PESQUISAR ESTE BLOG

quarta-feira, 25 de maio de 2022

Questão de História - UNICAMP 2014 - Como os abolicionistas americanos previram, os problemas da escravidão não cessariam com a abolição.

Como os abolicionistas americanos previram, os problemas da escravidão não cessariam com a abolição. O racismo continuaria a acorrentar a população negra às esferas mais baixas da sociedade dos Estados Unidos. Mas se tivessem tido a oportunidade de fazer uma viagem pelo Brasil de seus sonhos – o país imaginado por tanto tempo como o lugar sem racismo – eles teriam concluído que entre o inferno e o paraíso não há uma tão grande distância afinal. (Adaptado de Célia M. M. Azevedo, Abolicionismo: Estados Unidos e Brasil, uma história comparada (século XIX). São Paulo: Annablume, 2003, p. 205.) Sobre o tema, é correto afirmar que: 
a) A experiência da escravidão aproxima a história dos Estados Unidos e do Brasil, mas a questão do racismo tornou-se uma pauta política apenas nos EUA da atualidade. 
b) Os abolicionistas norte-americanos tinham uma visão idealizada do Brasil, pois não identificavam o racismo como um problema em nosso país. 
c) A imagem de inferno e paraíso na questão racial também é adequada às divisões entre o sul e o norte dos EUA, pois a questão racial impactou apenas uma parte daquele país. 
d) A abolição foi uma etapa da equiparação de direitos nas sociedades norte-americana e brasileira, pois os direitos civis foram assegurados, em ambos os países, no final do século XIX.

RESPOSTA:
Letra B.

A partir da leitura do texto do livro da historiadora Célia Azevedo, é possível perceber que o fim da escravidão não representou de forma alguma a equiparação de direitos entre negros e brancos, estes últimos valendo-se do discurso racista como nova ferramenta para manter seus privilégios em relação à agora livre população negra. Situação semelhante tanto no Brasil como nos Estados Unidos, os males provocados pelo racismo atingiam abrangência nacional e tornaram-se ponto de pauta na luta pelos direitos civis em ambas as sociedades ainda que seguindo ritmos e características distintos. Como fica evidente no texto e se constitui como base da tese da professora Célia Azevedo, os abolicionistas americanos construíram uma visão idealizada da sociedade brasileira como harmônica e isenta de tensões raciais, parte de sua estratégia para fortalecer o movimento abolicionista daquele país alegando ser o racismo americano extremamente cruel e desproporcional.

Nenhum comentário:

Qualquer valor...

Faça Uma Doação para o Blog de Geografia

Você gosta das postagens do blog e gostaria de ajudar: Ajude o blog "Blog  de Geografia" a manter seu trabalho. Para isso conto co...