terça-feira, 13 de outubro de 2015

História de Cajuru , São Paulo – SP

Histórico do Município: Cajuru , São Paulo – SP
Gentílico: cajuruense

Na região entre os rios Pardos e seus afluentes Araraquara e Cubatão, às margens do córrego Cajuru, antigo pouso de tropeiros deu início ao povoamento do atual Município.

Em 11 de novembro de 1821, Maria Pires de Araújo e seus filhos José, Manoel, Carlos Geraldo e Bento, doaram uma gleba de terra, onde foi erguida uma capela, origem da povoação de Capela de São Bento de Cajuru.

Tornando-se Capela Curada por Provisão de 16 de março de 1835, foi em fevereiro de 1846, elevado a freguesia, incorporada ao Município de Casa Branca, passando, em junho de 1850, para o Município de Batatais.

A localidade foi servida de um ramal da antiga Companhia Mogiana de Estradas de Ferro, que, partindo de Santos Dumont, na linha tronco, alí terminava seus trilhos. O seu desenvolvimento deveu-se inicialmente à cafeicultura e, depois, à cana-de- açúcar e à pecuária. Cajuru, em língua tupi, "caa-jurú", significa "boca da mata", segundo Theodoro Sampaio. 
Vista parcial do município de Cajuru (SP) - 1957.
Formação Administrativa

Distrito criado com a denominação de Cajuru, por lei provincial nº 10, de 19-02-1846, subordinado ao município de Casa Branca.
Pela lei provincial nº 19, de 10-06-1850, transfere o distrito de Cajuru do município de Casa Branca para o município de Batatais.
Elevado à categoria de município com a denominação de Cajuru, por lei provincial nº 15, de 18-03-1865, desmembrado de Batatais. Sede na vila de Cajuru. Constituído do distrito sede. Instalado em 18-08-1866.
Pela lei nº 680, de 14-09-1899, é criado o distrito de Santa Rita de Cássia dos Coqueiros e anexado ao município de Cajuru. 
Elevado à condição Cidade, pela lei estadual nº 1038, de 19-12-1906. 
Em divisão administrativa referente ao ano de 1911, o município é constituído 2 distritos: 
Cajuru e Santa Rita de Cássia dos Coqueiros. Pela lei no 1945, de 19-12-1923, é criado o distrito de Santa Cruz da Esperança e anexado ao município de Cajuru. Em divisão administrativa referente ao ano de 1933, o município é constituído de 3 distritos: Cajuru, Santa Cruz da Esperança e Santa Rita de Cássia dos Coqueiros. Assim permanecendo em divisões territoriais datadas de 31-XII-1936 e 31-XII-1937. 
Pelo decreto estadual nº 9775, de 30-11-1938, o distrito de Santa Cruz da Esperança passou na denominar-se Cruz Esperança e o distrito de Santa Rita de Cássia dos Coqueiros a denominar-se Cássia dos Coqueiros.
No quadro fixado para vigorar no período de 1944-1948, o município é constituído de 3 distritos: Cajuru, Cássia dos Coqueiros (ex-Santa Rita de Cássia dos Coqueiros) e Cruz da Esperança (Ex-Santa Cruz da Esperança), e é termo da comarca de Cajuru, formada de um único termo, Cajuru, termo este formado por dois Municípios: Cajuru e Santo Antônio da Alegria. 
Em divisão territorial datada de I-VII-1955, o município de Cajuru é constituído de 3 distritos: Cajuru, Cruz da Esperança e Santa Rita de Cássia. 
Pela lei estadual no 5285, de 18-02-1959, desmembra do município de Cajuru o distrito de Cássia dos Coqueiros. Elevado à categoria de município. Em divisão territorial datada de 1-VII-1960, o município é constituído de 2 distritos: Cajuru e Cruz da Esperança. Pela lei estadual nº 8092, de 28-02-1964, o distrito de Cruz da Esperança voltou a denominar-se Santa Cruz da Esperança. Em divisão territorial datada de 1-I-1979, o município é constituído de 2 distritos: Cajuru e Santa Cruz da Esperança. Pela lei estadual no 8550, de 30-12-1993, desmembra do município de Cajuru o distrito de Santa Cruz da Esperança. Elevado à categoria de município.
Em divisão territorial e datada de 01-VI-1995, o município é constituído do distrito sede. 
Assim permanecendo em divisão territorial datada de 14-V-2001. 

Transferência distrital
Pela lei provincial nº 19, de 10-06-1850, transfere o distrito de Cajuru do município de Casa Branca para o de Batatais.

Fonte: Biblioteca do IBGE.

Nenhum comentário: