sexta-feira, 16 de março de 2018

Enem 2016 - Questões relacionadas à Sociologia - com Gabarito

Enem 2016 - Questão 20 - TEXTO I
Tradução: “As mulheres do futuro farão da Lua um lugar mais limpo para se viver'”. 
Disponível em: www.propagandashistoricas.com.br. 
Acesso em: 16 out. 2015. 
TEXTO II 
Metade da nova equipe da Nasa é composta por mulheres Até hoje, cerca de 350 astronautas americanos já estiveram no espaço, enquanto as mulheres não chegam a ser um terço desse número. Após o anúncio da turma composta 50% por mulheres, alguns internautas escreveram comentários machistas e desrespeitosos sobre a escolha nas redes sociais. 
Disponível em: https://catracalivre.com.br. 
Acesso em: 10 mar. 2016. 

A comparação entre o anúncio publicitário de 1968 e a repercussão da notícia de 2016 mostra a 
a) elitização da carreira científica.

Enem 2016 - Questão 25 - Não estou mais pensando como costumava pensar. Percebo isso de modo mais acentuado quando estou lendo. Mergulhar num livro, ou num longo artigo, costumava ser fácil. Isso raramente ocorre atualmente. Agora minha atenção começa a divagar depois de duas ou três páginas. Creio que sei o que está acontecendo. Por mais de uma década venho passando mais tempo on-line, procurando e surfando e algumas vezes acrescentando informação à grande biblioteca da internet. A internet tem sido uma dádiva para um escritor como eu. Pesquisas que antes exigiam dias de procura em jornais ou na biblioteca agora podem ser feitas em minutos. Como disse o teórico da comunicação Marshall McLuhan nos anos 60, a mídia não é apenas um canal passivo para o tráfego de informação. Ela fornece a matéria, mas também molda o processo de pensamento. E o que a net parece fazer é pulverizar minha capacidade de concentração e contemplação. 
CARR. N. Is Google making us stupid? Disponível em: www.theatlantic.com. Acesso em: 17 fev. 2013 (adaptado). 

Em relação à internet, a perspectiva defendida pelo autor ressalta um paradoxo que se caracteriza por 
a) associar uma experiência superficial à abundância de informações. 
b) condicionar uma capacidade individual à desorganização da rede. 
c) agregar uma tendência contemporânea à aceleração do tempo. 
d) aproximar uma mídia inovadora à passividade da recepção. 
e) equiparar uma ferramenta digital à tecnologia analógica.

Enem 2016 - Questão 28 - A sociologia ainda não ultrapassou a era das construções e das sínteses filosóficas. Em vez de assumir a tarefa de lançar luz sobre uma parcela restrita do campo social, ela prefere buscar as brilhantes generalidades em que todas as questões são levantadas sem que nenhuma seja expressamente tratada. Não é com exames sumários e por meio de intuições rápidas que se pode chegar a descobrir as leis de uma realidade tão complexa. Sobretudo, generalizações às vezes tão amplas e tão apressadas não são suscetíveis de nenhum tipo de prova. 
DURKHEIM, E. O suicídio:estudo de sociologia. São Paulo: Martins Fontes, 2000. 

O texto expressa o esforço de Émile Durkheim em construir uma sociologia com base na 
a) vinculação com a filosofia como saber unificado. 
b) reunião de percepções intuitivas para demonstração. 
c) formulação de hipóteses subjetivas sobre a vida social. 
d) adesão aos padrões de investigação típicos das ciências naturais. 
e) incorporação de um conhecimento alimentado pelo engajamento político.

Enem 2016 - Questão 37 - A democracia deliberativa afirma que as partes do conflito político devem deliberar entre si e, por meio de argumentação razoável, tentar chegar a um acordo sobre as políticas que seja satisfatório para todos. A democracia ativista desconfia das exortações à deliberação por acreditar que, no mundo real da política, onde as desigualdades estruturais influenciam procedimentos e resultados, processos democráticos que parecem cumprir as normas de deliberação geralmente tendem a beneficiar os agentes mais poderosos. Ela recomenda, portanto, que aqueles que se preocupam com a promoção de mais justiça devem realizar principalmente a atividade de oposição crítica, em vez de tentar chegar a um acordo com quem sustenta estruturas de poder existentes ou delas se beneficia. 
YOUNG. I. M. Desafios ativistas à democracia deliberativa. Revista Brasileira de Ciência Política. n. 13. jan.-abr. 2014. 

As concepções de democracia deliberativa e de democracia ativista apresentadas no texto tratam como imprescindíveis, respectivamente, 
a) a decisão da maioria e a uniformização de direitos. 
b) a organização de eleições e o movimento anarquista. 
c) a obtenção do consenso e a mobilização das minorias. 
d) a fragmentação da participação e a desobediência civil. 
e) a imposição de resistência e o monitoramento da liberdade.

Enem 2016 - Questão 44
A memória recuperada pela autora apresenta a relação entre 
a) conflito trabalhista e engajamento sindical. 
b) organização familiar e proteção à infância. 
c) centralização econômica e pregação religiosa. 
d) estrutura educacional e desigualdade de renda. 
e) transformação política e modificação de costumes.

GABARITO
20 - D
A manutenção dos estereótipos de gênero pode ser constatada no texto I associando a transformação da Lua em um lugar mais limpo a uma atividade feminina; no contexto mais recente, ocorre a reação de internautas – de forma desrespeitosa – ao aumento da participação das mulheres na equipe da NASA.

25 - A
O desenvolvimento da internet vem provocando grande revolução no modo de obtenção de informações. Agilidade é fundamental nesse processo, marcado também por superficialidade e volatilidade. Daí o paradoxo mencionado na questão: informações facilmente obtidas, porém de forma superficial.

28 - D
Durkheim foi um sociólogo que desenvolveu sua obra sob forte influência do positivismo: essa influência marcou sua preferência pelos métodos indutivos, em geral utilizados pelas ciências naturais, e pela descoberta de leis explicativas do funcionamento da sociedade.

37 - C
A democracia deliberativa busca a construção do consenso, enquanto a democracia ativista pretende a oposição crítica, mesmo confrontando os interesses dos agentes mais poderosos.

44 - E
A história em quadrinhos retratada fala da revolução iraniana de 1979, na qual ocorre a saída de um governo sunita governado pelo xá Reza Pahlevi e assume o governo o clérigo xiita aiatolá Khomeini, resultando na transformação política do país e na modificação de seus costumes.

Nenhum comentário: