sábado, 5 de janeiro de 2019

Exercícios sobre o Processo de Independência do Brasil - com gabarito

Questão 01 - FUVEST 2004 - Transferência – Dentre os fatores que particularizaram o processo de Independência do Brasil, no contexto latino-americano, pode-se citar
a) os interesses ingleses, que entraram em choque com as restrições comerciais impostas pelas Metrópoles ibéricas.
b) a influência dos ideais iluministas e o exemplo da luta das Treze Colônias contra o domínio da Grã-Bretanha.
c) a presença da Corte portuguesa em terras americanas, que impulsionou um conjunto de transformações decisivas para a separação da colônia. 
d) as necessidades econômicas das elites locais, cuja ação era limitada pelas restrições impostas pelas autoridades coloniais.
e) a luta pela autodeterminação dos povos, em voga no início do século XIX, e que impulsionou líderes como Simon Bolívar.

Questão 02 - FPP 2018 - Na interpretação mais conhecida sobre a História do Brasil, a data de 7 de setembro de 1822 representou um marco, pois, nesse dia, D. Pedro proclamou oficialmente a separação da Colônia da metrópole portuguesa. Sobre o processo de Independência do Brasil, assinale a alternativa CORRETA.
A) As relações entre a Coroa portuguesa e o Brasil melhoraram quando Dom João VI, de Portugal, apoiado pela Corte portuguesa, assinou um decreto concedendo o título de Regente do Brasil a seu filho Dom Pedro. Entretanto, aproveitando-se da autoridade que lhe foi concedida, no dia 7 de setembro de 1822, Dom Pedro rompeu politicamente com Portugal e proclamou a Independência do Brasil.
B) A Independência brasileira foi um processo liderado, em grande parte, pelos setores sociais que mais se beneficiavam com a ruptura dos laços coloniais: os grandes proprietários de terra e os grandes comerciantes, pois a separação tinha como objetivo preservar a liberdade de comércio e a autonomia administrativa. A maioria da população permaneceu na situação anterior à proclamação da Independência.
C) Após o processo de Independência, a economia brasileira tornou-se competitiva no mercado internacional, pois devido ao apoio econômico inglês o Brasil começou a desenvolver a atividade industrial, o que era proibido pelo governo metropolitano.
D) A mudança mais significativa após a Independência do Brasil ocorreu no âmbito econômico-social, pois com o desenvolvimento econômico surgiram novas classes sociais urbanas ligadas ao processo industrial.
E) A Inglaterra, interessada em manter os benefícios comerciais garantidos pelos tratados de comércio e navegação de 1810, foi a primeira nação a reconhecer a Independência do Brasil.

Questão 03 - CEFET-MG - 2017 - Técnico Concomitância Externa e Subsequente -
O processo de independência do Brasil teve como uma das suas principais características a unificação de todos os territórios colonizados pela metrópole portuguesa, diferentemente do que ocorreu na América Espanhola. Entre os elementos que explicam essa característica singular, pode-se incluir, EXCETO a
a) difusão da religiosidade católica.
b) existência de trabalho escravo em latifúndios.
c) presença da corte lusitana no continente americano.
d) defesa do tráfico negreiro contra ingerências internacionais.

Questão 04 - CEFET-MG - 2018 - Técnico Integrado - A classe dominante brasileira era, em sua maioria, conservadora (...). Desejava manter as estruturas econômicas e sociais coloniais baseadas no sistema agrícola, na escravidão e na exportação de produtos agrícolas tropicais para o mercado europeu. Contudo, havia nas cidades (...) alguns liberais que esperavam mudanças mais profundas na política e na sociedade: soberania popular, democracia e mesmo uma república.
(BETHELL, Leslie. A independência do Brasil. In: História da América Latina. São Paulo: EDUSP, 2009. V. 3, p. 213.)
A aceitação de D. Pedro pela elite senhorial, como líder do processo de independência do Brasil, eclodido em 1822, visava a
a) manter nosso país sob a tutela da metrópole lusitana.
b) evitar transformações mais bruscas na ordem social e política.
c) defender a República como sistema de governo para o novo país.
d) impossibilitar a escolha do regime monárquico após a emancipação.

Questão 05 - UECE-CEV - 2018 - SEDUC-CE - Professor - História - A respeito do processo de Independência do Brasil, pode-se afirmar corretamente que
A) a partir da Revolução Liberal do Porto, ocorrida em 1820, iniciou-se, em Portugal, uma campanha política pelo retorno do Rei àquele país e pela independência dos reinos unidos do Brasil e do Algarves.
B) a regência do príncipe D. Pedro, e seu reinado como Pedro I, são marcados pela manutenção da hegemonia dos latifundiários e pelo esvaziamento do ideal republicano e do federalismo.
C) a participação de José Bonifácio de Andrada e Silva restringe-se ao movimento de independência, pois, sendo republicano, defendia a instauração imediata da República no Brasil, em oposição à D. Pedro.
D) o processo de independência somente logrou êxito em função do apoio popular a D. Pedro, em oposição aos latifundiários que davam suporte às propostas recolonizadoras feitas pelas Cortes Constituintes de Portugal.

Questão 06 - Prova MPE-GO - 2018 - MPE-GO - Secretário Auxiliar - Águas Lindas -  Acerca do processo de independência do Brasil, é correto afirmar:
(A) a independência do Brasil é um processo que se estende de 1821 a 1850 e fora marcado por não haver oposição alguma do Reino de Portugal;
(B) oficialmente, a data comemorada para independência do Brasil é a de 07 de setembro de 1822 em que ocorreu o chamado "grito do Ipiranga", ato de proclamação feita por D. Pedro II. às margens do riacho Ipiranga (atual cidade de São Paulo);
(C) entre as causas que fizeram eclodir o processo de independência do Brasil estão: vontade dc grande parte da elite política brasileira em conquistar a autonomia política; desgaste do sistema de controle econômico com restrições c altos impostos, exercido pela Coroa Portuguesa no Brasil com a tentativa da Coroa Portuguesa em recolonizar o Brasil;
(D) o chamado “dia do fico" foi um ato posterior à independência do Brasil em que
D. Pedro não acatou as determinações feitas pela Coroa Portuguesa que exigia seu retorno para Portugal. Em 09 de janeiro de 1822, D. pedro negou o chamado e afirmou que ficaria no Brasil;
(E) após a independência do Brasil, D. Pedro I foi coroado imperador do Brasil em dezembro de 1821, bem como não houve registros de manifestações de portugueses contrárias à independência do Brasil.

Questão 07 - UERJ 1997 - 1ª Fase - História - Que tardamos? A época é esta: Portugal nos insulta; a América nos convida; a Europa nos contempla; o príncipe nos defende. Cidadãos! soltai o grito festivo... Viva o Imperador Constitucional do Brasil, o Senhor D. Pedro I. (Proclamação. Correio Extraordinário do Rio de Janeiro. 21 de setembro de 1822.)
Este texto mostra o rompimento total e definitivo com a antiga metrópole como necessário para a construção do Império Brasileiro. Nele também está implícito um dos fatores que contribuíram para o processo de construção da independência do Brasil.
Esse fator foi:
(A) a ajuda das potências europeias em função de seus interesses econômicos
(B) a intransigência das Cortes de Lisboa na aceitação das liberdades brasileiras
(C) o ideal republicano em consonância com o das antigas colônias espanholas
(D) o movimento separatista das províncias do norte em processo de união com Portugal

GABARITO
01 - C
02 - B
03 - A
04 - B
05 - B
06 - C
07 - B

Nenhum comentário: