sexta-feira, 1 de janeiro de 2016

História de Andradina, São Paulo – SP

Histórico do Município: Andradina, São Paulo – SP
Gentílico: andradinense

A fundação de Andradina foi idealizada em 1932 pelo fazendeiro Antônio Joaquim de Moura Andrade, maior criador de gado do Brasil que tinha a alcunha de Rei do Gado. Moura Andrade conseguiu que se construísse um novo ramal ferroviário, a Variante, entre as estações de Araçatuba e Três Lagoas da Estrada de Ferro Noroeste do Brasil. Às margens da Variante, foram criados vários povoados, que hoje são cidades.
Praça da Bandeira em frente à Rua Paes Leme (SP) - 1960.
O traçado antigo da linha da NOB, linha que chegou ao Rio Paraná em 1910, que ficou conhecido depois como Ramal Araçatuba - Lussanvira (a atual Pereira Barreto), por ter sido construído muito próximo ao Rio Tietê, estava muito sujeito à malária e ficava longe das terras mais altas, as mais adequadas para o plantio de café, o qual era transportado por ferrovias para o porto de Santos.

A Variante passaria na Fazenda Guanabara, propriedade do Rei do Gado, seguindo em direção ao Mato Grosso do Sul.

Seu desejo pela urbanização era tanto que ele, Antônio de Moura Andrade, encomendou ao engenheiro Benelow & Benelow, a elaboração de um projeto para a urbanização da futura povoação.

Devidamente planejada, o povoado surgiu em 11 de julho de 1937, em terras da Fazenda Guanabara de propriedade de Moura Andrade. Nesta data chegou o primeiro trem de ferro da variante da Estrada de Ferro NOB à nova povoação. Moura Andrade, loteou em pequenos sítios, parte da Fazenda Guanabara, para os pioneiros recém-chegados, ao todo eram 6000 famílias sem exigir fiador ou entrada em dinheiro. Moura Andrade instalou luz elétrica movida a motor diesel. Quase todos os comércios da nova povoação pertencia a ele no início, inclusive um banco. Atraiu, muitos comerciantes para a nova povoação vendendo a preços baixos, os lotes urbanos.

Em homenagem a seu criador, a povoação passou a ser conhecida, desde então, como a Terra do Rei do Gado.

Formação Administrativa

Distrito criado com a denominação de Andradina, pela Lei n.º 3.126, de 10-11-1937, subordinado ao município de Valparaíso.

Elevado à categoria de município com a denominação de Andradina, pelo Decreto-lei Estadual n.º 9.775, de 30-12-1938, desmembrado do município de Valparaiso. Sede no atual distrito de Andradina (ex-povoado). Constituído de 2 distritos: Andradina e Guaraçaí, segundo criado pela Lei acima citada. Instalado em 01-01-1939.

No quadro fixado para vigorar no período de 1939-1943, o município é constituído de 2 distritos: Andradina e Guaraçaí.

Pelo Decreto-lei Estadual n.º 14.334, de 30-11-1944, forma criados os distritos de Algodoal e Castilho e anexados ao município de Andradina.

No quadro fixado para vigorar no período de 1944-1948, o município é constituído de 4 distritos: Andradina, Algodoal, Castilho e Guaraçaí.

Pela Lei Estadual n.º 233, de 24-12-1948, é criado o distrito de Nova Independência e anexado ao município de Andradina. Esta mesma Lei Estadual acima citada desmembra do município de Andradina o distrito de Guaraçaí. Elevado à categoria de município.

Em divisão territorial datada de 1-VII-1950, o município é constituído de 4 distritos: Andradina, Algodoal, Castilho e Nova Independência.

Pela Lei Estadual n.º 2.456, de 31-12-1953, desmembra do município de Andradina os distritos de Castilho e Algodoal, elevando-os à categoria de município, só que Algodoal com a denominação de Murutinga do Sul.

Em divisão territorial datada de 1-VII-1960, o município é constituído de 2 distritos: Andradina e Nova Independência.

Assim permanecendo em divisão territorial datada de 31-XII-1963.

Pela Lei Estadual n.º 8.092, de 28-02-1964, desmembra do município de Andradina o distrito de Nova Independência. Elevado á categoria de município.

Em divisão territorial datada de 31-XII-1968, o município é constituído do distrito sede.

Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2009.

Fonte: Biblioteca do IBGE.

Nenhum comentário: