domingo, 21 de outubro de 2012

Exercícios sobre Meios de Transporte

De olho no Enem e nos Vestibulares: Questões resolvidas
Assunto: Meios de Tranporte
Enem - Exame Nacional do Ensino Médio
1. (Enem 2005) Leia as características geográficas dos países X e Y.  
País X - desenvolvido - pequena dimensão territorial - clima rigoroso com congelamento de alguns rios e portos - intensa urbanização - autossuficiência de petróleo  
País Y - subdesenvolvido - grande dimensão territorial - ausência de problemas climáticos, rios caudalosos e extenso litoral - concentração populacional e econômica na faixa litorânea - exportador de produtos primários de baixo valor agregado A partir da análise dessas características é adequado priorizar as diferentes modalidades de transporte de carga, na seguinte ordem: 
A) país X — rodoviário, ferroviário e aquaviário.
B) país Y — rodoviário, ferroviário e aquaviário.
C) país X — aquaviário, ferroviário e rodoviário.
D) país Y — rodoviário, aquaviário e ferroviário.
E) país X — ferroviário, aquaviário e rodoviário.

2. (FUVEST) Observe o gráfico a seguir.

Gráfico - Transporte no Brasil

a) Analise a matriz brasileira dos transportes, em 2005, considerando aspectos históricos e políticos.
b) Explique a previsão da matriz brasileira dos transportes, para o ano de 2025, considerando aspectos ambientais implícitos.

Resolução:

A matriz de transportes é a forma como o governo expressa sua política estratégica para o setor. Sua elaboração leva em conta alguns aspectos como, quadro natural do país, demandas socioeconômicas e custos de planejamento, implantação e manutenção do sistema.
a) Em 2005, a matriz de transportes é predominantemente assentada na base rodoviária. É o resultado de políticas incrementadas a partir da década de 1950 caracterizada por aspectos como sucateamento do sistema ferroviário, tentativa de expansão industrial, pressão de setores da indústria automobilística no sentido de priorizar o setor rodoviário em detrimento das demais modalidades de transporte e o processo de urbanização. O Plano de Metas de Juscelino Kubitschek priorizava os setores de base e bens de consumo com a presença de multinacionais do setor automobilístico. Nos anos 1970 no período dos militares no poder e a partir da implantação dos Programas de Integração Nacional temos um ciclo de grandes obras em infraestrutura destacando-se a expansão da malha rodoviária na tentativa. Nos anos 1970 e 1980 ocorre intenso processo de urbanização com novas demandas no setor de transportes.

b) No decorrer da década de 1990, o governo federal passou a investir na malha de transportes devido à premente demanda gerada pelo crescimento econômico, destacadamente nos setores agropecuário, extrativista mineral e industrial. Embora o transporte rodoviário ainda prevaleça, foram dadas novas prioridades ao setor com a retomada da expansão ferroviária, dutoviária, aeroviária e aquaviária destacando o desenvolvimento do setor fluvial, modalidades com maior capacidade de carga e exceto no setor aeroviário, com custos operacionais mais baixos. A projeção da matriz de transportes também está inserida numa política de preservação ambiental, de acordo com a legislação nacional e cumprindo acordos internacionais firmados.

3. (PUCRIO) Os problemas com a infraestrutura de transportes são apontados como um dos principais responsáveis pelo elevado custo das mercadorias fabricadas no Brasil, com participação diferenciada de acordo com o meio de transporte utilizado (quadro abaixo).


Para a Agência Nacional de Transporte Terrestre, a utilização do transporte multimodal de cargas (duas ou mais modalidades de transporte, do recebimento da carga na origem até seu destino final) é uma solução para esses problemas.

a) Com base na composição da matriz de transportes no Brasil, explique uma razão política para a elevada participação dos transportes no custo final dos produtos.

b) Apresente uma vantagem do transporte rodoviário sobre o ferroviário que justificaria a opção pela multimodalidade.

Resolução
a) No Brasil, a elevada participação dos transportes na composição final do custo dos produtos pode ser relacionada, dentre outros fatores, à prioridade dada ao modal rodoviário que, com custos mais elevados, responde por mais da metade do transporte de cargas no Brasil.

b) O transporte multimodal, articulando rodovias, ferrovias, hidrovias e portos, se apresenta, atualmente, como a melhor opção para o transporte de mercadorias, pois conjuga as vantagens dos diferentes modais e agiliza o transporte de mercadorias no país. Apesar de comportar um volume menor de carga a um custo mais elevado, o transporte rodoviário é mais vantajoso para as distâncias menores, pois permite levar uma mercadoria ao local exato de origem e destino de cargas com mais rapidez e mais eficácia. Já o transporte ferroviário alcança longas distâncias a custos mais baixos, mas é muito menos flexível do que o rodoviário no que se refere ao acesso aos pontos de origem e destino das cargas.

Nenhum comentário: