segunda-feira, 5 de outubro de 2015

História de Caconde, São Paulo – SP

Histórico do Município: Caconde, São Paulo – SP
Gentílico: cacondense

Não existem provas documentais sobre a fundação de Caconde, contudo, segundo crônica local, a cidade surgiu em função do ouro, tendo em 1765, sido explorado pelo Capitão Pedro Franco Quaresma, provavelmente o descobridor das minas e fundador do arraial. 

Supondo serem ricas as minas descobertas, muitos povoadores estabeleceram-se no arraial, aumentando a população. A partir da construção de uma capela dedicada a Nossa Senhora da Conceição, 
o povoado foi elevado à categoria de freguesia, tendo como vigário o padre Francisco Bueno de Azevedo. A freguesia, cuja a data de elevação é ignorada, foi instalada com o nome de Caconde, termo de origem africana, aplicado à povoação da região Angolana banhada pelo rio Cumene e seus Afluentes; a denominação variou de Cacunda e Caconda para Caconde e teria sido dada pelos negros fugitivos, quilombolas, que aí se refugiaram anteriormente ao ciclo do ouro.

O núcleo urbano, inicialmente estabelecido às margens do Ribeirão São Mateus, transferiu-se para Bom Sucesso (sede da freguesia) e, posteriormente, para Bom Jesus. Esse movimento prendeu-se à alternância de descobertas e escassez das jazidas em locais diferentes. Todavia, a exaustão definitiva, por volta de 1804, provocou o êxodo de seus moradores. 

Nessa época começou uma corrente migratória de mineiros, que se apossou das terras da antiga freguesia, também conhecida por Nossa Senhora das Cabeceiras do rio Pardo. O repovoamento do núcleo urbano somente foi efetivado em 1822, com a doação do patrimônio por Miguel da Silva Teixeira. Inicialmente, dedicaram-se à pecuária, que foi substituída pela cafeicultura em meado do século XIX, período de grande progresso. 

Formação Administrativa

Distrito criado com a denominação de Caconde em 1775, no Município de Mogi-Mirim. 
Lei Provincial nº 15, de 25 de fevereiro de 1841. Transfere o Distrito de Mogi-Mirim para o Município de Casa Branca.
Elevado à categoria de vila com a denominação de Caconde, por Lei Provincial n.º 6, de 5 de abril de 1864, desmembrado de Casa Branca. Constituído do Distrito Sede. Sua instalação verificou-se no dia 21 de janeiro de 1865. 
Cidade por força de Lei Provincial no 10, de 05 de março de 1883. Lei no 1028, de 06 de dezembro de 1906, cria o Distrito de Tapyratiba e incorpora ao Município de Caconde. Segundo a divisão administrativa referente ao ano de 1911, o Município de Caconde se divide em 2 Distritos: Caconde e Tapiratiba. Lei Estadual nº 2329, de 27 de dezembro de 1928, desmembra do Município de Caconde o Distrito de 
Tapiratiba. 
Em divisão administrativa referente ao ano de 1933, o Município é constituído do Distrito sede. 
Lei no 2694, de 03 de novembro de 1936, cria o Distrito de Santo Antonio da Barra e incorpora ao Município de Caconde. 
Em divisões territoriais datadas de 31-XII-1936 e 31-XII-1937, bem como no quadro anexo ao Decreto­lei Estadual no 9073, de 31 de março de 1938, o Município de Caconde compreende o único têrmo judiciário da comarca de Caconde e se divide em 2 distritos: Caconde e Santo Antônio da Barra. 
No quadro fixado, pelo decreto estadual no 9775, de 30 de novembro de 1938, para 1939-1943, o Município de Caconde é composto de 2 Distritos: Caconde e Santo Antônio da Barra, e é têrmo da comarca de Caconde , formada de 1 único têrmo, Caconde. Termo esse formado por 2 Municípios: Caconde e Tapiratiba. 
Em virtude do Decreto-lei Estadual no 14334, de 30 de novembro de 1944, que fixou o quadro territorial para vigorar em 1945-1948, o Município de Caconde ficou composto de 2 Distritos: Caconde e Barrânia, e constitui o único têrmo judiciário da comarca de Caconde, a qual é formada pelos municípios de Caconde e Tapiratiba.
Permanece composto dos Distritos de Caconde e Barrânia (Ex-Santo Antonio da Barra), nos quadros territoriais fixados pelas Leis Estaduals no 233, de 24-XII-1948 e 2456, de 30-XII-1953 para vigorar, respectivamente, nos períodos 1949-1953 e 1954-1958. 
Em divisão territorial datada de 1-VII-1960, o município é constituído de 2 Distritos: Caconde e Barrânia. 
Assim permanecendo em divisão territorial datada de 15-VII-1999.

Fonte: Biblioteca do IBGE.

Nenhum comentário: