quinta-feira, 10 de janeiro de 2019

Exercícios de História sobre a Inconfidência Mineira - com gabarito

Questão 01 - UFPR 2008 - “Herói desequilibrado, paladino da liberdade, falastrão, corajoso, imprudente, bode expiatório, patrono da República [...]. Os olhares sobre Tiradentes são tão variados quanto os olhares sobre a Inconfidência Mineira, em particular, e sobre o próprio passado do Brasil.”
(Dossiê Tiradentes na Berlinda. In: Revista de História da Biblioteca Nacional. Rio de Janeiro: Biblioteca Nacional, Ano 2, nº 19, abr. 2007, p. 17.) 
Com base no texto e nos conhecimentos sobre o episódio da Inconfidência Mineira, considere as afirmativas a seguir:
1. A Inconfidência Mineira teve a sua influência teórica limitada ao ideário iluminista preconizado pela Revolução Francesa, apesar da diversidade social verificada entre os conspiradores. 
2. A conversão de Tiradentes em herói nacional foi amplamente utilizada pelos setores à esquerda e à direita do quadro político brasileiro, o que aponta para a discussão sobre o papel social da construção e da apropriação dos mitos. 
3. Ao examinar o período colonial brasileiro, vale lembrar que, além da Inconfidência Mineira de 1789, Minas Gerais foi palco de vários outros motins e conspirações. 
4. O desfecho desfavorável aos inconfidentes pode ser atribuído a dois fatores centrais: a desistência da cobrança da derrama pelo governo português e a delação da conspiração às autoridades da época. 
Assinale a alternativa correta. 
a) Somente as afirmativas 1 e 2 são verdadeiras. 
b) Somente as afirmativas 1 e 4 são verdadeiras. 
c) Somente as afirmativas 2 e 3 são verdadeiras. 
d) Somente as afirmativas 1, 3 e 4 são verdadeiras. 
e) Somente as afirmativas 2, 3 e 4 são verdadeiras.

Questão 02 - FATEC - 2018 - Na década de 1780, na capitania de Minas Gerais, ocorreu um dos primeiros movimentos emancipatórios do Brasil colônia. Conhecido como Inconfidência Mineira, esse movimento foi provocado principalmente
a) pela política de incentivo ao desenvolvimento econômico do Sul do país; pela promulgação da lei de terras e pela proibição da importação de escravos africanos.
b) pela política de isenção de impostos de importação sobre a carne argentina; pela presença holandesa no Recife e pela influência das ideias imperialistas estadunidenses.
c) pelo aumento de impostos sobre a importação de bens de prestígio; pela chegada da família real portuguesa à cidade do Rio de Janeiro e pelo perdão das dívidas da nobreza.
d) pela cobrança dos quintos e pela ameaça constante da derrama; pelo aumento do custo de vida, pelo fechamento das manufaturas locais e pela influência das ideias iluministas.
e) pelo fim do pacto colonial; pelo fechamento das universidades do Rio de Janeiro e de Salvador e pela abolição da escravidão no território nacional.

Questão 03 - Mackenzie 2017/Manhã - A Inconfidência Mineira representou potencialmente uma das maiores ameaças de subversão da ordem colonial. O fato de ter ocorrido na área das Minas, área na qual a permanente vigilância e repressão sobre a população eram as tarefas maiores das autoridades públicas, indica um alto grau de consciência da capacidade de libertação da dominação metropolitana.
(Resende, Maria Eugênia Lage de. A Inconfidência Mineira. São Paulo: Global,1988) 
De acordo com o texto acima assinale a assertiva correta.
a) A opulência da produção mineradora alcançou o seu apogeu na segunda metade do século XVIII, aumentando a ganância da metrópole portuguesa, que acreditava que os mineiros estivessem sonegando impostos e passou a usar de violência na cobrança dos mesmos.
b) O descontentamento dos colonos aumentava de acordo com o preço das mercadorias importadas, já que eram proibidas as manufaturas na Colônia. Além disso, os jornais que circulavam na região, alertavam a população sobre a corrupção nos altos cargos administrativos coloniais.
c) Sofrendo violenta opressão, a classe dominante mineira conscientizou-se das contradições entre os seus interesses e os da metrópole. Influenciada pelo pensamento iluminista e na iminência da cobrança da derrama em Vila Rica, em 1789, preparou uma insurreição.
d) Contando com adesão e apoio efetivo de diversas parcelas da população mineira, os insurgentes reivindicavam um governo republicano inspirado na ideias presentes na Constituição dos EUA, mas foram traídos por um dos participantes em troca do perdão de suas dívidas pessoais.
e) Mesmo sem ter ocorrido de fato, a Inconfidência Mineira, o apoio recebido da população revoltada e influenciada pelos ideais iluministas, demonstrou a maturidade do processo pela independência do país. Tal engajamento vai estar presente durante todas as lutas em prol da nossa emancipação.

Questão 04 - Vestibular Unificado IFTO - 2019/1 - A Inconfidência Mineira ou Conjuração Mineira foi um movimento que ocorreu no Estado de Minas Gerais. A natureza deste movimento era separatista, contra a execução da derrama e o domínio português. Este foi um dos mais importantes movimentos sociais da História Brasileira. Sobre as influencias filosóficas e ideológicas da Inconfidência Mineira é correto afirmar que:
a) As ideias renascentistas influenciaram profundamente os inconfidentes, sobretudo em razão da transição dos valores e tradições medievais para um mundo novo cujos ideais da burguesia nascente passaram a predominar.
b) O marxismo foi a principal influência para os inconfidentes. Esta é uma ideologia que almeja alcançar o comunismo por etapas, sendo o socialismo a primeira delas. O marxismo é um conjunto de ideias filosóficas, econômicas, políticas e sociais, que compreende o homem como um ser social e histórico e tem como método o materialismo histórico dialético.
c) Os inconfidentes foram influenciados profundamente pelos ideais iluministas, principalmente em razão das reformas realizadas pelo Marquês de Pombal em Portugal, pela independência dos Estados Unidos, pelo pensamento liberal e pelo antiabsolutismo.
d) O Congresso de Viena disseminou ideais que impactaram profundamente a Europa e exerceram forte influência nos inconfidentes, por provocar grandes mudanças políticas e econômicas em todo o continente.
e) As campanhas de independência das colônias latino-americanas e o nacionalismo foram as origens ideológicas para a Inconfidência.

Questão 05 - CRESCER - 2018 - Prefeitura de São Domingos do Azeitão - MA - Professor de História -
No século XVIII, as rebeliões separatistas no Brasil colonial pensavam um novo meio de se organizar para o banimento definitivo da autoridade Lusitana. Essa revolta separatista foi denominada:
(A) Revolta de Beckman.
(B) Guerra dos Emboabas.
(C) Inconfidência Mineira.
(D) Guerra dos Mascates.

Questão 06 - Unilavras - 2018 - Prefeitura de Bom Despacho - MG - Gestor Público Municipal - História -
Dentre as revoltas ocorridas durante o período colonial brasileiro, em maior ou menor grau, algumas delas contaram com o envolvimento de setores da população. Contudo, é sabido que muitas delas se configuraram como revoltas organizadas pelas elites não chegando a contar com significativa adesão popular. Da relação abaixo, assinale a revolta marcada pela notória falta de participação popular.
A) Revolução Pernambucana de 1817.
B) Revolta de Felipe do Santos de 1720.
C) Inconfidência Mineira de 1789.
D) Conjuração Baiana de 1798.

Questão 07 - UVA 2012.2 - CG - As rebeliões nativistas foram provocadas por medidas que prejudicavam a população, como altos impostos, ordens reais ou privilégios comerciais e não pretendiam acabar com o domínio de Portugal sobre o Brasil. Todas as alternativas abaixo são revoltas nativistas, com exceção de uma que é rebelião colonial, assinale-a.
A. Revolta de Beckman, no Maranhão.
B. Guerra dos Emboabas, em Minas Gerais.
C. Inconfidência Mineira, em Minas Gerais.
D. Guerra dos Mascates, em Pernambuco.

Questão 08 - FUVEST 2013 - Transferência – Observe o quadro.
Tendo em vista o tratamento dado ao tema e o estilo da obra, pode-se concluir que o quadro acima foi pintado no contexto
a) da afirmação do regime republicano no Brasil.
b) da Inconfidência Mineira.
c) da Independência do Brasil.
d) da destruição dos mitos tradicionais da nacionalidade brasileira.
e) do Modernismo.

Questão 09 - EsFCEx - 2009 - Um clima de tensão e revolta tomou conta das camadas mais altas da sociedade quando o governador da capitania, o Visconde de Barbacena, anunciou que haveria uma nova derrama. Ou seja, haveria uma nova cobrança forçada de impostos atrasados. Os fatos do enunciado acima se aplicam ao movimento que atingiu o Brasil durante o século XVIII e que se denominou:
(A) Revolta de Vila Rica.
(B) Guerra dos Emboabas.
(C) Guerra da Cisplatina.
(D) Inconfidência Mineira.

Questão 10 - CFTCE 2004 - "A crescente falta de alternativas econômicas acabou levando a elite a considerar a idéia de um movimento revolucionário. Em 1788, os boatos de uma derrama produziram o elemento que faltava para a decisão. Os membros da elite tornaram-se conspiradores. Em pouco tempo, traçaram um plano para desencadear um movimento de independência. A revolta deveria coincidir com a derrama imposta pelo odiado governador. (...) Mas, antes do dia marcado, um dos conspiradores, Joaquim Silvério dos Reis, traiu os amigos, permitindo a reação do governo."
(CALDEIRA, Jorge. "Viagem pela História do Brasil". São Paulo: Companhia das Letras, 1997. P. 112). 

O texto se refere:
a) à Aclamação de Amador Bueno
b) à Cabanagem
c) ao Quilombo de Palmares
d) à Inconfidência Mineira
e) à Conjuração Baiana

Questão 11 - Mackenzie 2019/2 -
"O resto empório das douradas Minas
Por mim o falará: quando mais finas
Se derramam as lágrimas no imposto
Clama o desgosto de um país decadente. "
 (Cláudio Manoel da Costa)
O intelectual e advogado, autor da poesia acima, foi um dos integrantes da mais importante revolta colonial brasileira, conhecida como Inconfidência Mineira. Sobre esse movimento podemos afirmar que
a) era de natureza nativista e influenciado pelos discursos iluministas. Buscava a proclamação da república, que teria Ouro Preto como capital, também o perdão de todas as dívidas para com a Fazenda Real.
b) manifestava-se contra os rigores da política fiscal metropolitana sobre a Capitania das Minas, exercida através da Casa de Contratação, e inspirava-se nos ideais revolucionários franceses.
c) visava à independência econômica e à política da Colônia. O levante foi deflagrado quando se exigiu o pagamento dos impostos atrasados pelas Casas de Fundição em todo o país.
d) era de caráter nacionalista, visando à independência da Colônia e ao rompimento dos laços com a metrópole, com o livre direito de implantação de manufaturas nas capitanias e ao comércio exterior.
e) foi ideologicamente influenciado pelos princípios iluministas, divulgados em Minas por uma elite intelectual e acolhidos pela população local, devido à crise econômica.

GABARITO
01 - E
02 - D
03 - C
04 - C
05 - C
06 - C
07 - C
08 - B
09 - B
10 - D
11 - E

Nenhum comentário: