terça-feira, 1 de dezembro de 2015

História de Divinolândia, São Paulo – SP

Histórico do Município: Divinolândia, São Paulo – SP
Gentílico: divinolandense

Nas margens do rio do Peixe, afluente do rio Pardo, em região de relevo serrano, em 1850 construiu-se um rancho para pernoite de tropeiros que demandavam à vila de Casa Branca. Em virtude de incêndio no referido rancho, foi construído novo abrigo, passando o lugar a ser conhecido como Pouso do Sapecado. 
Com a atração que a região passou a provocar, foi erigida uma capela em louvor ao Divino Espírito Santo, curada em 25 de janeiro de 1858, pelo Bispo de São Paulo, D. Sebastião Pinto do Rego. 
O território para formação do patrimônio decorreu de duas doações: a primeira em 27 de janeiro de 1865, à paróquia do Divino Espírito Santo, pelo Major Thomaz de Andrade e sua mulher Mariana Leopoldina da Costa, e a segunda em 20 de agosto de 1881, à capela de Nossa Senhora do Rosário, por Joaquim Pio de Andrade e sua mulher Francisca Maxiamiana da Costa. 
A povoação formada no patrimônio passou a freguesia ( Distrito) do Divino Espírito Santo do Rio do Peixe, Distrito de Caconde, em 28 de março de 1865, transferida para o município de São José do Rio Pardo em agosto de 1898. 
A denominação do Distrito foi alterada em 30 de novembro de 1938, para Sapecado, e novamente alterado em 30 de dezembro de 1953, para Divinolândia, quando elevado a Município. 

Formação Administrativa
Freguesia criada com a denominação de Espírito Santo do Rio do Peixe, por Lei nº 25, de 28 de março de 1865. No Município de Caconde. 
Lei Estadual no 558, de 20 de agosto de 1898, transfere o Distrito de Espírito Santo do Rio Peixe do Município de Caconde para o de São José do Rio Pardo. 
Tomou a denominação de Sapecado pelo decreto nº 9775, de 30-XI-1938, onde aparece até a divisão territorial fixada pela Lei nº 233, de 24-XII-1948 para o período 1949-1953. 
Elevado à categoria de município, com a denominação de Divinolândia, por Lei Estadual nº 2456, de 30 de dezembro de 1953, desmembrado de São José do Rio Pardo. Constituído do Distrito Sede. 
Lei Estadual no 5285, de 18 de fevereiro de 1959, cria o Distrito de Campestrinha e incorpora ao Município de Divinolândia. 
Fixado o quadro territorial para 1954-1958, o município é constituído do Distrito Sede, Divinolândia. 
Em divisão territorial datada de 01-VII-1960 o município é constituído de 2 Distritos: Divinolândia e Campestrinho. 
Assim permanecendo em divisão territorial datada de 15-VII-1999.

Fonte: Biblioteca do IBGE.

Nenhum comentário: