sábado, 14 de julho de 2018

Foto de americana com girafa morta como troféu de caça provoca revolta nas redes sociais

Desprezível. Como nos dias de hoje alguém ainda tem coragem de publicar algo como isso? Pois a americana Tess Thompson Talley decidiu compartilhar em sua página no Facebook, há mais de um ano, a foto em que aparece sorridente, com um rifle na mão, ao lado de uma girafa morta, seu troféu de caça, na África do Sul. No post, ela comemorava “ter realizado um sonho”.
Pois agora, a publicação Africa Digest decidiu tornar pública a postagem de Tess em seu Twitter. A imagem viralizou nas redes sociais, gerando muita consternação e revolta. No texto, a americana é descrita como “uma selvagem, parte Neanderthal, que foi para a África e matou com tiros uma rara girafa negra graças à estupidez da África do Sul”.



Depois da péssima repercussão da foto, Tess Talley apagou a postagem no Facebook e em resposta à CBS News, ela disse que, na verdade, estaria ajudando na conservação da espécie, já que a girafa macho que ela matou, já tinha mais de 18 anos, e atacava indivíduos mais jovens… Desculpa péssima!

Girafas (Giraffa Camelopardalis) são os mamíferos terrestres mais altos da Terra. Os machos podem ter até 5m de altura. Pesando mais de uma toneladas, estes animais vivem, em média, 20 anos na natureza.

Nativa de cerca de 15 países africanos, as girafas são caçadas por sua pele e carne. No passado, era comum observar grupos de 20 a 30 animais, mas agora, eles são bem menores, com aproximadamente seis indivíduos.

Estima-se que restem somente 97 mil girafas no mundo.

É inaceitável que animais ainda sejam brutalmente assassinados, de maneira tão covarde e cruel, simplesmente para satisfazer o ego e a estupidez de seres humanos.

Quando finalmente será dado um basta nessa estupidez?!

*Com informações de Suzana Camargo, do site Conexão Planeta.

Nenhum comentário: