domingo, 5 de julho de 2020

Questão - Como se deu a exploração do fosfato em Nauru e quais foram as consequências para o país?

  • Como se deu a exploração do fosfato em Nauru e quais foram as consequências para o país?
Resposta: A exploração se deu entre 30 e 40 anos e destruiu 90% da ilha. O governo tentou proteger a riqueza das minerações investindo em fundos imobiliários, mas perdeu tudo graças a uma combinação de má gestão e corrupção, levando o país a uma falência financeira.

sábado, 4 de julho de 2020

Grupo armado de usineiros destrói lavoura cultivada pelo MST para doações no Paraná

Mariana Franco Ramos

Acampamento Valdair Roque, em Quinta do Sol, está entre os que doaram alimentos durante a pandemia; área ocupada pertence à Usina Sabarálcool, que acumula 964 ações trabalhistas somente na Comarca de Campo Mourão.
Foto principal (Willian Pires/MST-PR): horta comunitária do acampamento Valdair Roque, no Paraná.
Um grupo de catorze homens armados destruiu nesta sexta-feira (03) parte das lavouras em fase de colheita plantadas por cinquenta famílias do Acampamento Valdair Roque, de Quinta do Sol, na região central do Paraná. Segundo o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-Terra (MST), a ação foi coordenada por Víctor Vicari Rezende, um dos proprietários da usina de açúcar e álcool Sabarálcool. Ele teria chegado ao local às 7 horas e saído apenas por volta das 16h30, quando a polícia apareceu e interveio.

— Era um grupo encapuzado e armado. Estavam com um trator destruindo as plantações. Desceram de duas caminhonetes e pressionaram. Criaram um clima tenso com as famílias. Foi um dia difícil. As famílias ainda estão assustadas. A gente teve de ligar para todo mundo, até que a polícia veio, demos nosso relato, dialogamos e eles se retiraram.

O relato é de Paulo Sérgio de Souza, morador do acampamento e membro da direção estadual do MST.

O acampamento fica na Fazenda Santa Catarina, pertencente à usina.

Víctor é irmão de Ricardo Albuquerque Rezende Filho, que assumiu os negócios logo após a morte do pai, Ricardo Rezende, em 2012. A empresa acumula grande passivo jurídico, com 964 ações trabalhistas somente na Comarca de Campo Mourão. A matriz está localizada em Francisco Beltrão e há filiais também em Perobal e em Floresta. A reportagem não conseguiu contato com os advogados da companhia.

Palavra do editor do Blog de Geografia: "fora do twitter"

Contando com o tempo...
Eis o post no blog
https://gabriel-egidio.blogspot.com/2020/07/fora-do-twitter.html

terça-feira, 30 de junho de 2020

Decotelli pede demissão do cargo de ministro da Educação

Após série de polêmicas envolvendo o currículo do economista, Decotelli pede demissão do MEC antes mesmo de tomar posse.

Carlos Alberto Decotelli enviou sua carta de demissão ao presidente Jair Bolsonaro nesta terça-feira (30). Ele deixa o Ministério da Educação, cargo para o qual foi nomeado na última quinta-feira (25), mas não chegou a tomar posse.
Decotelli pede demissão do Ministério da Educação | Poder360

A decisão se dá após uma série de polêmicas em torno do currículo de Decotelli. Instituições como a argentina Universidade de Rosário e a alemã Universidade de Wüppertal negaram que ele tenha concluído seu doutorado e pós-doutorado, respectivamente. Na noite desta segunda-feira (29), a Faculdade Getúlio Vargas (FGV) emitiu uma nota negando também que Decotelli tenha integrado o time de professores e pesquisadores da instituição.

Ainda, o título de mestre do economista foi questionado após denúncias feitas nas redes sociais que apontavam plágios na dissertação. Decotelli teria copiado trechos inteiros de um relatório do Banco do Estado do Rio Grande do Sul sem citar a fonte.

A pressão pela saída de Decotelli do cargo cresceu após as polêmicas até mesmo por parte de setores militares e bolsonaristas. Contudo, em entrevista realizada ontem (29), Carlos Decotelli afirmou: "Sou ministro". O próprio presidente também havia declarado que "equívocos não impedem a posse".

Fonte: TV CULTURA.