terça-feira, 30 de abril de 2013

Geografia: Centro-Sul - Questões de vestibulares e Enem

Conteúdos: Região geoeconômica Centro-Sul. Economia, cultura, sociedade e meio ambiente.
Questões de vestibulares e Enem
1. (Enem 2007)

Antonio Rocco. Os imigrantes, 1910, 
Pinacoteca do Estado de São Paulo.
Um dia, os imigrantes aglomerados na amurada da proa chegavam à fedentina quente de um porto, num silêncio de mato e de febre amarela. Santos. — É aqui! Buenos Aires é aqui! — Tinham trocado o rótulo das bagagens, desciam em fila. Faziam suas necessidades nos trens dos animais onde iam. Jogavam-nos num pavilhão comum em São Paulo. — Buenos Aires é aqui! — Amontoados com trouxas, sanfonas e baús, num carro de bois, que pretos guiavam através do mato por estradas esburacadas, chegavam uma tarde nas senzalas donde acabava de sair o braço escravo. Formavam militarmente nas madrugadas do terreiro homens e mulheres, ante feitores de espingarda ao ombro. Oswald de Andrade. Marco Zero II — Chão. Rio de Janeiro: Globo, 1991. Levando-se em consideração o texto de Oswald de Andrade e a pintura de Antonio Rocco reproduzida acima, relativos à imigração européia para o Brasil, é correto afirmar que 
a) a visão da imigração presente na pintura é trágica e, no texto, otimista. 
b) a pintura confirma a visão do texto quanto à imigração de argentinos para o Brasil. 
c) os dois autores retratam dificuldades dos imigrantes na chegada ao Brasil. 
d) Antonio Rocco retrata de forma otimista a imigração, destacando o pioneirismo do imigrante. 
e) Oswald de Andrade mostra que a condição de vida do imigrante era melhor que a dos ex-escravos.

2. (Enem 2006) “No princípio do século XVII, era bem insignificante e quase miserável a Vila de São Paulo. João de Laet dava-lhe 200 habitantes, entre portugueses e mestiços, em 100 casas; a Câmara, em 1606, informava que eram 190 os moradores, dos quais 65 andavam homiziados (*)”. (*) homiziados: escondidos da justiça. Nelson Werneck Sodré, Formação histórica do Brasil. São Paulo: Brasiliense, 1964. “Na época da invasão holandesa, Olinda era a capital e a cidade mais rica de Pernambuco. Cerca de 10% da população, calculada em aproximadamente 2.000 pessoas, dedicavam-se ao comércio, com o qual muita gente fazia fortuna. Cronistas da época afirmavam que os habitantes ricos de Olinda viviam no maior luxo”. Adaptado de Hildegard Féist. Pequena história do Brasil holandês – São Paulo: Moderna 1998.
Os textos anteriores retratam, respectivamente, São Paulo e Olinda no início do século XVII, quando Olinda era maior e mais rica. São Paulo é, atualmente, a maior metrópole brasileira e uma das maiores do planeta. Essa mudança deveu-se, essencialmente, ao seguinte fator econômico:
a) maior desenvolvimento do cultivo da cana-de-açúcar no planalto de Piratininga do que na Zona da Mata Nordestina.
b) atraso no desenvolvimento econômico da região de Olinda e Recife, associado à escravidão, inexistente em São Paulo.
c) avanço da construção naval em São Paulo, favorecido pelo comércio dessa cidade com as Índias.
d) desenvolvimento sucessivo da economia mineradora, cafeicultora e industrial no Sudeste do país.
e) destruição do sistema produtivo de algodão em Pernambuco quando da ocupação holandesa.

3. (Enem 2001)Dados do Censo Brasileiro 2000 mostram que, na última década, o número de favelas tem crescido consideravelmente, com significativa alteração na sua distribuição pelas regiões do País. Considerando a dinâmica migratória do período, pode-se afirmar que esse processo está relacionado 
a) ao declínio acentuado da industrialização no Sudeste, que deslocou grandes parcelas da população urbana para outras regiões do país. 
b) à ampliação do número de zonas francas de comércio em grandes metrópoles, o que atraiu a população rural para essas áreas. 
c) ao deslocamento das correntes migratórias rurais para os cinturões verdes criados em torno dos centros urbanos. 
d) à instalação, na Região Nordeste, de inúmeras empresas de alta tecnologia, atraindo de volta a população que migrara para o Sudeste. 
e) à mudança no destino das correntes migratórias, que passaram a buscar as cidades de médio e grande portes, além de São Paulo e Rio de Janeiro.

4. (UFPE 2003) (Ufpe) No último quartel do século XX, particularmente na década de 90, uma nova forma de organização empresarial tem agregado os centros de formação de pessoal de alto nível às unidades de produção e de serviços, empregando os mais modernos recursos de microeletrônica. Em tais centros estão se implantando atividades de alta tecnologia, como em Campinas e São José dos Campos, na região Sudeste do Brasil. Qual a denominação dada a esses centros? 
a) centros megalopolitanos 
b) centros-acrópoles 
c) regiões metropolitanas 
d) tecnopólos 
e) edifícios empresariais urbanos

5. (ESPM-SP) A área em destaque refere-se:

a) À exportação de soja pelo Porto de Paranaguá; 
b) Ao escoamento do minério de ferro de Corumbá; 
c) Ao gasoduto Brasil-Bolívia; 
d) À futura hidrovia Tietê-Paraná; 
e) À exportação algodoeira pelo Porto de Santos

Gabarito
1. C    Baixe a resolução comentada aqui!
2. D    Acesse a resolução comentada aqui!
3. E    Acesse a resolução comentada aqui!
4. D
5. C

Nenhum comentário: