PETS

terça-feira, 22 de outubro de 2013

Turma da Mônica em: Papo em Família - como falar sobre bebidas alcoólicas com menores de 18 anos

O diálogo com as crianças e os jovens é o começo de tudo.

A Ambev lança, em parceria com a Mauricio de Sousa Produções, um programa para ajudar pais e educadores a falar sobre o consumo de bebidas alcoólicas com menores de 18 anos.
E a principal peça deste programa é a cartilha Turma da Mônica em: Papo em Família - como falar sobre bebidas alcóolicas com menores de 18 anos.
O Papo em Família tem o objetivo de estimular o diálogo sobre bebidas alcoólicas no âmbito familiar e educacional. Esse diálogo é imprescindível para que o tema não se torne um tabu e os jovens possam conhecer os riscos do consumo indevido de álcool.

Faça como a turma e baixe a cartilha aqui.
Com informações da Ambev:

Já está disponível a Base Cartográfica Contínua do Brasil na escala de 1:250.000 no portal do IBGE na Internet

O IBGE disponibiliza hoje (22/10/2013), no seu portal na Internet, a Base Cartográfica Contínua do Brasil na escala de 1:250.000 (onde 1cm = 2,5km), como parte do Programa de Atualização Permanente da Base Cartográfica (BC250). Até então, a Base estava dividida em blocos, e agora disponibiliza um conjunto de dados com visão de todo o território nacional para essa escala.

O Programa de Atualização Permanente da Base Cartográfica tem por objetivo prover a sociedade de uma base cartográfica digital, vetorial, estruturada, integrada, contínua e atualizada de todo o território brasileiro, na escala de 1:250.000, permitindo a obtenção de informações relativas ao posicionamento, nome geográfico e classificação dos elementos representados. Os dados vetoriais permitem aos usuários editarem os dados, adequando-os às suas necessidades.

A Base Cartográfica Contínua pode ser acessada na página do IBGE, por meio do link

A versão contínua da Base Cartográfica na escala de 1:250.000 foi obtida a partir da junção e do refinamento dos dados dos 11 blocos que integraram a primeira versão da BC250, lançada em agosto de 2012. Na versão anterior, só era possível obter informações contínuas dentro de cada bloco, separadamente. As informações cartográficas foram obtidas por atualização do mapeamento existente ou por meio de novo mapeamento, utilizando-se imagens de satélite, dados obtidos em atividades de campo e dados fornecidos por órgãos setoriais parceiros.

A Base Cartográfica Contínua para o território nacional em escala 1:250.000 foi construída pelo IBGE para servir como referência cartográfica para as ações de planejamento, monitoramento e gestão territorial e de atualização das informações dos recursos naturais do país. Essa escala de mapeamento possibilita uma visualização mais detalhada em relação à base disponível anteriormente, que era a Base Cartográfica Contínua do Brasil, ao milionésimo – BCIM –, escala 1:1.000.000, na qual 1 cm no mapa corresponde a 10,0 km no terreno.

Base abrange sete categorias de informação

A Base está disponível no formato geodatabase, para utilização em Sistemas de Informação Geográfica, e é compatível com diferentes softwares de leitura desse tipo de dado. Sua modelagem está implementada conforme as Especificações Técnicas para Estruturação de Dados Geoespaciais Vetoriais na versão 2.1 (ET-EDGV v2.1), contemplando 7 das 13 categorias de informação previstas: hidrografia, sistema de transporte, energia e comunicações, abastecimento de água e saneamento básico, estrutura econômica, localidades e limites. As outras seis categorias (relevo, serviço social, educação e cultura, vegetação, pontos de referência e administração pública) estão previstas para inclusão em um momento futuro.

Com informações do site do IBGE. Link http://saladeimprensa.ibge.gov.br

domingo, 20 de outubro de 2013

Geografia - Bric - 14 Questões

1. (UERJ 2012)
Uma das principais mudanças no contexto internacional contemporâneo que se relaciona com as reformas propostas pelos Brics está indicada em:
a) afirmação da multipolaridade
b) proliferação de armas atômicas
c) hegemonia econômica dos E.U.A.
d) diversificação dos fluxos de capitais

2. (UNICAMP 2008) “Saem as economias costeiras do Brasil e da China e entra o interior dos dois países. Em vez da Índia e Rússia, estão Filipinas, Indonésia, México, Turquia e Vietnã. Serão esses os ‘novos BRICs?’”. (Folha de São Paulo. Sérgio Dávila, “Brasil rural desponta entre novos BRICs.”, 23/09/07, p. C3)
a) O acrônimo BRIC se forma pela junção da primeira letra dos nomes de um grupo específico de países. Quais são esses países e qual a similaridade que esses países apresentam?
b) Quais as principais causas do crescimento elevado da China na última década?

3. (UERJ 2011)Em 2008, pela primeira vez desde 1880, os países ricos passaram a representar menos de 50% da produção mundial.
Apresente dois fatores que explicam o elevado desempenho econômico dos BRIC, grupo formado por Brasil, Rússia, Índia e China, nos últimos dez anos.
Apresente também duas consequências, uma geopolítica e outra ambiental, dessa nova realidade econômica mundial.

4. (ENEM 2010) O G-20 é o grupo que reúne os países do G-7, os mais industrializados do mundo (EUA, Japão, Alemanha, França, Reino Unido, Itália e Canadá), a União Europeia e os principais emergentes (Brasil, Rússia, Índia, China, África do Sul, Arábia Saudita, Argentina, Austrália, Coreia do Sul, Indonésia, México e Turquia). Esse grupo de países vem ganhando força nos fóruns internacionais de decisão e consulta. ALLAN, R. Crise global. Disponível em: http://conteudoclippingmp.planejamento.gov.br. Acesso em: 31 jul. 2010. 
Entre os países emergentes que formam o G-20, estão os chamados BRIC (Brasil, Rússia, Índia e China), termo criado em 2001 para referir-se aos países que 
a) apresentam características econômicas promissoras para as próximas décadas. 
b) possuem base tecnológica mais elevada. 
c) apresentam índices de igualdade social e econômica mais acentuados. 
d) apresentam diversidade ambiental suficiente para impulsionar a economia global. 
e) possuem similaridades culturais capazes de alavancar a economia mundial.

5. (UNESP-SP) A sigla BRIC está sendo utilizada para indicar o grupo de países emergentes composto pelo Brasil, Rússia, Índia e China. Analise a tabela e o gráfico relativos à produção de aço em 2005 e 2006.
Descreva a produção de aço do Brasil, comparando-a com a dos demais países da tabela. Identifique a região do mundo onde está principalmente concentrada essa produção, analisando sua participação no total mundial.



6. (PUC-PR) O conceito de BRIC foi criado por Jim O’Neil, economista chefe do Banco de Investimentos Goldman Sachs em 2001. Com relação ao BRIC, é CORRETO afirmar: 
a) BRIC é uma sigla que se refere às iniciais dos países que a compõem: Brasil, Rússia, Índia e Cuba. 
b) O Fundo Monetário Brasileiro estima que os países que integram o BRIC serão responsáveis 
por apenas 21% do crescimento econômico mundial devido à crise de 2008. 
c) Além do BRIC, o Brasil participa também do IBAS, organização dos países: Indonésia, Brasil 
e África do Sul, com vistas a melhorar a integração cultural entre esses países. 
d) Líderes do BRIC assinaram um acordo em 2010 que deverá facilitar o financiamento de obras e projetos nestas nações priorizando as áreas de energia e infraestrutura. 
e) O BRIC é uma organização fundada pelo Brasil, que prevê a união de determinados países com o objetivo de unificar as suas respectivas moedas, fortalecendo-os no mercado internacional.

7. (FGV 2013) Leia o seguinte texto: 
O G7 não dispõe mais de condições para continuar a ser o diretório da economia mundial. Muitas de suas atribuições foram transferidas para o G20. Os emergentes adquiriram um peso maior nas 
decisões das instituições financeiras de Bretton Woods, na OMC, no debate sobre o clima, e, em 
breve, na ONU. Qual é a meta dessa corrida? Para alguns, substituir os poderosos de hoje; para 
outros, de modo mais realista, abrir as portas para um condomínio mundial mais representativo. Os BRICs têm boas credenciais para subir ao pódio dos vencedores na maratona do século. VELLOSO, J. P. dos R. (coord.) China, Índia e Brasil: o país na competição do século. Rio de Janeiro: José Olympio: INAE, 2011. p.44 
Compare os países que compõem BRICs, considerando: 
a) a matriz energética. 
b) o peso demográfico 
c) a participação no mercado mundial de produtos agrícolas.

8. (PUC-RIO 2011) Os líderes executivos da Índia, Rússia, China e Brasil. 
Fonte: ATP, 2009. 
Os dados macroeconômicos internacionais e suas expectativas desde a grande crise internacional, iniciada nos EUA em agosto de 2008, mostram que, na contramão das quedas expressivas dos Produtos Internos Brutos (PIB) dos países de industrialização antiga, os PIB de alguns países fora do eixo central da economia mundial estariam crescendo. 
A partir dessa comprovação, 
a) explique o que é o BRIC; 
b) apresente UMA consequência negativa da crise para as políticas sociais nos países de industrialização antiga e UMA consequência positiva para a economia dos países de industrialização recente.

9. (MACKENZIE 2012) “O conceito, que deu origem a um grupo, foi criado pelo economista Jim  O’Neill, do banco Goldman Sachs, em um estudo de 2001 que previa que as quatro economias emergentes teriam um PIB superior ao do G6 até 2050. As projeções, sob o título de Dreaming with the BRICs (em tradução livre, “Sonhando com os Brics” –bric significa tijolo em inglês), foram recebidas com ceticismo por muitos, mas, nos anos seguintes, os números começaram a exceder em muito o “sonho” das projeções.” http://economia.uol.com.br 
O grupo ganhou recentemente um “S” que se refere:
a) ao Senegal. 
b) ao Sudão do Norte. 
c) à África do Sul. 
d) às Seicheles. 
e) ao Sri Lanka.

10. (ESPM-SP 2010) A expressão BRIC surgiu para designar um grupo de países emergentes que vêm ganhando relativo destaque no cenário internacional. A alternativa em que a informação se correlaciona corretamente com o mapa no contexto de 2009 é:

11. (PAS UFLA 2012) 
10 ANOS DE BRICS
Há dez anos, o economista inglês Jim O’Neill cunhou o acrônimo BRIC para se referir a quatro países de economias em desenvolvimento – Brasil, Rússia, Índia e China – que desempenhariam, nos próximos anos, um papel central na geopolítica e nos negócios internacionais. Desde 2009, os líderes dos países membros do BRIC realizam conferências anuais. Em abril do ano passado, a África do Sul foi admitida no grupo, adicionando-se um “s” ao acrônimo, que passou a ser BRICS. Disponível em http://educacao.uol.com.br/atualidades Acesso em junho 2012. (Adaptado)
Os mapas abaixo apresentam países (em negrito) pertencentes ao BRICS, EXCETO:

12. (UFSJ 2010 ) Observe o mapa abaixo.
Sobre os países indicados pela cor escura no mapa, é CORRETO afirmar que:
a) formam um mercado comum denominado BRICs que estimulou o fim das barreiras comerciais entre os membros
b) são economias complementares e mantêm intenso comércio de bens agrícolas e industriais.
c) são economias emergentes e exportadoras de produtos industrializados, mas que ainda apresentam desigualdades sociais internas.
d) promoveram políticas neoliberais de privatização da economia, que foi responsável pela estabilidade política de seus territórios.

13. (IDP 2012) Leia o texto que segue, em que o autor chama a atenção para algumas diferenças entre os membros do Bric.
O fim da ilusão dos Brics
Países como China e Índia se distanciaram muito daquelas antigas fontes de bens primários e bugigangas. A Chíndia exporta também em massa produtos e serviços de alta qualidade. Não há nenhum outro país ou região comparável. O acrônimo Bric equivale à confusão (...) a partir de uma invenção do sistema financeiro. Sonhamos em ser um dos grandes emergentes que dominarão a economia no mundo. É o nosso excepcionalismo. Quanto mais cedo despertarmos melhor. Em comum com a Chíndia, o Brasil tem apenas o tamanho. Fonte: Marcelo Coutinho. O fim da ilusão dos Bric. jornal O Globo, 9 OUT 11, p. 7. O acrônimo (sigla) , mencionado no texto, refere-se ao conjunto de países caracterizados como Bric
a) subindustrializados.
b) de democracia liberal.
c) economicamente emergentes.
d) os mais populosos do mundo.
e) os maiores exportadores do mundo.

14. (FMP 2011) Sobre a formação do BRIC. 
O termo Bric foi cunhado pelo economista Jim O'Neill, do Goldman Sachs, em  2001, para descrever o crescente poder das economias de mercado emergentes.  De lá para cá, o grupo dobrou a participação no comércio mundial. Hoje, os  Brics detêm 15% do total de 60,7 trilhões de dólares. Em 2000, a participação era de  7,2%. Nesse mesmo período de comparação, as exportações do grupo saltaram de 451  bilhões de dólares para 1,8 trilhão de dólares em 2009.  Fonte: http://veja.abril.com.br - 14/04/20  Marque a alternativa que apresenta todos os países que compõem o BRIC: 
 (A) Bangladesch, Ruanda, Itália e Chile. 
(B) Brasil, Rússia, Índia e China. 
(C) Brasil, Rússia, Indonésia e Canadá. 
(D) Bulgária, Reino Unido, Itália e Chile. 
(E) Bolívia, Romênia, Islândia e Camarões. 

RESPOSTAS

1. A

2. 
a) O acrônimo une as primeiras letras dos 4 países considerados como as principais economias emergentes do início do século XXI: Brasil, Rússia, Índia e China. São países com grande território e grande população (mercados potenciais), com possibilidade de crescimento econômico significativo.
b) A China tem seu ciclo de crescimento associado às Zonas Econômicas Especiais, criadas nos anos 1980 nas zonas costeiras para atrair investimentos estrangeiros. O salto de produtividade veio das pequenas indústrias rurais de propriedade coletiva, que diversificaram a produção e absorveram a mão-de-obra liberada pela descoletivização da agricultura e que se torna mão-de-obra barata. Posteriormente, houve a abertura ao capital estrangeiro e uma ênfase no comércio exterior, já que os capitais nacionais não eram suficientes, ampliando-se o número de Zonas Especiais. Em seguida, houve a privatização paulatina de empresas estatais. Assim, houve um controle na abertura e transnacionalização de capitais produtivos e financeiros, com a forte presença estatal, que foca um desenvolvimento de longo prazo em contexto de projeto de inserção mundial.

3. Brasil, Rússia, Índia e China  - países constituintes do grupo dos BRIC -  diferenciam-se dos demais países emergentes por apresentarem determinadas características em comum, tais como grande impulso de industrialização, mercado consumidor muito expressivo e com grande potencial de crescimento, baixo custo de produção de mercadorias e capacidade de atração de grandes volumes de investimentos internacionais.
O acelerado crescimento econômico dessas nações resulta em diversas consequencias em, pelo menos, dois campos importantes: a geopolítica e o meio ambiente. Em termos de geopolítica, estão previstos o fortalecimento das relações Sul-Sul, a consolidação de uma ordem mundial multipolar e a formação de novas alianças geopolíticas com as potências emergentes; já no aspecto ambiental, é possível antever o agravamento da poluição e o aumento da emissão de gases de efeito estufa.

4. A

5. O Brasil é o menor produtor de aço entre os países do BRIC. A tabela mostra que em 2006 a produção brasileira de 30,9 milhões de toneladas correspondia a cerca de 40% da russa e era inferior a 10% da chinesa. Além disso, no período analisado, o Brasil foi o único dos quatro países que teve queda de produção (-2,2%).

6. D

7.
A) Em todos os países que compõem o bloco econômico BRICS, a principal matriz energética é 
constituída por combustíveis fósseis, em destaque: Índia (42% de carvão e 23% de petróleo), China (67% de carvão), África do Sul (68% de carvão), Rússia (54% de gás natural) e o Brasil (40% de  petróleo). O Brasil, que tem uma significativa participação de fontes renováveis, tais como  biocombustíveis e hidroeletricidade, torna-se o país integrante com a matriz energética mais limpa que os demais.
B) Por escala de importância, os países membros do BRICS no seu peso demográfico, compõem: China,1,35 bilhões de habitantes, sendo populoso e povoado; a Índia, 1,26 bilhões de habitantes, sendopopuloso e povoado, possuindo potência demográfica alta; Brasil, 190 milhões de habitantes, sendo populoso e pouco povoado; Rússia, 143 milhões de habitantes, sendo populoso e pouco povoado,possuindo potência demográfica mediana; África do Sul, 51 milhões de habitantes, possuindo potência demográfica baixa. Além da importância absoluta da China e da Índia que juntas compõem um terço da população mundial, o Brasil e a Rússia são os países mais populosos em seus respectivos continentes.
C) Entre os países integrantes do BRICS, apenas a África do Sul não possui um papel de destaque no mercado agrícola mundial. O Brasil e a Índia são os maiores produtores e exportadores agrícolas; apesar de ser uma grande produtora, a China possui uma demanda interna muito alta e a Rússia é um dos maiores produtores de grãos, porém não se configura como grande exportador do gênero.

8. a) BRIC é uma sigla formada pelas letras iniciais de Brasil, Rússia, Índia e China. Foi criada em 2001 pelo economista Jim O'Neill, analista de mercado do Banco de Investimento Goldman Sachs, no relatório intitulado Building Better Global Economic Brics, um estudo de previsão de crescimento econômico dos países para os próximos cinquenta anos. O’Neill concluiu que essas quatro nações se destacavam, devendo ocupar nas próximas décadas o topo no ranking das maiores economias mundiais, retirando do topo as economias mais dinâmicas da atualidade, Estados Unidos, União Européia e Japão.

b) Com a crise econômica de 2008, os países de industrialização antiga: 
- reduzem os orçamentos públicos para os gastos sociais afetando a prestação de serviços e os auxílios  estatais (educação, saúde, previdência social...); 
- diminuem os gastos em pesquisa para o desenvolvimento; 
- aumentam as pressões políticas para expulsar os imigrantes ilegais; 
- recolhem mais impostos afetando o consumo interno; 
- amplificam as jornadas de trabalho.

E os países de industrialização recente:
- recebem mais investimentos internacionais;
- reduzem suas dívidas externas;
- ampliam o valor de suas moedas nacionais;
- amplificam os gastos com infraestruturas e/ou com custos sociais;
- ampliam o consumo de bens e serviços de todas as qualidades.

9. C

10. A

11. B

12. C

13. C

14. B

sábado, 19 de outubro de 2013

Geografia - População - 15 Questões

1. (UERJ 2013) A  proporção entre a população e a superfície territorial é um dos elementos que define a relação entre sociedade e espaço. Observe os dados informados abaixo:

De acordo com a tabela, o país mais povoado é a:
a) China
c) Holanda

2. (Enem 2003) Leia o texto I de Josué de Castro, publicado em 1947.
O Brasil, como país subdesenvolvido, em fase de acelerado processo de industrialização não conseguiu ainda se libertar da fome. Os baixos índices de produtividade agrícola se constituíram como fatores de base no condicionamento de um abastecimento alimentar insuficiente e inadequado às necessidades alimentares do nosso povo. CASTRO, Josué de. Geografia da fome. Texto adaptado.

Leia o texto II sobre a fome no Brasil, publicado em 2001.
Uma das evidências contidas no mapa da fome consiste na constatação de que o problema alimentar no Brasil não reside na disponibilidade e produção interna de grãos e dos produtos tradicionalmente consumidos no País, mas antes no descompasso entre o poder aquisitivo de ampla
parcela da população e o custo de aquisição de uma quantidade de alimentos compatível com as necessidades do trabalhador e de sua família. Disponível em: .

Comparando os textos I e II podemos concluir que a persistência
da fome no Brasil resulta principalmente:
a) da renda insuficiente dos trabalhadores.
b) de uma rede de transporte insuficiente.
c) da carência de terras produtivas.
d) do processo de industrialização.
e) da pequena produção de grãos.

3. (UERJ 2011)

Nas duas últimas décadas, o governo federal vem propondo ações no sentido de oferecer uma resposta às transformações na composição etária da população brasileira.
Essas ações têm seguido uma tendência que se manifesta mais diretamente na seguinte iniciativa:

a) revisão das bases da legislação sindical
b) alteração das regras da previdência social
c) expansão das verbas para o ensino fundamental
d) ampliação dos programas de prevenção sanitária

4. (Enem 1999) O número de indivíduos de certa população é representado pelo gráfico a seguir.
Em 1975, a população tinha um tamanho aproximadamente igual ao de:
a) 1960.
b) 1963.
c) 1967.
d) 1970.
e) 1980.

5. (PUC-MG 2008) Leia o trecho da canção “Asa Branca”, de Luiz Gonzaga e Humberto Teixeira, respondendo, em seguida, à questão proposta.
Quando olhei a terra ardendo qual fogueira de São João
Eu perguntei a Deus do céu por que tamanha judiação
Que braseiro, que fornalha, nenhum pé de plantação
Por falta d’água perdi meu gado, morreu de sede meu
alazão
Inté mesmo a Asa Branca bateu asas do sertão
Entonce eu disse: adeus Rosinha, guarda contigo meu
coração
Hoje longe muitas léguas nessa triste solidão
Espero a chuva cair de novo pra eu voltar pro meu sertão.

A canção descreve, de forma poética, um dos problemas que afetam sistematicamente uma região brasileira, agravando problemas sociais cuja origem possui estreitas relações com o processo de apropriação da terra, de produção da riqueza e de distribuição da renda. A região descrita e a consequência mais comum do processo relatado na canção são:
a) o sul do Brasil e o êxodo rural.
b) as regiões agrícolas brasileiras e a migração sazonal.
c) o semiárido nordestino e a migração para o Centro-Sul e Norte do País.
d) as regiões metropolitanas e a migração pendular.

6. (UFPE-PE) Leia atentamente o texto a seguir. A população, sem limitações, aumenta em proporção geométrica. Os meios de subsistência aumentam em proporção aritmética. Um pequeno conhecimento dos números mostrará a imensidade do primeiro poder em comparação com o segundo. Pela lei de nossa natureza que torna o alimento necessário à vida do homem, os efeitos dessas forças desiguais devem ser mantidos em pé de igualdade.
O texto acima refere-se a uma concepção:
a) neoliberal. 
b) neomarxista. 
c) possibilista.
d) marxista-leninista.
e) malthusiana.

7. (UNIMONTES 2008) O livro intitulado “Ensaio sobre o Princípio da População”, de Thomas Robert Malthus, mostra uma teoria demográfica que
a) defende que o avanço tecnológico provoca a fome e o desemprego estrutural.
b) explica que o crescimento populacional será reduzido com a urbanização.
c) afirma que a fome é provocada pela desigualdade socioeconômica entre as pessoas.
d) relaciona crescimento populacional com a fome.

8. (UNIFAL 2008)  “O crescimento demográfico não é causa primeira do subdesenvolvimento, mas ele contribui poderosamente para o desenvolvimento das contradições econômicas, sociais e políticas. O número de camponeses sem terra e dos desempregados não cessa de crescer, certamente para o maior lucro, a curto prazo, dos industriais e proprietários fundiários, mas as tensões sociais não param de se ampliar. O aumento da população não é excessivo senão em relação a um crescimento econômico restrito, e o impulso demográfico não teria tomado tal velocidade e engendrado tais dificuldades se a natalidade tivesse progressivamente sido reduzida pelos efeitos de um desenvolvimento econômico e social.”
Adaptado de Lacoste, Ives. Geografia do subdesenvolvimento. 7 ªed. São Paulo: Difel, 1985. p.119-126.
A partir desse fragmento e das teorias sobre esse assunto, considere as afirmativas abaixo.
I - O autor retrata as idéias da teoria neomalthusiana, que se caracteriza pela explícita oposição às idéias malthusianas.
II - O autor propõe a adoção de uma política antinatalista rigorosa sem a qual não seria possível o desenvolvimento socioeconômico.
III - A solução para os problemas sociais e econômicos não pode basear-se, unicamente, na limitação dos nascimentos e, sim, em uma melhor distribuição de renda, o que melhora a qualidade de vida da população.

Marque a alternativa correta.
a) Apenas I e II estão corretas.
b) Apenas II está correta.
c) Apenas III está correta.
d) Apenas I e III estão corretas.

9. (IBMEC 2006) O elevado nível de crescimento demográfico nos países pobres seria a causa principal de problemas como o esgotamento dos recursos naturais da Terra e o desemprego, razão pela qual a execução de uma política de controle da natalidade é recomendada, de acordo com a teoria:
a) neoliberal
b) contratualista
c) neomalthusiana
d) determinista
e) socialista

10. (UFRN) A teoria reformista é uma resposta aos neomalthusianos. De acordo com essa teoria, é correto afirmar que:
a) as precárias condições econômicas e sociais acarretam uma redução espontânea das taxas de natalidade.
b) uma população jovem numerosa, devido às elevadas taxas de natalidade, é a causa principal do subdesenvolvimento.
c) o controle da natalidade só será possível mediante rígidas políticas demográficas desenvolvidas pelo Estado.
d) o equilíbrio da dinâmica populacional se dá pelo enfrentamento das questões sociais e econômicas.

11. (UNEMAT) Sobre a População Brasileira é correto afirmar.
a) Apresenta alto grau de movimentação interna, sendo o Centro-Oeste a região de maior repulsão populacional.
b) A taxa de fecundidade da população brasileira vem aumentando significativamente no país.
c) A maioria da população brasileira está concentrada na faixa oeste do país, em que podem ser encontradas áreas com densidades superiores a 100 hab./km2. Já a porção leste do país é bem menos povoada, com predomínio de densidades inferiores a 10 hab./km2.
d) A partir de meados da década de 1960, a população urbana passa a ser mais numerosa que a população rural, em razão da industrialização que se acentua desde o final da década de 1950, provocando migrações do campo para a cidade.
e) A população absoluta do Brasil e sua grande extensão territorial permitem-nos classificar o país como muito povoado, porém pouco populoso.

12. (PUC-RIO 2005) Os dados do IBGE mostram que o crescimento vegetativo da população está diminuindo em todas as regiões brasileiras, tanto nas zonas rurais como nas áreas urbanas. Apresente DOIS argumentos que justifiquem a afirmativa acima.

13. (FGV 2013) Observe atentamente o gráfico abaixo: 
IBGE: Censo Demográfico 2010
Características da população e dos domicílios. Resultados do universo. Disponível em:
http://www.ibge.gov.br/home/estatistica/populacao/censo2010/caracteristicas_da_populacao/resultados_do_universo.pdf
Com base nele e em seus conhecimentos, responda: 

a) Desde a década de 1970, a população rural brasileira está diminuindo em termos relativos.  Procure explicar esse fenômeno. 
b) O ritmo de crescimento da população urbana vem diminuindo significativamente desde a década de 1960. Procure explicar esse fenômeno. 
c) O processo de urbanização da sociedade brasileira ainda estava em curso entre 2000 e 2010?  Justifique sua resposta. 

14. (UERJ 2013)

A despeito das taxas de fecundidade apresentadas, a estabilidade demográfica, projetada para vários países desenvolvidos em 2050, baseia-se em fenômenos atuais, com destaque para:
a) redução da natalidade, estabelecida pela maior expectativa de vida
b) expansão da mortalidade, provocada pelo envelhecimento dos grupos etários
c) deslocamento populacional, condicionado pelas disparidades socioeconômicas
d) demanda por mão de obra qualificada, favorecida por políticas governamentais

15. (PUC-RIO) O estudo geográfico da população costuma enfatizar três dimensões: o crescimento, a estrutura e as migrações. Essas dimensões estão interligadas e em interação.

Assinale a opção que NÃO evidencia a ligação entre, pelo menos, duas dimensões citadas.
a) As pirâmides etárias dividem a população por grupos de idades: os jovens, os adultos e os idosos.
b) A população cresce pela diferença entre as taxas de natalidade e de mortalidade, deduzido ou acrescentado o saldo migratório.
c) Quando a população apresenta alta taxa de natalidade, ocorre um predomínio de população jovem.
d) Quando há uma baixa natalidade e a expectativa de vida ao nascer é alta, passa a haver um predomínio de população adulta e velha.
e) Quando uma área perde população por emigração, perde grande parte de seu contingente masculino.

Respostas
01. C
02. A
03. B
04. B
05. C
06. E
07. D
08. C
09. C
10. D
11. D
12.
  • o processo de urbanização e a forma de vida urbana, por razões variadas, alteram os índices de natalidade e mortalidade da população;
  • o aumento da participação das mulheres no mercado de trabalho e sua “dupla” jornada resultam na redução dos índices de fertilidade;
  • o acesso à informação permite a adoção do planejamento familiar;
  • a difusão do conhecimento e o avanço da medicina social esclarecem a população em relação aos métodos contraceptivos.
13.
A) A diminuição da população rural, em termos relativos, deve e de atração. Por um lado, ocorreu a mecanização do campo, na esteira da chamada “revolução verde” – fato que ocasionou a liberação de mão de obra no campo e fundiária. Por outro lado, deve-se mencionar a aceleração da industrialização e da urbanização, que, combinadas, aumentaram a oferta de emprego nas cidades. Todos esses fatores concorreram em  maior ou menor grau para o êxodo rural no período em tela.


B) O decréscimo no ritmo de crescimento da população urbana resulta, sobretudo, da mudança de 
padrões comportamentais da sociedade brasileira. Nesse processo, destacam-se a elevação do custo de vida nas cidades, que desestimula os casais a terem muitos filhos, a difusão de métodos anticonceptivos entre amplos estratos da população e a inserção mais assertiva da mulher no mercado de trabalho. Deve-se, ainda, destacar a perda de dinamismo da urbanização – uma vez que quanto mais urbanizado, proporcionalmente menor será o crescimento da taxa de urbanização de um país –, a redução do crescimento populacional urbano, com claros impactos sobre o crescimento da população urbana, e a deterioração da infraestrutura e das condições de vida nas grandes cidades.

C) O processo de urbanização no Brasil manteve-se em curso no último decênio, embora em ritmo mais reduzido em comparação com décadas passadas. Tal crescimento pode ser observado no gráfico, uma vez que a variação do crescimento da população urbana (1,55%) foi superior ao da população rural (-0,65%) e ao da população total (1,17%). Esse fenômeno explica-se, inter alia, pelo crescimento das cidades médias em várias regiões do país, sobretudo no Centro-Oeste com as chamadas “cidades do campo” (aglomerados urbanos que surgem como retaguarda do agronegócio) e pela concentração de oportunidades de emprego e de negócios nas zonas urbanas. Ademais, note-se que as cidades são percebidas como centros de oferta de serviços nas áreas de saúde, educação, cultura e entretenimento.

14. C
15. A

quinta-feira, 17 de outubro de 2013

Caça-Palavra: O que é o Horário de Verão?

Caça-Palavra: O que é o Horário de Verão? Procure e marque no diagrama de letras, as palavras em destaque no texto.
Caça-Palavra: O que é o Horário de Verão?
Blog de Geografia
Resposta do Caça-Palavra: O que é o Horário de Verão?
Horizontal: Relógio - Luz Natural - Horário de Verão
Vertical: Dias - Noites - Horário Legal

O Horário de Verão consiste no adiantamento artificial dos ponteiros do relógio em uma hora, de forma a criar uma defasagem em relação ao horário legal. Tal procedimento permite um melhor aproveitamento da luz natural, ao se tirar partido do fato que, na primavera e no verão e em grande parte do território nacional, os dias são mais longos que as noites, o alvorecer acontece mais cedo e o entardecer mais tarde. (ANEEL - Agência Nacional de Energia Elétrica)
O Blog de Geografia indica para você: Horário de Verão – “o que é e por que é adotado”

quarta-feira, 16 de outubro de 2013

Cartilha da Turminha do MPF ensina como contribuir para a preservação da água ; baixe a sua

Cartilha da Turminha do Ministério Público Federal (MPF) ensina como contribuir para a preservação da água
Turminha do MPF: Ser Amigo da Água é...

Baixe a cartilha “Ser amigo da água é...”. Você vai aprender muito mais sobre a origem da água que é consumida na sua casa e para onde ela vai, entre muitas outras informações.

terça-feira, 15 de outubro de 2013

6 Tirinhas sobre Reciclagem

Tirinha sobre Reciclagem
Tirinha sobre Reciclagem de Lixo
Tirinha sobre Reciclagem - Plástico, Metal e Vidro
Tirinha sobre Reciclagem
Tirinha sobre Reciclagem - Plástico, Vidro, Papel e matéria Orgânica
Tirinha sobre Reciclagem - Faça sua parte
Créditos:
História: Paulo Kielwagen
Desenho e Arte final: Paulo Kielwagen
Cor: Cris Drews e Chicolam
Texto e tradução: GreenGirl
Menino Caranguejo criado por Chicolam

Conheça o site do Instituto Caranguejo de Educação Ambiental http://www.caranguejo.org.br

segunda-feira, 14 de outubro de 2013

Questões e Testes de Geografia - Fundamentos de Cartografia - Ensino Médio

Questões e testes do Enem e de vestibulares sobre Fundamentos de Cartografia. Está disponível online no site da Editora Scipione. Para acessar os arquivos em .pdf siga os links abaixo:
Gabarito (ver unidade 01)

Caça-Palavras: Biodiesel

Caça-Palavras: Biodiesel
O que é biodiesel? Biodiesel é um combustível biodegradável derivado de fontes renováveis, que substitui total ou parcialmente o óleo diesel de fonte mineral nos motores de combustão interna de ciclo movidos a diesel, como os de caminhões, tratores, ônibus e outros veículos, ou em motores estacionários, como os utilizados para geração de energia elétrica. 

Solução do Caça-Palavras: Biodiesel
Horizontal: amendoim - girassol - babaçu - algodão
Vertical: soja - pequi - mamona - dendê - canola - buriti  

Caça-Palavras: Tipos de Moradias - 2º ano do Ensino Fundamental

As moradias não são iguais. Existem diversos tipos de moradia.

Caça-Palavras: Tipos de Moradias. Esta atividade de Geografia é recomendada aos alunos do 2º ano do Ensino Fundamental.
Caça-Palavras: Tipos de Moradias - Geografia
Solução do Caça-Palavras: Tipos de Moradias 

Horizontal: palafitas - sobrados - favelas - cortiços - apartamentos
Vertical: casas térreas - moradias indígenas

Labirinto e Tirinha: Educação no Trânsito

Atravesse o labirinto em segurança, respeite as placas de trânsito e o sinal vermelho. Depois leia a tirinha.
Passatempo: Labirinto - Tirinha - Educação no Trânsito
Passatempo integrante do Almanaque Ambiental Menino Caranguejo nº 4. Conheça o site Menino Caranguejo http://www.caranguejo.org.br

domingo, 13 de outubro de 2013

Caça-Palavras: Consequências do Efeito Estufa


Caça Palavras: Consequencias do Efeito Estufa. Procure e marque, no diagrama de letras, as palavras em destaque no texto. Recomendado para ser utilizado nas aulas de Geografia do Ensino Fundamental II.
Caça-Palavras: Consequencias do Efeito Estufa
Solução:
Horizontal:  Aquecimento; Doenças; Ecossistemas e El Ninõ.
Vertical: Mar; Fome e Água.

Caça-Palavras: Região Nordeste - 7º ano do Ensino Fundamental

Neste jogo você encontra dois desafios: acertar as respostas de cada questão e caçá-la, junto com a palavra em destaque no diagrama de letras.
Caça-Palavras: Região Nordeste - 7º ano do Ensino Fundamental - Geografia

1. ARACAJU é a capital de qual estado?
a) Bahia
b) Pernambuco
c) Sergipe

2. Que cidade de PERNAMBUCO é famosa pelo desfile de seus bonecos gigantes durante o carnaval?
a) Recife
b) Olinda
c) Caruaru

3. Qual o significado da palavra de origem tupi “CAATINGA”?
a) mata branca
c) mata seca
d) Jardim verde

4. Sua capital é NATAL:
a) Alagoas
b) Rio Grande do Nordeste
c) Maranhão

5. PATATIVA do (?), poeta popular, compositor, cantor e improvisador brasileiro.
a) Sertão
b) Nordeste
c) Assaré

6. Superintendência de Desenvolvimento do NORDESTE:
a) Sudam
b) Sudene
c) Sudeco

7. Nome do estado NORDESTINO cuja capital é a única cidade brasileira fundada por franceses.
a) Bahia
b) Sergipe
c) Maranhão

8. Conhecido como o estado BRASILEIRO onde o sol nasce primeiro.
a) Paraíba
b) Pernambuco
c) Piauí

9. Vassoura de (?), doença típica do cacaueiro que afetou grandes áreas plantadas na BAHIA.
a) bruxa
b) piaçava
c) capim

10. TERRA do forró e do humor.
a) Alagoas
b) Bahia
c) Ceará

11. O nome deste estado da região Nordeste tem apenas uma consoante.
a) Bahia
b) Piauí
c) Sergipe

12. Faz divisa com Bahia, Sergipe e Pernambuco. Sua capital é MACEIÓ:
a) Alagoas
b) Rio Grande do Norte
c) Maranhão

13. Qual animal da caatinga é o mascote da Copa do Mundo da Fifa Brasil 2014?
a) tatu-bola
b) ararinha azul
c) asa-branca

Respostas: 1: Sergipe; 2: Olinda; 3: mata branca;  4: Rio Grande do Norte;  5: Assaré; 6: Sudene; 7: Maranhão; 8: Paraíba; 9: bruxa; 10: Ceará; 11: Piauí, 12: Alagoas; 13: tatu-bola.
Caça Palavras: Região Nordeste - 7º ano do Ensino Fundamental
Respostas: Caça Palavras: Região Nordeste - 7º ano do Ensino Fundamental

Palavras Cruzadas - Meio Ambiente

Complete as frases e preencha a palavra cruzada.
Palavras Cruzadas - Meio Ambiente
Palavras Cruzadas - Meio Ambiente - Almanaque Menino Caranguejo
Edição 1. Nº1. Almanaque Menino Caranguejo. Página 14. Conheça o site Menino Caranguejo. Acesse http://www.caranguejo.org.br/site/

Respostas: 1: Físicas, 2: Químicas, 3: Biológicas, 4: Árvores, 5: Oxigênio, 6: Urbano, 7: Terra, 8: Harmonia, 9: Vida.

sábado, 12 de outubro de 2013

Caça-Palavras: Trecho da música - Notícias do Brasil (os Pássaros Trazem)

Caça-Palavras: Trecho da música - Notícias do Brasil (os Pássaros Trazem)
Resposta- Caça-Palavras: Trecho da música - Notícias do Brasil (os Pássaros Trazem)
Essa música pode ser utilizada nas turmas dos anos iniciais do Ensino Fundamental pois permite uma discussão sobre regionalização e a ocupação do território brasileiro. Um trabalho cartográfico pode ser desenvolvido com a utilização do mapa do Brasil. 

Tirinha - No manguezal: desmatamento, poluição e por aí vai...

Menino Caranguejo. Tirinha: No manguezal: desmatamento, poluição e por aí vai...
Tirinha Nº 1663 do dia 17 de Agosto de 2012. Conheça o site Menino Caranguejo. Acesse http://www.meninocaranguejo.com

quinta-feira, 10 de outubro de 2013

Tirinha - Mudanças Climáticas e Poluição

Menino Caranguejo: Tirinha - Mudanças Climáticas e Poluição.
Tirinha Nº 1996 do dia 05 de Junho de 2013. Conheça o site Menino Caranguejo. Acesse http://www.meninocaranguejo.com

Aulas de Geografia em Power Point - Ensino Médio

9 aulas de Geografia em power point da Abril Educação

Brasil: indústria, energia, transportes e telecomunicações - Indústria e produção do espaço geográfico. Energia, transportes e telecomunicações.  Ensino Médio. Abril Educação.

Campo e cidade: diferentes modos de vida - Aula de Geografia em Power Point. O lugar onde vivemos. A classificação dos espaços: cidade e campo. O espaço urbano e a cidade. As desigualdades nas paisagens das cidades. As desvantagens das grandes cidades. A vida do campo e o ambiente rural. A relação entre campo e cidade. Agroindústria, a integração entre a cidade e o campo. Ensino Médio. Abril Educação.

Continentes e paisagens naturais - Aula de Geografia em Power Point. Os continentes e as ilhas. Massas continentais. Deriva dos continentes. Placas tectônicas. O velho do mundo. Paisagens naturais. Áreas temperadas e tropicais. Polos, desertos e montanhas.  Ensino Médio. Abril Educação.  

Divisões do Território: rua, bairro, município, estado, país e continente Aula de Geografia em Power Point. Os lugares que formam o mundo. A rua onde moramos. O bairro. O município. Divisões do município: cidade e campo. Estado: concentração de vários municípios. A formação do país. Os continentes.  Ensino Médio. Abril Educação
O Espaço Geográfico e a Industrialização   - Produção do Espaço Geográfico. Diferenças no espaço geográfico. Diferenças provocadas pelas desigualdades sociais. A industrialização. A urbanização e a mecaização do campo. Surgimento do Estado Nação. Ensino Médio. Abril Educação.  

O espaço mundial: diferenças econômicas e sociais Aula de Geografia em Power Point. A divisão do mundo em continentes e oceanos. A divisão dos continentes em países capitalistas e socialistas. Países desenvolvidos e subdesenvolvidos. A população mundial e a qualidade de vida. Brasil: um país de desigualdades. Ensino Médio. Abril Educação.

 Os meios de comunicação: tipos, importância e evolução - Aula de Geografia em Power Point. A necessidade da comunicação. A importância dos meios de comunicação. Os diferentes meios de comunicação. A transformação dos meios de comunicação.  Ensino Médio. Abril Educação

Panorama Urbano Aula de Geografia em Power Point. Comunicações, comércios e transportes. A explosão urbana. O trabalho humano e sua importância. As atividades econômicas. Comércio: uma antiga atividade econômica. As redes de transportes do Brasil. O setor de comunicações. A revolução digital. Ensino Médio. Abril Educação.  

Recursos Renováveis e  Não Renováveis -  Aula de Geografia em Power Point. Um mundo de invenções. Aspectos positivos e negativos. Poluição do ar. Consequencias da poluição. Recursos não renováveis. Recursos renováveis. Atitudes cidadãs. Ensino Médio. Abril Educação.

terça-feira, 8 de outubro de 2013

Folheto da Embrapa dá dicas de como montar uma horta ecológica

10 dicas para montar hortas de base ecológica

Folheto da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa revela dez dicas para você construir a sua horta ecológica. Para obter um exemplar, acesse  e baixe a versão em .PDF
10 dicas para montar hortas de base ecológica - Embrapa
Confira no folheto da Embrapa as 10 dicas básicas para conseguir montar, com sucesso, uma horta ecológica.

*Com informações da Embrapa / Infoteca

domingo, 6 de outubro de 2013

Caça-Palavras: Água na Alimentação - Saúde nas Escolas

Caça-Palavra*: Água na Alimentação. Procure e marque, no diagrama de letras, as palavras em destaque no texto. Divirta-se com este passatempo!
Caça-Palavras: Água na Alimentação
Solução: Caça-Palavras: Água na Alimentação
*Com atividades da revistinha (Passatempos Coquetel - BVS Ministério da Saúde) do Programa Saúde na Escola. Aprender faz bem para a vida e para a Saúde Também.

Caça-Palavras e Palavras-Cruzadas - ABC da mudança climática

Caça-palavras palavras-cruzadas e outras atividades sobre o meio ambiente
Jogo dos 7 erros. Jogo da Memória. Caça-Palavras. E muitas brincadeiras. Tudo isso você encontra na cartilha “Planetinha e sua turma – ABC da mudança climática”, idealizada por Josiane Cristina Mendonça de Oliveira, do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe). Baixe a cartilha aqui!
Caça-Palavras - Planetinha e sua turma – ABC da mudança climática

Caça-Palavras - Planetinha e sua turma – ABC da mudança climática - Respostas

Palavras-cruzadas - Planetinha e sua turma – ABC da mudança climática

Palavras-cruzadas - Planetinha e sua turma – ABC da mudança climática - Respostas

sábado, 5 de outubro de 2013

A história secreta da América Latina em 4 documentários disponíveis no Youtube

Álvaro Vargas Llosa - Desvendando a América Latina. Divulgação: National Geographic
Alvaro Vargas Llosa é o apresentador de um programa sobre a América Latina no canal National Geographic. "Desvendando a América Latina" tem quatro episódios, cada um focado em um tema: autoritarismo, imperialismo, indigenismo e populismo.
Segue abaixo os links dos episódios encontrados em pesquisa no Youtube:

Mapa Japonês para colorir

Japão, a terra do sol nascente
Mapa Japonês para colorir - Divulgação: Super Coloring
Ideal para crianças, este mapa personalizado do Japão  está disponível no site Super Coloring. Você pode imprimir e depois colorir este mapa ou acessar o link http://www.supercoloring.com/color-online/pages/japanese-map/ e colorir o "mapa japonês" online.

quinta-feira, 3 de outubro de 2013

Mapa - Região Sudeste - Brasil

Mapa da região Sudeste com limites dos estados e nome de suas capitais. IBGE teen.

Mapa - Região Nordeste - Brasil

Mapa da região nordeste com limites dos estados e nome de suas capitais. IBGE teen.
Região Nordeste: Bahia, Sergipe, Alagoas, Pernambuco, Paraíba, Rio Grande do Norte, Ceará, Piauí e Maranhão.

Inscreva-se e conheça nosso Canal: