PETS

RESPOSTAS DO ENEM 2021

sábado, 30 de novembro de 2019

100 milhões de visualizações: 9 vídeos virais da página Mais Geografia

Lançado há 3 anos , a Mais Geografia é responsável por ajudar a propagar vários vídeos virais. Veja aqui uma lista com 8 desses vídeos e o link.

Blog de Geografia tem mais de 28 milhões de acessos

A face mais visível e ativa da blogosfera, na área de Geografia.

Blog de Geografia (www.suburbanodigital.blogspot.com.br)" - ultrapassou a marca dos 28 milhões de acessos.


A imensa maioria das visualizações vem de buscas no Google seguido pelo Facebook. Já os países que mais trazem visitas ao blog além do Brasil são Estados Unidos, Portugal, Ucrânia, Indonésia, Argentina, Rússia e França.
Gabriel Egidio do Carmo é professor de Geografiacriador do blog e editor do Blog de Geografia. Atualmente é diretor na Escola Estadual Professor Samuel João de Deus, em Paula Cândido - MG

Editora: Wilane Henrique. É a criadora do blog Poeta Ambulante. Endereço:
https://poetaambulantew.blogspot.com/

Redes Sociais
Forte também nas redes sociais o Blog de Geografia (em português) possui 3 páginas no Facebook, que juntas somam mais de 640 mil fãs.

quarta-feira, 27 de novembro de 2019

Menino defende amigo negro em situação de bullying e caso viraliza nas Redes Sociais

Menino pede para o pai ir busca-los pois o melhor amigo estava sendo vítima de bullying. Foto: Reprodução/Redes Sociais.
Uma conversa entre pai e filho, por meio do aplicativo WhatsApp, sobre uma situação de bullying em uma festa de crianças, viralizou nas redes sociais no fim de semana.

No relato, o menino conta ao pai que seu melhor amigo, negro, estava sofrendo ataques de outras crianças e que saiu em defesa dele. O caso ocorreu na cidade de Marília (SP) na noite de sábado (23).

Veja abaixo o print da conversa entre pai e filho:

O pai do menino, Mateus Barboza de 25 anos,  conta que encontrou os dois garotos chateados quando foi buscá-los para irem embora.

Arquivo pessoal/Mateus Barboza.
"Nunca vi meu filho e o amigo reclamarem de bullying, para mim foi a primeira vez. Cheguei na festa e conversei com o pai do aniversariante e ele disse que 'era coisa de criança'. Eu disse que algo assim não pode ser levado na brincadeira", conta.

Leia também:
Contudo, Mateus disse que a criança negra parecia chateada com a situação e também conversou com ela, assim como aconselhou o filho.

"Falei que o problema não era com ele, que as pessoas aprendem com o tempo e que ele é uma pessoa incrível. Meu filho é uma criança tranquila e, mesmo se eu não tivesse falado com ele sobre essas situações, eu tenho certeza que a atitude seria a mesma. É errado xingar alguém, ainda mais por etnia ou classe social", diz Mateus.

Mateus e o filho, moradores de Marília, no interior de São Paulo. Foto: Arquivo pessoal/Montagem/Redes Sociais.
Repercussão 

A conversa entre os dois foi publicada no Facebook, no sábado (23), e até a noite de segunda-feira (25) teve mais de 120 mil compartilhamentos e mais de 150 mil curtidas.

“Extremamente triste com a situação, mas, por outro lado, feliz pela atitude do meu filho em não se juntar aos outros meninos. Mas fica a reflexão: nenhuma criança nasce preconceituosa e muito menos agressiva, ou seja, ela aprende isso de alguma forma e na maioria das vezes é em casa, com se na educação que os pais dão e principalmente no comportamento deles. Então, pensem bem no tipo de exemplo que vocês pais dão a seus filhos”, publicou o pai em seu perfil no Facebook.
A atitude do pai gerou cerca de 18 mil comentários na publicação, que foi aprovada pela maioria dos internautas.

"Que filho lindo e abençoado que tem. Que ele cresça e te dê muito mais orgulho, tudo que seu filho faz é resultado da educação que recebe. Parabéns", comentou uma pessoa.


Vale lembrar: Crianças não nascem preconceituosas, a culpa é do ambiente onde elas vivem e da educação que recebem!

Fonte: Canoinhas Online.

domingo, 24 de novembro de 2019

Questão 50 - Enem 2019 -

Tratava-se agora de construir um ritmo novo. Para tanto, era necessário convocar todas as forças vivas da Nação, todos os homens que, com vontade de trabalhar e confiança no futuro, pudessem erguer, num tempo novo, um novo Tempo. E, à grande convocação que conclamava o povo para a gigantesca tarefa, começaram a chegar de todos os cantos da imensa pátria os trabalhadores: os homens simples e quietos, com pés de raiz, rostos de couro e mãos de pedra, e no calcanho, em carro de boi, em lombo de burro, em paus-de-arara, por todas as formas possíveis e imagináveis, em sua mudez cheia de esperança, muitas vezes deixando para trás mulheres e filhos a aguardar suas promessas de melhores dias; foram chegando de tantos povoados, tantas cidades cujos nomes pareciam cantar saudades aos seus ouvidos, dentro dos antigos ritmos da imensa pátria... Terra de sol, Terra de luz... Brasil! Brasil! Brasília! 
MORAES, V.; JOBIM, A. C. Brasília, sinfonia da alvorada. III — A chegada dos candangos. Disponível em: www.viniciusdemoraes.com.br. Acesso em: 14 ago. 2012 (adaptado). 
No texto, a narrativa produzida sobre a construção de Brasília articula os elementos políticos e socioeconômicos indicados, respectivamente, em: 
A) Apelo simbólico e migração inter-regional. 
B) Organização sindical e expansão do capital. 
C) Segurança territorial e estabilidade financeira. 
D) Consenso partidário e modernização rodoviária. 
E) Perspectiva democrática e eficácia dos transportes.

Resposta: Letra A.
Comentário: O apelo simbólico é representado no texto pela exaltação da necessidade de construir uma nova cidade, que representará um novo Tempo. Esse processo será realizado pelos humildes, que, deslocando-se dos mais diferentes cantos do Brasil (a migração inter-regional), construirão a nova cidade.

Questão 90 - Enem 2019 -

A comunidade de Mumbuca, em Minas Gerais, tem uma organização coletiva de tal forma expressiva que coopera para o abastecimento de mantimentos da cidade do Jequitinhonha, o que pode ser atestado pela feira aos sábados. Em Campinho da Independência, no Rio de Janeiro, o artesanato local encanta os frequentadores do litoral sul do estado, além do restaurante quilombola que atende aos turistas. 
ALMEIDA, A. W. B. (Org.). Cadernos de debates nova cartografia social: Territórios quilombolas e conflitos. Manaus: Projeto Nova Cartografia Social da Amazônia; UEA Edições, 2010 (adaptado). 

No texto, as estratégias territoriais dos grupos de remanescentes de quilombo visam garantir: 
A) Perdão de dívidas fiscais. 
B) Reserva de mercado local. 
C) Inserção econômica regional. 
D) Protecionismo comercial tarifário. 
E) Benefícios assistenciais públicos.

Resposta: Letra C.
Na cartografia social do território brasileiro, grupos remanescentes de quilombos, de aldeamentos indígenas, e outros tantos arranjos de grupos minoritários, adotam estratégias de valorização de sua tradicional produção e autossustento como forma de se inserir na economia regional e nacional sem perda de sua identidade.

Questão 81 - Enem 2019 -

Dizem que Humboldt, naturalista do século XIX, maravilhado pela geografia, flora e fauna da região sul-americana, via seus habitantes como se fossem mendigos sentados sobre um saco de ouro, referindo-se a suas incomensuráveis riquezas naturais não exploradas. De alguma maneira, o cientista ratificou nosso papel de exportadores de natureza no que seria o mundo depois da colonização ibérica: enxergou-nos como territórios condenados a aproveitar os recursos naturais existentes. 
ACOSTA, A. Bem viver: uma oportunidade para imaginar outros mundos. São Paulo: Elefante, 2016 (adaptado). 
A relação entre ser humano e natureza ressaltada no texto refletia a permanência da seguinte corrente filosófica: 
A) Relativismo cognitivo. 
B) Materialismo dialético. 
C) Racionalismo cartesiano. 
D) Pluralismo epistemológico. 
E) Existencialismo fenomenológico.

Resposta: Letra C.
Comentário: A questão evoca o racionalismo, como instrumento de superioridade do ser humano. O texto relembra teorias que viriam a justificar o domínio de continentes e povos considerados “menos evoluídos” que o europeu. O racionalismo cartesiano relativiza o aspecto do humano incompleto de todos os significados.

Questão 77 - Enem 2019 -

Os moradores de Utqiagvik passaram dois meses quase totalmente na escuridão Os habitantes desta pequena cidade no Alasca — o estado dos Estados Unidos mais ao norte — já estão acostumados a longas noites sem ver a luz do dia. Em 18 de novembro de 2018, seus pouco mais de 4 mil habitantes viram o último pôr do sol do ano. A oportunidade seguinte para ver a luz do dia ocorreu no dia 23 de janeiro de 2019, às 13 h 04 min (horário local). 
Disponível em: www.bbc.com. Acesso em: 16 maio 2019 (adaptado). 

O fenômeno descrito está relacionado ao fato de a cidade citada ter uma posição geográfica condicionada pela 
A) continentalidade. 
B) maritimidade. 
C) longitude. 
D) latitude. 
E) altitude.

Resposta: Letra D.
Comentário: A ausência de luz solar nessa cidade do Alasca se deve à sua localização em altas latitudes. As áreas situadas entre os círculos polares e os polos possuem elevada amplitude anual de brilho solar. No Hemisfério Norte, onde se localiza o Alasca, o solstício de inverno caracteriza-se pela ausência de brilho solar, en quanto no solstício de verão, o sol brilha por 24 horas.

Questão 33 - Enem 2019 -

Na semana passada, os alunos do colégio do meu filho se mobilizaram, através do Twitter, para não comprarem na cantina da escola naquele dia, pois acharam o preço do pão de queijo abusivo. São adolescentes. Quase senhores das novas tecnologias, transitam nas redes sociais, varrem o mundo através dos teclados dos celulares, iPads e se organizam para fazer um movimento pacífico de não comprar lanches por um dia. Foi parar na TV e em muitas páginas da internet. 
GOMES, A. A revolução silenciosa e o Impacto na sociedade das redes sociais. Disponível em: www. hsm.com.br. Acesso em: 31 jul. 2012 

O texto aborda a temática das tecnologias da informação e comunicação, especificamente o uso de redes sociais. Muito se debate acerca dos benefícios e malefícios do uso desses recursos e, nesse sentido, o texto 
a) aborda a discriminação que as redes sociais sofrem de outros meios de comunicação. 
b) mostra que as reivindicações feitas nas redes sociais não têm impacto fora da internet. 
c) expõe a possibilidade de as redes sociais favorecem comportamentos e manifestações violentos dos adolescentes que nela se relacionam. 
d) trata as redes sociais como modo de agregar e empoderar grupos de pessoas, que se unem em prol de causas próprias ou de mudanças sociais. 
e) evidencia que as redes sociais são usadas inadequadamente pelos adolescentes, que, imaturos, não utilizam a ferramenta como forma de mudança social. 

Resposta: Letra D.
Comentário: O texto traz o relato de uma experiência escolar em que, por meio do twitter, uma rede social, os alunos de um colégio conseguiram se organizar e decidir como se movimentarem contra o preço de um dos itens de sua cantina, demonstrando, por esse exemplo, que esses meios tecnológicos de comunicação são capazes de facilitar e fortalecer a união de um grupo em prol de uma causa que gera mudança social.

sábado, 23 de novembro de 2019

Questão 54 - FGV - 2019 - Prefeitura de Salvador - BA - Professor - Geografia

Leia o fragmento do texto a seguir. “Graças à evolução contemporânea da economia e da sociedade, e como resultado do recente movimento de urbanização e de expansão capitalista no campo, podemos admitir, de modo geral, que o território brasileiro se encontra, hoje repartido em dois grandes subtipos, espaços agrícolas e espaços urbanos. Utilizando, com um novo sentido, a expressão região, diremos que o espaço total brasileiro é atualmente preenchido por regiões agrícolas e regiões urbanas. Simplesmente, não mais se trataria de ‘regiões rurais’ e de ‘cidades’. Hoje, as regiões rurais contêm cidades; as regiões urbanas contêm atividades rurais.” 
SANTOS, Milton. A Urbanização Brasileira. 1993. 
As opções a seguir apresentam afirmativas corretas sobre as relações campo-cidade no mundo contemporâneo, à exceção de uma. 
Assinale-a.
(A) As regiões agrícolas possuem relativa autonomia frente às regiões urbanas. 
(B) Nas regiões urbanas as atividades secundárias e terciárias comandam a vida econômica. 
(C) As cidades nas regiões agrícolas abrigam atividades diretamente ligadas às atividades secundárias. 
(D) Nas cidades em regiões urbanas há terrenos vazios que são utilizados para a produção agrícola. 
(E) Nas regiões agrícolas é o campo que comanda a vida econômica e social do sistema urbano.

Resposta: Letra C.

quarta-feira, 20 de novembro de 2019

A Arte da Injustiça

A morte, essa foi minha sentença
por estupro a uma criança
mas ninguém acredita na minha inocência
Disseram que se me declarasse culpado
seria anulada a sentença
porém eu fui enganado
por um homem sem decência

Estou no corredor da morte
confesso que não sou forte
sentado na cadeira elétrica
esperando pela morte

O guarda se aproximou
e nem olhou para mim
a alavanca puxou
e esse foi o meu fim

DEDICATÓRIA:

Este poema foi baseado na reportagem do blog Jornalistas Livres. 
"Na história dos EUA, a acusação fraudulenta de estupro é um dos mecanismos impiedosos criados pelo racismo. O mito do homem negro estuprador era invocado para justificar ondas de terror e violência contra a comunidade negra."

Wilane é autora do blog frases filosóficas segue abaixo outros poemas da autora:






Dia da Consciência Negra

No dia 20 de novembro se comemora o dia da Consciência Negra, por isso o blog frases filosóficas separou para vocês frases a respeito deste assunto. Segue a baixo uma das frases:

"É chegada a hora de tirar nossa nação das trevas da injustiça racial."
Zumbi dos Palmares
Para ver todas as frases acesse:


Questão 14 - UNICENTRO 2020

A partir da análise do mapa e dos conhecimentos sobre localização, coordenadas geográficas, relevo e clima, pode-se afirmar:

A) A Europa localiza-se totalmente no Hemisfério Norte e no Hemisfério Ocidental e é cortada pelo Trópico de Câncer e pelo Círculo Polar Ártico.
B) O relevo europeu caracteriza-se pela elevada altimetria, com predomínio de formações planálticas e dobramentos modernos na porção setentrional.
C) A localização geográfica da Europa predominantemente em médias latitudes indica que o clima predominante é o temperado.
D) O litoral europeu não é recortado, o que explica a pouca utilização do transporte marítimo no continente.
E) A baixa amplitude térmica, as estações bem definidas e o baixo índice pluviométrico caracterizam o clima europeu.

Resposta: Letra D.

terça-feira, 19 de novembro de 2019

Questão 48 - UPE SSA 2020 – 3ª FASE

Este país é um dos focos de tensão do mundo. Foi invadido pelos EUA, após os ataques terroristas de 11 de setembro de 2001. Mesmo com um sucesso relativo, os EUA enfrentam resistência e atentados terroristas, promovidos por grupos guerrilheiros talibãs, resultando em muitas mortes. A guerra neste país afeta diferentes gerações, sem perspectiva de paz. Observe o mapa a seguir: 
Assinale a alternativa que identifica o País referido. 
a) País 1 
b) País 2 
c) País 3 
d) País 4 
e) País 5

Resposta: Letra E. 
Comentário: O nome desse país é Afeganistão.

Inep anula questão do Enem 2019 sobre a FOME

Questão da prova de ciências humanas foi anulada porque já havia aparecido na prova do Enem 2018 para candidatos com deficiência visual, segundo anunciou o Inep nesta terça-feira (19/11/2019).

Leia abaixo a nota na íntegra do Inep:
"O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) informa a anulação de uma questão da prova de Ciências Humanas e suas Tecnologias da aplicação regular do Enem 2019: questão 90 do Caderno Azul; questão 78 do Caderno Amarelo; questão 66 do Caderno Branco e questão 72 do Caderno Rosa. O Inep identificou que a referida questão fez parte do Caderno de Questões Braile e Ledor da aplicação do Enem 2018 (questão 56 do Caderno Laranja). O caderno Ledor é preparado para os aplicadores que atuam como ledores para os participantes que, por algum motivo, solicitam auxílio para a leitura da prova como recurso de acessibilidade.

Questão 78 - ENEM 2019 - A fome não é um problema técnico, pois ela não se deve à falta de alimentos, isso porque a fome convive hoje com as condições materiais para resolvê-la. 
PORTO-GONÇALVES, C. W. Geografia da riqueza, fome e meio ambiente. In: OLIVEIRA, A. U.; MARQUES, M. I. M. (Org.). O campo no século XXI: território de vida, de luta e de construção da justiça social. São Paulo: Casa Amarela; Paz e Terra, 2004 (adaptado). 

O texto demonstra que o problema alimentar apresentado tem uma dimensão política por estar associado ao(à)
a) escala de produtividade regional. 
b) padrão de distribuição de renda. 
c) dificuldade de armazenamento de grãos. 
d) crescimento da população mundial. 
e) custo de escoamento dos produtos. 

Resposta: Letra B.
Comentário: Há muito tempo, sabe-se que a fome, flagelo que vitima um percentual inadmissível da população mundial, não decorre da insuficiência da produção agrícola, mas da desigual distribuição dos recursos alimentícios, que é um desdobramento da desigual distribuição de renda.

segunda-feira, 18 de novembro de 2019

Bandeira da República Dominicana

A bandeira da República Dominicana se caracteriza por uma cruz branca cujos braços divide-a em quatro quarteis, dois azuis e dois vermelhos e no meio da cruz está colocado o brasão que possui as cores da bandeira e leva no centro a Bíblia, aberta no Evangelho do São João, capitulo 8, versículo 32 e encima da Bíblia uma cruz, os quais surgem de um troféu integrado por duas lanças e quatro bandeiras sem brasão colocadas a ambos os lados, leva um ramo de louro ao lado esquerdo e um de palma ao lado direito. 
Bandeira da República Dominicana.
Está coroado por uma cinta azul, na qual se lê o lema “Deus, Pátria e Liberdade”. Na base tem outra cinta de cor vermelho cujos extremos estão orientados para acima, com as palavras República Dominicana.

Cores

  • Vermelho: representa o sangue derramado pelos patriotas nas batalhas pela independência. 
  • Azul: representa o céu que cobre todo o país, que Deus protege a nação Dominicana e os ideais de progresso dos dominicanos. 
  • Branco: representa a paz e a unidade entre todos os dominicanos.
Fonte: Embaixada da República Dominicana no Brasil.

Fim?


Quer ler o poema completo? Acesse: https://poetaambulantew.blogspot.com/2019/11/fim.html?m=0

Questão 69 - Enem 2019 -

Fala-se aqui de uma arte criada nas ruas e para as ruas, marcadas antes de tudo pela vida cotidiana, seus conflitos e suas possibilidades, que poderiam envolver técnicas, agentes e temas que não fossem encontrados nas instituições mais tradicionais e formais. VALVERDE, R. R. H. F. Os limites da inversão: a heterotopia do Beco do Batman. Boletim Goiano de Geografia (Online). Goiânia, v. 37, n. 2, maio/ago. 2017 (adaptado).
A manifestação artística expressa na imagem e apresentada no texto integra um movimento contemporâneo de 

A) regulação das relações sociais. 
B) apropriação dos espaços públicos. 
C) padronização das culturas urbanas. 
D) valorização dos formalismos estéticos. 
E) revitalização dos patrimônios históricos.

Resposta: Letra B.
Comentário: Estéticas de cultura popular, por exemplo o grafite, são moda lidades de expressão, de crítica social, mas também de ocupação do espaço público por elementos segregados.

Questão 26 - UNICAMP 2020 - 1ª fase

As condições atuais do clima global são responsáveis pela diferenciação da salinidade dos oceanos em diferentes latitudes, conforme a ilustração abaixo.


A partir do texto e do gráfico, é correto afirmar que: 
a) Os baixos teores de sais dos oceanos são observados em toda a faixa de baixas latitudes, em decorrência do balanço existente entre o excesso de precipitação e o declínio da evaporação ao longo de todo o ano. 
b) O excesso de precipitação nas áreas de médias latitudes e na proximidade dos polos é responsável pela ocorrência de maior salinidade nos oceanos do Hemisfério Sul. 
c) Nas áreas próximas a 90º de latitude, a salinidade dos oceanos é similar, pois as condições climáticas favorecem a ocorrência de grandes volumes de chuva e um grande deficit de evaporação. 
d) O percentual mais baixo de salinidade dos oceanos nas altas latitudes tem relação com a maior entrada de água doce nos oceanos, que ocorre em razão do derretimento de geleiras. 

Resposta: Letra D.
Comentário: A figura mostra a distribuição da salinidade por diferentes faixas latitudinais. A interação fundamental para esta distribuição é expressa pela diferença entre evaporação e precipitação. Nas áreas próximas ao equador, a salinidade é menor em razão das elevadas precipitações; nas áreas subtropicais, a salinidade é maior em virtude de totais menores de precipitação; nas áreas de altas latitudes, o aporte de água doce das calotas polares e de material continental proporciona a queda da salinidade.

Questão de Geografia - UNICAMP 2020 - O petróleo continua sendo a fonte de energia mais importante do mundo.

UNICAMP 2020 - O petróleo continua sendo a fonte de energia mais importante do mundo. A posse de reservas, o transporte e a capacidade de refino figuram como elementos de soberania nacional e estratégicos em um mundo extremamente competitivo. Em relação ao petróleo no Brasil, é correto afirmar: 
a) As descobertas das reservas nacionais ocorreram a partir dos anos 1980 e a Bacia de Campos (RJ) é hoje a principal produtora do país. 
b) A extração nacional é cada dia maior, mas a inexistência de oleodutos exige que o transporte seja realizado por meio rodoviário. 
c) A maior produção em terra provém do Estado do Rio Grande do Norte e, em mar, do pré-sal situado entre os Estados de São Paulo e Rio de Janeiro. 
d) Apesar de possuir grandes reservas, especialmente com as descobertas do pré-sal, não há refino no país, por isso os derivados são importados.

Resposta: Letra C.
A produção de petróleo no Brasil é superior em áreas oceânicas (offshore), com destaque para a Bacia de Campos e o pré-sal, sendo os estados do Rio de Janeiro, São Paulo e Espírito Santo os maiores produtores do país. Já a extração no continente (onshore) é menor e está concentrada nos estados da Bahia, Amazonas e Rio Grande do Norte, sendo este último o maior produtor. Ressalta-se que o Brasil, apesar de não ser autossuficiente no refino de petróleo, possui refinarias em diversos estados do país.

Bandeira da Coreia do Sul

Taegeukgi, a bandeira nacional da Coreia do Sul

O desenho da bandeira nacional coreana simboliza o princípio da filosofia oriental do yin(negativo)/yang(positivo) através do círculo central dividido em duas partes iguais. A parte superior em vermelho indica “yang”, a energia ativa do universo, enquanto a parte inferior em azul indica “yin”, a energia passiva do universo. 

Bandeira da Coreia do Sul.
As duas forças expressam o movimento contínuo, o equilíbrio e a harmonia, características do círculo eterno. Quatro trigramas simétricas estão dispostas em cada um dos cantos da bandeira ao redor do círculo central, representando os quatro elementos universais: o céu, a terra, o fogo e a água.

Fonte: Embaixada da República da Coreia na República Federativa do Brasil.

Questão de Geografia - UNICAMP 2020 - Moçambique foi atingido por três ciclones tropicais

UNICAMP 2020 - Moçambique foi atingido por três ciclones tropicais entre março e abril de 2019. Ciclone tropical é um termo geral para grandes e complexas tempestades que giram em torno de uma área de baixa pressão formada em águas oceânicas tropicais ou subtropicais quentes. A formação de um ciclone tropical requer enormes quantidades de calor na superfície da água, que devem atingir no mínimo 26,5°C, e ventos de pelo menos 119 km/h em algum ponto da tempestade. A partir do exposto, assinale a alternativa que explica a gênese dos ciclones tropicais na costa de Moçambique. 
a) A corrente marítima das Agulhas foi responsável pelo deslocamento das águas superficiais aquecidas para áreas de baixa pressão situadas no canal de Moçambique. 
b) O clima semiárido e desértico no litoral de Moçambique faz com que as águas de sua costa estejam sempre aquecidas, favorecendo assim a formação dos ciclones. 
c) Os ciclones que atingem o litoral de Moçambique têm origem no encontro das águas quentes do Oceano Atlântico com o Oceano Índico, no cabo da Boa Esperança. 
d) A corrente marítima de Benguela foi responsável pelo deslocamento das águas aquecidas do Oceano Índico para o canal que separa Moçambique de Madagascar.

Resposta: Letra A
Comentário: A Corrente das Agulhas é uma corrente do Oceano Índico, na costa oriental da África, onde está localizado Moçambique. Os ciclones tropicais são centros de baixa pressão atmosférica formados a partir da elevação de grandes quantidades de vapor d’água.

domingo, 17 de novembro de 2019

Bandeira do Cazaquistão

A Bandeira do Cazaquistão, adotada em 4 de junho de 1992.

Consiste-se de um fundo azul-celeste com uma águia e um sol com 32 raios ao centro.
Bandeira do Cazaquistão.
Cor azul-celeste
A cor azul-celeste representa os diversos povos turcos que formam a população do país.

Águia dourada
A águia dourada é um símbolo associado a Genghis Khan, que dominou o Cazaquistão.

Descrição
A bandeira nacional da República do Cazaquistão, tem um sol de ouro com 32 raios acima de um aumento de ouro estepe águia, tanto centrada em um fundo de céu azul, o lado da grua exibe um padrão nacional ornamental “koshkar-muiz” (os chifres do carneiro) em ouro, a cor azul é de significado religioso para os turcos povos do país, e por isso simboliza a unidade étnica e cultural, mas também representa o céu infinito, assim como a água, o sol, fonte de vida e energia, exemplifica a riqueza e plenitude; raios do sol são em forma de grão, que é a base de abundância e prosperidade, a águia tem aparecido nas bandeiras dos cazaques tribos há séculos e representa a liberdade, o poder, eo vôo para o futuro.

Questão 62 - Enem 2019 -

A reestruturação global da indústria, condicionada pelas estratégias de gestão global da cadeia de valor dos grandes grupos transnacionais, promoveu um forte deslocamento do processo produtivo, até mesmo de plantas industriais inteiras, e redirecionou os fluxos de produção e de investimento. Entretanto, o aumento da participação dos países em desenvolvimento no produto global deu-se de forma bastante assimétrica quando se compara o dinamismo dos países do leste asiático com o dos demais países, sobretudo os latino-americanos, no período 1980-2000. SARTI, F.; HIRATUKA, C. Indústria mundial: mudanças e tendências recentes. Campinas: Unicamp, n. 186, dez. 2010. A dinâmica de transformação da geografia das indústrias descrita expõe a complementaridade entre dispersão espacial e 
a) autonomia tecnológica. 
b) crises de abastecimento. 
c) descentralização política. 
d) concentração econômica. 
e) compartilhamento de lucros. 

Resposta: Letra D.
Comentário: O processo de dispersão espacial da indústria mundial direcionou os fluxos de produção e investimento para mercados com maior potencial produtivo e mão de obra mais disciplinada, como a China e a Coreia do Sul, na Ásia, numa escala muito superior ao que ocorreu, por exemplo, em Brasil e México, na América Latina, demonstrando, claramente, o aspecto de concentração.

Questão 65 - Enem 2019 -

Localizado a 160 km da cidade de Porto Velho (capital do estado de Rondônia), nos limites da Reserva Extrativista Jaci-Paraná e Terra Indígena Karipunas, o povoado de União Bandeirantes surgiu em 2000 a partir de movimentos de camponeses, madeireiros, pecuaristas e grileiros que, à revelia do ordenamento territorial e diante da passividade governamental, demarcaram e invadiram terras na área rural fundando a vila. Atualmente, constitui-se na região de maior produção agrícola e leiteira do município de Porto Velho, fornecendo, inclusive, alimentos para a Hidrelétrica de Jirau. 
SILVA, R. G. C. Amazônia globalizada – o exemplo de Rondônia. Confins, n. 23, 2015 (adaptado). 

A dinâmica de ocupação territorial descrita foi decorrente da 
a) mecanização do processo produtivo. 
b) adoção da colonização dirigida. 
c) realização de reforma agrária. 
d) ampliação de franjas urbanas. 
e) expansão de frentes pioneiras. 

Resposta:  Letra  E.
Comentário: O texto fala da ocupação territorial decorrente da expansão de frentes pioneiras, que no caso, envolve os movimentos de camponeses, madeireiros, pecuaristas e grileiros. Devido à passividade governamental, ocorreu a demarcação e a invasão de terras na área rural. Resposta: E

Questão 67 - Enem 2019 -

No sistema capitalista, as muitas manifestações de crise criam condições que forçam a algum tipo de raciona lização. Em geral, essas crises periódicas têm o efeito de expandir a capacidade produtiva e de renovar as condições de acumulação. Podemos conceber cada crise como uma mudança do processo de acumulação para um nível novo e superior. 
HARVEY, D. A produção capitalista do espaço. São Paulo: Annablume, 2005 (adaptado). 

A condição para a inclusão dos trabalhadores no novo processo produtivo descrito no texto é a 
a) associação sindical. 
b) participação eleitoral. 
c) migração internacional. 
d) qualificação profissional. 
e) regulamentação funcional. 

Resposta: Letra D. 
Comentário: O texto do geógrafo David Harvey cita que, com a crise, ocorre o efeito de expandir a capacidade pro - dutiva e de renovar as condições de acumulação, sendo necessária a qualificação do profissional. 

Questão 52 - Enem 2019 -

A Declaração Universal dos Direitos Humanos, adotada e proclamada pela Assembleia Geral da ONU na Resolução 217-A, de 10 de dezembro de 1948, foi um acontecimento histórico de grande relevância. Ao afirmar, pela primeira vez em escala planetária, o papel dos direitos humanos na convivência coletiva, pode ser considerada um evento inaugural de uma nova concepção de vida internacional. 
LAFER, C. Declaração Universal dos Direitos Humanos (1948). In: MAGNOLI, D. (Org.) História da paz. São Paulo: Contexto, 2008. 

A declaração citada no texto introduziu uma nova concepção nas relações internacionais ao possibilitar a 
a) superação da soberania estatal. 
b) defesa dos grupos vulneráveis. 
c) redução da truculência belicista. 
d) impunidade dos atos criminosos. 
e) inibição dos choques civilizacionais. 

Resposta: B
Comentário: A Declaração Universal dos Direitos Humanos acrescentou, aos direitos políticos e civis reconhecidos desde a Revolução Francesa, o conceito de direitos de natureza pessoal ou de coletividades menores – direitos esses muitas vezes desrespeitados ou ignorados pelos grupos hegemônicos. Como decorrência desse novo enfoque humanista, os direitos dos grupos minoritários religiosos, étnicos, culturais ou de outra natureza foram reconhecidos como inerentes ao gênero humano. 




Questão 55 - UERJ 2020 - 1º Exame de Qualificação -

O filme “O nascimento de uma nação”, lançado em 1915, foi baseado no livro The clansmen, publicado em 1905, de autoria do reverendo Thomas Dixon. Assim como Dixon, o diretor do filme, D. W. Griffith, foi um admirador da Ku Klux Klan. Ainda hoje atuando nos E.U.A., a Ku Klux Klan defende o seguinte princípio: 
(A) ética capitalista 
(B) destino manifesto 
(C) supremacia racial 
(D) cultura individualista

Resposta: Letra C.

Questão 54 - UERJ 2020 - 1º Exame de Qualificação -

TRANSAMAZÔNICA COMPLETA 45 ANOS 
A rodovia federal Transamazônica (BR−230) completou 45 anos em outubro de 2015, mas ainda não é asfaltada na sua totalidade. A rodovia começou a ser implantada ainda em 1970, no governo do general Emílio Garrastazu Médici. Dois anos depois, ela foi inaugurada. O trecho entre Marabá e Altamira é o que está em melhor estado atualmente. Um dos diretores do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) disse que, durante esse período de mais de quatro décadas, muita coisa já foi feita, mas explicou que o país viveu uma mudança de filosofia: “Antigamente, o que era símbolo de desenvolvimento era um trator V8 derrubando uma árvore, uma castanheira; hoje, isso é um crime”, disse.
A mencionada “mudança de filosofia”, entre a década de 1970 e a atualidade, refere-se às seguintes prioridades em cada um desses momentos históricos, respectivamente: 
(A) estimular a presença militar – valorizar a proteção estrangeira 
(B) solucionar a disparidade inter-regional – expandir a atividade extrativista 
(C) garantir o crescimento econômico – promover o equilíbrio socioambiental 
(D) controlar o deslocamento populacional – redimensionar a propriedade fundiária

Resposta: Letra C.

Questão 50 - UERJ 2020 - 1º Exame de Qualificação -

OS ARREPENDIDOS DO BREXIT 
O britânico Will Dry, estudante de política e economia, tinha 18 anos quando votou pela saída do Reino Unido da União Europeia (UE) no plebiscito de 2016. Dry faz parte de um grupo de arrependidos, identificados pela hashtag “Bregret” (combinação de “Brexit” e regret, arrependimento). São eleitores que se dizem enganados pelas promessas da campanha em defesa da retirada britânica da UE, principalmente a ideia de que o Reino Unido poderia manter o status de inserção e influência no plano europeu e mundial sem ter de se submeter à burocracia de uma entidade supranacional.
Painel do artista Banksy na cidade britânica de Dover, onde chegam os navios
que cruzam o Canal da Mancha, provenientes da França.
Adaptado de epoca.globo.com, 02/05/2018. 

No âmbito das novas relações com o bloco europeu, parte da população britânica que votou a favor do Brexit não dimensionou adequadamente a seguinte consequência dessa decisão: 
(A) ameaças à defesa do território 
(B) restrições à circulação de riqueza 
(C) limitações à autonomia do governo 
(D) riscos à continuidade da democracia

Resposta: Letra B.

Questão 52 - UERJ 2020 - 1º Exame de Qualificação -


GRUPO ESTADO ISLÂMICO ● Inimigo dos Estados Unidos ● Autoritário ● Fundamentalista ● Desrespeita os Direitos Humanos ● Aplica castigos corporais ● Tortura pessoas regularmente ● Decapita pessoas regularmente ● Oprime mulheres e minorias

ARÁBIA SAUDITA ● Aliado dos Estados Unidos ● Autoritário ● Fundamentalista ● Desrespeita os Direitos Humanos ● Aplica castigos corporais ● Tortura pessoas regularmente ● Decapita pessoas regularmente ● Oprime mulheres e minorias  

Entre 2014 e 2017, derrotar o Estado Islâmico (ISIS) foi uma das prioridades da política externa dos Estados Unidos. Ao final de 2017, o ISIS foi considerado militarmente derrotado, perdendo o controle de praticamente todos os territórios que havia conquistado na Síria e no Iraque. A charge aponta a existência de uma incoerência entre os seguintes aspectos da política externa estadunidense no Oriente Médio: 
(A) alinhamento étnico e liberdade religiosa 
(B) fundamento ideológico e interesse econômico 
(C) conservadorismo social e protagonismo ambiental 
(D) multilateralismo diplomático e unilateralismo bélico

Resposta: Letra B.

Questão 51 - UERJ 2019 - 1º Exame de Qualificação -

O que compõe a Pegada? A Pegada Ecológica de um país, de uma cidade ou de uma pessoa corresponde ao tamanho das áreas produtivas de terra e de mar necessárias para gerar produtos, bens e serviços que sustentam determinados estilos de vida. Em outras palavras, é uma forma de traduzir, em hectares, a extensão de território que uma pessoa ou toda uma sociedade “utiliza”, em média, para se sustentar. O carbono é um dos componentes da Pegada Ecológica. Adaptado de wwf.org.br.

SCOTT e BORGMAN Adaptado de O Globo, 10/10/2017.

Tendo em vista a posição da maioria da comunidade científica, a situação retratada nos quadrinhos contribui diretamente para o agravamento do seguinte problema ambiental: 
(A) erosão dos solos 
(B) aquecimento global 
(C) contaminação lacustre 
(D) assoreamento dos rios

Resposta: Letra B.

Questão 45 - UNESP - 2020 - 1ª fase

“Eu tinha muito medo, estava sozinha, não tinha como não trabalhar. Ela não me deixava amamentar meu filho pela manhã, dizia que eu perderia tempo.” (Dora E. A. Calle) 

“Quando eu precisava sair da casa, sempre tinha que pedir a chave. E nessa hora a chave sempre sumia.” (Raul G. P. Mendoza) 

“A casa onde eu trabalhava tinha outros 14 bolivianos, que, assim como eu, queriam guardar dinheiro e voltar para nosso país. Mas não é bem assim que acontece.” 

(Alicia V. Balboa) (Bárbara Forte. “Tecendo sonhos”. https://noticias.bol.uol.com.br, 09.05.2019. Adaptado.) 
Esses depoimentos retratam a realidade vivida por imigrantes bolivianos que trabalharam no setor têxtil da capital paulista. Os depoimentos evidenciam 
(A) a competitividade da Divisão Internacional do Trabalho. 
(B) a relação de trabalho análoga à escravidão. 
(C) o processo de segregação estimulado pela xenofobia. 
(D) a flexibilização das leis trabalhistas. 
(E) o descompasso do trabalho formal com as mudanças da globalização.

Resposta: Letra B.
Comentário: A maioria dos imigrantes bolivianos que trabalham em São Paulo encontra-se em situação irregular, são trabalhadores clandestinos, o que os expõe à exploração por grupos inescrupulosos. Ameaçando os trabalhadores de supostas denúncias, esses indivíduos forçam-nos a trabalhar em condições subumanas, impedindo-os de reivindicar os mais básicos direitos.

Questão 46 - UNESP - 2020 - 1ª fase

A hinterlândia destacada no mapa corresponde 

a) à área atendida pelo porto do Itaqui, cuja localização é estratégica, devido à proximidade com o Canal de Suez. 
b) ao eixo concedido às frentes pioneiras, cuja ocupação territorial ocorreu devido ao deslocamento de posseiros. 
c) a uma área definida como Zona Franca, cuja produção industrial utiliza matéria-prima regional, devido às isenções de impostos. 
d) à área estabelecida para a atividade extrativista, cuja exploração ocorre em local protegido, devido aos riscos de contaminação. 
e) ao eixo de expansão agrícola da bacia do São Francisco, cuja espacialização é limitada, devido aos gargalos logísticos. 

Resposta: Letra A.

Comentário: 
Segundo o site oficial do Porto de Itaqui, as autoridades fecharam em princípios de abril de 2018 um acordo com as autoridades de Port Said, no canal de Suez, Egito, no sentido de incrementar o intercâmbio técnico e econômico visando a promoção do transporte marítimo. A esse acordo se associa a extensão das ferrovias que se expandem pela hinterlândia do Nordeste como a Ferrovia Norte-Sul, a Transnordestina e a E.F. dos Carajás.

Questão 49 - UNESP - 2020 - 1ª fase

Analise os diagramas.


(Dirce Maria A. Suertegaray (org.). Terra: feições ilustradas, 2008. Adaptado.) 
Esses diagramas demonstram o processo de 
a) desintegração mecânica acompanhada pela decomposição química das rochas na exposição aos agentes atmosféricos. 
b) formação de novos aquíferos pela concentração de fluxos de água em terrenos arenosos. 
c) metamorfismo sofrido por rochas magmáticas quando sujeitas ao calor e à pressão. 
d) diastrofismo da crosta terrestre pelo falhamento da superfície ao longo das eras geológicas. 
e) afloramento de rochas ricas em matéria orgânica na formação de novos escudos cristalinos. 


Resposta: Letra A.
Comentário: O bloco-diagrama demonstra concorrência de processos de DESINTEGRAÇÃO MECÂNICA, decorrente da precipitação, da radiação solar e da circulação atmosférica, e da DECOMPOSIÇÃO QUÍMICA, que resulta da ação de elementos contidos nas precipitações. 

A formação de AQUÍFEROS dá-se quanto a água superficial, pelo processo e percolação, alcança rochas porosas, situadas em áreas mais profundas, onde acumula-se com o passar dos anos. 

O METAMORFISMO corre, em verdade, da alteração das condições de temperatura e de pressão as quais a rocha está submetida. O DIASTROFISMO é movimento produzido por processos tectônicos, relacionado à origem à de bacias oceânicas, continentes, platôs e cadeias de montanhas.

A rochas associadas a matéria orgânica, são de natureza sedimentar, ao passo que os ESCUDOS CRISTALINOS são de origem pré-cambriana.

Bandeira da Itália

A bandeira da Itália foi adotada oficialmente em 1 de janeiro de 1948. A bandeira é composta por três faixas verticais nas cores verde, branca e vermelha.
Significado das cores
As três cores da bandeira moderna (atual) italiana possuem os seguintes significados: o verde simboliza a liberdade, o branco a igualdade e a cor vermelha a fraternidade. Desta forma, podemos notar que ela é inspirada na bandeira francesa e na Revolução Francesa, que teve como lema "Liberdade, Igualdade e Fraternidade".

Origem
A origem da bandeira italiana é um estandarte, nestas três cores, que Napoleão entregou a um corpo de voluntários da região Lombarda em novembro de 1796. Estes voluntários ganharam este estandarte após a incorporação ao exército francês.

Proporção
A proporção da bandeira italiana é de 2:3. Por exemplo, se ela tiver 2 metros de largura, deverá ter 3 metros de comprimento.

Curiosidades:
- Muitos italianos chamam a bandeira da Itália de Il Tricolore, que significa A Tricolor.
- A bandeira com as três cores (tricolor) foi usada pela primeira vez na história em 1797 pela República Cispadana (Estado criado no final do século XVIII no norte da Península Itálica). Porém, a bandeira deste estado possuía as faixas na posição horizontal.

Fonte: Sua Pesquisa.

Bandeira do Zimbábue

A bandeira do Zimbábue foi adotada em 18 de abril de 1980.

O pássaro de pedra-sabão destaque na bandeira representa um [estatueta] de um pássaro encontrado nas ruínas de Grande Zimbabwe.

A ave simboliza a história do Zimbábue, a estrela vermelha abaixo simboliza a luta revolucionária pela libertação e paz.
Bandeira do Zimbábue.
Cores
Oficialmente, os significados das cores da bandeira são os seguintes:
Verde: a agricultura e as zonas rurais do Zimbábue
Amarelo: a riqueza de minerais no país
Vermelho: o sangue derramado durante o primeiro e segundo Chimurenga (guerras) na luta pela independência.
Preto: o patrimônio, etnia e comunidade dos africanos nativos do Zimbábue
Branco Triângulo: a paz
Zimbabwe pássaro: o símbolo nacional do Zimbábue
Estrela Vermelha: esperança da nação e as aspirações para o futuro (bem como crenças socialistas ZANU-PF).

Fonte: Portal São Francisco.

Bandeira da Alemanha

A bandeira da Alemanha foi adotada em 23 de maio de 1949. A bandeira é composta por três faixas horizontais, de mesmo tamanho, nas cores preta, vermelha e amarela (ouro). A faixa preta está posicionada na parte superior, a vermelha no meio e a amarela (ouro) na parte inferior da bandeira.
Bandeira da Alemanha.
Significado
As três cores da bandeira moderna (atual) alemã simbolizam a democracia republicana que se formou após a Segunda Guerra Mundial. Representa também a liberdade da Alemanha e de seu povo.

Origem
Existem várias hipóteses para explicar a origem da bandeira da Alemanha. A mais aceita diz que ela surgiu a partir da bandeira usada no Sacro Império Romano-Germânico. Nesta época, a bandeira usada tinha fundo amarelo e, no centro, uma água preta com garras e bico na cor vermelha.

Curiosidades:
- A proporção da bandeira da Alemanha é de 3:5. Ou seja, se ela tiver três metros de largura, deverá ter obrigatoriamente cinco metros de comprimento.
- Na Alemanha, as autoridades federais podem usar a bandeira federal (governamental). Ela é semelhante a bandeira civil, porém leva ao centro um escudo de fundo dourado com um falcão negro ao centro.

Fonte: Sua Pesquisa.

Bandeira do Canadá

A bandeira do Canadá foi adotada em 15 de fevereiro de 1965. Ela foi criada pelo historiador canadense George Stanley com a colaboração do advogado e político John Matheson (também canadense).

Os criadores se inspiraram na bandeira da Escola Real Militar do Canadá.
Bandeira do Canadá.
Proporção
A bandeira do Canadá possui a proporção de 1:2. Portanto, se ela for confeccionada com 1 metro de largura, devera ter 2 metros de comprimento.

Como é
Ela é composta por um retângulo vermelho com um quadrado branco no centro. Portanto, nas laterais, aparecem duas faixas vermelhas verticais. Dentro do quadrado branco, na posição central, existe uma folha de bordo estilizada na cor vermelha. A folha possui onze pontas.

Significado e cores
- A folha de bordo é considerada um símbolo do Canadá, pois esta linda árvore (conhecida cientificamente como acer) é muito comum no território canadense. No outono, as folhas desta árvore ficam vermelhas, deixando-a ainda mais esplendorosa.

- As faixas vermelhas laterais representam os dois oceanos que banham o território do Canadá: Oceano Pacífico (costa oeste) e Oceano Atlântico (costa leste).

- O quadrado branco central representa o território canadense.

Fonte: Sua Pesquisa.

Bandeira do Chile

A bandeira do Chile é composta por uma listra branca na parte superior e uma vermelha na inferior. As duas listras são do mesmo tamanho. Na parte superior esquerda há um quadrado azul com uma estrela branca de cinco pontas no centro.
Bandeira do Chile.
Data de adoção
A bandeira do Chile foi adotada oficialmente no dia 18 de outubro de 1817.

Proporção oficial
A bandeira nacional chilena possui proporção de 2:3. Portanto, se ela tiver 2 metros de largura, deverá ter 3 metros de comprimento.

Cores da bandeira e seus significados- A cor vermelha simboliza e homenageia os bravos chilenos que morreram durante a guerra de independência.
- A cor branca representa a neve que há no topo das montanhas da Cordilheira dos Andes.
- A cor azul simboliza o céu, enquanto a estrela representa o unitarismo da República Chilena.

Fonte: Sua Pesquisa.

Bandeira do Uruguai

A bandeira do Uruguai é um dos símbolos nacionais do país. Também conhecida como Pavilhão Nacional, é composta por 5 faixas brancas e 4 faixas azuis na posição horizontal e todas de mesmo tamanho. No canto superior esquerdo há um quadrado branco com o Sol dourado no centro. O sol possui face e 16 raios ao seu redor.
Bandeira do Uruguai.
O arranjo (estilo) da bandeira do Uruguai foi inspirado na bandeira dos Estados Unidos da América.

Proporção oficial
A bandeira uruguaia tem proporção, definida por lei, de 2:3. Portanto, se ela for confeccionada com dois metros de largura, deverá ter três metros de comprimento.

Significado das cores e símbolos
As nove listras da bandeira uruguaia representam os nove departamentos quem formavam o Uruguai no começo do século XIX (atualmente são 19 departamentos).

O Sol de Maio é uma representação do deus Inti (principal deus da religião inca).

Já as cores principais (branco, azul e amarelo) simbolizam os ideais revolucionários da Igualdade, Liberdade e Fraternidade. Estes ideais eram os mesmos da Revolução Francesa (1789).


Origem (data de adoção):
A bandeira do Uruguai foi adotada como símbolo nacional, através de leis, em 12 de julho de 1830.

Fonte: Sua Pesquisa.

Bandeira da Argentina

A bandeira da Argentina foi adotada em 27 de fevereiro de 1812. As cores presentes na bandeira são azul-celeste, branco, ouro e marrom. Foi criada na cidade Rosário por Manuel Belgrano, um importante político, jornalista, advogado e intelectual argentino do século XIX.

A bandeira argentina é composta por três faixas horizontais, sendo que a superior e a inferior são na cor azul-celeste. A faixa do meio é branca e apresenta no centro um Sol incaico, também conhecido como "Sol de Mayo", na cor ouro com detalhes em marrom. Este Sol apresenta 32 raios, sendo 16 retos e 16 ondulados.
Bandeira da Argentina.
Simbolismo das cores:
- O azul representa o azul do céu.
- A cor branca representa a paz e também a pureza.

CURIOSIDADES:
- A proporção da bandeira da Argentina é 9:14. Ou seja, se ela for feita com 9 metros de largura, deverá ter obrigatoriamente 14 metros de comprimento.
- Antes de 1985, a bandeira da Argentina não possui o Sol de Mayo ao centro. Foi somente a partir deste ano, através de uma lei do parlamento argentino, que o Sol de Mayo passou a figurar na bandeira deste país.
- O Dia da Bandeira na Argentina é comemorado em 20 de junho. A data é uma referência à morte do criador da bandeira, Manuel Belgrano, que faleceu em 20 de junho de 1820.

Fonte: Sua Pesquisa.

Bandeira da Jamaica

A bandeira jamaicana foi adotada em 6 de agosto de 1962, que também é o Dia da Independência da Jamaica. A bandeira consiste nas cores verde, ouro e preto, que simbolizam:
  • Verde: representa esperança para o futuro e riqueza agrícola.
  • Ouro: representa a luz solar e a riqueza natural do país.
  • Preto: simboliza os habitantes e criatividade da Jamaica.
Bandeira da Jamaica.
A bandeira da Jamaica é a única bandeira nacional que não possui as cores azul, vermelho ou branco.

Bandeira da Venezuela

A Bandeira da Venezuela é um amarelo, tricolor azul, vermelho e horizontal com oito estrelas brancas em semicírculo no centro e no revestimento de braços sobre a faixa amarela no lado da grua.

O líder da independência venezuelana Francisco de Miranda desenhou a bandeira tricolor básica em 1806.

Sete estrelas foram adicionados em 1836, que representam as sete províncias que apoiaram a independência da Venezuela, em 1830.

A oitava estrela, a “Estrela Bolívar”, foi adicionado em 2006 para homenagear Simón Bolívar.

O vermelho na bandeira representa a coragem ea azul representa a independência da Venezuela, da Espanha.

A versão atual da bandeira foi adotada em 12 de março de 2006.
Bandeira da Venezuela.
A Bandeira da Venezuela é constituída por três listas horizontais de tamanho idêntico, com as cores amarela, azul e vermelha.

O amarelo simboliza as riquezas do território venezuelano, o azul o mar que separa a Venezuela da Espanha

O vermelho o sangue derramado pelos que lutaram pela independência.

Na lista azul figuraram ao centro sete estrelas em arco que representam as sete províncias que assinaram o Ato de Independência (Ata de la Independencia) a 5 de Julho de 1811 (Caracas, Cumaná, Barcelona, Barinas, Margarita, Mérida e Trujillo).

Em Março de 2006 o governo da Venezuela decretou a adição de mais uma estrela na lista azul.

História da Bandeira

No dia 12 de Março de 1806 o herói independentista venezuelano Francisco de Miranda içou no seu navio Leander, que se encontrava nas águas da baia de Jacmel no Haiti, uma bandeira tricolor com as atuais cores da bandeira. Essa mesma bandeira foi adoptada em 1811 pelo Congresso, tendo sido içada como bandeira nacional pela primeira vez a 14 de Julho do mesmo ano.

No dia 15 de Julho de 1930 o Congresso Nacional decretou a junção das sete estrelas em forma de arco na lista azul.

A 17 de Fevereiro de 1954, através da Lei da Bandeira, Escudo e Hino Nacionais (Ley de Bandera, Escudo e Himno Nacionales), foi incorporado o brasão de armas da Venezuela na lista amarela, situando-o no extremo superior junto ao haste. Esta é a bandeira da Presidência da República e das Forças Armadas, que se encontra também nos edifícios governamentais.

Em 1963 o presidente venezuelano Rómulo Betancourt declarou o dia 12 de Março como Dia Nacional da Bandeira, em memória do dia no qual ela foi içada pela primeira vez por Miranda.

Mudanças de 2006

No dia 12 de Março de 2006 foram anunciadas alterações à bandeira da Venezuela. Estas consistem na adição de uma oitava estrela denominada pelo Presidente Hugo Chávez como a “estrela Bolívar” em honra a Simón Bolívar que em 1817 tinha já apresentado essa proposta. Esta oitava estrela pretende reconhecer a contribuição da Guayana – uma província do século XIX cujo território está hoje no essencial integrado no estado Bolívar – na luta pela independência do país.

O Brasão de armas da Venezuela foi igualmente alterado: o cavalo agora corre para o lado esquerdo.

A oposição venezuela criticou as alterações, alegando que estas não resultaram de uma ampla consulta popular.

A bandeira da Venezuela é essencialmente a do general Francisco de Miranda, precursor da independência sul-americana, mentor de Bolivar. As corres desta bandeira são o amarelo, o azul e o vermelho, usadas hoje pela Venezuela, Colômbia e Equador.

A bandeira de Miranda foi içada pela primeira vez a 12 de março de 1806, próximo às costas de Haití, a bordo do “Leandro”, um dos navios da expedição libertadora que então se iniciava. Consistia esta bandeira de três faixas horizontais, amarela a superior, azul a do centro e vermelha a inferior, sendo a mais larga a amarela e a mais estreita a vermelha.

Ao declarar-se solenemente a independência venezuelana, a 5 de julho de 1811, decidiu-se que a insígnia nacional fosse igual à bandeira arvorada por Miranda no “Leandro”. No dia 14 desse mesmo mês arvorou-se solenemente esta bandeira em Caracas, na Praça Maior da Catedral, hoje praça Bolivar, sitio no qual cinco anos antes a bandeira e a efigie de Miranda foram queimadas pelas autoridades espanholas.

Várias disposições legais em diversas épocas teem modificado ligeiramente o pavilhão venezuelano. Atualmente as três faixas são da mesma largura e aparece no centro da faixa azul um semi-círculo de sete estrelas brancas, em honra das sete províncias que declararam sua independência a 5 de julho de 1811. A bandeira de guerra leva, alem disso, as armas nacionais na faixa amarela, junto à haste.