segunda-feira, 5 de outubro de 2015

História de Engenheiro Paulo de Frontin, Rio de Janeiro - RJ

Histórico do Município: Engenheiro Paulo de Frontin, Rio de Janeiro - RJ
Gentílico: fronteense.

Em fins do século XVI, as terras do atual Município de Engenheiro Paulo de Frontin eram habitadas pelos índios Tamoios. 

Ponto convergente de Minas, Rio e São Paulo, ali se fazia o rodeio do gado destinado ao corte, cobrando-se na barreira a taxa correspondente ao número de cabeças em trânsito por determinação: primeiro do Vice-rei e depois do Governo da Província. Rodeio por isso mesmo, nunca perdeu o seu nome.

Segundo o Jornalista Coryntho de Souza, em seu livro "Rodeio, ontem e hoje", o povoado surgiu como surgiram outros lugarejos do Brasil, formado por caravanas lusas que partiam do litoral em busca de novas terras. Mas até o princípio do século XVIII, ainda era uma trilha natural das que seguiam para outros pontos do país. Não havia uma sociedade organizada.

A zona urbana da Vila pertencia à fazenda Hermitage, aliás a que primeiro se instalou em Rodeio, com a aquisição de parte das sesmarias concedida na Sacra Família do Tinguá em 1755.
Somente na década de 1860, quando a Cia. da Estrada de Ferro D. Pedro II, atravessou suas terras é que um desenvolvimento maior começou a se delinear.

Em 22 de janeiro de 1946, esta Cidade passou a denominar-se Engenheiro Paulo de Frontin, ainda como 6º Distrito de Vassouras, emancipando-se em 1963. 

Formação Administrativa

Distrito criado com a denominação de Rodeio, pela lei provincial nº 1707, de 30-10-1872. O distrito de Rodeio teve confirmada sua criação, pelos decretos nº 1, de 08-05-1892 e nº 1-A, de 03-06-1892, subordinado ao município de Vassouras.
Pela lei estadual nº 735, de 21-09-1906, o distrito de Rodeio é reduzido à categoria de povoado.
Pela lei estadual nº 881, 11-09-1909, é recriado o distrito de Rodeio ex-povoado, subordinado ao município de Vassouras. 
Em divisão administrativa referente ao ano de 1911, o distrito de Rodeio figura no município de Vassouras.
Assim permanecendo em divisões territoriais datadas de 31-XII-1936 e 31-XII-1937. 
Pelo decreto-lei estadual nº 1056, de 31-12-1943, modificado pelo decreto nº 1577, de 22-01-1946, o distrito de Rodeio passou a denominar-se Engenheiro Paulo de Frontin. Em divisão territorial datada de I-VII-1950, o distrito de Engenheiro Paulo de Frontin, permanece no município de Vassouras.
Assim permanecendo em divisão territorial datada de 1-VII-1955. 
Elevado à categoria de município com a denominação de Engenheiro Paulo de Frontin, pela lei estadual nº.3785, de 25-11-1958, desmembrado de Vassouras. Sede no antigo distrito de Paulo de Frontin. Constituído de 2 distritos: Engenheiro Paulo de Frontin e Sacra Família do Tinguá. Ambos desmembrados de Vassouras. 
Assim permanecendo em divisão territorial datada de 01-VII-1960. 
Pela representação do Supremo Tribunal Federal nº 423, de 12-12-1960, o município foi extinto, sendo e seu território anexado ao município de Vassouras, como simples distrito. 
Elevado novamente à categoria de município com a denominação de Engenheiro Paulo de Frontin, pela lei estadual nº 5224, de 04-10-1963, desmembrado de Vassouras. Sede no antigo distrito de Engenheiro Paulo de Frontin. Constituído de 2 distritos: Engenheiro Paulo de Frontin e Sacra Família do Tinguá. Ambos desmembrados de Vassouras. Instalado em 19-01-1964.
Em divisão territorial datada de 31-XII-1968, o município é constituído de 2 distritos: Engenheiro Paulo de Frontin e Sacra Família do Tinguá. Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2007. 

Alteração toponímica distrital 
Rodeio para Engenheiro Paulo de Frontin alterado, pelo dcreto-lei estadual nº 1056, de 31-12-1943, modificado pelo decreto nº 1577, de 22-01-1946.

Fonte: Biblioteca IBGE.

Nenhum comentário: