quarta-feira, 9 de dezembro de 2015

História de Adamantina, São Paulo – SP

Histórico do Município: Adamantina, São Paulo – SP
Gentílico: adamantinense

Em 1937 a Companhia de Agricultura, Imigração e Colonização - CAIC, iniciou a colonização das terras de propriedade da companhia canadense Boston Cattle Company, compreendidas no espigão do Feio-Aguapeí, ao longo do prolongamento da Companhia Paulista de Estradas de Ferro. 

Foram abertas várias estradas de penetração e, dois anos depois, a CAIC procedeu à derrubada de 40 alqueires de matas, para formação do patrimônio. Coube ao superintendente da colonizadora, Mário F. Olivero, a construção do primeiro prédio. 

O Topônimo Adamantina seguiu critério adotado pela Ferrovia, de nomear suas estações em ordem alfabética, iniciando na localidade, uma nova sequência. 

Até 1946, todavia, o progresso do povoado foi reduzido, de certa forma, prejudicado pela criação do Município de Lucélia, a 8 quilômetros de Adamantina, para onde afluiu maior número de povoadores e negócios. Entretanto, um novo surto cafeeiro e a penetração da ferrovia que atingiu a povoação, fizeram convergir para Adamantina, a produção agrícola da região. 

Formação Administrativa 

Elevado à categoria de município e distrito com a denominação de Adamantina, pela lei estadual nº 233, de 24-12-1948, desmembrado de Lucélia. Sede no atual distrito de Adamantina (ex-povoado). Constituído de 2 distritos: Adamantina e Mariápolis, segundo criado pela mesma lei acima citado. Instalado em 02-04-1949. Em divisão territorial datada de I-VII-1950, o município é constituído de 2 distritos: Adamantina e Mariópolis Pela lei estadual nº 2456, de 30-12-1953, desmembra do município de Adamantina o distrito de Mariápolis. Elevado a categoria de município. Em divisão territorial datada de I-VII-1960, o município de Adamantina é constituído do distrito sede. Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2009.





Fonte: Biblioteca do IBGE.

Nenhum comentário: