quinta-feira, 16 de julho de 2015

História de Teixeiras, Minas Gerais - MG

Os primeiros habitantes da região foram elementos liderados por Antônio Serafim Teixeira, que se instalou na região para exploração das atividades agrícolas. O profundo sentimento religioso dos primeiros desbravadores de nossos sertões muito contribuíram para a fixação ou aparecimento do primeiros núcleos populacionais no interior do Brasil, pois esta formação de povoados se dava, geralmente, em torno de uma ermida ou capela religiosa. 

O Sr. Antônio Serafim Teixeira fez erigir uma capela em homenagem ao santo de sua devoção, Santo Antônio, e em torno desta capela nasceu e se consolidou o povoado. o topônimo teve a sua origem, primeiramente, pela devoção religiosa e também homenageando a família de seu fundador, pois chamou-se, originalmente, povoado de santo Antônio de Teixeiras, e, finalmente, quando de sua emancipação político-administrativa, chamar-se simplesmente Teixeiras, embora tenha em santo Antônio, o padroeiro do município. o povoado começou a aparecer por volta de 1850.

O distrito foi criado em 1883, ainda com o nome de Santo Antônio dos Teixeiras, pertencendo ao município de Viçosa. a criação do município com o nome de Teixeiras, se deu por força do decreto-lei nº 148 de 17 de dezembro de 1938. O novo município passou a se constituir de dois distritos, Teixeiras (sede) e do distrito de pedra do anta, ambos desmembrados do município de Viçosa. O distrito de Pedra do Anta se emancipou em 1962, constituindo município independente, ficando Teixeiras constituído de um único distrito ( o da sede), como está até hoje. O município é sede de comarca que jurisdiciona os municípios de Teixeiras e Pedra do Anta.

Vista aérea da área urbana e arredores do município de Teixeiras. A vida é calma e rotineira nesta pequena cidade da Zona da Mata. A cidade surge com o desenvolvimento das atividades agrícolas e cresce com o café. Morros descampados são os testemunhos dos dias prósperos que marcaram a passagem do café. Essas extensas áreas, algumas usadas para pastagens, possuem alguns restos de matas. Fotografia: Prefeitura Municipal de Teixeiras-MG. Ano: 2010
Formação Administrativa 
Distrito criado com a denominação de Teixeiras, pela lei provincial nº 3171, de 18-10-1883, e lei estadual nº 2, de 14-09-1891, subordinado ao município de Viçosa de Santa Rita. 

Em divisão administrativa referente ao ano de 1911, o distrito de Teixeiras figura no município de Viçosa (ex-Viçosa de Santa Rita). 

Assim permanecendo nos quadros de apuração do recenseamento geral de 1-IX-1920. Pela lei estadual nº 843, de 07-09-1923, o distrito de Teixeiras passou a denominar-se Santo Antônio de Teixeiras. 

Em divisão administrativa referente ao ano de 1933, o distrito de Santo Antônio de Teixeiras figura no município de Viçosa. 

Assim permanecendo em divisões territoriais datadas de 31-XII-1936 e 31-XII-1937. 

Elevado à categoria de município com a denominação de Teixeiras, pelo decreto-lei estadual nº 148, de 17-12-1938, desmembrado de Viçosa. Sede no atual distrito de Teixeiras (ex-Santo Antônio de Teixeiras). Constituído de 2 distritos: Teixeiras e Pedra do Anta, ambos desmembrados de Viçosa. Não temos a data de instalação. Em divisão territorial datada de 1-VII-1950, o município é constituído de 2 distritos: Teixeiras e Pedrao do Anta. 

Assim permanecendo em divisão territorial datada de 1-VII-1960. 

Elevado à categoria de município com a denominação de Pedra do Anta, pela lei estadual nº 2764, de 30-12-1962, desmembrado de Teixeiras. Sede no antigo distrito de Pedra do Anta. Constituído do distrito. Instalado em 01-03-1963. 

Em divisão territorial datada de 31-XII-1963, o município é constituído do distrito sede. 

Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2007. 

Alterações toponímicas distritais

Teixeiras para Santo Antônio de Teixeiras, alterada pela lei estadual nº 843, de 07-09-1923. 
Santo de Teixeiras para Teixeiras, alterado pelo decreto-lei estadual nº 148, de 17-12-1938.

Fonte: Biblioteca IBGE / IBGE Cidades / Blog de Geografia.

Nenhum comentário: