terça-feira, 25 de dezembro de 2018

Exercícios sobre os Refugiados - com gabarito

Questão 01 - UFRR 2016/E3 - A questão dos refugiados ganhou visibilidade na mídia nos últimos meses, notadamente porque ela bate cada vez mais às portas da Europa. No entanto, inúmeros países convivem com este drama cotidianamente há muito tempo. No mapa abaixo, a questão dos refugiados já era um problema para o conjunto de países nele representados: 
Mapa dos refugiados e deslocados no Oriente Médio (2007)
Fonte: Le Monde Diplomatique. Disponível em: http://pt.mondediplo.com/spip.php?article131.04/09/2015 
De acordo com seus conhecimentos e com a leitura do mapa acima, assinale a alternativa INCORRETA. 
A) Segundo o mapa, o Sudão produz mais refugiados que o Egito. 
B) Dentre as principais causas que geram os fluxos de refugiado nas regiões representadas no mapa, encontram-se conflitos armados. 
C) O Oriente Médio está entre as regiões do planeta de maior dispersão de refugiados e pessoas deslocadas. 
D) Tendencialmente, os fluxos de refugiados deslocam-se para áreas vizinhas às zonas de dispersão. 
E) O mapa mostra claramente os fluxos de refugiados em direção à Europa, causando toda a comoção ao redor do mundo.

Questão 02. (URCA – 2018.2) “Refugiados: o êxodo do século XXI [...]. A crise dos refugiados não é europeia, é mundial” (https://www.cartacapital.com.br/revista/871/o-exodo-do-seculo-xxi-3395.html). O Brasil, desde o ano de 2010, torna-se palco de refugiados; primeiro foram os Haitianos e agora os Venezuelanos. O gráfico a seguir apresenta a quantidade de solicitantes de reconhecimento da condição de refugiado no Brasil em 2017 e suas respectivas nacionalidades.

Fonte: Brasil/Ministério da Justiça. Refúgio em números, 3ª ed. 2017.
Em meio a essa crise, foi aprovada no congresso federal a nova Lei de Migração (Lei 13.445/2017) que entrou em vigor no Brasil em 22 de novembro de 2017, dentre seus objetivos, a Lei reconhece a migração como um fenômeno da humanidade. A nova Lei também atualizou a legislação sobre extradição de 1938 e o Estatuto do Estrangeiro de 1980. Sobre o assunto é CORRETO afirmar: 
A) Refugiados são pessoas que migram para fora do seu país de origem em situação de dramas sociais, quer sejam conflitos políticos, econômicos, étnicos, religiosos, entre outros. 
B) O Brasil tornou-se rota de refúgio por ofertar vagas de emprego e carteira assinada para os refugiados. 
C) O elevado número de Venezuelanos em busca de refúgio no Brasil revela o drama vivido no país de origem, com inflação de cerca de 800% e pelo fortalecimento da aliança política entre os dois países. 
D) A nova Lei de Migração não trata da situação de reconhecimento da condição de refugiado. 
E) No século XXI decresce o número de refugiados, por isso é tido como crise mundial e não somente europeia.

Questão 03 - UERJ 2017.1 - Os refugiados são pessoas que escaparam de conflitos armados ou perseguições. Com frequência, sua situação é tão perigosa e intolerável que devem cruzar fronteiras internacionais para buscar segurança nos países mais próximos e então se tornar um “refugiado” reconhecido internacionalmente, com acesso à assistência dos Estados, da ACNUR (Agência da ONU para Refugiados) e de outras organizações. ADRIAN EDWARDS Adaptado de acnur.org, outubro/2015.
O conceito de refugiado, apresentado no texto, está diretamente associado aos problemas políticos e econômicos que afetam diversos países na atualidade. Nos últimos anos, a região de origem que tem contribuído com o maior número de refugiados em direção a países da União Europeia é:
(A) Leste Europeu
(B) Oriente Médio
(C) Extremo Oriente
(D) Península Balcânica

Questão 04 - UFPR 2016 - Leia abaixo a definição de “refugiado”:
De acordo com a Convenção de 1951 relativa ao Estatuto dos Refugiados, são refugiados as pessoas que se encontram fora do seu país por causa de fundado temor de perseguição por motivos de raça, religião, nacionalidade, opinião política ou participação em grupos sociais, e que não possa (ou não queira) voltar para casa. Posteriormente, definições mais amplas passaram a considerar como refugiados as pessoas obrigadas a deixar seu país devido a conflitos armados, violência generalizada e violação massiva dos direitos humanos. (Agência da ONU para refugiados (ACNUR). Disponível em: .) 
Sobre eventos históricos referentes à existência de refugiados na história contemporânea, considere as seguintes afirmativas: 
1. Após a I Guerra Mundial, com a dissolução dos Impérios Otomano e Austro-Húngaro e a instauração do princípio de nacionalidade, milhões de refugiados europeus migraram dentro e fora da Europa. 
2. Desde a criação do Estado de Israel, em 1948, milhões de palestinos ganharam dupla cidadania, resolvendo sua situação de refugiados durante o mandato britânico na Palestina. 
3. O governo Vargas foi contrário à entrada de judeus no Brasil, quando muitos deles tornaram-se refugiados, migrando para fora da Europa, durante os anos 1930 e a II Guerra Mundial. 
4. Entre o final do século XIX e o início do século XX, o Brasil recebeu uma grande quantidade de refugiados italianos, espanhóis, poloneses, japoneses e alemães. 
Assinale a alternativa correta. 
a) Somente as afirmativas 1 e 3 são verdadeiras. 
b) Somente as afirmativas 1 e 4 são verdadeiras. 
c) Somente as afirmativas 1, 3 e 4 são verdadeiras. 
d) Somente as afirmativas 2, 3 e 4 são verdadeiras. 
e) As afirmativas 1, 2, 3 e 4 são verdadeiras.

Questão 05 - IDECAN - 2016 - Câmara de Aracruz - ES -  Suécia deve rejeitar pedido de asilo de até 80 mil refugiados A Suécia pretende expulsar entre 60 mil e 80 mil pessoas que em 2015 procuraram refúgio no país e que deverão ter o pedido de asilo rejeitado, anunciou o ministro do Interior, Anders Ygeman. “Estamos falando de 60 mil pessoas, mas poderão chegar às 80 mil”, calculou o ministro em declarações à imprensa sueca, explicando que o governo já sinalizou à polícia e ao gabinete de migrações para organizar a retirada das pessoas de forma gradual, com recurso a voos aéreos especiais. (Disponível em: http://agenciabrasil.ebc.com.br/internacional/noticia/2016-01/suecia-deve-rejeitar-pedido-de-asilo-de-ate-80-mil-refugiados.) O grande número de refugiados, que emergem em diversos países da Europa, tem causado uma série de polêmicas e antagonismos, entre as pessoas e entre os países. Assim como a Suécia, uma série de países europeus se negam a aceitar essa grande quantidade de refugiados, principalmente vindos da Síria. Dentre os países europeus que aceitam e têm criado políticas de recepção aos refugiados podemos apontar:
A) A França.
B) A Polônia.
C) A Hungria.
D) A Inglaterra.

Questão 06 - ENADE 2018 - Relações Internacionais - A Venezuela não sofreu uma guerra nem uma catástrofe natural, mas, em 2017, ocupou o quarto lugar na lista de países de onde sai a maior quantidade de novos pedidos de refúgio no mundo – e o primeiro, se considerada apenas a América Latina, conforme evidencia a tabela a seguir

A respeito da temática dos refugiados na política internacional, assinale a opção correta.
A) A entrada de venezuelanos no Brasil tem ocorrido pelas fronteiras amazônicas, principalmente pelo estado do Acre.
B) A Espanha é o principal destino dos refugiados venezuelanos em virtude da facilidade de naturalização oferecida aos hispano-americanos.
C) O Protocolo de Nova York, de 1967, prevê a possibilidade de refúgio devido a situação de grave e generalizada violação de direitos humanos.
D) O número de solicitações de refúgio de venezuelanos só foi superado pelo de países onde a presença de grupos extremistas, como o Estado Islâmico e o Boko Haram, explica o fluxo de refugiados.

Questão 07 - COSEAC - 2018 - Prefeitura de Maricá - RJ - Docente I - Geografia -
Em 2017, o número de pessoas deslocadas por guerras, violência e perseguições bateu um novo recorde pelo quinto ano consecutivo. Do total de indivíduos forçados a se deslocar, 25,4 milhões haviam cruzado fronteiras, tornando-se refugiados. Os números são do relatório anual Tendências Globais, divulgado pela Agência da ONU para Refugiados (ACNUR). A respeito de tal situação, é correto afirmar que:
(A) a grande maioria dos refugiados está nos países “desenvolvidos”, muitos dos quais são absorvidos como força de trabalho útil em realidades de envelhecimento demográfico.
(B) boa parte dos refugiados vão para países vizinhos aos de seus locais de origem.
(C) o deslocamento em grande escala através das fronteiras é muito comum e a minoria das pessoas forçadas a fugir permanecem deslocadas internas e continuam a viver dentro de seus próprios países.
(D) depois da Síria, a Venezuela é hoje o segundo país que possui o maior grupo de refugiados do mundo.
(E) a maioria dos refugiados é adulta ou idosa e vive predominantemente em áreas urbanas, não em acampamentos ou áreas rurais.

Questão 08 - UEMG 2016 - O Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados-ACNUR emitiu comunicado mundial que identifica algumas razões que motivam o êxodo de asiáticos e africanos para a Europa. Com base num trabalho contínuo de acompanhamento e avaliação, e também a partir dos resultados de discussões em grupo e do contato diário com refugiados na Jordânia, Líbano, Egito, Iraque e Síria, o ACNUR identificou os principais fatores que motivam os emigrantes a buscar refúgio fora da região, principalmente na Europa.
Considerando o fluxo populacional apresentado no trecho acima, e as informações vinculadas pela mídia, é CORRETO afirmar que
A) a maioria dos deslocados sírios que viajaram para o Iraque possuem um sentimento de segurança e confiança em relação ao seu país.
B) as pessoas dos grupos minoritários veem a migração como solução para a sua segurança física e socioeconômica.
C) o agravamento que os refugiados enfrentam no exílio permite que as crianças continuem seus estudos regulares nos países europeus.
D) o perigo do terrorismo islâmico e o assentamento demográfico no campo, salvo raras excessões, promoveram um período de grande agitação nas cidades.

GABARITO
01 - E
02 - A
03 - B
04 - A
05 - A
06 - E
07 - B
08 - B

Nenhum comentário: