terça-feira, 29 de dezembro de 2015

História de Amparo, São Paulo – SP

Histórico do Município: Amparo, São Paulo – SP
Gentílico: amparense

A região limite entre São Paulo e Minas no sertão do Retiro do Camanducaia, junto à serra da Mantiqueira, começou a atrair, no início do século XIX, os primeiros povoadores oriundos de Bragança, Atibaia e Nazaré.

Os pioneiros, Manoel Miranda Antunes e João Bueno, abriram caminho aos demais que, por volta de 1824, construíram às margens do rio Camanducaia, uma capela em louvor à Nossa Senhora do Amparo, elevada a curato em 1829.
Aspectos modernos na cidade de Amparo (SP) - 1958.
Em 1857, Amparo, já distrito, apresentava suas terras bastante subdivididas, tendo o registro paroquial apontado 321 propriedades de reduzidas proporções, na sua maioria. Seus proprietários dedicavam-se ao plantio de feijão, milho, arroz, algodão e criação de suínos, para abastecimento da cidade de São Paulo.

Nessa época, a cultura de café teve grande impulso, chegando a produzir quantidade superior a um milhão de arrobas. Em 1875, foi inaugurada a Estrada de Ferro Mogiana que contribuiu para o desenvolvimento da região.

Com a abolição da escravatura, em 1889, começaram a chegar os imigrantes, que organizaram a colônia agrícola e, através deles a implantação de indústrias, quando o café perdeu sua predominância.

Em 25 de outubro de 1945 foi decretada a Estância Hidromineral de Amparo.

Formação Administrativa

Distrito criado com a denominação de Amparo, pela Lei Provincial n.º 6, de 02 ou 04- 03- 1839, subordinado ao município de Bragança.

Elevado à categoria de vila com a denominação de Amparo, pela Lei n.º 05, de 14-03- 1857, desmembrado de Bragança. Sede na vila de Amparo. Constituído do distrito sede.

Instalado em 28-03-1865.

Elevado à condição de cidade com a denominação de Amparo, pela Lei Provincial n.º 24, de 28-03-1865.

Pela Lei Provincial n.º 15, de 05-03-1887, é criado o distrito de Bom Jesus do Monte Alegre do Sul e anexado a vila de Amparo.

Em divisão administrativa referente ao ano de 1911, o município de Amparo é constituído de 2 distritos: Amparo e Monte Alegre do Sul.

Assim permanecendo em divisões territoriais datadas de 31-XII-1936 e 31-XII-1937.

Pelo Decreto-lei Estadual n.º 14.334, de 30-11-1944, o distrito de Monte Alegre do Sul passou a denominar-se Ibiti.

Pela Lei Estadual n.º 233, de 24-12-1948, é criado o distrito de Arcadas e anexado ao município de Amparo. Sob a mesma lei acima citado desmembra de Amparo o distrito Ibiti.

Elevado à categoria de município com a denominação de Monte Alegre do Sul.

Em divisão territorial datada 1-VII-1960, o município é constituído de 2 distritos: Amparo e Arcadas.

Assim permanecendo em divisão territorial datada de 1-I-1979.

Pela Lei Estadual n.º 3.198, de 23-03-1981, é criado o distrito de Três Pontes e anexado ao município de Amparo.

Em divisão territorial datada de 01-06-1983, o município é constituído de 3 distritos: Amparo, Arcadas e Três Pontes.

Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2009.

Fonte: Biblioteca do IBGE.

Nenhum comentário: