as chamadas “blendas”. “Temos as boas propriedades dos plásticos comuns com parcial biodegradabilidade”, comenta.
Plásticos (não tão) “verdes”

O plástico comum, que é produzido com derivado do petróleo (matéria-prima não renovável, cuja composição não é metabolizada por microrganismos), leva até 500 anos para desaparecer.

Já o plástico biodegradável desenvolvido na USP é feito de material biológico, e por isso é atacado, na natureza, por outros agentes biológicos – bactérias, fungos e algas – e se transformam em água, CO2 e matéria orgânica. Ele se degrada em no máximo 120 dias.

Atualmente, existem no mercado outros tipos de plástico biodegradável. São feitos a partir de fontes renováveis – milho, mandioca, beterraba e cana-de-açúcar. Porém, estas fontes servem como matérias-primas para produzir um composto (ácido láctico) do qual se pode sintetizar o polímero (PLA – ácido polilático). “Devido ao fato destes plásticos não serem produzidos com polímeros naturais, como proteína e carboidratos, por exemplo, o material apresenta estrutura mais complexa e só se biodegrada corretamente em usinas de compostagem, onde há condições adequadas de luz, umidade e temperatura, além da quantidade correta de microrganismos”, lembra Bianca.

Alguns plásticos biodegradáveis já comercializados e os chamados plásticos “verdes” também apresentam problemas para o meio ambiente – Foto: Mayke Toscano/Gcom-MT.
Além de caros, os plásticos produzidos por fontes renováveis hoje comercializados ainda deixam a desejar em relação a algumas propriedades mecânicas e funcionais se comparados aos plásticos produzidos com fontes não renováveis, e também demandam outros custos para não poluírem o meio ambiente.

Outro plástico muito divulgado na busca por maior sustentabilidade é o “plástico verde”. No entanto, a pesquisadora faz um alerta sobre este tipo de plástico. É feito de cana-de-açúcar, mas não é biodegradável. A partir da cana, é produzido o polietileno igual ao obtido do petróleo, assim o tempo de decomposição do plástico verde é o mesmo do plástico comum. “Vai continuar a causar problemas nas cidades e na natureza.”

Bianca defende que a aceitação e demanda por plásticos biodegradáveis dependam mais de consciência ambiental, legislação e vontade política que de fatores econômicos. Avalia que, em perspectiva global, quando se incluem custos indiretos, como geração de lixo, poluição e outros impactos à saúde e meio ambiente, “os biodegradáveis assumem posições economicamente mais favoráveis”.

Falando em economia, os custos de produção desses materiais podem ficar bem menores que os atuais. E isso se deve à utilização dos resíduos agroindustriais, como o produto agora desenvolvido na USP, cujos componentes não competem no mercado com a indústria de alimentos.

Os resultados desse estudo foram apresentados em março deste ano à FFCLRP na tese de doutorado de Bianca, que trabalhou sob orientação da professora Delia Rita Tapia Blácido.

Rita Stella e Paulo Henrique Moreno, de Ribeirão Preto

Fonte: Jornal da USP. Mais informações: e-mail biancamaniglia@gmail.com

quarta-feira, 26 de abril de 2017

Atlas Geográfico Escolar - 7ª edição - IBGE - Faça o download

O IBGE traz para você a nova edição do Atlas Geográfico Escolar revista e atualizada, com informações geográficas, estatísticas e cartográficas sobre o Brasil e outros países. Dentre os temas abordados destacam-se clima, vegetação, usos da terra, litosfera, estrutura e dinâmica da população, divisões políticas e regionais, características demográficas, indicadores sociais, espaço das redes, espaço econômico e diversidades ambiental e cultural sobre o Brasil e aproximadamente 200 países.


Fotos, ilustrações, imagens de satélite, textos descritivos e analíticos, mapas físicos, políticos e temáticos do Brasil e do mundo também fazem parte da publicação e ajudam na compreensão da nossa realidade e de outras que compõem a cenário sociopolítico e econômico mundial.

segunda-feira, 24 de abril de 2017

IBGE abre mais 24.984 vagas para o Censo Agro 2017

As inscrições começam às 14h de hoje, 24 de abril, e serão feitas pela internet. Entre as vagas abertas, 18.845 são para recenseadores, com nível fundamental, e estão distribuídas por mais de 4 mil municípios do país.

Foi publicado hoje, 24/04, o edital do segundo processo seletivo simplificado do Censo Agro 2017. São oferecidas 24.984 vagas temporárias para três funções, sendo duas de nível médio e uma de nível fundamental, como mostra a tabela abaixo.
As inscrições serão feitas apenas pela internet, no site da Fundação Getúlio Vargas (FGV - http://www.fgv.br/fgvprojetos/concursos/ibge-pss) e estarão abertas das 14h de hoje, 24 de abril, até as 23h59 do dia 23 de maio. A distribuição das vagas deste processo seletivo também está disponível no site da FGV. Ao se inscrever, o candidato deverá optar por uma função e indicar o município onde deseja concorrer. 
A seleção dos candidatos será através de uma prova objetiva, de caráter eliminatório e classificatório. Os conteúdos programáticos estão no anexo I do edital:

A jornada de trabalho dos Agentes Censitários Municipais e dos Agentes Censitários Supervisores será de 40 horas semanais. Além das remunerações mensais específicas, ambas as funções terão direito a auxílio alimentação, férias e 13º salário proporcionais.

Já os Recenseadores terão jornadas flexíveis e serão remunerados por produção, segundo a região em que estiverem atuando e o número de estabelecimentos agropecuários recenseados. Dependendo da região de atuação e da produtividade do Recenseador, a remuneração média que ele receberá por cada setor censitário concluído pode ser de R$ 2.600,00.

Abaixo, um resumo dos principais eventos deste segundo processo seletivo. O cronograma completo está no anexo IV do edital:



As operações do 10º Censo Agropecuário do IBGE começam em 1º de outubro de 2017. Ao longo de cinco meses, os recenseadores irão visitar mais de 5 milhões de estabelecimentos agropecuários em todo o país, levantando informações sobre área, produção, pessoal ocupado, uso de agrotóxicos e agricultura familiar, entre outros temas. Os resultados do Censo Agro 2017 devem começar a ser divulgados pelo IBGE em 2018.

domingo, 23 de abril de 2017

Descoberta uma nova etapa na evolução humana

Fósseis revelam espécie que viveu 700 mil anos atrás e deu lugar aos primeiros humanos modernos. 
Dois crânios de 100 mil anos de idade, descobertos em 2007 e 2014, em Xuchang, na província chinesa de Henan, indicam a possível existência de um ancestral humano moderno do qual não se tinha conhecimento até hoje. 

O primeiro dos fósseis (conhecido como Xuchang I) é composto por 26 fragmentos, enquanto o segundo (Xuchang II) possui 16. Ambos compartilham características de diferentes espécies conhecidas: o osso occipital e a estrutura do labirinto do ouvido interno, semelhantes aos dos Neandertais euroasiáticos; um cérebro de maior tamanho e abóbodas cranianas com cristas na testa, como os últimos humanos arcaicos e os primeiros modernos; e uma caixa craniana achatada e larga em torno do crânio inferior, como os primeiros humanos da Eurásia. 

A equipe internacional de arqueólogos, liderada por profissionais do Instituto do Patrimônio Cultural e Arqueológico de Henan, acredita que os fósseis encontrados corresponderiam a seres que viveram entre o Homem de Pequim (200 mil a 700 mil anos atrás) e os primeiros humanos modernos que habitaram o norte da China (aproximadamente 40 mil anos atrás), demonstrando a continuidade da evolução humana.

Fonte: History.

Manual Técnico de Pedologia - IBGE - Faça o seu download aqui!

Esta terceira edição do Manual técnico de pedologia discorre sobre os avanços verificados na ciência do solo no Brasil, em especial na área de Pedologia, incorporando atualizações de conceitos, critérios e normas, além de inovações presentes no atual Sistema Brasileiro de Classificação de Solos - SiBCS.

A presente edição do Manual contempla ainda novos temas e alguns aspectos de técnicas e procedimentos úteis e pouco explorados em obras correlatas, com o intuito de estender ou melhorar a sua aplicabilidade. É enriquecida com um vasto número de ilustrações, algumas das quais extraídas ou adaptadas de obras consagradas ou gentilmente cedidas por pesquisadores externos, sendo a maioria delas produzida pelos pesquisadores do IBGE.

A publicação é acompanhada do Guia prático de campo, que constitui uma versão simplificada e compacta do presente Manual e destina-se exclusivamente a esse tipo de atividades, em particular aquelas relacionadas às descrições gerais e morfológicas de perfis de solos.

quinta-feira, 20 de abril de 2017

Blog de Geografia tem mais de 14 milhões de acessos

Mais Geografia: Teixeirense é dono de um dos blogs mais acessados do Brasil

Gabriel Egidio do Carmo é a face mais visível e ativa da blogosfera, na área de Geografia. Mantém o Blog de Geografia desde 2009. "O Blog de Geografia (www.suburbanodigital.blogspot.com.br)" - ultrapassou a marca dos 14.800.000 [14 milhões e oitocentos mil] acessos reafirmando a sua qualidade de conteúdo: um dos mais lidos do Brasil.
A imagem pode conter: 1 pessoa, noite, óculos, óculos de sol e close-up
Gabriel é professor de Geografia. Tem 29 anos. Trabalha na rede pública de ensino de Minas Gerais. Leciona na Escola Estadual Professor Samuel João de Deus, em Paula Cândido - MG. 

Mora no município de Teixeiras-MG

Por mais de 20 anos a sua residência situava-se no Bairro Alencar. Atualmente mora no Bairro Represa. Teixeiras-MG possui 11.815 habitantes, de acordo com dados oficiais do IBGE em 2016. 


Com mais de 15 mil acessos diários (superiores ao número de habitantes de todo o município) - o Blog de Geografia é liderança absoluta nas buscas no Google. Só ontem, foram mais de 20 mil acessos. No mês de Março foi mais de meio milhão de acessos.


Redes Sociais
Forte também nas redes sociais o Blog de Geografia (em português) possui 2 páginas no Facebook, que juntas somam mais de 60 mil fãs.
  • Mais Geografia: mais de 50 mil fãs.
  • Suburbano Digital: mais de 11 mil fãs.

Em inglês também? Sim. O Geography Blog (www.the-geography.blogspot.com) possui mais de 186 mil fãs no facebook.


Nenhum texto alternativo automático disponível.A imagem pode conter: textoNenhum texto alternativo automático disponível.


terça-feira, 18 de abril de 2017

ONU lança sistema de abastecimento de água no Haiti para combater cólera

Programa inaugurado na área de Lascahobas tem como objetivo combater a epidemia de cólera; coordenador humanitário da ONU no país disse que assegurar água potável e saneamento é crucial para eliminar doença.

Edgard Júnior, da ONU News em Nova Iorque.*

A ONU inaugurou um sistema de abastecimento de água na região de Lascahobas, no Haiti, com o objetivo de combater a epidemia de cólera no país.

Até algumas semanas atrás, duas comunidades dessa área localizada nas montanhas do Haiti, Madan Mak e Loncy, estavam entre os 42% da população sem acesso à água potável.

Controle

De Porto Príncipe, no Haiti, o comandante das tropas da Missão da ONU no país, general Ajax Porto Pinheiro, falou à ONU News sobre os trabalhos no combate à doença.

"Essa é uma iniciativa que vem ao encontro do que a comunidade daqui desejava. A tendência é melhorar o sistema de abastecimento de água e purificação, mesmo porque depois do furacão nós esperávamos um agravamento dessa crise de epidemia de cólera. A quantidade de casos foi menor até do que se previa inicialmente. Agora é corrigir, resolver da melhor forma possível esse problema que é sério no país."

Segundo o general da Minustah, Ajax Porto Pinheiro, os casos de cólera estão sob controle.

O coordenador humanitário das Nações Unidas e vice-representante do secretário-geral no país, El-Mostafa Benlamlih, afirmou que todos "os esforços para assegurar o fornecimento de água potável e saneamento básico são cruciais para eliminar o cólera".

Tratamento

Segundo ele, a erradicação da doença pode ser alcançada a médio prazo, em dois ou três anos, se as autoridades derem ênfase a uma ação imediata na capacidade de resposta e gestão e tratamento da água.

Desde 2010, a epidemia de cólera afetou diretamente 805 mil pessoas no Hati. Segundo dados oficiais do governo, quase 9,5 mil haitianos morreram até 11 de março deste ano.

Os esforços implementados pela ONU com apoio da comunidade internacional no país conseguiram reduzir em 90% o número de casos suspeitos da doença comparado com os registros feitos em 2011.a

segunda-feira, 17 de abril de 2017

O país que tem duas vezes mais pirâmides que o Egito

Ninguém pode visitar os mais de 200 monumentos por causa de seu conflito interno. 

O Egito possui as pirâmides mais conhecidas do mundo. Porém, o local onde há uma concentração maior dessas estruturas arqueológicas é Meroé, situada no seu país vizinho, o Sudão. A cidade conta com 204 monumentos desse tipo, um número muito superior ao do Egito. 



Antigamente, Meroé era a capital do Reino de Cuxe. Por ser um reino conquistado pelo Império Egípcio, sua cultura foi bastante influenciada pelas tradições e rituais, adotando seus deuses e sua escrita hieroglífica. Após a queda do Império Egípcio, o povo cuxita manteve esses costumes e ergueu suas próprias pirâmides. 

As pirâmides de Meroé foram declaradas Patrimônio Mundial da Humanidade pela UNESCO em 2011. 

Infelizmente, o conflito militar de Darfur, que aflige essa região desde 2003, distancia o mundo desse grande tesouro cultural. 

Fonte: MDZOL.

“Amásia”, futuro supercontinente da Terra, unirá Américas e Ásia

Amásia é o nome dado ao embate e subsequente ligação do continente americano com o asiático, previstos para daqui a 100 milhões de anos. 

Amásia daqui a cerca de 100 milhões de anos.

Mas, ao contrário do que se poderá pensar, não será a primeira vez que tal acontece. As massas terrestres estão em constante movimento, juntando-se e separando-se a velocidades reduzidas. A mais recente convergência, Pangeia, aconteceu há 300 milhões de anos; Rodínia há 1.100 milhões; e Nuna há 1.800 milhões. O geólogo Ross Mitchell, que usou dados paleomagnéticos recolhidos de rochas antigas, prevê o fecho do Árctico e o deslizamento do supercontinente para norte, ocupando o seu lugar. Na verdade, ninguém sabe para onde irá a superfície terrestre quando se fragmentar. “É como um acordeão”, diz Ross.

Fonte: National Geographic Portugal.

5 Aulas sobre Geopolítica em PowerPoint - .ppt - Geografia

domingo, 16 de abril de 2017

Ruy Moreira: A Geografia serve para desvendar máscaras sociais - Faça o seu download aqui!




A Geografia serve para desvendar máscaras sociais In: MOREIRA, Ruy (Org). Geografia teoria e crítica – O saber posto em questão. - Faça o seu download aqui!

O Que é Geografia - Ruy Moreira - Faça o seu download aqui!


O Que é Geografia - Ruy Moreira - Faça o seu download aqui!

Encontradas 66 estátuas da deusa mais temida do Antigo Egito

Sekmet era tida como deusa da vingança e da guerra! 

Uma descoberta de grande valor histórico ocorreu no mês passado, na margem oeste do rio Nilo, onde se situava a antiga cidade de Tebas, capital dos faraós egípcios.

Conforme foi relatado pelo Conselho Supremo de Antiguidades do Egito, foi realizada uma escavação no templo funerário de Amenófis III, com o objetivo de procurar os restos de uma muralha divisória entre o pátio e o salão das colunas desse templo. No entanto, os arqueólogos acabaram encontrando 66 estátuas da deusa egípcia Sekhmet. 

De acordo com a mitologia, “a terrível” Sekhmet, representada pela cabeça de uma leoa, era a deusa da vingança e da guerra, e seu sopro havia criado o deserto. Era ela quem protegia os faraós e os guiava nas batalhas. 




Fonte: Hispan TV.

Coleção Primeiros Passos em PDF, para download

Blog: Filosofando! – Filosofando!

A série de livros Primeiros Passos é uma importante coleção da Editora Brasiliense que, há mais de 30 anos, reúne textos sobre diversos temas: O que é capitalismo? O que é filosofia? O que é racismo? O que é Cultura?

Lançada em 1970 e em formato de bolso, a coleção foi um sucesso, por exemplo, apenas durante o ano de 1999, vendeu meio milhão de exemplares… Tratam-se de textos curtos, porém concisos, sobre temas contemporâneos. Outra característica importante desta coleção é a indicação de uma bibliografia complementar disponibilizada ao final de cada volume, para aqueles que queiram se aprofundar no tema em questão.


Segue abaixo a lista de livros disponíveis em PDF. O link para o download das obras é esse aqui!

O QUE É AÇÃO CULTURAL? | O QUE É ALIENAÇÃO? | O QUE É APARTAÇÃO? (O QUE É O APARTHEID SOCIAL NO BRASIL) | O QUE É ARQUITETURA? | O QUE É ARTE? | O QUE É BIOÉTICA? | O QUE É CAPITAL FICTÍCIO E SUA CRISE? |O QUE É CAPITALISMO? | O QUE É CIDADANIA? | O QUE É CIDADE? | O QUE É CINEMA? | O QUE É COMETA HARLEY? | O QUE É COMUNICAÇÃO? | O QUE É COMUNICAÇÃO POÉTICA? | O QUE É COMUNISMO? | O QUE É CONTO? | O QUE É CONTRA CULTURA? | O QUE É CULTURA? | O QUE É DIALÉTICA? | O QUE É DEMOCRACIA? | O QUE É DIREITO? | O QUE É EDUCAÇÃO? | O QUE É EDUCAÇÃO FÍSICA? | O QUE É EMPRESA? | O QUE É ESPORTE? | O QUE É ÉTICA? | O QUE É ESPORTE? | O QUE É ETNOCENTRISMO? | O QUE É EXISTENCIALISMO? | O QUE É FAMÍLIA? | O QUE É FEMINISMO? | O QUE É FENOMENOLOGIA? | O QUE É FILOSOFIA? | O QUE É FILOSOFIA DA MENTE? | O QUE É FILOSOFIA MEDIEVAL? | O QUE É FÍSICA? | O QUE É FOLCLORE? | O QUE É FOTOGRAFIA? | O QUE É HISTÓRIA? | O QUE É HOMOSSEXUALIDADE? | O QUE É IDEOLOGIA? | O QUE É IMAGINÁRIO? | O QUE É INDÚSTRIA CULTURAL? | O QUE É INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL? | O QUE É INTERDISCIPLINARIDADE? | O QUE É LINGUÍSTICA? | O QUE É LOUCURA? | O QUE É MAIS-VALIA? | O QUE É MARKETING? | O QUE É MATERIALISMO DIALÉTICO? | O QUE É MERCADORIA? | O QUE É MEDIUNIDADE? | O QUE É METAFÍSICA? | O QUE É MITO? O QUE É PATRIMÔNIO HISTÓRICO? | O QUE É PEDAGOGIA? | O QUE É PODER? | O QUE É PÓS – MODERNO? | O QUE É POSITIVISMO? | O QUE É PSICOLOGIA? | O QUE É PSICOLOGIA SOCIAL? | O QUE É QUESTÃO AGRÁRIA? | O QUE É RACISMO? | O QUE É REALIDADE? | O QUE É RELIGIÃO? | O QUE É RESENHA? | O QUE É ROCK? | O QUE É ROMANCE POLICIAL? | O QUE É SEMIÓTICA? | O QUE É SERVIÇO SOCIAL? | O QUE É SOCIALISMO? | O QUE É STALINISMO? | O QUE É TRADUÇÃO? | O QUE É VELHICE? | O QUE É VIOLÊNCIA URBANA? | O QUE É VIRTUAL?

Confirmada a existência do sétimo continente, a Zelândia

Geólogos confirmaram sua existência no Oceano Pacífico! 

Após uma análise profunda da crosta terrestre, uma equipe internacional de geólogos acaba de publicar um estudo que confirma a existência de um sétimo continente. O mais novo integrante da geografia mundial recebeu o nome de Zelândia e está localizado a leste da Austrália, abrangendo os territórios da Nova Zelândia e Nova Caledônia. 


A Zelândia se estende por 4,9 milhões de km², embora 94% da sua superfície esteja submersa no Oceano Pacífico. Depois de estudar os mapas do fundo do mar, os especialistas chegaram à conclusão de que as placas da região estão unificadas, o que faz com que o território seja classificado como o sétimo continente, uma vez que é separado da Oceania por uma passagem de mar denominada Cato Trough. 

Várias amostras e imagens obtidas por satélite reforçam essa nova teoria, que promete revolucionar o estudo geológico da Terra. Além disso, a compreensão do funcionamento das placas tectônicas aportará informações de extrema importância para a detecção precoce de terremotos e outros desastres naturais. 

Fonte: RT .

sábado, 15 de abril de 2017

Coreia do Norte diz que está pronta para guerra com armas nucleares

O vice-presidente do Partido dos Trabalhadores de Coreia do Norte, Choe Ryong-hae, disse hoje (15) durante um grande desfile militar em Pyongyang que o povo norte-coreano está "preparado para a guerra" contra os Etados Unidos com suas armas nucleares. As informações são da Agência EFE.

Coreia do Norte diz que está pronta para confronto nuclear contra os EUA Agência EFE
"Estamos completamente preparados para enfrentar qualquer tipo de guerra com nossas armas nucleares se os EUA atacarem a península da Coreia", disse Ryong-hae, considerado O número dois do regime, em seu discurso durante a exibição militar em comemoração ao 105º aniversário do fundador do país, Kim Il-sung.

Durante o desfile do "Dia do Sol", presidido pelo líder Kim Jong-un, o Exército norte-coreano mostrou seu arsenal, incluindo vários mísseis balísticos, entre os quais encontrava-se um possível novo projétil de alcance intercontinental.

"Se os EUA fizerem provocações imprudentes contra nós, nossa força revolucionária contra-atacará num instante, com um ataque aniquilador e responderemos a uma guerra total com guerra total e a ataques nucleares com nosso próprio arsenal atômico", disse Choe.

Ele também acusou os EUA de posicionar armas nucleares no Sul da península coreana, "o que está criando uma situação muito tensa que ameaça a paz e a segurança não só da região, como também do mundo inteiro".

Washington decidiu enviar recentemente um porta-aviões nuclear à península da Coreia em resposta aos lançamentos de mísseis de Pyongyang e Washington, e chegou a insinuar que estuda a possibilidade de um ataque preventivo para frear os avanços armamentísticos do regime norte-coreano.

"Os imperialistas estão tentando isolar nosso povo onde as pessoas só querem viver em paz", afirmou o vice-presidente do Partido dos Trabalhadores.

Da Agência EFE.
Edição: Amanda Cieglinski,

sexta-feira, 14 de abril de 2017

XV Simpósio Nacional de Geografia Urbana – SIMPURB 2017

Sobre a cidade e o urbano, contribuição da Geografia: que teorias para este século?

De 20 a 23 de Novembro de 2017, na UFBA - Universidade Federal da Bahia, em Salvador, acontecerá o XV Simpósio Nacional de Geografia Urbana – SIMPURB 2017. 
Participe! Para mais informações e inscrições acesse a página oficial do evento:

terça-feira, 11 de abril de 2017

Acnur fala em "mortes em massa" por fome no Chifre da África, Nigéria e Iêmen

A Agência das Nações Unidas para os Refugiados (Acnur) alertou nesta terça-feira (11) sobre as "mortes em massa" por fome no Chifre da África (região no Nordeste africano, que inclui a Somália, a Etiópia, o Djibouti e a Eritreia), no Iêmen e na Nigéria. Segundo a agência, a crise humanitária pode ser inclusive pior que a de 2011, quando morreram mais de 260 mil pessoas na área.


"O risco de mortes em massa por fome entre as populações no Chifre da África, Iêmen e Nigéria está aumentando", declarou o porta-voz da Acnur, Adrian Edwards, em entrevista.

"Esta advertência é feita à luz da seca que também afeta muitos países vizinhos e à escassez de fundos", acrescentou Edwards.

Edição: Graça Adjuto. Da Agência EFE.

segunda-feira, 10 de abril de 2017

IBGE divulga primeiro processo seletivo do Censo Agro 2017

As inscrições começam às 14h de hoje, 10 de abril, e serão feitas pela internet. Há 1.038 vagas, sendo 171 de nível superior e 867 vagas de nível médio. A publicação do edital do segundo processo seletivo está prevista para 24 de abril.


Neste primeiro processo seletivo, há 1.038 vagas temporárias para uma função de nível superior (Analista Censitário, com 17 áreas de conhecimento) e três funções de nível médio (Agente Censitário Administrativo, Agente Censitário Regional e Agente Censitário de Informática). A distribuição dessas vagas por municípios está no anexo III do edital. Na tabela abaixo, as vagas do Analista Censitário:



As inscrições serão feitas apenas pela internet, no site da Fundação Getúlio Vargas, a organizadora do processo seletivo, e estarão abertas das 14h de hoje, 10 de abril, até as 23h59 do dia 9 de maio. Ao se inscrever, o candidato deverá optar por uma função e, para o nível superior, uma área de conhecimento, indicando o município onde deseja concorrer.

A seleção dos candidatos será através de uma prova objetiva, com caráter eliminatório e classificatório. O conteúdo programático das três funções de nível médio e das 17 áreas de conhecimento de nível superior está no anexo I do edital.

A jornada de trabalho dessas quatro funções é de 40 horas semanais. Além da remuneração mensal específica de sua função, o contratado temporário terá direito a auxílio alimentação, férias e 13º salário. Na tabela a seguir, as remunerações e as vagas para as três funções de nível médio do Censo Agro 2017:

As operações do 10º Censo Agropecuário do IBGE começam em 1º de outubro de 2017. Ao longo de cinco meses, os recenseadores irão visitar mais de 5 milhões de estabelecimentos agropecuários em todo o país, levantando informações sobre a área, a produção, as características do pessoal ocupado, o emprego de irrigação, o uso de agrotóxicos e a agricultura familiar, entre outros temas. Os resultados do Censo Agro 2017 devem começar a ser divulgados pelo IBGE em 2018.

Abaixo, um resumo dos principais eventos deste primeiro processo seletivo. O cronograma completo está no anexo IV do edital.



Cronograma resumido do primeiro processo seletivo do Censo Agro 2017

Entenda as causas do conflito na Síria

Com seis anos recém-completados, a guerra civil na Síria tem origens que passam pela Primavera Árabe, no Oriente Médio e na África, e por outros episódios do complexo contexto geopolítico da região. Mais de 400 mil mortes e cinco milhões de refugiados depois, o país passa por um dos seus momentos mais delicados, em meio ao aumento da tensão após bombardeios dos Estados Unidos a uma base aérea síria na última quinta-feira (6).

Os desdobramentos do conflito, que já causam impactos internacionais, podem ser agravados após a ofensiva norte-americana em reação a um ataque com armas químicas ocorrido dias antes.

Entenda os interesses envolvidos no conflito da Síria, a importância da localização do país, as causas e as principais consequências da guerra civil:
Cerca de 13,5 milhões de pessoas na Síria precisam receber ajuda humanitária, segundo o Alto Comissariado da ONU para RefugiadosONU/Acnur/Qusai Alazroni.
Primavera Árabe
A sequência de revoltas populares ocorridas em diferentes países contra regimes ditatoriais e em busca de melhorias sociais para a população teve início em 2010. A começar pela Tunísia, os governantes de nações como Egito, Líbia, Iêmen, Bahrein, Jordânia e Angola presenciaram levantes em suas cidades, da mesma forma como ocorreu na Síria. Apesar de reconhecer que a repressão violenta dos protestos pelo ditador sírio Bashar al-Assad na ocasião tenha fortalecido a oposição, o professor de Relações Internacionais Jorge Mortean alerta que, lá, a visão de democracia é diferente da ocidental.

“Um sírio nunca colocou um papelzinho numa urna, assim como um saudita e um iraquiano (antes da invasão norte-americana, em 2003). Esses países milenarmente foram impérios. A democracia é uma construção social prática, vai se dando aos poucos. Os anseios do povo sírio são outros, o desenrolar da guerra civil foi totalmente diferente do que aconteceu na Primavera Árabe”, analisa Mortean, doutorando em Geografia Política pela Universidade de São Paulo.

O governo de Bashar al-Assad, que, diferentemente de seus vizinhos, não se aliou às principais potências ocidentais, já era visto com ceticismo pelos extremistas muçulmanos. Os radicais acreditam que o atual regime não defende as tendências islâmicas de seu interesse, e com isso fomentaram a criação de grupos armados de oposição, que passaram a ser financiados por outros países.

Terrorismo
Chocando o mundo com imagens de decapitações e assumindo autoria de ataques ocorridos nos últimos anos em grandes centros mundiais, o Estado Islâmico (EI) é o principal grupo terrorista em território sírio. Os rebeldes armados chegaram a ocupar províncias importantes do país, propagando o terror ao sequestrar pessoas, destruir patrimônios culturais e prédios da região.

Desde o ano passado, as tropas governamentais têm reconquistado algumas cidades que estavam sob o controle do EI, como Khanaser, Palmira e Aleppo. Rebeldes curdos e integrantes de outros grupos como a Frente al-Nusra também fazem parte da oposição ao regime sírio. Apoiado pelos Estados Unidos e outros países do Ocidente, um plano de transição política para o país foi proposto em setembro passado pelo Alto Comitê de Negociações da Síria, que engloba 30 facções políticas e militares.

Segundo Mortean, os grupos terroristas, interessados em derrubar al-Assad, são financiados por países como Arábia Saudita e Qatar e contam com o aval “tecnológico e financeiro” de França e Estados Unidos.

“Na verdade, toda essa guerra é só um mote para tirar o Bashar al-Assad. O povo sírio nunca experimentou a democracia. Por que a Síria, que está com regime dos Assad desde 1970, está incomodando agora? Por interesses próprios e de terceiros, há uma série de erros estratégicos devido aos quais a guerra ainda não acabou”, avalia o professor.

O diretor do Instituto de Estudos Estratégicos da Universidade Federal Fluminense, Eurico de Lima Figueiredo, faz uma análise semelhante. Segundo ele, a posição estratégica da Síria, saída importante para o Mar Mediterrâneo, é a maior razão da guerra, já que tem relação com a “geopolítica do petróleo”, classificada por ele como a “essência” dos conflitos no Oriente Médio.

Bashar al-Assad é filho de Hafez al-Assad, que governou a Síria entre 1970 e 2000. Há 17 anos no poder, o atual ditador foi reeleito em 2014 para um novo mandato de sete anos, nas primeiras eleições com mais de um candidato ocorridas no país em mais de meio século. O pleito, no entanto, foi considerado uma “farsa” pelos opositores.

Estados Unidos e Rússia

Embora o presidente norte-americano Donald Trump tenha flertado com os russos durante a campanha que o levou ao poder, os acontecimentos recentes podem colocar em conflito as duas potências. Desde o início da guerra, a Síria tem o apoio do presidente russo Vladimir Putin, que repudiou o lançamento dos 59 mísseis contra a base militar síria na última semana.

O ataque foi uma resposta de Trump à ação com armas químicas no começo da semana, que deixou mais de 80 mortos, centenas de feridos e cuja autoria ainda é incerta. Para Figueiredo, que é professor de relações internacionais e assuntos estratégicos, os novos confrontos trazem a possibilidade de um conflito direto entre os Estados Unidos e a Rússia.

“Os dois países, depois de muitas desavenças, chegaram à conclusão de que a solução para o conflito passa por Bashar al-Assad. Depois do Iraque, os Estados Unidos aprenderam que quando se tira um governante forte, o que vem depois é pior. Então chegaram à conclusão de que é melhor combater o Estado Islâmico juntos. No entanto, eles não bombardeiam com a contundência necessária para acabar com o grupo.”

Para o analista, Trump acredita que as armas químicas foram lançadas pelos sírios e ordenou o bombardeio como um “recado a Assad de que ele não pode fazer o que quiser”.

Vítimas da guerra

Segundo o Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados (Acnur), cinco milhões de sírios deixaram sua terra natal e hoje vivem em países como Egito, Iraque, Jordânia, Líbano e Turquia. Parte deles conseguiu cruzar as fronteiras com a Europa. Na América Latina, o Brasil é um dos destinos mais procurados pelos cidadãos que fogem da guerra civil.

Somente no território sírio, mais de 13 milhões de pessoas precisam de assistência emergencial, segundo a Acnur. Já a Anistia Internacional, que produz frequentes relatórios denunciando crimes contra a humanidade cometido por todos os lados do conflito, aponta outro dado alarmante. Com base no enviado da Organização das Nações Unidas para a Síria, a entidade revela que o número de mortos já passou de 400 mil desde o começo do conflito.

Edição: Luana Lourenço.

Inscreva-se e conheça nosso Canal: