domingo, 11 de outubro de 2015

História de Itaocara, Rio de Janeiro - RJ

Histórico do Município: Itaocara, Rio de Janeiro - RJ
Gentílico: itaocarense

A Aldeia da Pedra, antigo nome de Itaocara, foi fundada pelo capuchinho italiano frei Tomaz e era habitada pelos índios Puris e Coroados, que viviam em constantes conflitos. Com o intuito de controlar a situação, seguiram para a localidade o frei Ângelo Maria de Luca e frei Vitório Cambiasca, iniciando o processo de colonização.

O povoado foi instalado em 1809, com a denominação de São José de São Marcos, em homenagem ao Vice-Rei, mas os habitantes acabaram optando pelo nome de Aldeia da Pedra , em virtude de um penhasco que ficava defronte, do outro lado do Paraíba. O aldeamento, criado pelo esforço pacifista dos missionários, para separar os índios Puris dos Coroados, veio a se tornar justamente o ponto de aldeamento das duas tribos unidas pelo batismo.

A aldeia já se chamava então São José de Lenissa da Aldeia de Pedra quando, em 19 de abril de 1850, em virtude de autonomia concedida à Vila de São Fidélis, desmembrada de Campos, passou a fazer parte da referida vila, juntamente com freguesia de Santo Antônio de Pádua.

O topônimo Itaocara, é um vocábulo tupi formado dos termos: ita, que quer dizer "pedra" e ocara, "praça, terreiro". 

Formação Administrativa 

Distrito criado com a denominação de Itaocara, pela lei provincial nº 500, de 21-03- 1850 e por decretos estaduais nº 1 08-05-1892 e nº 1-A de 03-06-1892, subordinado ao município de São Fidélis.
Elevado à categoria de vila com a denominação de Itaocara, pelo decreto estadual nº 140, de 28-10-1890, desmembrado de São Fidélis. Sede na povoação de São José de Lenissa. Constituído de 3 distritos: Itaocara, Laranjeiras e Três Irmão.
Pelo decreto nº 191, de 13-04-1891, a vila de Itaocara adquiriu do município de Cantagalo o distrito de Laranjeiras.
Pelas deliberações estaduais de 10-09-1890 e 04-09-1891, é criado o distrito de Três Irmãos e anexado ao município de Itaocara.
Pela lei estadual nº 662, de 27-10-1904, é criado o distrito de Jaguarembé e anexado ao município de Itaocara. Em divisão administrativa referente ao ano de 1911, o município é constituído de 4 distritos: Itaocara, Laranjeiras, Três Irmãos e Jaguarembé.
Pela lei estadual nº 1888, de 22-11-1924, são criados os distritos de Estrada Nova e Estação Três Irmaõs e anexado ao município de Itaocara, sendo que o distrito de Estrada Nova formado com áreas desmembradas do distrito de Laranjeiras. 
Pela lei estadual nº 1267, de 09-11-1915, o distrito de Três Irmãos passou a denominar-se Portela.
Elevado à categoria de cidade pela lei estadual nº 2335, de 27-12--1929. Distritos: Itaocara, Laranjeiras, Jaguarembé, Estrada Nova, Estação Três Irmãos e Portela ex-Três Irmãos. 
Em divisão territorial de 31-XII-1936 e 31-Xll-1937, o município de Itaocara é constituído de 6 distritos: Itaocara, Laranjeiras, Portela, Jaguarembé, Estrada Nova e Estação de Três Irmãos. 
Pelo decreto-lei estadual nº 1056, de 31-12-1943, o distrito de Laranjeiras passou a denominar-se Laranjais. Sob o mesmo decreto-lei o distrito de Três Irmãos deixa de pertencer ao município de Itaocara, sendo anexado ao município de Cambuci. 
No quadro fixado para vigorar no período de 1944-1948, o município é constituído de 5 distritos: Itaocara, Estrada Nova, Jaguarembé, Laranjais ex-Laranjeiras e Portela, Em divisão territorial datada de I-VII-1960, o município é constituído de 5 distritos: Itaocara, Laranjais, Estrada Nova, Jaguarembé e Portela. 
Assim permanecendo em divisão territorial datada de 17-1-1991. 
Pela lei municipal nº 247, de 15-08-1991, é criado o distrito de Batatal e anexado ao município de Itaocara. 
Em "Síntese" de 31-XII-1994, o município é constituído de 6 distritos: Itaocara, Batatal, Estrada Nova, Jaguarembé, Laranjais e Portela. 
Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2007.

Fonte: Biblioteca IBGE.

Nenhum comentário: