terça-feira, 11 de agosto de 2015

História de Araçatuba, São Paulo – SP

Histórico do Município: Araçatuba, São Paulo – SP
Gentílico: araçatubense 

Em princípios deste século o Governo Federal lançou, partindo de Bauru, rumo de Mato Grosso, os trilhos da Estrada de Ferro Noroeste do Brasil. A região surpreendeu, pela fertilidade do solo, atraindo milhares de pessoas, em busca de riqueza. 

A origem de Araçatuba remonta a essa época. A 02 de dezembro de 1908, foi inaugurando uma estação ferroviária, ainda em plena floresta. Numa clareira, erigiram-se as primeiras moradas, em ranchos simples, cobertos de sapé. À direita do leito da via Férrea se instalou Miguel Caputi, e à esquerda Vicente Franco ou Machado Melo. Essa data é considerada como da fundação do patrimônio e comemorada, anualmente, com grandes festejos. 

Em 1911, de Jardinópolis, chegou uma caravana, cujos integrantes adquiriram terras a Elisio de Castro Fonseca. No entanto, o desbravamento era dificultado pelos silvícolas, que dominavam essa área, defendendo-a em arremetidas cruentas. Nem sempre os desbravadores levavam a melhor, e, em 1916, um grupo, chefiado pelo engenheiro Cristiano Olsen, foi massacrado, quando procedia ao levantamento das terras do rio Feio. 

Com o crescimento do povoado, e graças aos esforços do engenheiro José Cândido, o ânimo belicoso dos indígenas foi apaziguado, retirando-se eles para a serra do Diabo, no pontal da confluência dos rios Paraná e paranapanema. 

Como grandes proprietários figuravam, já então, Joaquim Machado de Melo, Augusto de Morais, Manoel Bento da Cruz e Elísio de Castro Fonseca. Como fundadores da cidade apontam-se, entre outros, João Máximo de Carvalho, Manoel da Silva Prates, Paulo Bim, Paulo Biagi, Pedro Storti, Manoel Inácio, Antônio Pacheco, João Vasconcelos e Aprígio Cardoso. 

Hoje Araçatuba figura entre as comunas paulistas de maior desenvolvimento, graças à sua posição privilegiada, solo fértil, magnífico traçado e labor de sua gente. 
Centro da cidade de Araçatuba (SP) - 1960
Formação Administrativa 

Distrito criado com a denominação de Araçatuba, pela lei estadual nº 1580, de 20-12- 1917, subordinado ao município de Penápolis (ex-Pennápolis). 

Nos quadros de apuração do recenseamento geral de 1-IX-1920, o distrito de Araçatuba, figura no município de Penápolis. 

Elevado à categoria de município com a denominação de Araçatuba, pela lei estadual nº 1812, de 08-12-1921, desmembrado do município de Penápolis. Sede no antigo distrito de Araçatuba. Constituído do distrito sede. Instalado em 19-02-1922. 

Pela lei estadual nº 5888, de 25-04-1933, é criado o distrito de Diabase e anexado ao município de Araçatuba. 

Em divisão administrativa referente ao ano de 1933, o município é constituído de 2 distritos: Araçatuba e Diabase. 

Pelo decreto nº 6546, de 10-06-1934, foram criados os distritos de Guararapes e Valparaiso e anexados ao município de Araçatuba. 

Em divisão territorial datada de 31-XII-1936, o município é constituído de 4 distritos: Araçatuba, Diabase, Guararapes e Valparaiso. 

Pela lei estadual nº 2833, de 05-01-1937, desmembra do município de Araçatuba o distrito de Guararapes. Elevado à categoria de município. 

Pela lei estadual nº 2859, de 08-01-1937, desmembra do município de Araçatuba o distrito de Valparaíso. Elevado à categoria de município. 

Pela lei n° 3024, de 04-08-1937, é criado o distrito de Rinópolis e anexado ao município Araçatuba. 

Em divisão territorial de 31-XII-1937, o município é constituído de 3 distritos: Araçatuba, Diábase e Rinópolis. . 

Pelo decreto estadual nº 9775, de 30-11-1938, o município sofreu a seguintes modificações: Araçatuba adquiriu do município de Monte Aprazível o distrito de Major Prado. O distrito de Diabase foi transferido com a denominação de Alto Pimenta, do município de Araçatuba, para o de Valparaiso o de Rinópolis foi transferido do município de Araçatuba para o novo município de Tupã. 

No quadro fixado para vigorar no período de 1939-1943, o município é constituído de 2 distritos: Araçatuba e Major Prado. 

Assim permanecendo em divisão territorial datada de 1-VII-1960. 

Pela lei estadual nº 8092, de 28-02-1964, o distrito de Major Prado passou a denominar-se Santo Antônio do Aracanguá. 

Em divisão territorial datada de 31-XII-1968, o município é constituído de 2 distritos: Araçatuba e Santo Antônio do Aracanguá (ex-Major Prado). 

Assim permanecendo em divisão territorial datada de 1988. 

Pela lei estadual nº 7644, de 30-12-1991, desmembra do município de Araçatuba o distrito de Santo Antônio de Aracanguá. Elevado à categoria de município. 

Em divisão territorial datada de 1997, o município é constituído do distrito sede. 

Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2009.

Fonte: Biblioteca do IBGE.

Nenhum comentário: