quinta-feira, 29 de março de 2018

Questões de História - PISM III / UFJF 2018 - com Gabarito Oficial

Questão 01 - PISM III / UFJF 2018 - Leia a notícia abaixo, publicada na revista Carta Capital da segunda semana de julho de 2017, e que faz referência ao recente reconhecimento pela UNESCO do Cais do Valongo, localizado no Rio de Janeiro, como Patrimônio Mundial da Humanidade:

"A partir de 1774, o desembarque de escravos no Rio de Janeiro foi integralmente concentrado na região da Praia do Valongo, onde estava instalado também o mercado de escravos, um hospital para os que chegavam doentes e o Cemitério dos Pretos Novos, para onde iam os que não resistiam às cruéis condições da travessia. O local só foi desativado como porto de desembarque de escravos em 1831, quando o tráfico transatlântico foi proibido por pressão da Inglaterra – determinação solenemente ignorada no país, onde recebeu a alcunha irônica de "lei para inglês ver". O desembarque de escravos continuou ocorrendo, ainda que de forma dissimulada, em geral durante a noite. Doze anos depois, em 1843, o antigo cais foi aterrado e reconstruído para receber a princesa Tereza Cristina, mulher do imperador Dom Pedro 2º, ganhando o novo nome de Cais da Imperatriz. Em 1911, com as reformas urbanísticas da cidade comandadas pelo então prefeito Pereira Passos, o Cais da Imperatriz foi aterrado. Embora a sua localização estivesse demarcada por uma placa e um obelisco, foi somente durante as escavações realizadas em 2011, por ocasião das obras do Porto Maravilha, que os antigos resquícios do Cais da Imperatriz e do Valongo foram redescobertos." 
Revista Carta Capital. Cais do Valongo, símbolo de um crime contra a humanidade. 12 de julho de 2017. Disponível em https://goo.gl/HccqGj 
Partindo da leitura dessa recente notícia podemos AFIRMAR que:
a) O Porto Maravilha, construído para as Olimpíadas do Rio de Janeiro de 2016, representou um marco na ação de reparação histórica da escravidão brasileira na medida em que as obras públicas puseram fim aos problemas urbanos vivenciados pela população afrodescendente.
b) As reformas urbanas que modelaram a cidade do Rio de Janeiro ao longo dos séculos XIX e XX apagaram e silenciaram a memória da escravidão no Brasil, razão pela qual o tema ressurge com importante efeito simbólico após o reconhecimento da UNESCO.
c) Sob o ponto de vista geográfico, o Cais do Valongo representou, ao longo de séculos, um espaço que serviu para evidenciar o caráter democrático e inclusivo da sociedade brasileira desde a época colonial.
d) A chegada da Princesa Teresa Cristina, vinda de Portugal com o objetivo de casar-se com o Imperador, representou um evento que produziu uma grande modernização na sociedade e a decretação do fim da escravidão, considerada como uma prática retrógada pela elite do Império.
e) A Revista Carta Capital nomeia sua matéria como “Símbolo de um crime contra a humanidade” porque, do Espaço do Cais do Valongo eram embarcados presos políticos comunistas a serem enviados para a Europa.

Questão 02 - PISM III / UFJF 2018 - A imagem abaixo corresponde à entrada do Museu do Apartheid, localizado em Johanesburgo, na África do Sul. Esta entrada é dividida em duas portas. Sobre uma das portas, se lê a placa “Brancos”, enquanto que sobre a outra se lê a placa “Não brancos”.

Sobre o Apartheid, implantado oficialmente na África do Sul em 1948, é CORRETO afirmar que:
a) apesar de algumas restrições, o Apartheid manteve em funcionamento um sistema democrático aberto para toda a população.
b) como decorrência das derrotas das forças de oposição ao regime, o Apartheid permanece até os dias atuais como política oficial do governo sul-africano.
c) pelo fato de o Apartheid ter deixado marcas profundas na sociedade sul-africana, diversos setores buscaram constituir formas de rememorar aquele período.
d) se conformou como um regime político que contribuiu para a aproximação entre os europeus e os sul-africanos, possibilitando a convivência pacífica em locais públicos e privados.
e) se configurou como uma exceção no século XX, permanecendo como o único regime político de segregação racial existente entre os países ocidentais.

Questão 03 - PISM III / UFJF 2018 -  Leia os trechos abaixo e, em seguida, marque a alternativa CORRETA em relação à ditadura militar (1964-1985): “Em 1 de julho de 1969 foi criada, em São Paulo, a Operação Bandeirantes (Oban), financiada por multinacionais como o Grupo Ultra, Ford e General Motors. A cerimônia de criação da Oban contou com a presença das principais autoridades políticas do estado de São Paulo, (...), além de figuras proeminentes na elite econômica paulista, oriundas dos meios empresarial e financeiro” 
(Relatório da Comissão Nacional da Verdade, p.127, Disponível em: http://www.cnv.gov.br). 

“Com o conhecimento de sua direção, a Volkswagen entregou para a polícia durante o regime militar nomes de seus funcionários, enquanto seus próprios seguranças agiam como espiões dentro da empresa. Essas são algumas das conclusões preliminares que o historiador contratado pela empresa alemã, Christopher Kopper, faz sobre o passado da companhia no Brasil”. 
Fonte: https://goo.gl/exAUUK

a) a elite econômica durante a ditadura contribuiu com a expansão do chamado “perigo vermelho”, possibilitando a difusão do comunismo no interior das empresas.
b) como decorrência do caráter nacionalista do regime militar inaugurado em 1964, as empresas estrangeiras se recusaram a dar qualquer tipo de suporte à ditadura brasileira.
c) pelo fato de o Congresso Nacional ter permanecido fechado durante os vinte um anos de duração da ditadura, os políticos estiveram afastados das ações repressivas do regime militar.
d) o baixo crescimento econômico durante todo o período da ditadura militar criou tensões e disputas entre o empresariado brasileiro e os governos que se sucederam na condução do regime.
e) o regime militar iniciado em 1964 contou com o apoio de diversos segmentos da sociedade, dentre os quais setores do empresariado que deram suporte financeiro e logístico à ditadura.

Questão 04 - PISM III / UFJF 2018 -  No dia 20 de março de 2016, o Presidente norte-americano Barack Obama chegou a Cuba para o que seria a primeira visita oficial de um presidente americano à ilha nas últimas oito décadas. 
Sobre este tema, assinale a alternativa CORRETA.
a) Diante dos embargos impostos a Cuba, os EUA vendiam petróleo por um alto preço e compravam o açúcar cubano por um valor muito abaixo do mercado.
b) Donald Trump, atual presidente norte-americano, deu continuidade ao processo de aproximar os dois países, facilitando o trânsito de pessoas entre os EUA e Cuba.
c) No contexto da Revolução Cubana, Fidel Castro tentou invadir os territórios norte-americanos, especialmente o sul da Flórida, na chamada Baía dos Porcos.
d) Obama tentava uma reaproximação com Cuba, o que poderia levar ao fim do embargo econômico e garantir o retorno das relações comerciais entre os países.
e) Quando Cuba voltou a ser um destino turístico, descobriu-se que a ilha manteve suas indústrias de tecnologia de ponta, com produtos que hoje podem concorrer no mercado internacional.

Questão 04 - PISM III / UFJF 2018 - Leia os textos abaixo: 
CENÁRIO 1 
“No início do século 20, o delegado Francisco Cardoso se vangloriava de ser o maior inimigo dos "vagabundos" do bairro carioca do Estácio, berço do moderno samba urbano. (...) Entre as vítimas do delegado Cardoso, contava-se bom número de bambas do Estácio. Negros, em sua maioria. Os arquivos policiais do princípio do século passado, hoje sob a guarda do Arquivo Nacional, estão atulhados de inquéritos assinados por delegados e juízes que olhavam para os primeiros sambistas – pretos e miseráveis – como criminosos em potencial” (Neto, Lira. Folha de São Paulo, 06-08-2017). 
Fonte: https://goo.gl/R5rFuF 

CENÁRIO 2 
A Sugestão Legislativa 17/2017 está sendo analisada na Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa do Senado Federal, sob relatoria do senador Romário (PSB-RJ). Originada de uma Ideia Legislativa sugerida pelo empresário Marcelo Alonso no portal E-cidadania, a sugestão chama o movimento musical de "crime de saúde pública" e "falsa cultura" e pede a proibição dos chamados bailes de "pancadões" por considerar um "recrutamento organizado nas redes sociais para atender criminosos, estupradores e pedófilos à prática de crime contra a criança e o adolescente". A ideia recebeu o apoio de 21.983 pessoas e agora segue em trâmite na CDH. 
Fonte: https://goo.gl/9NxFEh 
Comparando-se os contextos históricos acima, assinale a alternativa CORRETA:
a) Em ambos os contextos a presença da cultura negra possibilitou que seus representantes tivessem grande visibilidade e que as críticas produzidas por eles conquistassem o respeito da opinião pública, no momento em que eram criadas.
b) A tentativa de proibição do funk pode ser considerada uma reedição de preconceitos vivenciados no passado com outras manifestações artísticas, tais como o samba, o maxixe, o maracatu, o jongo e o lundu, que foram rejeitados pela sociedade escravocrata e pós-escravocrata da virada do século XIX para o século XX.
c) Tendo em vista que o funk e o samba expressam a realidade das classes mais favorecidas, sua criminalização é importante para a garantia de uma cultura nacional pura e original.
d) Categorizar o funk como "crime de saúde pública" e "falsa cultura" ajuda a disseminar uma visão de mundo valorizadora da tolerância e da convivência democrática.
e) A difusão da indústria cultural nascente no Rio de Janeiro, uma cidade de pouca mestiçagem, favoreceu a expansão de ritmos europeus como o funk e o samba em meados da década de 1950, em oposição a outros ritmos considerados mais brasileiros.

GABARITO
01 - B
02 - C
03 - E
04 - D
05 - B

Nenhum comentário: