PESQUISAR ESTE BLOG

sexta-feira, 31 de dezembro de 2021

Questão de História - FUVEST 2018 - Come ananás, mastiga perdiz

FUVEST 2018 - Come ananás, mastiga perdiz
Teu dia está prestes, burguês
 Vladimir Maiakóvski. Come ananás, 1917

Cidadão fisco! de rendas! Desculpe a liberdade. Obrigado... Não se incomode... Estou à vontade. A matéria que me traz é algo extraordinária: O lugar do poeta da sociedade proletária. Ao lado dos donos de terras e de vendas estou também citado por débitos fiscais. Você me exige 500 rublos por 6 meses e mais
(...)
Cidadão fiscal de rendas, eu encerro. Pago os 5 e risco todos os zeros. Tudo o que quero é um palmo de terra ao lado dos mais pobres camponeses e obreiros. Porém se vocês pensam que se trata apenas de copiar palavras a esmo, eis aqui, camaradas, minha pena, podem escrever vocês mesmos!
 Vladimir Maiakóvski. Conversa sobre poesia com o fiscal de rendas, 1926

a) Indique duas características da produção cultural na Rússia, nos anos posteriores à Revolução de 1917.
b) Identifique e comente uma crítica e uma proposta de mudança presentes nos dois poemas.

RESPOSTA:
a) Nos anos imediatamente posteriores a 1917, o novo regime incorporou vanguardas estéticas, encorajando, por exemplo, o Abstracionismo na pintura e o Modernismo na literatura. Mais tarde, sobretudo a partir da ascensão de Stalin (1924), foi determinado um estilo oficial, o Realismo Socialista. A arte deveria servir para mostrar a “Realidade” denunciando a exploração capitalista e exaltando o regime soviético. 

b) O primeiro poema (1917) aponta para uma proposta de mudança, afirmando a iminência da revolução popular (“Teu dia está prestes, burguês”). No segundo poema (1926), o poeta permanece engajado, procurando seu lugar na sociedade proletária, “Ao lado dos mais pobres camponeses e obreiros”. Porém vê-se endividado diante do Estado, que lhe cobra ao lado de donos de terras e de rendas. Há aqui uma crítica ao novo regime, que persegue o poeta e, em última instância, impossibilita a poesia (“Eis aqui minha pena, podem escrever vocês mesmos”).

Nenhum comentário:

Qualquer valor...

Faça Uma Doação para o Blog de Geografia

Você gosta das postagens do blog e gostaria de ajudar: Ajude o blog "Blog  de Geografia" a manter seu trabalho. Para isso conto co...