sexta-feira, 4 de janeiro de 2019

Exercícios sobre a Baixa Idade Média - com gabarito

Questão 01 - PUCRS 2004.1 - Dentre as transformações sociais, econômicas, políticas e culturais ocorridas na Europa Ocidental durante a Baixa Idade Média (séculos XI a XIV) NÃO é correto citar
A) o desenvolvimento do capitalismo comercial.
B) a progressiva dissolução do trabalho servil.
C) o surgimento de uma visão de mundo antropocêntrica.
D) o início da centralização de poder na figura do rei.
E) a contínua diminuição da importância econômica das cidades.

Questão 02 - UFPR 2014 - O Papa Francisco, eleito em março de 2013, chamou atenção novamente para a figura de Francisco de Assis, considerado o fundador da Ordem dos Franciscanos (ou dos Frades Menores) na Baixa Idade Média. Assinale a alternativa que relaciona o contexto de surgimento dos Franciscanos e sua motivação de ação. 
a) Com a retração do renascimento comercial e urbano, aumentaram a pobreza e o abandono de crianças, que eram recolhidas pelas Ordens Mendicantes, dentre elas a dos Franciscanos, para evitar que fossem recrutadas nas Cruzadas. 
b) Com o renascimento comercial e urbano, aprofundaram-se a pobreza e as desigualdades sociais, suscitando o aparecimento de várias Ordens Mendicantes, que pretendiam atuar junto aos necessitados, entre elas a Ordem dos Franciscanos. 
c) O renascimento comercial e urbano gerou um empobrecimento da Igreja Católica na Baixa Idade Média, suscitando o aparecimento das Ordens Mendicantes, dentre elas a dos Franciscanos. 
d) Com o renascimento comercial e urbano, surgem as Ordens Mendicantes, dentre elas a dos Franciscanos, que constituíram uma força de contestação da ordem feudal e do poder econômico da Igreja. 
e) Com a crescente ruralização e o aumento da pobreza no espaço europeu, surgiram as Ordens Mendicantes, como a dos Franciscanos, para se tornar a principal instância da Igreja Católica.

Questão 03 - FUVEST 1999 - 1ª Fase - A peste, a fome e a guerra constituíram os elementos mais visíveis e terríveis do que se conhece como a crise do século XIV. Como conseqüência dessa crise, ocorrida na Baixa Idade Média,
a) o movimento de reforma do cristianismo foi interrompido por mais de um século, antes de reaparecer com Lutero e iniciar a modernidade;
b) o campesinato, que estava em vias de conquistar a liberdade, voltou novamente a cair, por mais de um século, na servidão feudal;
c) o processo de centralização e concentração do poder político intensificou-se até se tornar absoluto, no início da modernidade;
d) o feudalismo entrou em colapso no campo, mas manteve sua dominação sobre a economia urbana até o fim do Antigo Regime;
e) entre as classes sociais, a nobreza foi a menos prejudicada pela crise, ao contrário do que ocorreu com a burguesia.

Questão 04 - PUCRS 2007.1 - INSTRUÇÃO: Responder à questão 04 com base nas afirmativas abaixo, sobre a organização econômica das cidades europeias durante a Baixa Idade Média.
I. As corporações de ofício tinham como objetivo estimular a concorrência entre as oficinas artesanais de um mesmo ramo, estabelecendo premiações para inovações tecnológicas e para o aumento da produtividade.
II. A par de suas funções econômicas, as corporações de ofício constituíram confrarias religiosas e sociedades de mútuo amparo entre seus membros.
III. Baseado no igualitarismo cristão, o sistema corporativo promovia a aproximação entre proprietários e trabalhadores, não estabelecendo uma estrutura hierárquica entre seus membros.
IV. Para se protegerem da concorrência, os comerciantes das cidades medievais fundavam associações, denominadas Guildas na Itália e Hansas no norte europeu.
As afirmativas corretas são, apenas,
A) I e II.
B) I e III.
C) II e III.
D) II e IV.
E) III e IV.

Questão 05 - UTFPR 2008 - Verão - 2ª prova/Grupo 4 - “Os Estados nacionais evidenciaram características próprias no seu processo de construção e se consolidaram em tempos diferenciados. Enquanto a França e a Inglaterra, em meados do século XV, possuíam fronteiras definidas e governo próprio, a Itália e a Alemanha ainda eram fragmentadas, só vindo a se construir como unidade política no terceiro quartel do século XIX. As bases de formação dos Estados Modernos remontam ainda à Época Medieval, no período conhecido como Baixa Idade Média (séculos XI-XV)”.
O trecho do texto acima se refere à formação dos modernos Estados nacionais. Sobre isso é INCORRETO afirmar que:
A) entende-se por Monarquia Absolutista o sistema de governo em que o rei, encarnando o ideal nacional, possui de direito e de fato os atributos da soberania: poder de decretar leis, de fazer justiça, de arrecadar impostos e de manter um exército permanente, entre outras atribuições.
B) para a organização de seus reinos, os soberanos aboliram totalmente as antigas práticas feudais e, com o apoio irrestrito dos novos burgueses, avançaram para a criação de instituições políticas modernas e adotaram o capitalismo puro.
C) para a organização de seus reinos, os soberanos aperfeiçoaram os tribunais de justiça através de funcionários capacitados; criaram um corpo de oficiais dispondo de militares permanentes; instituíram diversas formas de impostos; expandiram as fronteiras nacionais e concentraram as propriedades descentralizadas politicamente num único reino.
D) os reis ocuparam-se da prática da justiça, pois esta era a grande aspiração das populações camponesas contra a violência da nobreza e contra o perigo de perderem suas terras. Para isso, dedicaram especial atenção à organização das leis escritas, inspirando-se nas tradições romanas.
E) só depois da mudança estrutural e cultural representada pela revolução nacional surge a instituição básica dos tempos modernos, o Estado nacional, e as sociedades passam a ter condições para promover seu desenvolvimento. A formação dos Estados nacionais garantiu a existência de um mercado razoavelmente seguro, onde pudesse haver comércio e os ganhos de produtividade decorrentes da divisão do trabalho.

Questão 06 - UNIFESP 2005 - Durante a Baixa Idade Média (séculos XI a XIV), o Ocidente importou, com regularidade e intensidade crescentes, especiarias de áreas e civilizações não cristãs. Essas mercadorias eram
(A) adquiridas por meio de escambo (trocadas por quinquilharias) ou por roubo dos povos produtores, como na costa ocidental da África.
(B) compradas com moedas nos portos do Mediterrâneo oriental, ou trocadas por tecidos de lã, provenientes de Flandres e das cidades do norte da Itália.
(C) obtidas com exclusividade pelos bizantinos, os quais as revendiam, igualmente com exclusividade, aos mercados venezianos.
(D) vendidas nos portos europeus pelos comerciantes árabes, depois de trazidas do Oriente por caravanas de camelos.
(E) transportadas por navios de cabotagem, principalmente ibéricos, que as vendiam nos mercados da Europa do Norte.

Questão 07 - UNIFOR  - 2000.1 - As transformações da Baixa Idade Média (século XI ao XV) apresentam-se intrinsecamente ligadas entre si e atuando umas sobre as outras. Assim se apresentam os movimentos comercial, urbano e cultural. Na Península Itálica, as atividades culturais, sobretudo artísticas, foram estimuladas pela
(A) ascensão dos movimentos heréticos que se contrapunham à Igreja Católica Romana.
(B)diversificação das atividades econômicas e transformações sociais nos principais centros urbanos.
(C) cultura teocêntrica sujeita à motivação moralista e escolástica do mundo medieval.
(D) capacidade de integração dos árabes com povos dominados da Europa Oriental.
(E) ação das populações camponesas que desdenhavam o saber leigo universitário.

Questão 08 - UNESP - 2011/2  - 1º dia - Com o crescimento comercial, na Baixa Idade Média, a Europa atravessou períodos de pânico coletivo, provo - cados por manifestações endêmicas ou epidêmicas da peste bubônica e de outras doenças, como tifo, varíola, gripe pulmonar e disenteria. A disseminação de várias dessas doenças era facilitada, entre outros motivos, pela
a) condição precária de higiene, enfrentada principalmente pelos habitantes das cidades.
b) crença de que as epidemias não podiam ser combatidas, pois advinham da vontade divina.
c) dificuldade de contato e comunicação entre as populações do continente europeu.
d) proibição religiosa das pesquisas médicas e científicas durante toda a Idade Média.
e) omissão dos poderes políticos, uma vez que as doenças só atingiam as camadas pobres.

Questão 09 - UNIFOR 2009.1 - Analise o texto.
Os promotores das cruzadas e os cruzados haviam se colocado, pelo menos, três objetivos. A conquista da Terra Santa de Jerusalém, a ajuda aos bizantinos e a união da cristandade contra os infiéis. Mas nenhum desses objetivos havia sido alcançado plenamente. Nas palavras de um importante historiador da Idade Média: "se os cruzados são os grandes perdedores da expansão cristã no século XII, os grandes ganhadores foram em definitivo, os comerciantes".
(Jacques Le Goff. La Baja Edad Média. In: Myriam Becho Mota e Patrícia Ramos Braick. História: das cavernas ao terceiro milênio. São Paulo: Moderna, 2002. p. 116) 
Quando refere-se ao contexto histórico da Baixa Idade Média, o autor deixa implícito a idéia de que as cruzadas 
(A) tiveram uma papel fundamental na expansão territorial européia, o que contribuiu para resolver os problemas decorrentes da escassez de terras.
(B) permitiram a difusão dos valores religiosos cristãos entre os povos pagãos, o que explica o aumento de poder da Igreja católica sobre as regiões conquistadas.
(C) foram responsáveis pela expulsão dos judeus da região da Palestina, o que comprova o fato de eles terem sido submetidos durante muito tempo pelos cristãos.
(D) provocaram transformações na economia, estimulando a ação de mercadores que se aproveitaram das viagens para criarem novas atividades econômicas.
(E) unificaram toda a cristandade contra os povos do Império Bizantino, gerando intensos conflitos que possibilitaram os movimentos de unificação das nações da Europa Ocidental.

Questão 10 - IFSULDEMINAS 2017.1 - A chamada transição do feudalismo para o capitalismo começou no período da Baixa Idade Média, especificamente a partir do século XIV, quando o sistema feudal entrou em crise. Sobre esse período, assinale a alternativa que apresenta todas as características CORRETAS:
a) grandes extensões de terras sob o controle do Senhor Feudal, mão de obra escrava, prática regular do comércio.
b) deslocamento de parte da mão de obra do campo para a cidade, surgimento da classe burguesa e crescente progresso das técnicas de produção.
c) queda da produção agrícola, total ausência de comércio, monarquia enfraquecida e poder exercido pelos Senhores Feudais.
d) produção de subsistência, trabalho servil, relações de suserania e vassalagem entre nobres e servos.

GABARITO
01 - E
02 - B
03 - C
04 - D
05 - B
06 - B
07 - B
08 - A
09 - D
10 - B

Nenhum comentário: