segunda-feira, 12 de outubro de 2015

História de Cajobi, São Paulo – SP

Histórico do Município: Cajobi, São Paulo – SP
Gentílico: cajobiense

Em 1901, José da Silva Ramos doou 17 alqueires de suas terras para a formação do patrimônio de Nossa Senhora da Abadia do Bebedouro do Turvo, ao qual foram anexados em 1904 mais 15 alqueires doados pelo mesmo José da Silva Ramos, por Manoel Justino Pereira e José Antônio Martins (5 alqueires de cada), sob a condição de ser mudado o nome do patrimônio para Monte Verde. Porém as honras de fundador cabe ao mineiro Misael Anacleto de Souza, que nestas terras, construiu sua casa de pau a pique e uma pequena capela.

A pequena povoação foi elevada à categoria de distrito de paz em 1908, graças a lei 1139, de 31 de outubro.

Pela lei 1404, de 23 de setembro de 1913, o distrito passou a chamar-se Cajobi, palavra tupi que traduz exatamente a anterior denominação portuguesa de Monte Verde.

Finalmente, no processo da evolução político administrativa de Cajobi a data de 30/12/1926 relaciona-se com sua emancipação obtida pela lei 2189.

Formação Administrativa

Em divisão administrativa do Brasil referente ao ano de 1911, figura no Município de Barretos o Distritos de Monte verde, criado por Lei Estadual n.º 1139, de 31 de outubro de 1908. Por esta mesma Lei foi elevado a Vila. Tomou o nome de Cajobi por Lei Estadual n.º 1404, de 23 de dezembro de 1913. 
Transferido do Município de Barretos para o de Olímpia por Lei Estadual n.º 1571, de 7 de dezembro de 1917. 
Elevado à categoria de Município pela Lei Estadual n.º 2189, de 30 de dezembro de 1926. Desmembrado do Município de Olímpia. Sua instalação verificou-se no dia, 24 de março de 1928. Em divisão administrativa referente ao ano de 1933, o Município de Cajobi compõe-se de 2 Distritos: Cajobi e Marcondésia. 
Em divisões territoriais datadas de 31-12-1936 e 31-12-1937, bem como no quadro anexo ao Decreto-lei Estadual n.º 9073, de 31 de março de 1938, o Município de Cajobi pertence ao termo judiciário de Olímpia, da comarca de Olímpia, e se divide em 2 Distritos: Cajobi e Marcondésia. 
Pelo Decreto Estadual n.º 9775, de 30 de novembro de 1938, o Município de Cajobi adquiriu o Distrito de Albuquerque, do Município de Pirangí. Perdeu o Distrito de Marcondésia para o Município de Monte Azul. 
Em 1939-1943, o Município de Cajobi é composto dos Distritos de Cajobi e Albuquerque, e pertence ao termo de Olímpia, da comarca de Olímpia. 
Em virtude do Decreto-lei Estadual n.º 14334, de 30-11-1944, que fixou o quadro territorial para vigorar em 1945-48, o Município de Cajobi ficou composto dos Distritos de Cajobi e Embaúba, e pertence ao termo e comarca de Olímpia. 
Permanece composto dos Distritos de Cajobi e Embaúba, comarca de Olímpia, no quadro fixado pela Lei Estadual n.º 233, de 24-12-1948 para 1949-53. Constituído dos Distritos de Cajobi, Embaúba e Monte Verde Paulista, comarca de Olímpia, no quadro fixado pela Lei Estadual n.º 2456, de 30-12-1953 para o período 1954-58. Assim permanecendo em divisão territorial datada de 1-07-1960.

Fonte: IBGE - Enciclopédia dos Municípios Brasileiros - Volume 28 - Página 195

Nenhum comentário: