sexta-feira, 30 de março de 2018

Prova de História com gabarito - Vestibular 2004 - UFMG - 1ª Etapa

Questão 01 - UFMG 2004 - Leia estes trechos em que se trata das relações de trabalho nas colônias espanholas da América: 
I. As aldeias eram distribuídas entre os conquistadores, “que passavam a explorar-lhes o sobretrabalho sem, contudo, escravizar os índios. [...] podiam exigir tributos em gêneros [...] ou prestações de trabalho ...” Os colonizadores deveriam, em contrapartida, defender as aldeias e evangelizar os índios. 
II. “Cada comunidade deveria fornecer, periodicamente, uma quantidade de trabalhadores para as atividades coloniais [principalmente nas minas]. [...] Pelo trabalho [...], os índios deveriam receber um salário, parte do qual obrigatoriamente em moeda (ou metal), a fim de que pudessem pagar o tributo régio.” 
III. “Na hacienda praticou-se, largamente, o sistema de endividamento de trabalhadores, a fim de retê-los na propriedade. [...] o trabalhador recebia como salário um crédito na tienda de raya (onde retirava alimentos, roupas, etc.), além de um lote mínimo de subsistência.” 

VAINFAS, Ronaldo. Economia e sociedade na América Espanhola. Rio de Janeiro: Graal, 1984. p. 61-4. 
Considerando-se as formas de exploração do trabalho indígena neles descritas, os trechos I, II e III referem-se, respectivamente, a 
A) peonaje, ejidos e plantation. 
B) ayllu, plantation e obrajes. 
C) encomienda, mita e peonaje. 
D) obrajes, ayllu e ejidos.

Questão 02 - UFMG 2004 - É CORRETO afirmar que a prática da antropofagia entre algumas tribos indígenas brasileiras se devia 
A) ao barbarismo daqueles povos, que não possuíam religião ou normas morais capazes de refrear seus instintos. 
B) à crença de que, ao devorarem os inimigos, os índios estariam incorporando suas virtudes e qualidades. 
C) à influência dos conquistadores europeus, uma vez que os índios procuravam responder à crueldade dos brancos. 
D) a uma estratégia de apavorar os adversários, que ficavam com medo de combater os antropófagos.

Questão 03 - UFMG 2004 - Durante a Revolução Inglesa, no século XVII, foi formado o Exército de Novo Tipo, liderado por Oliver Cromwell, de que participavam, além da classe mercantil, da gentry, dos pequenos proprietários camponeses e de trabalhadores urbanos, segmentos mais radicais, que defendiam reformas profundas no Estado inglês. É CORRETO afirmar que esses segmentos eram constituídos 
A) pelos tories, que visavam ao fechamento do Parlamento e à instituição de um governo popular, e pelos whigs, defensores da abolição da propriedade privada. 
B) pelos levellers, que reivindicavam a democratização, a extensão do sufrágio e uma maior igualdade perante a lei, e pelos diggers, defensores da posse comum das terras. 
C) pelos landlords, que buscavam a implantação do sufrágio universal e a extensão do voto às mulheres, e pelos warlordists, que pregavam a luta armada do povo contra o Parlamento. 
D) pelos saint-simonistas, que defendiam o fim do sistema monárquico, e pelos owenistas, defensores da abolição da Câmara dos Lordes.

Questão 04 - UFMG 2004 - Observe este mapa:
Mapa das Cortes [Mapa do Rio de Janeiro]. 
Mapoteca do Itamaraty, Rio de Janeiro.
Esse mapa serviu de base aos representantes das Coroas portuguesa e espanhola para o estabelecimento do Tratado de Madrid, assinado em 1750, que definiu os novos limites na América entre as terras pertencentes a Portugal e à Espanha. Considerando-se essa informação, é CORRETO afirmar que o Tratado de Madrid 
A) substituiu o Tratado de Tordesilhas e conferiu às possessões lusas e espanholas na América uma feição mais próxima do que tinha sido a efetiva ocupação de terras pelas duas Coroas. 
B) estabeleceu uma conformação do território brasileiro muito distante da sua aparência atual, por ter respeitado espaços previamente ocupados pelos espanhóis no Continente Americano. 
C) manteve, com poucas alterações, o que já estava estabelecido pelos tratados anteriormente negociados entre as monarquias de Portugal e da Espanha, desde a Bula Intercoetera, editada em 1493. 
D) levou Portugal a desistir da soberania sobre grande parte da Amazônia em troca do controle da bacia do Prata, área estratégica para o domínio do interior do Brasil após a descoberta de ouro.

Questão 05 - UFMG 2004 - Em relação à política de abastecimento das autoridades metropolitanas para a Capitania de Minas Gerais, os fatores econômicos foram menos determinantes que os políticos. Essa afirmação justifica-se porque tais autoridades 
A) se encarregavam de estocar os alimentos e de reparti-los entre todos os moradores da região, evitando a ação dos atravessadores. 
B) adotavam medidas para evitar a escassez de produtos, especialmente a carne, buscando impedir motins e tumultos na região. 
C) concentravam as sesmarias nas mãos de indivíduos com grandes plantéis de escravos, tendo em vista a expansão da monocultura. 
D) distribuíam as datas visando ao aumento da safra anual de grãos, que atenderia às demandas da população.

Questão 06 - UFMG 2004 - Leia este texto: Antes, Napoleão havia levado o Grande Exército à conquista da Europa. Se nada sobrou do império continental que ele sonhou fundar, todavia ele aniquilou o Antigo Regime, por toda parte onde encontrou tempo para fazê-lo; por isso também, seu reinado prolongou a Revolução, e ele foi o soldado desta, como seus inimigos jamais cessaram de proclamar. 
LEFEBVRE, Georges. A Revolução Francesa. São Paulo: IBRASA, 1966. p. 573. 

Tendo-se em vista a expansão dos ideais revolucionários proporcionada pelas guerras conduzidas por Bonaparte, é CORRETO afirmar que 
A) os governos sob influência de Napoleão investiram no fortalecimento das corporações de ofício e dos monopólios. 
B) as transformações provocadas pelas conquistas napoleônicas implicaram o fortalecimento das formas de trabalho compulsório. 
C) Napoleão, em todas as regiões conquistadas, derrubou o sistema monárquico e implantou repúblicas. 
D) o domínio napoleônico levou a uma redefinição do mapa europeu, pois fundiu pequenos territórios, antes autônomos, e criou, assim, Estados maiores.

Questão 07 - UFMG 2004 - Leia este texto: Sigamos os passos da política centralizadora e veremos que é a centralização das luzes o seu complemento. A interpretação do ato adicional roubou às províncias o melhor do seu poder, reconcentrando na corte a maior parte das atribuições das assembléias. As reformas judiciárias avocaram para o mesmo centro a nomeação de quase todos os empregos judiciais. As províncias se acham pois já esgotadas de seus recursos; porque até se lhes tirou a administração da maior parte de seus rendimentos. Suas forças físicas, o recrutamento as tem extenuado. Que faltava pois tirar-lhes? A Instrução, o único apoio que lhes resta. 
O Athleta, 16 set. 1843. 
A partir das idéias contidas nesse trecho e considerando-se o contexto histórico do Brasil Imperial, é CORRETO afirmar que 
A) o restauracionismo, que congregava as classes médias urbanas, foi, durante esse período, um dos mais severos críticos do processo de centralização imposto pelo Imperador. 
B) a centralização do poder foi um dos instrumentos utilizados pela Monarquia no sentido de tentar coibir os conflitos que haviam eclodido na primeira metade do século XIX. 
C) o constitucionalismo das elites rurais advogava o fim da anarquia inicialmente vigente nas províncias, o que se faria a partir do controle das novas instituições educacionais. 
D) o corporativismo influenciou diversas instituições na primeira metade do século XIX – como o Exército e a Escola, ambos em processo de progressiva profissionalização.

Questão 08 - UFMG 2004 - Entre, aproximadamente, 1880 e 1914, ocorreu a “corrida para a África”, ou seja, uma aceleração no processo de conquista desse Continente por parte das potências europeias. Nesse curto período – cerca de três décadas –, o Continente Africano foi quase inteiramente retalhado por alguns Estados europeus, que disputavam a primazia na formação de impérios coloniais. Considerando-se a conquista imperialista e a subseqüente colonização da África, é CORRETO afirmar que 
A) os missionários religiosos e cientistas que atuavam nesse Continente denunciaram as ações praticadas pelos conquistadores, tentando deter a colonização. 
B) a instalação efetiva de colonos europeus se deu em maior proporção nas atuais regiões da África do Sul e Argélia. 
C) os Estados dominantes reservaram para si as conquistas, impedindo a participação das potências europeias de menor expressão na divisão das terras. 
D) os europeus encontraram facilidade para estabelecer o domínio militar, dada a ausência de instituições políticas e de líderes locais capazes de organizar a resistência.

Questão 09 - UFMG 2004 - Um dos episódios mais marcantes na história das revoluções brasileiras deu-se com a Coluna Prestes, que, entre 1924 e 1927, percorreu milhares de quilômetros do interior brasileiro na tentativa de manter acesa a luta por seus ideais. Como solução para os problemas brasileiros, os líderes da Coluna Prestes defendiam 
A) o estabelecimento de uma ditadura militar, que alinhasse o País às experiências inovadoras do fascismo europeu. 
B) a destruição do sistema oligárquico, acompanhada da reformulação dos costumes e práticas políticas vigentes. 
C) a distribuição das terras dos latifúndios entre os camponeses, que seriam mobilizados para lutar nas fileiras da própria Coluna. 
D) a realização de uma revolução comunista, seguida da estatização das propriedades e da implantação do socialismo.

Questão 10 - UFMG 2004 - Leia este trecho: 
O meu pai era paulista 
Meu avô, pernambucano 
O meu bisavô, mineiro 
Meu tataravô, baiano 
Meu maestro soberano 
Foi Antônio brasileiro. 
Chico Buarque. Paratodos, 1993. 
Nesse trecho de canção, o autor procura traçar os caminhos percorridos por seus antepassados, para, com isso, sintetizar as várias facetas da identidade brasileira. As regiões referidas no trecho também permitem percorrer, na história do Brasil, uma trilha de sedição, porque, 
A) no período que antecedeu a Revolução de 30, esses Estados se insurgiram contra a Política dos Governadores, que manipulava as eleições presidenciais. 
B) às vésperas do Golpe de 64, as tropas aquarteladas nesses Estados apoiaram as reformas de base do Governo Goulart contra seus comandantes. 
C) durante o período colonial, essas Capitanias foram convulsionadas por movimentos de oposição, que atentavam contra a ordem metropolitana. 
D) na década seguinte ao golpe da maioridade, essas províncias assistiram a movimentos que protestavam contra a política centralizadora do II Reinado.

Questão 11 - UFMG 2004 - Os acordos de Bretton-Woods, firmados na década de 40 do século XX, relacionam-se 
A) aos arranjos econômicos para se viabilizar uma nova ordem na economia mundial no imediato pós-guerra. 
B) à criação de condições para a realização de uma conferência internacional a fim de se negociar o término da II Guerra. 
C) às tentativas de se reerguer a economia da Europa Ocidental por meio de empréstimos de capitais norte-americanos. 
D) aos acordos para estabelecimento de um pacto militar entre os países vitoriosos, visando-se a garantir uma paz duradoura.

Questão 12 - UFMG 2004 - O Cinema Novo e o movimento de renovação teatral liderado pelo Teatro de Arena e pelo Grupo Oficina foram expressões artísticas, com objetivos e características comuns, afinadas com o contexto brasileiro das décadas de 50 e 60 do século passado. Entre as características desses movimentos culturais, NÃO se inclui a 
A) vinculação a grandes estúdios cinematográficos e a companhias teatrais já estabelecidas. 
B) concepção da obra de arte como meio de conscientização política, influenciada por tendências de esquerda. 
C) crítica à realidade brasileira, aos seus problemas e contradições, com forte conteúdo social. 
D) realização de produções de custos reduzidos, caracterizadas pelo uso de novas linguagens e inovações cênicas.

Questão 13 - UFMG 2004 - Leia este trecho: Muito importantes são os atos de sabotagem. É preciso distinguir claramente a sabotagem, medida revolucionária de guerra altamente eficaz, e o terrorismo, em geral, medida bastante ineficiente [...]. O terrorismo pode ser considerado como meio valioso quando utilizado para justiçar algum destacado dirigente das forças opressoras, conhecido por sua crueldade e que por sua eficiência na repressão e por uma série de qualidades contra-revolucionárias tornam útil a sua supressão. Mas, nunca é aconselhável a morte de pessoas de pouca importância que tem como conseqüência um transbordamento da repressão com inúmeros assassinatos. 
“CHE” GUEVARA, Ernesto. A guerra de guerrilhas. Rio de Janeiro: Edições Futuro, 1961. p. 32. 
A partir dos argumentos apresentados nesse trecho, é CORRETO afirmar que o autor 
A) vê no terrorismo uma forma de luta aceitável, mas arriscada, que deve ser usada com cuidado e apenas em casos excepcionais. 
B) considera a violência positiva, além de inerente ao processo de mudança social, tendo-se em vista a erradicação de inimigos. 
C) defende a não-utilização, pelos guerrilheiros, de técnicas terroristas, que considera incompatíveis com os compromissos humanistas da revolução. 
D) encara a sabotagem como principal tática de ação das guerrilhas, considerando-a suficiente para a vitória militar dos rebeldes.

Questão 14 - UFMG 2004 - Considerando-se o chamado “Consenso de Washington”, programa proposto na década de 80 do século XX para a recuperação da economia latino-americana, é CORRETO afirmar que ele defende, entre outros pontos, a 
A) regulação do mercado de trabalho como forma de levar as classes trabalhadoras a apoiar uma política de estabilização monetária. 
B) adoção do processo de substituição de importações, como estratégia crucial para a entrada de tecnologia de ponta nas indústrias. 
C) implementação de indústrias estatais de transformação, necessárias para a efetiva consolidação dos parques industriais da região. 
D) redução dos salários dos trabalhadores e dos encargos sociais para garantir o aumento da competitividade econômica no mercado internacional.

Questão 15 - UFMG 2004 - Observe esta foto:
Jornal do Brasil, Rio de Janeiro, 21 jun. 2003.
Considerando-se essa imagem, é CORRETO afirmar que 
A) os principais temas da política internacional estão, hoje, ligados à formação de blocos econômicos, entre os quais a ALCA, projeto em negociação entre o Brasil e os EUA. 
B) as questões referentes aos direitos humanos deixaram de ser um foco de tensão entre o Brasil e os EUA a partir da posse do Presidente Lula, ex-perseguido político apoiado, indiretamente, por George W. Bush. 
C) as relações entre o Brasil e os EUA estiveram rompidas durante a Guerra do Iraque, mas foram retomadas a partir da desocupação deste país, o que se deu após gestões de Lula junto aos EUA. 
D) os conflitos entre a Europa e a América acabaram por reforçar a identidade americana e por agregar nações até então rivais no plano econômico, como o Brasil e os EUA.

GABARITO
01 - C
02 - B
03 - B
04 - A
05 - B
06 - D
07 - B
08 - B
09 - B
10 - C
11 - A
12 - A
13 - A
14 - D
15 - A

Nenhum comentário: