sábado, 27 de julho de 2019

Exercícios sobre a Crise de Refugiados Rohingya - com gabarito

Questão 01 - Unicamp 2019 - 1ª fase -


(Adaptado de Atlas escolar IBGE. Disponível em atlasescolar.ibge.gov.br)
Recentemente, em Mianmar, a minoria étnica Rohingya foi vítima de graves massacres e assassinatos praticados por grupos extremistas da maioria étnico-religiosa do país. Entre 2017 e 2018, os atos de violência provocaram deslocamentos forçados de aproximadamente 650 mil Rohingyas principalmente para um dos países vizinhos. Com a ajuda do mapa anterior, assinale a alternativa que indica, respectivamente, o principal país para onde se deslocam os Rohingyas e as correntes religiosas seguidas por essa minoria étnica e pela maioria da população de Mianmar.
a) Bangladesh; mulçumana e budista. 
b) Índia; católica e hindu.
c) Tailândia; católica e mulçumana.
d) China; hindu e budista.

Questão 02 - IESES - 2018 - TJ-CE - A crise humanitária envolvendo o povo Rohingya, considerada por muitos como a de maior gravidade hoje no planeta, recentemente foi denunciada pela ONU como uma “limpeza étnica”, tendo o Alto Comissariado para os Direitos Humanos utilizado o termo “genocídio” para qualificá-la. Sobre essa crise, é correto afirmar:
a) O povo Rohingya, uma minoria católica dentro do Estado de Mianmar, vem sendo massacrado pelo exército daquele país. Tal situação provocou, inclusive, um encontro do Papa Francisco com a ativista birmanesa, a nobel da paz, Augn San Suu Kyi.
b) A presidente Augn San Suu Kyi, renomada ativista pela democracia em Mianmar, Nobel da paz em 1991, vem sendo alvo de várias críticas lançadas inclusive por outros agraciados pelo prêmio Nobel da paz, entre os quais o arcebispo sul-africano Desmond Tutu e a ativista paquistanesa Malala Yousafzai, diante da inação do seu governo frente à "limpeza étnica e os crimes contra a humanidade" sofridos pelos Rohingyas.
c) Desde o início da nova onda de repressão ao povo Rohingya, em meados de 2017, a ONU calcula que ao menos 655 mil Rohingya tenham buscado refúgio no Laos, país vizinho.
d) Os Rohingyas, povo muçulmano, diferem da maioria budista em sua cultura e religião. Habitam predominantemente o Estado de Rakhine, em Mianmar, antiga Birmânia. Porém, não são reconhecidos pelo governo como cidadãos nem, tampouco, como um dos mais de cem grupos étnicos que compõem o país. 

Questão 03 - IBADE - 2018 - Prefeitura de Manaus - AM - Professor - Geografia - O continente asiático possui inúmeros conflitos entre povos de um mesmo país. Em 2017, um conflito nacional, aumentou significativamente a tensão na Birmânia, gerando uma crise regional. Entre as alternativas a seguir, apresente a principal consequência desse conflito.
a) Milhares de refugiados da minoria rohingya fugindo para Bangladesh. 
b) Aumento abusivo do preço do petróleo por se tratar de um forte produtor.
c) Contaminação das reservas hídricas com os ataques do grupo Hezbollah.
d) Genocídio do povo pachtuns que professam o budismo na Birmânia.

Questão 04 - VUNESP - 2018 - Prefeitura de Sertãozinho - SP - A ONU disse, neste domingo (22.10), que o número de refugiados rohingyas já ultrapassa os 600 mil. [...] A ONU classificou a situação como uma “emergência humanitária crítica” e afirmou que os refugiados, após esgotarem seus recursos na viagem, dependem de ajuda para comer e sobreviver.
(Agência Brasil – goo.gl/on24ay – acesso em 27.12.2017. Adaptado) 
O grupo rohingya 
(A) vive no Iêmen e se tornou perseguido por não renunciar à religião budista.
(B) tem procurado se estabelecer no sul da Europa onde vive em campos de refugiados.
(C) é uma minoria muçulmana perseguida que vive em Mianmar, país do sul da Ásia. 
(D) ocupa parte do Afeganistão, mas tem perdido as terras para os radicais Talibãs.
(E) vive ao norte da Índia e constitui minoria tratada como estrangeira em suas próprias terras.

Questão 05 - VUNESP - 2018 - PC-SP - Investigador de Polícia - Leia a notícia de O Globo de 14.set.2017.
Este povo é conhecido como “a minoria mais perseguida do mundo”. Os muçulmanos rohingya, que desde agosto de 2017 protagonizam uma fuga em massa do país onde vivem, são vítimas de múltiplas discriminações: trabalho forçado, extorsão, restrições à liberdade de circulação, regras de casamento injustas e confisco de terras. Há séculos vivendo no mesmo território, são considerados um povo sem Estado e não são reconhecidos como um dos 135 grupos do país.
(Globo – https://glo.bo/2HyTvmx. Acesso em 12.abr.2018. Adaptado) 
Os rohingya fogem 
(A) das Filipinas e cruzam a fronteira em direção à Índia.
(B) de Mianmar e dirigem-se, principalmente, para Bangladesh. 
(C) do Nepal e migram em massa para acampamentos na China.
(D) da Indonésia e deslocam-se, principalmente, para o Paquistão.
(E) da Índia e buscam asilo, principalmente, na Coreia do Sul.

Questão 06 - Albert Einstein 2018 - Leia o trecho abaixo: 
CAMPO DE KUTUPALONG, Bangladesh, 05 de setembro de 2017 – De pés descalços e correndo para salvar sua vida, a rohingya Dilara, de 20 anos, conseguiu chegar à Bangladesh recentemente com seu fi lho mais novo no colo. Sua família foi devastada devido ao confl ito em Mianmar. (...) Cerca de 123 mil mulheres, crianças e homens como Dilara e seu fi lho chegaram em Bangladesh após dias caminhando, forçados a fugir da violência em Rakhine, ao norte de Mianmar. Muitos estão famintos, em condições físicas precárias e precisam de ajuda para salvar suas vidas. 
(ACNUR, www. acnur.org, acesso em 30/10/2017) 

A respeito dessa notícia e do povo rohingya, assinale a alternativa correta: 
A) O povo rohingya é originário da Índia e do Paquistão e migrou para Mianmar durante o século XX devido às perseguições que sofriam por serem muçulmanos. Em Mianmar, foram aceitos pelos budistas que não temem sua religião, mas, nos últimos tempos, passaram a exigir a autonomia do território em que vivem, causando o conflito. 
B) Em Mianmar, a minoria rohingya é considerada como “imigrantes ilegais de Bangladesh”, trazidos pelos colonizadores britânicos que governaram Mianmar até 1948. Porém, os historiadores apontam para uma presença de muçulmanos na região que remonta ao século XI. Rohingya significa “habitante de Rohang”, o nome pelo qual era conhecida Rakhine. 
C) Os rohingya são um grupo muçulmano que migrou do Paquistão para Mianmar nos últimos vinte anos com o objetivo de impor sua religião aos budistas da região de Rakhine, ao norte de Mianmar, sendo sustentados por grupos fundamentalistas do Paquistão que pretendem ampliar sua ação em território asiático. 
D) O exército de Mianmar é acusado de promover uma limpeza étnica com a perseguição e morte de centenas de rohingyas, grupo minoritário muçulmano originário do norte do país e que, inconformados com a forma como são tratados pela população e governo, exigem a autonomia da região de Rakhine.

Questão 07 - UNIFENAS 2018/2 - Considere o mapa e o fragmento a seguir.
“A perseguição brutal à minoria étnica rohingya ganhou atenção global em 2017. No centro do debate está a caótica situação no estado de Rakhine, localizado no noroeste do país, na fronteira com Bangladesh. O país está sendo acusado de genocídio à minoria muçulmana rohingva. Porém, analistas colocam motivações política e econômica à frente das causas religiosas. [...]”
Disponível em: http://www.dw.com/pt-br/entenda-o-conflito-em-tornodos-rohingya. Acesso em 28 jan. 2018. Adaptado.
A área em negrito no mapa e os dados fornecidos no fragmento retratam uma área de conflito envolvendo questões étnicas, geopolíticas e econômicas relacionadas ao país:
a) Laos.
b) Índia.
c) Mianmar.
d) Camboja.
e) Vietnã.

GABARITO
01 - A
02 - D
03 - A
04 - C
05 - B
06  - B
07 - C

Nenhum comentário: