domingo, 11 de março de 2018

Enem 1999 - Questões relacionadas à Geografia - com gabarito

Geografia: Questões do Enem 1999 - com gabarito - Ordenação de questões do caderno amarelo.

Enem 1999 - Questão 03 - Se compararmos a idade do planeta Terra, avaliada em quatro e meio bilhões de anos (4,5 ´ 109 anos), com a de uma pessoa de 45 anos, então, quando começaram a florescer os primeiros vegetais, a Terra já teria 42 anos. Ela só conviveu com o homem moderno nas últimas quatro horas e, há cerca de uma hora, viu-o começar a plantar e a colher. Há menos de um minuto percebeu o ruído de máquinas e de indústrias e, como denuncia uma ONG de defesa do meio ambiente, foi nesses últimos sessenta segundos que se produziu todo o lixo do planeta! 

O texto acima, ao estabelecer um paralelo entre a idade da Terra e a de uma pessoa, pretende mostrar que 
(A) a agricultura surgiu logo em seguida aos vegetais, perturbando desde então seu desenvolvimento. 
(B) o ser humano só se tornou moderno ao dominar a agricultura e a indústria, em suma, ao poluir. 
(C) desde o surgimento da Terra, são devidas ao ser humano todas as transformações e perturbações. 
(D) o surgimento do ser humano e da poluição é cerca de dez vezes mais recente que o do nosso planeta. 
(E) a industrialização tem sido um processo vertiginoso, sem precedentes em termos de dano ambiental. 

Enem 1999 - Questão 04 - O texto permite concluir que a agricultura começou a ser praticada há cerca de 
(A) 365 anos.
(B) 460 anos. 
(C) 900 anos. 
(D) 10 000 anos. 
(E) 460 000 anos. 

Enem 1999 - Questão 05 - Na teoria do Big Bang, o Universo surgiu há cerca de 15 bilhões de anos, a partir da explosão e expansão de uma densíssima gota. De acordo com a escala proposta no texto, essa teoria situaria o início do Universo há cerca de 
(A) 100 anos. 
(B) 150 anos. 
(C) 1 000 anos.
(D) 1 500 anos. 
(E) 2 000 anos. 

Enem 1999 - Questão 13 - Em dezembro de 1998, um dos assuntos mais veiculados nos jornais era o que tratava da moeda única européia. Leia a notícia destacada abaixo. 

O nascimento do Euro, a moeda única a ser adotada por onze países europeus a partir de 1º de janeiro, é possivelmente a mais importante realização deste continente nos últimos dez anos que assistiu à derrubada do Muro de Berlim, à reunificação das Alemanhas, à libertação dos países da Cortina de Ferro e ao fim da União Soviética. Enquanto todos esses eventos têm a ver com a desmontagem de estruturas do passado, o Euro é uma ousada aposta no futuro e uma prova da vitalidade da sociedade Européia. A “Euroland”, região abrangida por Alemanha, Áustria, Bélgica, Espanha, Finlândia, França, Holanda, Irlanda, Itália, Luxemburgo e Portugal, tem um PIB (Produto Interno Bruto) equivalente a quase 80% do americano, 289 milhões de consumidores e responde por cerca de 20% do comércio internacional. Com este cacife, o Euro vai disputar com o dólar a condição de moeda hegemônica. 
(Gazeta Mercantil, 30/12/1998) 

A matéria refere-se à “desmontagem das estruturas do passado” que pode ser entendida como 
(A) o fim da Guerra Fria, período de inquietação mundial que dividiu o mundo em dois blocos ideológicos opostos. 
(B) a inserção de alguns países do Leste Europeu em organismos supranacionais, com o intuito de exercer o controle ideológico no mundo. 
(C) a crise do capitalismo, do liberalismo e da democracia levando à polarização ideológica da antiga URSS. 
(D) a confrontação dos modelos socialista e capitalista para deter o processo de unificação das duas Alemanhas. 
(E) a prosperidade das economias capitalista e socialista, com o conseqüente fim da Guerra Fria entre EUA e a URSS.


Texto para as questões 22 e 23. Em material para análise de determinado marketing político, lê-se a seguinte conclusão: 
A explosão demográfica que ocorreu a partir dos anos 50, especialmente no Terceiro Mundo, suscitou teorias ou políticas demográficas divergentes. Uma primeira teoria, dos neomalthusianos, defende que o crescimento demográfico dificulta o desenvolvimento econômico, já que provoca uma diminuição na renda nacional per capita e desvia os investimentos do Estado para setores menos produtivos. Diante disso, o país deveria desenvolver uma rígida política de controle de natalidade. Uma segunda, a teoria reformista, argumenta que o problema não está na renda per capita e sim na distribuição irregular da renda, que não permite o acesso à educação e saúde. Diante disso o país deve promover a igualdade econômica e a justiça social.

Enem 1999 - Questão 22 - Qual dos slogans abaixo poderia ser utilizado para defender o ponto de vista neomalthusiano? 
(A) “Controle populacional – nosso passaporte para o desenvolvimento.” 
(B) “Sem reformas sociais o país se reproduz e não produz.” 
(C) “População abundante, país forte!” 
(D) “O crescimento gera fraternidade e riqueza para todos.” 
(E) “Justiça social, sinônimo de desenvolvimento.”

Enem 1999 - Questão 23 - Qual dos slogans abaixo poderia ser utilizado para defender o ponto de vista dos reformistas? 
(A) “Controle populacional já, ou o país não resistirá.” 
(B) “Com saúde e educação, o planejamento familiar virá por opção!” 
(C) “População controlada, país rico!” 
(D) “Basta mais gente, que o país vai para frente!” 
(E) “População menor, educação melhor!”

Enem 1999 - Questão 26 - No primeiro dia do inverno no Hemisfério Sul, uma atividade de observação de sombras é realizada por alunos de Macapá, Porto Alegre e Recife. Para isso, utiliza-se uma vareta de 30 cm fincada no chão na posição vertical. Para marcar o tamanho e a posição da sombra, o chão é forrado com uma folha de cartolina, como mostra a figura:
Nas figuras abaixo, estão representadas as sombras projetadas pelas varetas nas três cidades, no mesmo instante, ao meio-dia. A linha pontilhada indica a direção Norte-Sul.
Levando-se em conta a localização destas três cidades no mapa, podemos afirmar que os comprimentos das sombras serão tanto maiores quanto maior for o afastamento da cidade em relação ao 
(A) litoral. 
(B) Equador. 
(C) nível do mar. 
(D) Trópico de Capricórnio. 
(E) Meridiano de Greenwich.

Enem 1999 - Questão 27 - Pelos resultados da experiência, num mesmo instante, em Recife a sombra se projeta à direita e nas outras duas cidades à esquerda da linha pontilhada na cartolina. É razoável, então, afirmar que existe uma localidade em que a sombra deverá estar bem mais próxima da linha pontilhada, em vias de passar de um lado para o outro. Em que localidade, dentre as listadas abaixo, seria mais provável que isso ocorresse? 
(A) Natal. 
(B) Manaus. 
(C) Cuiabá. 
(D) Brasília. 
(E) Boa Vista.

Enem 1999 - Questão 31 - (...) Depois de longas investigações, convenci-me por fim de que o Sol é uma estrela fixa rodeada de planetas que giram em volta dela e de que ela é o centro e a chama. Que, além dos planetas principais, há outros de segunda ordem que circulam primeiro como satélites em redor dos planetas principais e com estes em redor do Sol. (...) Não duvido de que os matemáticos sejam da minha opinião, se quiserem dar-se ao trabalho de tomar conhecimento, não superficialmente mas duma maneira aprofundada, das demonstrações que darei nesta obra. Se alguns homens ligeiros e ignorantes quiserem cometer contra mim o abuso de invocar alguns passos da Escritura (sagrada), a que torçam o sentido, desprezarei os seus ataques: as verdades matemáticas não devem ser julgadas senão por matemáticos. 
(COPÉRNICO, N. De Revolutionibus orbium caelestium.) 

Aqueles que se entregam à prática sem ciência são como o navegador que embarca em um navio sem leme nem bússola. Sempre a prática deve fundamentar-se em boa teoria. Antes de fazer de um caso uma regra geral, experimente-o duas ou três vezes e verifique se as experiências produzem os mesmos efeitos. Nenhuma investigação humana pode se considerar verdadeira ciência se não passa por demonstrações matemáticas. 
(VINCI, Leonardo da. Carnets.) 

O aspecto a ser ressaltado em ambos os textos para exemplificar o racionalismo moderno é 
(A) a fé como guia das descobertas. 
(B) o senso crítico para se chegar a Deus. 
(C) a limitação da ciência pelos princípios bíblicos. 
(D) a importância da experiência e da observação. 
(E) o princípio da autoridade e da tradição.

Enem 1999 - Questão 34 - A construção de grandes projetos hidroelétricos também deve ser analisada do ponto de vista do regime das águas e de seu ciclo na região. Em relação ao ciclo da água, pode-se argumentar que a construção de grandes represas 
(A) não causa impactos na região, uma vez que a quantidade total de água da Terra permanece constante. 
(B) não causa impactos na região, uma vez que a água que alimenta a represa prossegue depois rio abaixo com a mesma vazão e velocidade. 
(C) aumenta a velocidade dos rios, acelerando o ciclo da água na região. 
(D) aumenta a evaporação na região da represa, acompanhada também por um aumento local da umidade relativa do ar. 
(E) diminui a quantidade de água disponível para a realização do ciclo da água.

Texto para as questões 36 e 37.
O diagrama abaixo representa a energia solar que atinge a Terra e sua utilização na geração de eletricidade. A energia solar é responsável pela manutenção do ciclo da água, pela movimentação do ar, e pelo ciclo do carbono que ocorre através da fotossíntese dos vegetais, da decomposição e da respiração dos seres vivos, além da formação de combustíveis fósseis.
Enem 1999 - Questão 36 - De acordo com este diagrama, uma das modalidades de produção de energia elétrica envolve combustíveis fósseis. A modalidade de produção, o combustível e a escala de tempo típica associada à formação desse combustível são, respectivamente, 
(A) hidroelétricas - chuvas - um dia 
(B) hidroelétricas - aquecimento do solo - um mês 
(C) termoelétricas - petróleo - 200 anos 
(D) termoelétricas - aquecimento do solo - 1 milhão de anos 
(E) termoelétricas - petróleo - 500 milhões de anos

Enem 1999 - Questão 37 - No diagrama estão representadas as duas modalidades mais comuns de usinas elétricas, as hidroelétricas e as termoelétricas. No Brasil, a construção de usinas hidroelétricas deve ser incentivada porque essas 
I. utilizam fontes renováveis, o que não ocorre com as termoelétricas que utilizam fontes que necessitam de bilhões de anos para serem reabastecidas. 
II. apresentam impacto ambiental nulo, pelo represamento das águas no curso normal dos rios. 
III. aumentam o índice pluviométrico da região de seca do Nordeste, pelo represamento de águas. Das três afirmações acima, somente 
(A) I está correta. 
(B) II está correta. 
(C) III está correta. 
(D) I e II estão corretas. 
(E) II e III estão corretas.

Enem 1999 - Questão 40 - Uma pesquisadora francesa produziu o seguinte texto para caracterizar nosso país: 

O Brasil, quinto país do mundo em extensão territorial, é o mais vasto do hemisfério Sul. Ele faz parte essencialmente do mundo tropical, à exceção de seus estados mais meridionais, ao sul de São Paulo. O Brasil dispõe de vastos territórios subpovoados, como o da Amazônia, conhece também um crescimento urbano extremamente rápido, índices de pobreza que não diminuem e uma das sociedades mais desiguais do mundo. Qualificado de “terra de contrastes”, o Brasil é um país moderno do Terceiro Mundo, com todas as contradições que isso tem por conseqüência. 
([Adaptado de] DROULERS, Martine. Dictionnaire geopolitique des états. Organizado por Yves Lacoste. Paris: Éditions Flamarion, 1995) 
O Brasil é qualificado como uma “terra de contrastes” por 
(A) fazer parte do mundo tropical, mas ter um crescimento urbano semelhante ao dos países temperados. 
(B) não conseguir evitar seu rápido crescimento urbano, por ser um país com grande extensão de fronteiras terrestres e de costa. 
(C) possuir grandes diferenças sociais e regionais e ser considerado um país moderno do Terceiro Mundo. 
(D) possuir vastos territórios subpovoados, apesar de não ter recursos econômicos e tecnológicos para explorá-los. 
(E) ter elevados índices de pobreza, por ser um país com grande extensão territorial e predomínio de atividades rurais.

Enem 1999 - Questão 41 - Muitas usinas hidroelétricas estão situadas em barragens. As características de algumas das grandes represas e usinas brasileiras estão apresentadas no quadro abaixo.
A razão entre a área da região alagada por uma represa e a potência produzida pela usina nela instalada é uma das formas de estimar a relação entre o dano e o benefício trazidos por um projeto hidroelétrico. A partir dos dados apresentados no quadro, o projeto que mais onerou o ambiente em termos de área alagada por potência foi 
(A) Tucuruí. 
(B) Furnas. 
(C) Itaipu. 
(D) Ilha Solteira. 
(E) Sobradinho.

Enem 1999 - Questão 44 - Um agricultor adquiriu alguns alqueires de terra para cultivar e residir no local. O desenho abaixo representa parte de suas terras.
Pensando em construir sua moradia no lado I do rio e plantar no lado II, o agricultor consultou seus vizinhos e escutou as frases abaixo. Assinale a frase do vizinho que deu a sugestão mais correta. 
(A) “O terreno só se presta ao plantio, revolvendo o solo com arado.” 
(B) “Não plante neste local, porque é impossível evitar a erosão”. 
(C) “Pode ser utilizado, desde que se plante em curvas de nível”. 
(D) “Você perderá sua plantação, quando as chuvas provocarem inundação”. 
(E) “Plante forragem para pasto”.

Enem 1999 - Questão 46 - Um dos maiores problemas da atualidade é o aumento desenfreado do desemprego. O texto abaixo destaca esta situação. 

O desemprego é hoje um fenômeno que atinge e preocupa o mundo todo. (...) A onda de desemprego recente não é conjuntural, ou seja, provocada por crises localizadas e temporárias. Está associada a mudanças estruturais na economia, daí o nome de desemprego estrutural. O desemprego manifesta-se hoje na maioria das economias, incluindo a dos países ricos. A OIT estima em 1 bilhão – um terço da força de trabalho mundial – o número de desempregados em todo o mundo em 1998. Desse total, 150 milhões encontram-se abertamente desempregados e entre 750 e 900 milhões estão subempregados. 
([CD-ROM] Almanaque Abril 1999. São Paulo: Abril.) 

Pode-se compreender o desemprego estrutural em termos da internacionalização da economia associada 
(A) a uma economia desaquecida que provoca ondas gigantescas de desemprego, gerando revoltas e crises institucionais. 
(B) ao setor de serviços que se expande provocando ondas de desemprego no setor industrial, atraindo essa mão-de-obra para este novo setor. 
(C) ao setor industrial que passa a produzir menos, buscando enxugar custos provocando, com isso, demissões em larga escala. 
(D) a novas formas de gerenciamento de produção e novas tecnologias que são inseridas no processo produtivo, eliminando empregos que não voltam. 
(E) ao emprego informal que cresce, já que uma parcela da população não tem condições de regularizar o seu comércio.

Enem 1999 - Questão 49 - A Revolução Industrial ocorrida no final do século XVIII transformou as relações do homem com o trabalho. As máquinas mudaram as formas de trabalhar, e as fábricas concentraram-se em regiões próximas às matérias-primas e grandes portos, originando vastas concentrações humanas. Muitos dos operários vinham da área rural e cumpriam jornadas de trabalho de 12 a 14 horas, na maioria das vezes em condições adversas. A legislação trabalhista surgiu muito lentamente ao longo do século XIX e a diminuição da jornada de trabalho para oito horas diárias concretizou-se no início do século XX. Pode-se afirmar que as conquistas no início deste século, decorrentes da legislação trabalhista, estão relacionadas com 
(A) a expansão do capitalismo e a consolidação dos regimes monárquicos constitucionais. 
(B) a expressiva diminuição da oferta de mão-de-obra, devido à demanda por trabalhadores especializados. 
(C) a capacidade de mobilização dos trabalhadores em defesa dos seus interesses. 
(D) o crescimento do Estado ao mesmo tempo que diminuía a representação operária nos parlamentos. 
(E) a vitória dos partidos comunistas nas eleições das principais capitais europeias.

Enem 1999 - Questão 52 - O número de indivíduos de certa população é representado pelo gráfico abaixo.
Em 1975, a população tinha um tamanho aproximadamente igual ao de: 
(A) 1960 
(B) 1963 
(C) 1967 
(D) 1970 
(E) 1980

Enem 1999 - Questão 53 - Viam-se de cima as casas acavaladas umas pelas outras, formando ruas, contornando praças. As chaminés principiavam a fumar; deslizavam as carrocinhas multicores dos padeiros; as vacas de leite caminhavam com o seu passo vagaroso, parando à porta dos fregueses, tilintando o chocalho; os quiosques vendiam café a homens de jaqueta e chapéu desabado; cruzavam-se na rua os libertinos retardios com os operários que se levantavam para a obrigação; ouvia-se o ruído estalado dos carros de água, o rodar monótono dos bondes. 
(AZEVEDO, Aluísio de. Casa de Pensão. São Paulo: Martins, 1973) 
O trecho, retirado de romance escrito em 1884, descreve o cotidiano de uma cidade, no seguinte contexto: 
(A) a convivência entre elementos de uma economia agrária e os de uma economia industrial indicam o início da industrialização no Brasil, no século XIX. 
(B) desde o século XVIII, a principal atividade da economia brasileira era industrial, como se observa no cotidiano descrito. 
(C) apesar de a industrialização ter-se iniciado no século XIX, ela continuou a ser uma atividade pouco desenvolvida no Brasil. 
(D) apesar da industrialização, muitos operários levantavam cedo, porque iam diariamente para o campo desenvolver atividades rurais. 
(E) a vida urbana, caracterizada pelo cotidiano apresentado no texto, ignora a industrialização existente na época.

Enem 1999 - Questão 54 - Apesar da riqueza das florestas tropicais, elas estão geralmente baseadas em solos inférteis e improdutivos. Grande parte dos nutrientes é armazenada nas folhas que caem sobre o solo, não no solo propriamente dito. Quando esse ambiente é intensamente modificado pelo ser humano, a vegetação desaparece, o ciclo dos nutrientes é alterado e a terra se torna rapidamente infértil. 
(CORSON, Walter H. Manual Global de Ecologia,1993) 

No texto acima, pode parecer uma contradição a existência de florestas tropicais exuberantes sobre solos pobres. No entanto, este fato é explicado pela 
(A) profundidade do solo, pois, embora pobre, sua espessura garante a disponibilidade de nutrientes para a sustentação dos vegetais da região. 
(B) boa iluminação das regiões tropicais, uma vez que a duração regular do dia e da noite garante os ciclos dos nutrientes nas folhas dos vegetais da região. 
(C) existência de grande diversidade animal, com número expressivo de populações que, com seus dejetos, fertilizam o solo. 
(D) capacidade de produção abundante de oxigênio pelas plantas das florestas tropicais, consideradas os “pulmões” do mundo. 
(E) rápida reciclagem dos nutrientes, potencializada pelo calor e umidade das florestas tropicais, o que favorece a vida dos decompositores.

Enem 1999 - Questão 55 - Com o uso intensivo do computador como ferramenta de escritório, previu-se o declínio acentuado do uso de papel para escrita. No entanto, essa previsão não se confirmou, e o consumo de papel ainda é muito grande. O papel é produzido a partir de material vegetal e, por conta disso, enormes extensões de florestas já foram extintas, uma parte sendo substituída por reflorestamentos homogêneos de uma só espécie (no Brasil, principalmente eucalipto). 

Para evitar que novas áreas de florestas nativas, principalmente as tropicais, sejam destruídas para suprir a produção crescente de papel, foram propostas as seguintes ações: 
I. Aumentar a reciclagem de papel, através da coleta seletiva e processamento em usinas. 
II. Reduzir as tarifas de importação de papel. 
III. Diminuir os impostos para produtos que usem papel reciclado. Para um meio ambiente global mais saudável, apenas 
(A) a proposta I é adequada. 
(B) a proposta II é adequada. 
(C) a proposta III é adequada. 
(D) as propostas I e II são adequadas. 
(E) as propostas I e III são adequadas.

Enem 1999 - Questão 57 - Em nosso planeta a quantidade de água está estimada em 1,36 ´ 106 trilhões de toneladas. Desse total, calcula-se que cerca de 95% são de água salgada e dos 5% restantes, quase a metade está retida nos pólos e geleiras. O uso de água do mar para obtenção de água potável ainda não é realidade em larga escala. Isso porque, entre outras razões, 
(A) o custo dos processos tecnológicos de dessalinização é muito alto. 
(B) não se sabe como separar adequadamente os sais nela dissolvidos. 
(C) comprometeria muito a vida aquática dos oceanos. 
(D) a água do mar possui materiais irremovíveis. 
(E) a água salgada do mar tem temperatura de ebulição alta.

Enem 1999 - Questão 58 - Segundo o poeta Carlos Drummond de Andrade, a "água é um projeto de viver". Nada mais correto, se levarmos em conta que toda água com que convivemos carrega, além do puro e simples H2O, muitas outras substâncias nela dissolvidas ou em suspensão. Assim, o ciclo da água, além da própria água, também promove o transporte e a redistribuição de um grande conjunto de substâncias relacionadas à dinâmica da vida. No ciclo da água, a evaporação é um processo muito especial, já que apenas moléculas de H2O passam para o estado gasoso. Desse ponto de vista, uma das conseqüências da evaporação pode ser 
(A) a formação da chuva ácida, em regiões poluídas, a partir de quantidades muito pequenas de substâncias ácidas evaporadas juntamente com a água. 
(B) a perda de sais minerais, no solo, que são evaporados juntamente com a água. 
(C) o aumento, nos campos irrigados, da concentração de sais minerais na água presente no solo. 
(D) a perda, nas plantas, de substâncias indispensáveis à manutenção da vida vegetal, por meio da respiração. 
(E) a diminuição, nos oceanos, da salinidade das camadas de água mais próximas da superfície.

Enem 1999 - Questão 60 - Os 45 anos que vão do lançamento das bombas atômicas até o fim da União Soviética, não foram um período homogêneo único na história do mundo. (...) dividem-se em duas metades, tendo como divisor de águas o início da década de 70. Apesar disso, a história deste período foi reunida sob um padrão único pela situação internacional peculiar que o dominou até a queda da URSS. 
(HOBSBAWM, Eric J. Era dos Extremos. São Paulo: Cia das Letras,1996) 

O período citado no texto e conhecido por “Guerra Fria” pode ser definido como aquele momento histórico em que houve 
(A) corrida armamentista entre as potências imperialistas europeias ocasionando a Primeira Guerra Mundial. 
(B) domínio dos países socialistas do Sul do globo pelos países capitalistas do Norte. 
(C) choque ideológico entre a Alemanha Nazista / União Soviética Stalinista, durante os anos 30. 
(D) disputa pela supremacia da economia mundial entre o Ocidente e as potências orientais, como a China e o Japão. 
(E) constante confronto das duas superpotências que emergiram da Segunda Guerra Mundial.

GABARITO
03 - E
04 - D
05 - B
13 - A
22 - A
23 - B
26 - B
27 - D
31 - D
34 - D
36 - E
37 - A
40 - C
41 - E
44 - C
46 - D
49 - C
52 - B
53 - A
54 - E
55 - E
57 - A
58 - C
60 - E

Nenhum comentário: