segunda-feira, 10 de agosto de 2015

História de Bilac, São Paulo – SP

Histórico do Município: História de Bilac, São Paulo – SP
Gentílico: bilaquense

A companhia Brazil Plantation Sindical promoveu, em 1927, loteamento de suas terras, atraindo vários povoadores, entre eles, Fernando Rodrigues, Francisco Lopes Rodrigues, José Gonçalves e Hicoiti Yoshiy que, com suas famílias, se fixaram na região, denominando-a "córrego da colônia". 
Mais tarde, a Sociedade Vila Conceição composta de Osvaldo Martins, Sakae Sato, Shoe Anzai e Toshio Yoshiy, adquiriu terras e dividiu-a em lotes para instalação do povoado. João Nery, que adquiriu um desses lotes, construiu a primeira casa, em madeira. 

A 10 de fevereiro de 1923, dado o rápido desenvolvimento do povoado, a Câmara Municipal de Biriguí, votou favoravelmente á criação de uma vila denominada Nossa Senhora da Conceição, em homenagem à Padroeira do povoado. O progresso da Vila logo se fez sentir, com a instalação em 1928, do cemitério público e, em 1930, do Distrito policial. 

A localidade continuou desenvolvendo-se e em 1933, foi elevada a Distrito de Paz, porém, com a denominação de Nipolândia, em homenagem à grande colônia nipônica da região. 
No ano de 1938, o Distrito de Nipolândia passou a denominar-se Bilac, em homenagem ao poeta Olavo Brás Martins dos Guimarães Bilac, mantendo esse nome como Município. 

Formação Administrativa

Distrito criado com a denominação de Nipolândia, por Decreto Estadual nº 6043, de 18 de agosto de 1933, no Município de Biriqui. 
Segundo a divisão administrativa referente ao ano de 1933 e as territoriais datadas de 31-XII­1936 e 31-XII-1937, assim como o quadro anexo ao Decreto-lei Estadual nº 9073, de 31 de março de 1938, o Distrito de Nipolândia figura no Município de Birigui. 
Pelo Decreto Estadual nº 9775, de 30 de novembro de 1938, que fixou o quadro para vigorar no quinquênio 1939-1943, o referido Distrito permanece no Município de Birigui, mas passou a denominar-se Bilac. 
Elevado à categoria de município com a denominação de Bilac, por Decreto-lei Estadual nº 14334, 30 de novembro de 1944, Desmembrado de Birigui, Sede no antigo Distrito de Bilac. Constituído de 2 Distritos: Bilac e Piacutu. Sua instalação verificou-se no dia 01 de janeiro de 1945. 
Fixado o quadro da divisão territorial administrativo judiciário do Estado de São Paulo, vigente para vigorar em 1945-1948, o Município de Bilac é composto de 2 Distritos: Bilac e Piacatu. 
Por força do citado decreto, o novo Município perdeu parte do território do Distrito de Bilac para o de Araçatuba, do Município de nome idêntico, e adquiriu do Distrito de Birigui, do Município deste nome, para os Distritos de Bilac e Piacatu. Nesse quadro, o Município de Bilac ficou formado pelos Distritos de Bilac e Piacatu. 
Lei Estadual 233, de 24 de dezembro de 1948 Cria o Distrito de Gabriel Monteiro e incorpora ao Município de Bilac.
No quadro territorial para vigorar no período de 1949-1953, o município é constituído de 3 Distritos: Bilac, Gabriel Monteiro e Piacatu.
Lei Estadual no 2456, de 30 de dezembro de 1953, desmembra do Município de Bilac o Distrito Piacatu que passou a constituir o novo Município de mesmo nome. 
No quadro territorial para vigorar no período de 1954-1958, o município é constituído de 2 Distrito: Bilac e Gabriel Monteiro.
Lei Estadual nº 5285, de 18 de fevereiro de 1959, desmembra do município de Bilac o Distrito de Gabriel Monteiro que passou a constituir o novo Município de mesmo nome.
Em divisão territorial datada de 01-VII-1960, o município é constituído do Distrito Sede. 
Assim permanecendo em divisão territorial datada de 15-VII-1999.

Fonte: Biblioteca do IBGE.

Nenhum comentário: