sexta-feira, 4 de janeiro de 2019

Damares Alves aponta um novo inimigo da família: o Enem

Damares Alves vê no Enem um risco à vida familiar.
Ela até acha que é uma alternativa educativa com méritos. Mas pode prejudicar o adolescente.
E, nesse caso, nada tem a ver com conteúdos supostamente transgressores.
“O menino sai do Rio Grande do Sul, ele faz o Enem. Ele passa no vestibular para medicina lá no Amapá, que é o grande sonho dele e da família. Este menino é tirado do contexto, as vezes com apenas 16 anos”, explica a também pastora evangélica.
Para ela, a distância é um risco de graves “danos psicológicos” aos estudantes.
“Nós estamos encontrando muitos jovens no Brasil, nos centros universitários, em profundo sofrimento, em depressão. O suicídio no campus é uma realidade.”, denuncia.
Mas ela sugere: Vamos pensar sobre a perspectiva da família. Vamos trazer a família para esse contexto”, argumenta a ministra.
Uma das vantagens do Enem foi justamente a possibilidade de facilitar aos bons alunos escolher as melhores faculdades, mesmo longe de sua casa.
Lembremos que, nos Estados Unidos, onde se cultivam os chamados “valores familiares cristãos”, faz parte da cultura nacional o jovem sair de casa para estudar na faculdade.
Lembremos também que, no Brasil, a distância para valer é aquela das crianças pobres sem um pai em casa.

Fonte: Catraca Livre.

Nenhum comentário: