sexta-feira, 26 de novembro de 2021

Questão de Geografia - ENEM 2008 - O potencial brasileiro para gerar energia a partir da biomassa não se limita a uma ampliação do Pró-álcool

ENEM 2008 - O potencial brasileiro para gerar energia a partir da biomassa não se limita a uma ampliação do Pró-álcool. O país pode substituir o óleo diesel de petróleo por grande variedade de óleos vegetais e explorar a alta produtividade das florestas tropicais plantadas. Além da produção de celulose, a utilização da biomassa permite a geração de energia elétrica por meio de termelétricas a lenha, carvão vegetal ou gás de madeira, com elevado rendimento e baixo custo. 
Cerca de 30% do território brasileiro é constituído por terras impróprias para a agricultura, mas aptas à exploração florestal. A utilização de metade dessa área, ou seja, de 120 milhões de hectares, para a formação de florestas energéticas, permitiria produção sustentada do equivalente a cerca de 5 bilhões de barris de petróleo por ano, mais que o dobro do que produz a Arábia Saudita atualmente. 
José Walter Bautista Vidal. Desafios Internacionais para o século XXI. Seminário da Comissão de Relações Exteriores e de Defesa Nacional da Câmara dos Deputados, ago./2002 (com adaptações). 
Para o Brasil, as vantagens da produção de energia a partir da biomassa incluem 
a) implantação de florestas energéticas em todas as regiões brasileiras com igual custo ambiental e econômico. 
b) substituição integral, por biodiesel, de todos os combustíveis fósseis derivados do petróleo. 
c) formação de florestas energéticas em terras impróprias para a agricultura. 
d) importação de biodiesel de países tropicais, em que a produtividade das florestas seja mais alta. 
e) regeneração das florestas nativas em biomas modificados pelo homem, como o Cerrado e a Mata Atlântica.

RESPOSTA:
Letra C.

As vantagens da produção de energia a partir da biomassa incluem, entre outros fatores, a formação de florestas energéticas em terras impróprias para a agricultura. Exemplo: plantio da palmeira do dendê e do pinho manso.

Nenhum comentário: