quarta-feira, 9 de janeiro de 2019

Exercícios de História sobre a Idade Média - com gabarito

Questão 01 - UNIOESTE 2010 - Sobre o que se denominou “Idade Média”, assinale a alternativa INCORRETA. 
A. O homem da “idade feudal” estava, mais do que nós, próximo de uma natureza muito menos domesticada. 
B. No limiar do período que chamamos Idade Média, dois movimentos abalam e modificaram a estrutura existente até então: as invasões dos germanos e mais tarde as conquistas muçulmanas. 
C. A fé impunha ao vassalo “ajudar” o seu senhor em todas as coisas. Com a espada ou com o seu conselho, conforme a necessidade. 
D. No plano econômico, o regime dominial era caracterizado por uma economia fechada pois o comércio desapareceu quase completamente. 
E. Os camponeses que ocupavam e cultivavam a terra eram seus proprietários.

Questão 02 - FUVEST 2007 - 1ª Fase - “Os cristãos fazem os muçulmanos pagar uma taxa que é aplicada sem abusos. Os comerciantes cristãos, por sua vez, pagam direitos sobre suas mercadorias quando atravessam o território dos muçulmanos. O entendimento entre eles é perfeito e a eqüidade é respeitada.” Ibn Jobair, em visita a Damasco, Síria, 1184. In: Amin Maalouf, 1988. Com base no texto, pode-se afirmar que, na Idade Média,
a) as relações comerciais entre as civilizações do Ocidente e do Oriente eram realizadas pelos judeus e bizantinos.
b) o conflito entre xiitas e sunitas pôs a perder o florescente comércio que se havia estabelecido gradativamente entre cristãos e muçulmanos.
c) o comércio, entre o Ocidente cristão e o Oriente islâmico, permaneceu imune a qualquer interferência de caráter político.
d) a Península Ibérica desempenhou o papel de centro econômico entre os mundos cristão e islâmico por ser a única área de contacto entre ambos.
e) as cruzadas e a ocupação da Terra Santa pelos cristãos engendraram a intensificação das relações comerciais entre cristãos e muçulmanos.

Questão 03 - FUVEST 2014 - 1ª Fase - Durante muito tempo, sustentouͲse equivocadamente que a utilização de especiarias na Europa da Idade Média era determinada pela necessidade de se alterar o sabor de alimentos apodrecidos, ou pela opinião de que tal uso garantiria a conservação das carnes. A utilização de especiarias no período medieval
a) permite identificar a existência de circuitos mercantis entre a Europa, a Ásia e o continente africano.
b) demonstra o rigor religioso, caracterizado pela condenação da gastronomia e do requinte à mesa.
c) revela a matriz judaica da gastronomia medieval europeia.
d) oferece a comprovação da crise econômica vivida na Europa a partir do ano mil.
e) explicita o importante papel dos camponeses dedicados a sua produção e comercialização.

Questão 04 - FUVEST 2006 - 1ª Fase - Segundo o historiador Robert S. Lopez (A Revolução Comercial da Idade Média 950-1350), “o estatuto dos construtores das catedrais medievais representava um grande progresso relativamente à condição miserável dos escravos que erigiram as Pirâmides e dos forçados que construíram os aquedutos romanos”. As catedrais medievais foram construídas por
 a) artesãos livres e remunerados.
b) citadinos voluntários trabalhando em mutirão.
c) camponeses que prestavam trabalho gratuito.
d) mão de obra especializada e estrangeira.
e) servos rurais recompensados com a liberdade.

Questão 05 - IFS 2015.2 - Subsequente -
Leia as afirmações abaixo, referentes à Idade Média Europeia.
I – A Idade Média teve início com as invasões bárbaras sobre o Império Romano do Ocidente e se caracterizou pelo modo de produção feudal.
II – A sociedade feudal possuía pouca mobilidade social e estava baseada nas relações servis de produção.
III – A economia medieval estava alicerçada na agricultura e com o feudo sendo a principal unidade de produção do período.
IV – O poder político estava concentrado nas mãos do rei que controlava a nobreza feudal e os vários escravos distribuídos nos feudos.
São corretas apenas as afirmativas:
a) I, II e IV
b) I e IV
c) I, II e III
d) II e III

Questão 06 - UFPR 2014 - “O conhecimento histórico é sempre (...) uma consciência de si mesmo: ao estudar a história de uma outra época, os homens não podem deixar de compará-la com seu próprio tempo (...). Mas, ao comparar a nossa época e a nossa civilização com as outras épocas e civilizações, corremos o risco de lhes aplicar a nossa própria medida(...)”. (GUREVICH, Aron. As categorias da cultura medieval. Lisboa: Editorial Caminho, p. 15).
Aplicando o raciocínio exposto acima aos sentidos que a Idade Média adquiriu em diferentes tempos históricos, identifique como verdadeiras (V) ou falsas (F) as seguintes afirmativas:
( ) Atualmente, os historiadores entendem o medievo na sua multiplicidade, com suas especificidades regionais e temporais, ao mesmo tempo que mostram a permanência e a relevância de determinadas instituições e invenções medievais, como a universidade, o livro, a imprensa e o banco.
( ) No século XV, surge a noção negativa de Idade Média, considerada uma era intermediária e homogênea de trevas e ignorância, separando a antiguidade Greco-romana e o Renascimento, que se via como herdeiro do período “clássico” – noção que ainda perdura entre muitas pessoas.
( ) Nos séculos XX e XXI, obras como “O Senhor dos Anéis”, “As crônicas de Nárnia” e “Game of Thrones” evocam elementos medievais imaginativos, tais como a floresta como lugar do mágico, cavaleiros, espadas, dragões, religiosidade, dando continuidade a recriações da Idade Média em curso desde o século XIX.
( ) Na recente historiografia, por conta das apropriações midiáticas da Idade Média, procura-se estabelecer as diferenças e as distâncias entre a Idade Média e a História do Brasil, mostrando que o medievo não possui relação com a formação de nosso país, por ter sido um fenômeno europeu.
Assinale a alternativa que apresenta a sequência correta, de cima para baixo.
a) F – F – V – V.
b) V – V – F – V.
c) F – V – V – F.
d) V – V – V – F.
e) V – F – F – V.

Questão 07 - UFPR 2005 - A respeito da Idade Média, Hilário Franco Jr. afirma:
“O período tradicionalmente conhecido por Idade Média abrange cerca de um milênio, durante o qual um conjunto de caracteres marcantes e específicos criou uma personalidade histórica própria, que nos permite falar dela diferencialmente em relação a outras épocas.”
(FRANCO JR., Hilário. Idade Média. Nascimento do Ocidente. São Paulo: Brasiliense, 1986. p. 11.)
Sobre esse longo período mencionado pelo autor, assinale a alternativa que corresponde a uma característica importante da Idade Média.
a) Os homens da Igreja medieval contribuíram para a construção da imagem que a sociedade devia ter de si mesma: uma organização formada pelas três ordens, a dos oratores, a dos bellatores e a dos laboratores.
b) Para os humanistas italianos do século XIV, a Idade Média foi a época das luzes; eles procuraram nela inspiração para o cultivo das letras e das artes.
c) Um dos fundamentos da moralidade medieval era o controle das paixões e do corpo, expresso pelo puritanismo e pela ética do trabalho.
d) As cidades medievais, com suas ruas e praças amplas, podem ser consideradas expressões da racionalidade e do geometrismo.
e) A Idade Média foi marcada por fortes tensões entre o campo e a cidade, devido à acumulação de capital propiciada pela concentração da propriedade fundiária que ocorreu com o cercamento dos campos.

Questão 08 - FUVEST 2009 - 1ª Fase - “A Idade Média européia é inseparável da civilização islâmica já que consiste precisamente na convivência, ao mesmo tempo positiva e negativa, do cristianismo e do islamismo, sobre uma área comum impregnada pela cultura greco-romana.” José Ortega y Gasset (1883-1955). O texto acima permite afirmar que, na Europa ocidental medieval,
a) formou-se uma civilização complementar à islâmica, pois ambas tiveram um mesmo ponto de partida.
b) originou-se uma civilização menos complexa que a islâmica devido à predominância da cultura germânica.
c) desenvolveu-se uma civilização que se beneficiou tanto da herança greco-romana quanto da islâmica.
d) cristalizou-se uma civilização marcada pela flexibilidade religiosa e tolerância cultural.
e) criou-se uma civilização sem dinamismo, em virtude de sua dependência de Bizâncio e do Islão.

Questão 09 - UVA 2003.2 - Durante a Idade Média, deu-se a formação de uma nova classe social – a burguesia – que teve suas origens relacionadas:
A. a elementos provenientes de camadas marginais do sistema social feudal, vinculados ao comércio em desenvolvimento na Europa.
B. a elementos provenientes da nobreza, que devido a crise da economia agrária, haviam-se dedicado ao comércio na rota da África.
C. aos monarcas que se lançaram à atividade econômica comercial.
D. aos camponeses que teimavam em permanecer no campo, em atividades agrárias.

Questão 10 - UVA 2004.1 - Os finais da Idade Média foram marcados, ao nível filosófico, pelo surgimento de filósofos que defenderam os anseios da burguesia nos planos econômico, político e social. Essa filosofia denominou-se Iluminismo. Sobre o Iluminismo podemos afirmar:
I – O Iluminismo forneceu as bases teóricas da Revolução Francesa.
II – A Enciclopédia foi uma tentativa de esquematização de todo o conhecimento disponível até o século XVIII.
III– O Iluminismo representou a teorização dos interesses da ascendente burguesia.
IV – O Iluminismo criticava o mercantilismo e a divisão dos três poderes.
Estão corretos os itens:
A. somente os itens I, II e IV
B. somente os itens I e IV
C. somente ios itens I, II e III
D. somente os itens III e IV

Questão 11 - UVA 2004.2 - A expressão Idade Média, a partir do movimento iluminista do século XVIII, foi transformada em sinônimo de obscurantismo, ignorância, fundamentalismo e fanatismo religioso, repressão sexual, superstição, subordinação impiedosa dos servos aos senhores, enfim a Idade das Trevas. Essa visão preconceituosa sobre a Idade Média começou a ser modificada no século XIX, e no século XX foi totalmente revista. Todas as alternativas abaixo apresentam acontecimentos da Idade Média, exceto:
A. A Igreja Católica foi a instituição que sobreviveu às mudanças ocorridas na Europa desde o século V e, ao promover a evangelização dos bárbaros, materializou a síntese entre o mundo romano e germânico.
B. O feudalismo, o Império Bizantino, o Império Carolíngio e o Império Muçulmano
C. As Cruzadas, a Guerra dos Cem Anos e a Peste Negra
D. O despotismo esclarecido, o Mercantilismo comercial e industrial

Questão 12 - UVA 2005.1 - Segundo a historiografia tradicional, a Idade Média se estende do século V, quando ocorreu a queda do Império Romano do Ocidente até o século XV, quando se deu a queda de Constantinopla. Analise as alternativas abaixo e coloque V nas frases verdadeiras e F nas frases falsas.
( ) Durante a Idade Média, a Europa conheceu um regime econômico, político, social ao qual os historiadores costumam denominar feudalismo.
( ) O feudo era uma unidade econômica que se auto-abastecia. Dentro dele era produzido quase tudo aquilo de que seus habitantes necessitavam. As trocas de gêneros eram "in natura".
( ) A principal característica política do feudalismo é a centralização do poder. O rei possuia uma autoridade mais prática do que teórica.
( ) Tudo no feudalismo se relacionava com Deus. O teocentrismo dominava toda cultura medieval. Era a Igreja que monopolizava a educação e a cultura, além de legitimar as relações feudais.
A seqüência correta, de cima para baixo, é:
A. V, V, F, F.
B. V, F, V, F.
C. F, F, V, V.
D. V, V, F, V

Questão 13 - UTFPR 2013-1 - Verão - Durante a Idade Média, as feiras caracterizavam-se por:
A) abastecer cotidianamente o comércio local das cidades em desenvolvimento.
B) realizar o câmbio de diferentes moedas europeias.
C) desenvolver a troca de produtos agrícolas, com exceção do trigo, proibido de ser comercializado.
D) ser os locais de comércio de produtos de diferentes regiões que dinamizavam a economia da época.
E) receber a visita de povos vindos do distante Oriente para a troca de produtos manufaturados.

GABARITO
01 - E
02 - E
03 - A
04 - A
05 - D
06 - D
07 - A
08 - C
09 - A
10 - A
11 - D
12 - D
13 - D

Nenhum comentário: