PETS

sábado, 27 de fevereiro de 2021

Miraitowa e Someity são os mascotes das Olimpíadas e Paralimpíadas Tokyo 2020, SIGNIFICADOS DO NOMES

Mascote dos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020 : O mascote dos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020 é um tributo à tradição respeitada e à inovação moderna da cultura japonesa. MIRAITOWA tem uma personalidade inspirada no provérbio japonês, “aprenda com o passado e desenvolva novas ideias”. MIRAITOWA é alegre e notavelmente atlético, com um forte senso de integridade. Ele tem um poder especial para se teletransportar instantaneamente para qualquer lugar que desejar. 
Significado do nome MIRAITOWA 
O nome MIRAITOWA é baseado nas palavras japonesas "mirai", que significa "futuro", e "towa", que significa "eternidade", representando o desejo de que os Jogos Olímpicos de Tóquio 2020 levem a um futuro de esperança eterna no coração de todos em todo o mundo. 



Mascote dos Jogos Paraolímpicos de Tóquio 2020 : O mascote dos Jogos Paraolímpicos de Tóquio 2020 é um personagem bem legal, com grandes poderes e sensores táteis de flor de cerejeira. SOMEITY pode usar os sensores nas laterais de sua cabeça para poderes telepáticos, voar usando sua capa com padrão Ichimatsu e até mover objetos sem tocá-los. SOMEITY tem uma presença calma e tranquila, guiada por grande força interior, mas pode exibir superpoderes que personificam a tenacidade e a determinação dos atletas paraolímpicos. Someity adora estar na natureza e pode se comunicar com elementos naturais, como pedras e o vento. 

Significado do nome SOMEITY
 O nome SOMEITY vem de "Someiyoshino" - um tipo popular de flor de cerejeira - e da frase "tão poderoso". SOMEITY pode mostrar uma enorme força mental e física, representando atletas paraolímpicos que superam obstáculos e redefinem os limites das possibilidades.

quinta-feira, 25 de fevereiro de 2021

VÍDEO: Professor de Geografia, João Luiz é o novo Líder do BBB21; grupo VIP e Xepa

A notícia gerou uma onda de apoio em massa ao professor de Geografia  no Twitter

Quem ganhou a Prova do Líder foi João Luiz. Depois de 2 rodadas, o mineiro disputou a última rodada com Camilla de Lucas , sua dupla na competição.

A dinâmica da prova foi a seguinte: divididos em duplas, os brothers precisaram acertar um alvo divido em cores com diferentes pontuações. A cada rodada, os participantes sorteavam elementos da fórmula, representados por essas cores. Caso a dupla acertasse a cor correspondente ao elemento sorteado, marcava 100 pontos. Se acertasse outra faixa de cor, marcava a quantidade de pontos correspondentes a essa faixa.

VIP e XEPA

Após João Luiz se consagrar como o vencedor da quinta Prova do Líder do BBB21, nesta quarta-feira, 24/02, o brother escolhe mais seis participantes para curtir com ele o grupo VIP. Os outros confinados da casa mais vigiada do Brasil ficam na Xepa. 

No VIP, além do Líder João Luiz, estão: Thaís, Camilla de Lucas, Carla Diaz, Viih Tube, Sarah e Lumena. Fazem parte das Xepa os brothers: Pocah, Gilberto, Arthur, Caio, Fiuk, Juliette, Projota e Rodolffo.



"João é o Líder. Pode colocar o colar da liderança.", anunciou Tiago Leifert ao final da disputa.

sábado, 20 de fevereiro de 2021

Teixeiras-MG tem 13 vagas temporárias em concurso para o Censo 2021 do IBGE

São 11 vagas para recenseador e 2 para agente censitário supervisor (ACS).


Para as vagas de recenseador, as inscrições começam no dia 23 de fevereiro e vão até 19 de março, neste site: https://www.cebraspe.org.br/concursos/IBGE_20_RECENSEADOR
A taxa de inscrição é de R$ 25,77.

Já para as oportunidades de agente censitário supervisor, a partir desta sexta-feira (19) até 15 de março neste site:
A taxa de inscrição é de R$ 39,49.


As taxas poderão ser pagas pela internet ou em qualquer banco.

Para concorrer a recenseador, candidato deve ter nível fundamental completo, e ACS, ensino médio concluído. Recenseador recebe por produtividade. Remuneração é de R$ 1.700 para ACS.

Provas objetivas serão aplicadas presencialmente em 18 de abril para ACS, e no dia 25 de abril para recenseadores, seguindo os protocolos sanitários de prevenção da Covid-19.

Resultado final dos aprovados será divulgado em 27 de maio.

Paula Cândido-MG tem 10 vagas temporárias em concurso para o Censo 2021 do IBGE

São 8 vagas para recenseador e 2 para agente censitário supervisor (ACS).

Para as vagas de recenseador, as inscrições começam no dia 23 de fevereiro e vão até 19 de março, neste site: https://www.cebraspe.org.br/concursos/IBGE_20_RECENSEADOR
A taxa de inscrição é de R$ 25,77.

Já para as oportunidades de agente censitário supervisor, a partir desta sexta-feira (19) até 15 de março neste site:
A taxa de inscrição é de R$ 39,49.

As taxas poderão ser pagas pela internet ou em qualquer banco.

Para concorrer a recenseador, candidato deve ter nível fundamental completo, e ACS, ensino médio concluído. Recenseador recebe por produtividade. Remuneração é de R$ 1.700 para ACS.

Provas objetivas serão aplicadas presencialmente em 18 de abril para ACS, e no dia 25 de abril para recenseadores, seguindo os protocolos sanitários de prevenção da Covid-19.

Resultado final dos aprovados será divulgado em 27 de maio.

quinta-feira, 18 de fevereiro de 2021

Primeiro censuram a palavra “ditadura” no Enem... O próximo passo é ensinar a Terra plana em Geografia

O Conselho criado pelo governo federal para inspecionar questões do Exame Nacional do Ensino Médio aconselhou que uma questão de Linguagens, Códigos e suas tecnologias substituísse o termo ‘ditadura’ por ‘regime militar’.

Agora, o Projeto de Decreto Legislativo (PDL) que pede a suspensão do trecho de um edital com novas regras para livros didáticos foi protocolado nesta quinta-feira (18) na Câmara dos Deputados. A deputada federal Tabata Amaral (PDT/SP) assina o documento.

Entre as especificações, houve a retirada de trechos como "especial atenção para o compromisso educacional com a agenda da não-violência contra a mulher" e promover "negativamente a imagem da mulher". Com as novas regras, agora as obras devem "promover positivamente a imagem dos brasileiros, homens e mulheres" e "estar isenta de qualquer forma de promoção da violência".

Guilherme Boulos criticou o projeto hoje, 18/02/2021, no twitter:
"Primeiro censuram a palavra “ditadura” no Enem. Agora querem retirar termos como “princípios democráticos”, “respeito à diversidade” e “não-violência contra a mulher” dos critérios para escolha de livros didáticos infantis. O próximo passo é ensinar a Terra plana em geografia."

segunda-feira, 15 de fevereiro de 2021

Nigeriana será 1ª mulher, africana e negra a comandar OMC

A nigeriana Ngozi Okonjo-Iweala se tornou nesta segunda-feira (15/02) a primeira mulher e a primeira africana à frente da Organização Mundial do Comércio (OMC). A nomeação da economista para o cargo de diretora-geral foi decidida durante uma reunião extraordinária entre os membros da organização, depois que sua adversária, a ministra sul-coreana do Comércio, Yoo Myung-hee, retirou a candidatura na sexta-feira.
Segundo ex-colegas, Ngozi Okonjo-Iweala é mais do que qualificada para chefiar a OMC.

Em comunicado, Okonjo-Iweala disse que sua prioridade será abordar as consequências econômicas e de saúde da pandemia de covid-19 e implementar as resposta políticas necessárias para a retomada da economia global.

"Nossa organização enfrenta muitos desafios, mas trabalhando juntos podemos tornar a OMC mais forte, mais ágil e mais bem adaptada às realidades de hoje", disse a nova diretora-geral da organização.

Antes mesmo de sua designação, a economista de 66 anos já tinha amplo apoio de membros do órgão, incluindo China, União Europeia, União Africana, Japão e Austrália. Ex-colegas também já haviam defendido a escolha dela para o cargo.

"Ngozi é uma das pessoas mais qualificadas para a posição específica pela qual compete", disse à DW, Shamsudeen Usman, ex-ministro do Planejamento Nacional da Nigéria, dias antes da decisão final.Os dois trabalharam lado a lado como ministros sob o governo do presidente nigeriano Goodluck Jonathan em 2011. Antes de assumir a pasta, Okonjo-Iweala renunciou ao Banco Mundial, onde havia atuado por 25 anos.
Elogios e obstáculo na Casa Branca

Um memorando interno, dirigido aos funcionários do Banco Mundial em 8 de julho de 2011 e ao qual a DW teve acesso, chama a atenção para o papel excepcional desempenhado por Okonjo-Iweala no órgão. Segundo Bob Zoellick, presidente do Banco Mundial na época, a contribuição da economista foi brilhante.

"Além de supervisionar o trabalho do banco na África, no Sul da Ásia, na Europa e na Ásia Central e de sua atuação nos Recursos Humanos, Ngozi desempenhou um papel fundamental na supervisão do trabalho do banco no sentido de ajudar os países prejudicados por preços altos e voláteis de alimentos ", escreveu Zoellick no memorando. "Como é sabido, com a liderança de Ngozi, montamos um fundo de resposta à crise alimentar para permitir a rápida assistência aos países necessitados, ajudando mais de 40 milhões de pessoas em 44 países."

Okonjo-Iweala não era a candidata preferida do governo de Donald Trump nos Estados Unidos. Isso acabou complicando o processo decisório, já que a eleição para uma nova direção-geral requer o consenso de todos os membros da OMC.

"Sei que ela desempenhará suas funções muito bem, como o fez em muitos cargos que já ocupou", disse Usman sobre a ex-colega.

A OMC, um órgão com sede em Genebra encarregado de promover o livre comércio, está sem liderança permanente desde que Roberto Azevedo deixou o cargo um ano antes do planejado, no final de agosto de 2020.

A renúncia de Azevedo veio depois que a OMC se envolveu em uma crescente disputa comercial entre os EUA e a China.
Maré favorável para as mulheres

Okonjo-Iweala se tornará a primeira africana e a primeira mulher a ocupar o cargo de liderança da OMC. "Vejo sua nomeação como uma validação da competência e das capacidades de liderança, assim como da excelência, das mulheres africanas, apesar das dificuldades e dos obstáculos sistemáticos que elas enfrentam", disse Fadumo Dayib, a primeira candidata à presidência da Somália.

Dayib acrescentou que a escolha de Okonjo-Iweala é um sinal de que "a maré está virando a favor de mulheres competentes e já era hora de isso acontecer".

Tal opinião é compartilhada pelo economista nigeriano Tunji Andrews, para quem a comunidade internacional finalmente percebeu que os africanos podem se sentar à mesa de negociações ao lado das potências globais.

Embora Ngozi Okonjo-Iweala esteja fazendo história ao se tornar a primeira mulher e primeira negra africana a liderar a OMC, vale destacar que a nigeriana traz mais do que apenas "diversidade e inclusão" para o cenário mundial.

"Estou otimista de que seu impacto no comércio global será positivo, visto que seus antecedentes sugerem que ela está fortemente comprometida com a redução da desigualdade, pobreza e corrupção em todo o mundo", disse à DW Amara Nwankpa, diretor de Iniciativa de Políticas Públicas na Fundação Shehu Musa Yar'Adua, uma organização nigeriana sem fins lucrativos empenhada em promover unidade nacional e boa governança.
Peso pesado na política

Durante seu segundo mandato como ministra das Finanças, Okonjo-Iweala foi "reconhecida por desenvolver programas de reforma que ajudaram a melhorar a transparência governamental e estabilizar a economia", de acordo com a revista americana de negócios Forbes, que a colocou em 48º lugar no ranking mundial das "50 Mulheres Poderosas" em 2015.

Formada em Harvard, a economista é Ph.D. pelo MIT e preside o conselho da Gavi, uma aliança global de vacinas fundamental para garantir que os países em desenvolvimento tenham o tão necessário acesso às vacinas contra a covid-19.

Para Nwankpa, a experiência de Okonjo-Iweala mostra que "ela traz para este trabalho habilidades impressionantes em negociações internacionais e capacidade de liderança para enfrentar os principais desafios que o planeta enfrenta atualmente". "Ela é exatamente a pessoa de quem o mundo precisa no comando do comércio internacional nestes tempos turbulentos", acrescentou.

Ngozi Okonjo-Iweala deverá assumir suas novas funções como diretora-geral da OMC em 1º de março.

Fonte: Deutsche Welle.

sexta-feira, 12 de fevereiro de 2021

Final de semana de chuvas em grande parte do Brasil

Esse final de semana será de nebulosidade e chuvas em grande parte do Brasil, com destaque para as regiões Norte, Centro-Oeste e Sudeste. Essas condições deverão permanecer até o início da próxima semana, quando um ciclone contribuirá para a manutenção das instabilidades.

Nesta sexta-feira temos condições de pancadas de chuva em grande parte do país, com os acumulados mais expressivos ocorrendo nas regiões Norte e Centro-Sul, principalmente nos estados do Acre, sul do Amazonas, sul do Pará, grande parte do Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Goiás, São Paulo, sul de Minas Gerais e todos os estados do Sul, com destaque para o litoral de Santa Catarina e Paraná, e todo o estado do Rio Grande do Sul.
As chuvas em forma de pancadas poderão ocorrer em grande parte do Brasil nesse final de semana..

Um amplo cavado em médios e altos níveis da atmosfera, centrado sobre o nordeste da Argentina e sul do Paraguai, combinado com a presença do Jato Subtropical, está dando o suporte dinâmico para formação dessas instabilidades, que são alimentadas pelo calor e umidade já presentes no país.

Todos esses fatores contribuem para formação de nebulosidade e pancadas de chuva generalizadas em quase todo o país (com exceção do extremo norte e do Nordeste), podendo ocorrer de forma intensa, principalmente durante o período da tarde. Dessa forma, as temperaturas máximas deverão ser mais amenas no dia de hoje, não ultrapassando os 30ºC em grande parte das capitais. As máximas deverão ficar em torno de 26°C em Florianópolis, São Paulo, Belo Horizonte, 25°C em Brasília e 24°C em Curitiba.

Na região Nordeste os acumulados mais expressivos ocorrerão nos estados do Maranhão e Piauí, pancadas isoladas também poderão ocorrer no período da tarde no Ceará, Rio Grande do Norte e em algumas partes da faixa leste da região.

Final de semana
No sábado (13) esse cavado avança para leste, ficando mais posicionado sobre a região Sul do país. Dessa forma, o sábado deve começar encoberto em grande parte da região Sudeste e Centro-Oeste, principalmente nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro, centro-sul de Minas, Mato Grosso e Goiás. As chuvas devem ocorrer já pela manhã e se intensificar durante a tarde, principalmente no litoral de São Paulo e sul de Minas Gerais. Com isso, as temperaturas não deverão subir muito nessas regiões.

No Sul as chuvas serão mais escassas, podendo ocorrer de forma mais isolada no período da tarde e mais intensa no litoral. Assim como na região Nordeste, onde as chuvas deverão ocorrer na forma de pancadas isoladas na faixa litorânea. Na madrugada de domingo (14), com o suporte do cavado mais a leste, um ciclone começará a se formar sobre o Atlântico Sul, próximo à costa sul do Brasil. Apesar da atuação desse ciclone, os estados do Sul continuarão com baixos acumulados de chuva ao longo do dia e temperaturas mais amenas, com máximas podendo chegar à 25º C em Curitiba, 29ºC em Florianópolis e 30º C em Porto Alegre.

Esse ciclone contribuirá para a manutenção da nebulosidade e condições de instabilidade nas regiões Centro-Oeste, Norte e Sudeste do país que poderão ter pancadas de chuva ao longo de todo o dia, com maiores acumulados nos estados de São Paulo, Minas Gerais, Mato Grosso, Maranhão, Tocantins e Pará.

Previsão para o Feriado de Carnaval
Durante o feriado de Carnaval, o ciclone se afastará da costa do Brasil e, dessa forma, toda a região Sul deverá ficar com o tempo mais estável e ensolarado em grande parte do dia, podendo ter pancadas de chuva apenas no período da tarde. Além disso, um cavado em médios níveis da atmosfera manterá a nebulosidade e as chuvas irregulares em todo Sudeste, na porção central e norte do Brasil. Apesar do dia ficar entre nuvens, as temperaturas voltarão a subir nessas regiões durante os dois dias, podendo atingir máximas de 30º.

Fonte:
Meteored | @MeteoredBR

sexta-feira, 5 de fevereiro de 2021

Alexey Naumov e a descoberta da América Latina por geógrafos russos: esboços históricos

Alexey Naumov, professor da Universidade Estatal de Moscou Lomonossov (MGU, na sigla em russo), faz um resgate histórico da descoberta da América Latina.



 O vídeo é bem explicativo e está em espanhol.

quarta-feira, 3 de fevereiro de 2021

Questão 46 - Enem 2020 digital

Entenda a crise na Ucrânia 
O presidente da Rússia, Vladimir Putin, e dois líderes da Crimeia assinaram, em março de 2014, um acordo para tornar a República Autônoma parte da Rússia. O tratado foi assinado dois dias após o povo da Crimeia aprovar em um referendo a separação da Ucrânia e a reunificação com a Rússia. A votação foi condenada por Kiev e pela comunidade internacional, que a considera ilegítima. Disponível em: http://g1.globo.com. Acesso em: 28 out. 2014 (adaptado). 
A justificativa para o acordo descrito fundamentava-se na ideia de 
a) espaço vital. 
b) limite fronteiriço. 
c) estrutura bipolar. 
d) identificação cultural. 
e) autonomia econômica. 

Resposta: Letra D.
Comentário: Em 2014, instabilidades políticas na Ucrânia levaram a população russa habitante da porção leste do país (onde se encontra a Península da Crimeia – República Autônoma) a promover movimentos separatistas (com o apoio do governo russo). Após invadir essa Península o exército russo permitiu que a população da península, que é de maioria russa, promovesse o referido plebiscito, que resultou no retorno da Crimeia à Federação Russa (até a década de 1950, a República Autônoma da Crimeia tinha pertencido à Federação Russa – na época, a maior e mais importante das repúblicas constituintes da URSS). Essa atitude, evidentemente, não foi aceita pela Ucrânia e também não foi reconhecida pela comunidade internacional. Resposta: D

Inscreva-se e conheça nosso Canal: