segunda-feira, 1 de janeiro de 2018

Sebastião Salgado: há um genocídio na Amazônia

Para o fotógrafo Sebastião Salgado, isso é fruto dos cortes promovidos por Temer no orçamento da Fundação Nacional do Índio (Funai); "Para todas essas comunidades indígenas no Brasil só existem 360 milhões de reais. Para todas as outras comunidades. E o governo atual retirou mais de 50% desse orçamento. E na semana passada, dos 160 milhões que ficaram para a Funai retiraram ainda 13 milhões!", diz Salgado, em entrevista ao site Nocaute


O fotógrafo Sebastião Salgado denuncia um genocídio indígena na Amazônia. Para o fotógrafo brasileiro, isso é fruto dos cortes promovidos por Temer no orçamento da Fundação Nacional do Índio (Funai). A entidade é a responsável por definir as políticas indigenistas do país e teve um corte de mais de 50% em seu orçamento para 2018.

"Para todas essas comunidades indígenas no Brasil só existem 360 milhões de reais. Para todas as outras comunidades. E o governo atual retirou mais de 50% desse orçamento. E na semana passada, dos 160 milhões que ficaram para a Funai retiraram ainda 13 milhões!", diz Salgado, em entrevista ao site Nocaute, do jornalista Fernando Morais.

Na entrevista, além do esvaziamento dos recursos para a Funai, o fotógrafo fala da sua trajetória de 50 anos de carreira, do exílio em Paris após a promulgação do AI-5 pela ditadura militar e do Instituto Terra, organização que Salgado criou junto com a esposa. Confira a íntegra da entrevista aqui

Fonte: Brasil 247.

Nenhum comentário: