domingo, 15 de novembro de 2015

História de Santa Maria Madalena, Rio de Janeiro - RJ

Histórico do Município: Santa Maria Madalena, Rio de Janeiro - RJ
Gentílico: madalenense

Desbravamento da região, hoje ocupada pelo município de Santa Maria Madalena, data de 1840, quando por ali passou o português Manoel Teixeira Portugal. Logo depois, se estabeleceu no local o mateiro José Vicente, que ali chegou em perseguição a negros fugitivos e armou um rancho no mesmo local do antecessor.

Segundo a lenda, as referidas terras foram cedidas em troca de uma espingarda de fabricação suíça ao padre Francisco Xavier Frouthé, que doou parte delas para edificação de uma capela em homenagem a Santa Maria Madalena, em cumprimento de promessa.

Se do fato, com aparência de lenda, não há senão notícia oral, existe, todavia, a escritura lavrada em notas do escrivão de paz Antônio Leoclat, da freguesia de São Francisco de Paula, terceiro Distrito da Vila de Cantagalo, em 20 de abril de 1850, que vem abonar em parte a afirmativa tradicional.

Devido aos pântanos cheios de barro branco, os viajantes que demandavam a estrada Cantagalo-Macaé, davam ao local o nome de Tabatinga, que foi a primeira denominação do Arraial do Santíssimo, atual cidade de Santa Maria Madalena.

A elevação à categoria de freguesia se deu em 1855 e à de vila em 1861, desmembrada do termo de Cantagalo e tendo anexadas a si as freguesias de São Francisco de Paula e São Sebastião do Alto. Destacou-se na luta pela elevação a município o coronel Braz Fernandes Carneiro Viana, cunhado do Duque de Caxias. Santa Maria Madalena passou à categoria de cidade em 1890. 

Formação Administrativa 

Freguesia criada com a denominação de Santa Maria Madalena, por decreto provincial nº 802, de 28-09-1855, no município de Cantagalo, bem assim decretos estaduais nº 1 e nº 1-A, respectivamente, dos dias 8 de maio e 3 de junho do ano de 1892.
Elevado à categoria de vila com a denominação de Santa Maria Madalena, por lei ou decreto provincial nº 1208, de 04-10-1681, com território desmembrado do município de Cantagalo. Constituído do distrito sede. Instalado em 08-06-1862.
Elevado à condição de cidade e sede municipal com a denominação de Santa Maria Madalena, pelo decreto estadual nº 107, de 28-07-1890. 
Pela deliberação de 27-02-1891, são criados os distritos de Imbé e Triunfo e anexados ao município de Santa Maria Madalena e por decretos estaduais nº s 1, de 08-05-1892 e 1-A, de 03-06-1892. 
Pela lei estadual nº 480, de 08-11-1901, é criado o distrito de São João da Vênia. Sede no Arraial de São João Evangelista da Ventania e anexado ao município de Santa Maria Madalena. Em divisão administrativa referente ao ano de 1911, o município de Santa Maria Madalena é composto de 4 distritos: Santa Maria Madalena, Imbé, São João da Vênia e Triunfo. Pelo decreto-lei estadual nº 1445, de 31-07-1915, o distrito de São João da Vênia passou a denominar-se Estação de Doutor Loreti. 
Pela lei estadual nº 1633, de 18-11-1919, o distrito com a denominação de Ventania ex-Doutor Loreti deixa de pertencer ao município Santa Maria Madalena, sendo anexado ao município de São Francisco de Paula, atual Trajano de Morais. 
Nos quadros de apuração do recenseamento geral de I-IX-1920, o município é constituído de 3 distritos: Santa Maria Madalena, Imbé e Triunfo.
Pelas leis estaduais nºs de 1804, de 20-11-1922 e 1822, de 20-11-1924, é criado novamente o distrito de Doutor Loreti, com terras desmembradas do município de São Francisco de Paula e anexado ao município de Santa Maria Madalena. 
Pela lei estadual nº 1795, de 02-01-1924, são criados os distritos de São José de Macapá e Sossego e anexados ao município de Santa Maria Madalena.
Em divisão administrativa referente ao ano de 1933, o município é constituído de 6 distritos: Santa Maria Madalena, Dr.Loreti ex-São João da Vênia, Santo Antônio do Imbé ex-Imbé, São José de Macapá, Sossego e Triunfo. 
Assim permanecendo em divisões territoriais datadas de 31-XII-1936 e 31-XII-1937. Pelo decreto estadual nº 641, de 15-12-1938, o distrito de Santo Antônio do Imbé passou a denominar-se Arrebol e o distrito de São José de Macapá a denominar-se Renascença. 
No quadro fixado para vigorar no período de 1939-1943, o município é constituído de 6 distritos: Santa Maria Madalena, Arrebol ex-Santo Antônio do Imbé, Doutor Loreti, Renascença ex São José de Macapá, Sossego e Triunfo. 
Pelo decreto-lei estadual nº.1056, de 31-12-1943, o distrito de Triunfo passou a denominar-se Itapuá. 
Por ato das disposições constitucionais transitórias, promulgado em 20-06-1947, o distrito de Arrebol volta a denominar-se Santo Antônio do Imbé. 
Em divisão territorial datada de 1-VII-1950, o município é constituído de 6 distritos: Santa Maria Madalena, Doutor Loreti, Itapuá ex-Triunfo, Renascença, Santo Antônio do Imbé ex-Arrebol e Sossego. 
Pela lei estadual nº 791, de 15-02-1950, o distrito de Itapuá voltou a denominar-se Triunfo.
Em divisão territorial datada de 1-Vll-1960, o município é constituído de 6 distritos: Santa Maria Madalena, Doutor Loreti, Renascença, Santo Antônio do Imbé, Sossego e Triunfo ex-Itapuá.
Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2007.

Fonte: Biblioteca IBGE.

Nenhum comentário: