segunda-feira, 14 de janeiro de 2019

Exercícios sobre o Absolutismo - com gabarito

Questão 01 - FUVEST 2004 - Transferência – Por Absolutismo entende-se:
a) forma de governo na qual o monarca está livre do controle de outras instâncias.
b) sistema de governo adequado às necessidades da burguesia industrial.
c) tipo de poder decorrente das disputas religiosas no âmbito do protestantismo.
d) forma monárquica de governo, restrita à França e cujo maior expoente foi Luís XVI.
e) regime autoritário, que enfrentou constante oposição da nobreza.

Questão 02 - MACKENZIE 2003 - O absolutismo e a política mercantilista eram duas partes de um sistema mais amplo, denominado de Antigo Regime. O termo foi adotado para designar o sistema cujos elementos básicos eram, além do absolutismo e do mercantilismo, a sociedade estamental e o sistema colonial. Assinale a alternativa que expressa, corretamente, uma prática dos Estados Absolutistas.
a) Liberdade religiosa
b) Centralização político-administrativa
c) Enfraquecimento do poder real
d) Abolição total dos privilégios da nobreza
e) Política econômica libera

Questão 03 - Cesgranrio - 1990 - A frase de Luís, “L’Etat c’est moi” (o estado sou eu), como definição da natureza do absolutismo monárquico, significava: 
a) A unidade do poder estatal, civil e religioso, com a criação de uma igreja Francesa (nacional). 
b) A superioridade do príncipe em relação a todas as classes sociais, reduzindo a um lugar humilde a burguesia enriquecida. 
c) A submissão da nobreza feudal pela eliminação de todos os seus privilégios fiscais. 
d) A centralização do poder real e absoluto do monarca na sua pessoa, sem quaisquer limites institucionais reconhecidos. 
e) O desejo régio de garantir ao Estado um papel de juiz imparcial no conflito entre a aristocracia e campesinato.

Questão 04 - UTFPR 2007 - Verão - “A partir do século XVI, o processo de desenvolvimento das estruturas políticas na Europa levou à existência de uma forma típica de organização política: as monarquias nacionais. Trata-se de uma forma de governo em que o poder político se transmite hereditariamente.”
(LOPES, Marcos A. O Absolutismo. São Paulo: Brasiliense, 1996, p. 14) 
De acordo com o texto acima, o início da Idade Moderna está ligado à concentração do poder nas mãos do rei, cujo poder absoluto encontrava seus fundamentos no (na):
A) vontade da maioria, expressa em eleições.
B) teoria do direito divino dos reis.
C) pacto político firmado entre o parlamento e o soberano.
D) teoria da soberania popular do poder político, representada pelo rei.
E) sujeição do rei à separação dos três poderes.

Questão 05 - UFNR - O pensamento político e econômico europeu, em fins do século XVII e no século XVIII, apresentou uma vertente de crítica ao Absolutismo e ao Mercantilismo, predominantes na Europa, na Idade Moderna. Qual das ideias abaixo caracteriza essa nova corrente de pensamento? 
a) É necessária a regulamentação minuciosa de todos os aspectos da vida econômica para garantir a prosperidade nacional e o acúmulo metalista. 
b) O Estado, com função de polícia e justiça, deve ser governado por um rei, cuja autoridade é sagrada e absoluta porque emana de Deus.
 c) A fim de proteger a economia nacional, cada governo deve intervir no mercado, estimulando as exportações e restringindo as importações. 
d) O poder do soberano era ilimitado, porque fora fruto do consentimento espontâneo dos indivíduos para evitar a anarquia e a violência do estado natural. 
e) O Estado, simples guardião da lei, deve interferir pouco, apenas para garantir as liberdades públicas e as propriedades dos cidadãos.

Questão 06 - UVA 2010.2 - Conforme Jacques Bossuet, filósofo defensor do absolutismo;
A. Os acontecimentos históricos são determinados primordialmente pelas condições da vida material em relação a cada sociedade a que estejam ligados.
B. São os heróis que conduzem a História
C. A História é conduzida pela Providência Divina
D. Os acontecimentos históricos são resultantes, fundamentalmente, das manifestações do nosso estado d’alma, condicionado esse estado pelos agrupamentos sociais.

Questão 07 - Faap - 1996 - Principalmente a partir do século XVI vários autores passaram a desenvolver teorias, justificando o poder real. São os legistas, que através de doutrinas leigas ou religiosas, tentam legalizar o absolutismo. Um deles é Maquiavel: afirma que a obrigação suprema do governante é manter o poder e a segurança do país que governa. Para isso deve usar de todos os meios disponíveis, pois que “os fins justificam os meios” professou suas ideias na famosa obra: 
a) “Leviatã” 
b) “Do direito da paz e da Guerra” 
c) “República” 
d) “Política Segundo as Sagradas Escrituras” 
e) “O Príncipe”

Questão 08 - FUVEST 2001 - “É praticamente impossível treinar todos os súditos de um [Estado] nas artes da guerra e ao mesmo tempo mantê-los obedientes às leis e aos magistrados.” (Jean Bodin, teórico do absolutismo, em 1578). Essa afirmação revela que a razão principal de as monarquias europeias recorrerem ao recrutamento de mercenários estrangeiros, em grande escala, devia-se à necessidade de: 
a) conseguir mais soldados provenientes da burguesia, a classe que apoiava o rei. 
b) completar as fileiras dos exércitos com soldados profissionais mais eficientes. 
c) desarmar a nobreza e impedir que esta liderasse as demais classes contra o rei. 
d) manter desarmados camponeses e trabalhadores urbanos e evitar revoltas. 
e) desarmar a burguesia e controlar a luta de classes entre esta e a nobreza.

Questão 09 - UDESC 2008 -  É correto afirmar, em relação ao absolutismo: 
A) As liberdades individuais e a preservação dos direitos alcançados pelos servos foram características do período absolutista. 
B) A primeira revolução de caráter burguês e contra o absolutismo ocorreu na França. 
C) As disputas religiosas e entre igrejas não se relacionavam de forma alguma com as práticas absolutistas. 
D) Na França os filósofos iluministas foram, em sua esmagadora maioria, favoráveis à política absolutista. 
E) O período das práticas absolutistas foi maior na França do que na Inglaterra.

Questão 10 - FEI 1994 - A famosa frase atribuída a Luis XIV: "O Estado sou eu", define: 
a) o absolutismo; 
b) o iluminismo, 
c) o liberalismo; 
d) o patriotismo do rei;

Questão 11 - FUVEST 2017 - Transferência – Essencialmente, o absolutismo era apenas isto: um aparelho de dominação feudal recolocado e reforçado, destinado a sujeitar as massas camponesas à sua posição social tradicional. P. Anderson, Linhagens do Estado absolutista. São Paulo: Brasiliense, 1998. A interpretação de Perry Anderson acerca do absolutismo
a) reforça a articulação entre os poderes monárquicos e a burguesia europeia, no contexto da expansão colonial.
b) apresenta o papel das camadas camponesas e suas articulações com a nobreza feudal na montagem do Estado.
c) aponta o caráter transitório do Estado como resultado do equilíbrio de forças entre o clero e a burguesia.
d) comprova a feição ilustrada das monarquias europeias no contexto da transição para o capitalismo.
e) destaca as permanências feudais no contexto da passagem da Idade Média para a Idade Moderna.  

Questão 12 - FGV 1996 - Acerca do Absolutismo na Inglaterra, NÃO é possível afirmar que:
 a) Fortaleceu-se com a criação da Igreja Anglicana. 
b) Foi iniciado por Henrique VIII, da dinastia Tudor, e consolidado no longo reinado de sua filha Elizabeth I. 
c) A política mercantilista intervencionista foi fundamental para a sua solidificação. 
d) Foi conseqüência da Guerra das Duas Rosas, que eliminou milhares de nobres e facilitou a consolidação da monarquia centralizada. 
e) O rei reinava mas não governava, a exemplo do que ocorreu durante toda a modernidade.

GABARITO
01 - A
02 - B
03 - D
04 - B
05 - E
06 - C 
07 - E
08 - D
09 - E
10 - A
11 - E
12 - E

Nenhum comentário: