sábado, 23 de junho de 2018

Prova de História com gabarito - Vestibular 2018 - UFRR - E1

Questão 16 - UFRR 2018/E1 - O exercício da leitura e escrita entre jovens nas escolas brasileiras é um desafio diário. No Antigo Egito, a prática da leitura e escrita envolvia muitas etapas, como mostra o fragmento do texto, abaixo. “Os aprendizes da escrita, que ingressavam na escola […] por volta dos cinco anos […] deveriam aprender a escrever, a ler e a realizar pequenos cálculos. O treinamento era aplicado por professores, escribas profissionais e sacerdotes que não se encontravam a serviço do culto templário. Incentivava-se a cópia de textos […] úteis para instruí-los sobre sua conduta e o modo de vida […]. Como suporte para essas cópias os jovens estudantes empregavam lascas de calcário ou fragmentos de cerâmica […], raramente teriam como praticar a escrita em um papiro […], visto que se tratava de um material caro e de difícil confecção. Este só era destinado àqueles que possuíam a experiência e o conhecimento necessário com o pleno domínio das regras de sintaxe e da ortografia”. 
(SANTOS, M. Elias. A Formação dos escribas entre os egípcios antigos. Philía. Jornal Informativo de História Antiga. Rio de Janeiro, ano XIII, n.38, abr./maio/jun.2001). 
Sobre a escrita desenvolvida no Antigo Egito, pode-se afirmar que: 
A) As formas de escritas encontradas no Egito Antigo não puderam ser comprovadas, cientificamente, como originárias da região da África. 
B) Na pedra da Roseta havia escritos egípcios em hieróglifo, demótico e grego. Foi decifrada e traduzida pelo linguista francês Jean-François Champollion. 
C) Os hieróglifos não foram decodificados, sendo a decifração destes, um mistério para os historiadores até os dias atuais. 
D) A escrita demótica encontrada por volta do ano 700 a.C., possibilitou aos historiadores entenderem a vida do jovem Faraó Tutankhamon (Tutancâmon). 
E) A escrita hierática era utilizada somente pelos escribas mais próximos do faraó, sendo que, o conhecimento e a interpretação destes textos eram dados como mágicos pelos egípcios.

Questão 17 - UFRR 2018/E1 - O Inglês William Shakespeare (1564-1616), na obra Hamlet, expressa a concepção sobre o ser humano afirmando: “Que obra-prima, o homem! Quão nobre pela razão! Quão infinito pelas faculdades! Como é significativo e admirável na forma e nos movimentos! Nos atos, quão semelhantes aos anjos! Na apreensão como se aproxima aos deuses, adorno do mundo, modelo das criaturas!”. 
(SHAKESPEARE, William. A trágica história de Hamlet. Disponível em . Acesso em 10 ago. 2017). 
Sobre o retorno ao conhecimento da Antiguidade clássica, chamado de Renascimento, pode-se afirmar: 
A) Os artistas e intelectuais do Renascimento atribuíram à Idade Média, o momento de maior expressão e valorização cultural da Antiguidade clássica. 
B) A estagnação cultural dos gregos e romanos na Antiguidade clássica despertou nos renascentistas um desejo de modificar a arte na Península Itálica. 
C) O Renascimento é considerado um período de pouca produção artística e cultural, devido ao fato das obras de arte serem semelhantes às da Antiguidade clássica. 
D) Os humanistas no Renascimento podem ser considerados como os que buscavam valorizar, criticar e observar os seres humanos e a natureza, através da razão e do raciocínio lógico. 
E) Os renascentistas não procuravam produzir esculturas e pinturas que viessem retratar personagens bíblicos.

Questão 18 - UFRR 2018/E1 - Assinale a alternativa que corresponde às características do homem no Paleolítico: 
A) praticava a agricultura e o comércio nos pequenos núcleos urbanos. 
B) desenvolvia grandes sistemas de irrigação e drenagens, com complexas construções em formas de pirâmides. 
C) trabalhava na metalúrgica, em especial, na fabricação de armas de guerra e instrumentos agrícolas. 
D) vivia de atividades como a caça e coleta de frutos silvestres, habitando em regiões de savanas e utilizando acampamentos provisórios. 
E) abandonou a caça e a coleta, tornando-se sedentário no desenvolvimento de práticas agrícolas e do pastoreio.

GABARITO
16 - B
17 - D
18 - D

Nenhum comentário: