quinta-feira, 5 de novembro de 2015

História de Porciúncula, Rio de Janeiro - RJ

Histórico do Município: Porciúncula, Rio de Janeiro - RJ
Gentílico: porciunculense

Durante o período colonial, o Brasil, ligado a Portugal, esteve dividido em capitanias hereditárias. O território que forma o atual Estado do Rio de Janeiro fez parte de três importantes capitanias - São Vicente, Cabo Frio e Paraíba do Sul; e o atual Município de Porciúncula integrava esta última que coube a Pêro Góis da Silveira. 

Até início do século XIX, as terras que hoje compõem o Município de Porciúncula mantiveram-se fora das correntes colonizadoras, estando sua origem e evolução muito ligadas ao crescimento de Itaperuna. Seu desbravamento verificou-se entre os anos de 1821 e 1831, quando José Lanes (ou Lana) Dantas Brandão fixou-se na zona do Rio Carangola, nas proximidades da atual Cidade de Natividade, desencadeando um fluxo migratório para quase toda a área que constitui, hoje, a região Noroeste Fluminense. 

O progresso econômico e social verificado nessas terras logo chamou a atenção de autoridades civis e eclesiásticas, pois a população que crescia a cada dia, começava a reclamar assistência material e religiosa. Assim, no ano de 1879, foi criada a freguesia de Santo Antônio do Carangola, ainda em terras do Município de Campos, das quais se separou em 1885, passando a fazer parte do então recém criado município de Itaperuna. 

Em 1938, a freguesia teve seu nome mudado para Porciúncula, e, em 1947, foi criado o município do mesmo nome, desligando-se do território de Itaperuna. 

Formação Administrativa 

Freguesia criada com a denominação de Santo Antônio do Carangola, pela lei provincial nº 2396, de 26-11-1879, e por deliberação estadual de 31-10-1891 e por decretos estaduais nº 1, de 08-05-1892 e nº 1-A, de 03-06-1892. 
Em divisão administrativa referente ao ano de 1911, o distrito de Santo Antônio do Carangola figura no município de Itaperuna. 
Pela lei estadual nº 2036, de 17-11-1926, o distrito de Santo Antônio do Carangola passou a denominar-se Santo Antônio de Porciúncula. 
Em divisão administrativa referente ao ano de 1933, o distrito já denominado Santo Antônio de Porciúncula permanece no município de Itaperuna. 
Assim permanecendo em divisões territoriais datadas de 31-XII-1936 e 31-XII-1937. 
Pelo decreto-lei estadual nº 392-A, de 31-03-1938, o distrito de Santo Antônio de Porciúncula passou a ser grafado Santo Antonio de Porciúncula. 
Pelo decreto estadual nº 641, de 15-12-1938, o distrito de Santo Antônio de Porciúncula passou a denominar-se simplesmente Porciúncula. 
No quadro fixado para vigorar no período de 1939-1943, o distrito de Porciúncula permanece no município de Itaperuna. 
Elevado à categoria de município com a denominação de Porciúncula, por ato das disposições constitucionais transitórias deste estado, promulgado em 20-06-1947, desmembrado de Itaperuna. Sede no atual distrito de Porciúncula (ex-Santo Antônio de Porciúncula). Constituído de 3 distritos: Porciúncula, Purilândia (ex-Vista Alegre) e Santa Clara (ex- Santa Clara do Carangola), todos desmembrados de Itaperuna. Instalado em 22-08-1947. 
Em divisão territorial datada de 1-VII-1950, o município é constituído de 3 distritos: Porciúncula, Purilândia e Santa Clara. Assim permanecendo em divisão territorial datada de 1-VII-1960. 
Em "Síntese" de 31-XII-1994, o município é constituído de 3 distritos: Porciúncula, Purilândia e Santa Clara.
Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2007. 

Alterações toponímicas municipais 
Santo Antônio do Carangola para Santo Antônio de Porciúncula alterada, lei estadual 2036, de 17-11-1926. 
Santo Antônio de Porciúncula para simplesmente Porciúncula, alterado, pelo decreto estadual nº 641, de 15-12-1938.

Fonte: Biblioteca IBGE.

Nenhum comentário: