sexta-feira, 18 de janeiro de 2019

Exercícios sobre a Deriva Continental - com gabarito

Questão 01 - UFRR 2010 - Qual o nome da teoria que trata de explicar a dinâmica de placas e as formações pretéritas das atuais estruturas continentais. 
(A) Teoria de Wegener. 
(B) Teoria da evolução tectônica. 
(C) Teoria de Gondwana. 
(D) Teoria da deriva continental. 
(E) Teoria da gênese continental.

Questão 02 - UFMG 1997 - Leia o texto.
"Embora a evidência de deslocamentos laterais dos continentes fosse mais ou menos forte, a maioria dos geólogos resistiu, durante muito tempo, à idéia desses deslocamentos. Essa resistência era, em grande parte, ideológica, a julgar pela extraordinária ira da controvérsia contra o principal proponente da deriva continental, Alfred Wegener. De qualquer modo, o argumento de que esses deslocamentos não eram verdadeiros porque não se conhecia nenhum mecanismo geofísico para causar tais movimentos - não era mais convincente a priori, em vista da evidência acima referida. Contudo, desde a década de 1960, o antes impensável tornou-se a ortodoxia da geologia do dia-a-dia: um globo de placas gigantescas mudando de lugar, às vezes, rapidamente (placas tectônicas)."
Adaptado de: HOBSBAWN, E. ERA DOS EXTREMOS. O BREVE SÉCULO XX : 1914-1991. São Paulo: Companhia das Letras, 1995. p.530. 
Todas as alternativas contêm afirmações que podem ser comprovadas pelo texto, EXCETO
a) A teoria da deriva continental foi, por muito tempo, considerada inaceitável por se desconhecer o mecanismo geofísico que pudesse explicá-la.
b) A teoria das placas tectônicas é considerada, atualmente, a explicação mais aceitável e defensável sobre a posição das massas continentais e a configuração da litosfera.
c) As evidências de que as terras emersas se deslocavam lateralmente sugeriram a teoria segundo a qual a litosfera era formada por várias placas, em vez de uma única, imóvel sobre o manto.
d) O relato sobre a aceitação de uma nova teoria sugere que observações, embora inexplicáveis pelo conhecimento científico de uma época, são prontamente, aceitas pelos cientistas.

Questão 03 - PUC-SP 2000 - No século XX, muitas dúvidas sobre a estrutura de nosso planeta começaram a ser explicadas de forma convincente e sedutora. Uma das teorias mais importantes que vão nessa direção é a célebre teoria da deriva continental. Verificando que os contornos da América do Sul e da África correspondiam, Alfred Wegener, geofísico alemão, admitiu a hipótese de um continente único (Pangéia), no passado, que teria se dividido em duas partes, devido ao movimento de deslocamento das massas sólidas sobre massas líquidas. Essa hipótese abre caminho para a teoria das placas tectônicas. Assim, juntando-se a teoria da deriva continental à teoria das placas tectônicas, temos o apoio explicativo para um conjunto de fenômenos de nosso planeta. Assinale a alternativa INCORRETA.
a) A teoria da deriva continental ajuda, em muitos casos, a explicar as semelhanças e as diferenças de espécies animais e vegetais distribuídos nos cinco continentes do planeta.
b) A teoria das placas tectônicas explica a gênese dos dobramentos modernos (Andes, Montanhas Rochosas, Himalaia etc.), que teriam ocorrido a partir do choque dessas placas.
c) Apoiado na teoria das placas tectônicas, o entendimento da dinâmica dos terremotos se torna mais claro, assim como a identificação das áreas mais afeitas a essas ocorrências.
d) A divisão do continente único até a configuração atual modificou a distribuição das superfícies sólidas e líquidas do planeta, resultando em mudanças climáticas ao longo do tempo.
e) Os processos erosivos que esculpem os relevos, dando-lhes as formas conhecidas no interior dos continentes, são explicados, fundamentalmente, com base na teoria das placas tectônicas.

Questão 04 - UFPel Inverno 2007 - O cientista Alfred Wegener elaborou, em 1912, a Teoria das Derivas Continentais, observando que as formas dos continentes de cada lado do Oceano Atlântico pareciam se encaixar perfeitamente. Ele sugeriu que os continentes estiveram unidos no passado. Com relação às derivas continentais, é INCORRETO afirmar que
(a) os sismos não devem ser relacionados aos movimentos tectônicos da Terra, por se tratarem de um fenômeno de vibração brusca e passageira da superfície terrestre. Além disso, não devem ter sua origem associada a processos vulcânicos ou no deslocamento de gases no interior da Terra.
(b) existe uma semelhança entre as rochas localizadas nos litorais da América, Europa e África. Esse fato ajuda a comprovar que, num passado muito distante, os continentes estiveram unidos em um único bloco.
(c) a crosta terrestre é descontínua e fragmentada em vários blocos, os quais são formados por partes continentais e oceânicas que se deslocam pelos movimentos de convecção do magma.
(d) o contato entre as placas pode se dar por subducção nas zonas de convergência, quando elas se movem uma em direção à outra, e a placa oceânica, mais densa, submerge sob a continental, menos densa.
(e) o contato entre as placas pode se dar por obducção nas zonas de convergência, quando ocorre o choque na porção continental em virtude da grande espessura das porções que colidem.
(f) I.R.

Questão 05 - UDESC - 2012.1 - A Teoria da Deriva dos Continentes foi enunciada pelo cientista alemão Alfred Lothar Wegener, em 1912. Segundo este autor a Terra teria sido formada inicialmente por um único e enorme supercontinente que foi se fragmentando e se deslocando continuamente desde o período Mesozóico, como se fosse uma espécie de nata flutuando sobre um magma semilíquido e passeando em diferentes direções. Assinale a alternativa que contém o nome com o qual foi batizado este supercontinente inicial. 
a. ( ) Gaia 
b. ( ) Placas Tectônicas 
c. ( ) Folhelhos de Wegener 
d. ( ) Riftis 
e. ( ) Pangéia

Questão 06 - FUVEST 1996 - As massas continentais que conhecemos não são fixas, mas se separam, se chocam, abrem fendas e levantam montanhas. Com base na teoria da Deriva dos Continentes, aperfeiçoada pela teoria da Tectônica de Placas, é possível admitir que
a) o material magmático que sobe para a crosta terrestre vem impedindo que o "Chifre da África" se separe do restante do continente africano.
b) os continentes, massas flutuantes sobre um mar de magma, tendem a se agrupar em um único megabloco, denominado Pangéia.
c) o "anel de fogo" do Pacífico sofrerá os efeitos do terremoto Big One, exceto a Califórnia situada na borda da placa Norte-Americana, onde a energia acumulada é menor.
d) a África e a América do Sul estão se distanciando, com o alargamento do Oceano Atlântico e o deslocamento da placa Sul-Americana em direção à de Nazca.
e) o surgimento dos Apalaches e das fossas do Pacífico resultou do choque entre as placas Americana e Asiática no período terciário da era atual.

Questão 07 - FUMARC - 2018 - COPASA - Assinale a alternativa que corresponde a uma observação que NÃO auxiliou Alfred Wegener a construir a teoria da deriva continental:
(A) A distribuição dos organismos.
(B) As formas dos continentes.
(C) O alinhamento das cadeias de montanhas.
(D) O movimento de rotação da Terra.

Questão 08 - ESAF - 2012 - MI - A teoria da deriva continental foi proposta pela primeira vez por Alfred Wegener em 1912. Segundo essa teoria, é ela que controla os processos de magmatismo, metamorfismo e sedimentação que ocorrem na Terra. Com relação a essa teoria, assinale a opção correta.
a) Há aproximadamente 200 milhões de anos, todas as massas continentais atuais estavam reunidas num único supercontinente denominado Gondwana.
b) Uma das evidências utilizadas por Wegener para propor a teoria da deriva continental foi a do espalhamento oceânico: rochas próximas da dorsal meso-atlântica eram mais jovens e rochas mais afastadas da dorsal eram mais antigas.
c) A principal indagação que o Wegener não conseguiu responder foi que tipo de força seria capaz de movimentar massas continentais tão grandes.
d) Logo após a morte de Wegener, em 1930, a teoria foi abandonada por cerca de 20 anos, mas foi retomada com a descoberta de sedimentos glaciais em alguns locais atualmente cobertos por desertos.
e) As placas tectônicas são constituídas pelas crostas oceânicas e continentais e pelas partes superior e inferior do manto.

Questão 09 - CEPERJ - 2008 - SEDUC-RJ - Os atuais contornos da América do Sul e da África, que se “encaixariam” um no outro, e a descoberta de fósseis de espécies semelhantes nesses continentes foram evidências utilizadas por Alfred Wegener em defesa de sua teoria denominada:
A) biodiversidade global
B) intemperismo tectônico
C) deriva continental
D) metamorfismo de placas
E) sedimentação vulcânica

Questão 10 - PMMG 2010 - Em 1912 o Geólogo Alemão Alfred Wegener, baseando-se em algumas evidências fósseis e semelhanças entre as estruturas de relevo formulou a teoria:
A. Das placas tectônicas.
B. Da Pangéia.
C. Da Laurásia.
D. Da deriva continental.

Questão 11 - UFC 2002 - A Teoria da Deriva Continental afirma que os continentes se separaram a partir de um bloco único denominado Pangéia. O perfil do litoral de dois continentes possui um perfeito encaixe, embasando essa teoria. Assinale a opção que aponta corretamente esses continentes. a) Oceania e América do Norte
b) Europa e Oceania
c) América do Sul e África
d) África e América do Norte
e) Antártica e Europa

Questão 12 - FUVEST 2019 - 1ª Fase - A Litosfera é fragmentada em placas que deslizam, convergem e se separam umas em relação às outras à medida que se movimentam sobre a Astenosfera. Essa dinâmica compõe a Tectônica de Placas, reconhecida inicialmente pelo cientista alemão Alfred Wegener, que elaborou a teoria da Deriva Continental no início do século XX, tal como demonstrado a seguir.
As bases da teoria de Wegener seguiram inúmeras evidências deixadas na superfície dos continentes ao longo do tempo geológico. Considerando as figuras e seus conhecimentos, indique o fator básico que influenciou o raciocínio de Wegener.
(A) As repartições internas atuais dos continentes no Hemisfério Norte.
(B) A continuidade dos sistemas fluviais entre América e África.
(C) As ligações atuais entre os continentes no Hemisfério Sul.
(D) A semelhança entre os contornos da costa sul‐americana e africana. 
(E) A distribuição das águas constituindo um só oceano.

Questão 13 - UVA 2011.1 - CG - As massas continentais que conhecemos não são fixas, mas se chocam, abrem fendas e levantam montanhas. Com base na teoria da deriva dos continentes, aperfeiçoada pela teoria da tectônica de placas, é possível admitir que:
A. - a estabilidade geológica do território brasileiro resulta da sua posição na parte interior da placa tectônica sul-americana. Distante da zona de contato das placas, o território brasileiro não sofreu movimentos orogenéticos recentes e não experimenta processos violentos de acomodação geológica. 
B. - os continentes, massas flutuantes sobre um mar de magma, tendem a se agrupar em um único megabloco, denominado pangéia.
C. - O surgimento dos apalaches e das fossas do pacífico resultou do choque entre as placas Americana e asiática no período terciário da área atual.
D. - A África e a América do sul estão se aproximando, com o estreitamento do Oceano Atlântico e o deslocamento da placa Sul-Americana em direção à de Nazca.

Questão 14 - COSEAC - 2016 - Prefeitura de Niterói - RJ - Em 1915, o alemão Alfred Wegener publicou uma teoria, propondo que há 200 milhões de anos atrás todas as massas emersas da Terra estariam reunidas em um único supercontinente, denominado Pangea, envolto por um mar universal, a Panthalassa. Posteriormente essa massa continental fraturou-se em partes menores que se dispersaram em consequência de movimentos horizontais. Além da semelhança entre as margens dos continentes, que se encaixam como um grande quebra-cabeça, Wegener buscou evidências geológicas, paleontológicas e climáticas, particularmente nos continentes do hemisfério sul, para fundamentar sua hipótese. Esta teoria é chamada:
(A) Teoria da Tectônica de Placas.
(B) Teoria do antropoceno.
(C) Teoria da Tectônica em Deriva.
(D) Teoria da Deriva Continental.
(E) Teoria do encaixe do relevo.

GABARITO
01 - D
02 - D
03 - E
04 - A
05 - E
06 - B
07 - D
08 - C
09 - C
10 - D
11 - C
12 - D
13 - A
14 - D

Nenhum comentário: