terça-feira, 13 de outubro de 2015

História de Itatiaia, Rio de Janeiro - RJ

Histórico do Município: Itatiaia, Rio de Janeiro - RJ
Gentílico: itatiaiense

A origem de Itatiaia encontra-se ligada à de Resende, município ao qual pertencia até recentemente como sede distrital. 

Os índios Puris, que ocupavam originalmente toda a área compreendida entre Queluz, no Estado de São Paulo, e Barra Mansa, no Rio de Janeiro, foram os primeiros habitantes das terras que formam o município.

A presença do homem branco só viria nos séculos XVII e XVIII. A necessidade do escoamento do ouro das Minas Gerais para os portos de Angra dos Reis e Paraty forçou a descida pela serra no roteiro onde hoje existe Mauá, ou pela Serra do Picu, passando por onde hoje é Itatiaia. Às margens de ambos os caminhos foram se estabelecendo pequenas áreas de ocupação pelos primitivos rancheiros, destinadas ao abastecimento e pouso dos tropeiros, que transportavam o ouro das minas para o litoral.

A colonização definitiva da região de Resende, porém, só se efetivou em 1744, com a chegada dos lavradores que se estabeleceram na margem esquerda do Paraíba do Sul, em área próxima a Agulhas Negras. Esse núcleo originou a criação do município, em 1749, com sede no arraial de Campo Alegre.

O período entre os séculos XVIII e XIX marca uma fase de transição econômica, passando da agricultura e pecuária de subsistência, que predominou entre os primeiros rancheiros, para o aparecimento das grandes fazendas de cana-de-açúcar e café, sendo a primeira atividade logo superada pela segunda.

É dessa época a formação das maiores fazendas da região, como a da Cachoeira, a Itatiaia, a Belos Prados, Campo Belo, a da Serra, a Fazendinha e a Fazenda do Barão de Mauá, esta última correspondendo à atual área do Parque Nacional de Itatiaia, com suas matas preservadas graças a seu proprietário não ter aderido à monocultura cafeeira. A povoação de Campo Alegre prosperou regularmente, embora no período imperial é que tenha havido grande surto econômico na região graças à cultura do café. 

Em virtude do extraordinário desenvolvimento de sua economia, a freguesia foi elevada à categoria de vila em 1801, recebendo a denominação de Resende, e, em 1848, galgou à categoria de cidade.
Com o declínio da atividade cafeeira, a maioria das fazendas foi ocupada pela pecuária, o que garantiu a sobrevivência econômica local. Com a construção da Rodovia Presidente Dutra, por volta de 1950, cruzando o município de leste a oeste, e da Hidrelétrica de Funil, Itatiaia iniciou um novo ciclo de atividades e desenvolvimento, com a instalação de indústrias de grande expressão e o início da atividade turística.

O município foi criado em 1988, por desmembramento de Resende. Sua história, porém, tem mais de 170 anos, sendo a data de 5 de abril de 1839 o marco da fundação do povoamento inicial, com o nome de Campo Belo. 

Formação Administrativa 

Distrito criado com a denominação de Campo Belo, pela lei provincial nº 272, de 0 9-05-1842 e por decretos estaduais nºs 1, de 08-05-1892 e 1-A, de 03-06-1892, subordinado ao município de Resende. 
Em divisão administrativa referente ao ano de 1911, o distrito de Campo Belo figura no município de Resende.
Assim permanecendo em divisões territoriais datadas de 31-XII-1936 3 31-XII-1937. 
Pelo decreto-lei estadual nº 1056, de 31-12-1943, o distrito de Campo Belo passou a denominar-se Itatiaia. 
Em divisão territorial datada de I-VII-1950, o distrito já denominado de Itatiaia figura no município de Resende.
Assim permanecendo em divisão territorial datada de I-VII-1960.
Elevado à categoria de município com a denominação de Itatiaia, pela lei estadual nº 1330, de 06-07-1988, desmembrado de Resende. Sede no antigo distrito de Itatiaia. Constituído do distrito sede. Instalado em 01-07-1989. 
Em "Síntese" de 31-XII-1994, o município é constituído de distrito sede.
Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2007. 

Alteração toponímica distrital 
Campo Belo para Itatiaia alterado, pelo decreto-lei estadual nº 1056, de 31-12-1943.

Fonte: Biblioteca IBGE.

Nenhum comentário: