segunda-feira, 14 de maio de 2018

Você sabe qual é a diferença entre magma e lava?

E por que alguns vulcões explodem enquanto outros apenas escoam? A gente explica tudo para você.
A lava dos vulcões havaianos tende a ser comparativamente mais líquida devido ao seu baixo teor de sílica.
O vulcão havaiano Kilauea segue em erupção com correntes de lava espessa, oferecendo um lembrete flamejante do poder destrutivo da natureza. Mas enquanto sua erupção ininterrupta conquista as manchetes, você pode ter se perguntado o seguinte: qual é a diferença entre magma e lava?

A distinção entre magma e lava resume-se à sua localização. Quando geólogos falam sobre magma, eles estão se referindo à rocha fundida ainda presa no subterrâneo. Se esta rocha fundida chegar à superfície e continuar fluindo como um líquido, ela será chamada de lava.

Magmas variam em sua composição química, o que dá a eles e aos seus vulcões diferentes propriedades.

Magmas basálticos, como os do Havaí, tendem a se formar quando o manto que forma a crosta oceânica derrete. Eles contêm entre 47 e 63% de sílica, o mineral que constitui o vidro e o quartzo. Entre os tipos de rocha fundida, os magmas basálticos são mais fluidos, com viscosidade entre melaço e manteiga de amendoim. Eles também são o tipo mais quente de magma, chegando a temperaturas entre 980 e 1,2 mil graus Celsius.

Os magmas silícicos, por outro lado, tendem a se formar quando a crosta continental mais leve derrete. Esses magmas são compostos por mais de 63% de sílica, o que os torna mais viscosos. Em seu estado mais líquido, magmas silícicos fluem tanto quanto banha de porco ou silicone, ou seja, quase nada. Eles são também mais frios que os magmas basálticos. O riolítico, um tipo de lava especialmente rico em sílica, atinge temperaturas entre apenas 650 e 800 graus Celsius.

Já que magmas silícicos são mais frios e grudentos do que os magmas basálticos, os gases dissolvidos são expelidos com maior dificuldade. Isso torna os magmas silícicos mais perigosos: quanto mais os gases se acumulam no magma, mais ele se torna explosivo, como gaseificar ainda mais um refrigerante.

O Kilauea é um vulcão em escudo, com encostas suaves formadas pela lava expelida.
Quando o magma silícico não está mais confinado sob pressão suficientemente alta, os gases dissolvidos dentro dele saem da solução em forma de bolhas. E assim como abrir uma lata de refrigerante após sacudi-la, o vapor expelido rapidamente como resultado provoca uma erupção explosiva. Os icônicos vulcões em forma de cone chamados estratovulcões, como o Monte Pinatubo, estão cheios de magma silícico.

Os vulcões havaianos, por outro lado, contêm magmas com teor especialmente baixo em sílica, compostos por basalto, o que significa que eles têm uma menor potência explosiva. Ao invés disso, eles escorrem e salpicam, criando um vulcão em escudo, formações com inclinação leve que se tornaram a silhueta geológica característica das ilhas.

Nenhum comentário: