quinta-feira, 5 de janeiro de 2017

PUC-RIO 2005 - Assinale a alternativa correta a respeito da expansão imperialista na Ásia e na África,

PUC-RIO 2005 - Assinale a alternativa correta a respeito da expansão imperialista na Ásia e na África, na segunda metade do século XIX.
(A) Ela derivou da necessidade de substituir os mercados dos novos países americanos, uma vez que a constituição de Estados nacionais foi acompanhada de políticas protecionistas.
(B) Ela foi motivada pela busca de novas fontes de matérias-primas e de novos mercados consumidores, fundamentais para a expansão capitalista dos países europeus.
(C) Ela foi conseqüência direta da formação do Segundo Im-pério alemão e da ampliação de suas rivalidades em relação ao governo da França.
(D) Ela atendeu, primordialmente, às necessidades da expansão demográfica em diversos países europeus, decorrente de políticas médicas preventivas e programas de saneamento básico.
(E) Ela viabilizou a integração econômica mundial, favorecendo a circulação de riquezas, tecnologia e conhecimentos entre povos e regiões envolvidos.

Resposta: (B).

Ela foi motivada pela busca de novas fontes de matérias-primas e de novos mercados consumidores, fundamentais para a expansão capitalista dos países europeus.
A afirmativa A está incorreta, pois a expansão imperialista na Ásia e na África não foi derivada da necessidade de substituir os mercados americanos, uma vez que estes continuaram sendo alvo de investimentos de diversas naturezas.
A afirmativa C está incorreta, pois a formação do Segundo Império Alemão ampliou as disputas, já em curso, entre os estados europeus no que se referia a uma redivisão de possessões coloniais e áreas de influência na África.
A afirmativa D está incorreta, pois a despeito de um relativo aumento demográfico nos países europeus, este não se constituiu como fator primordial para a expansão imperialista.
A afirmativa E está incorreta, pois a expansão imperialista favoreceu a concentração de recursos materiais, financeiros e tecnológicos sob o controle dos países capitalistas mais desenvolvidos.

Nenhum comentário: