terça-feira, 30 de junho de 2015

Chile

CHILE - País localizado na face ocidental meridional da América do Sul, banhado pelo Oceano Pacífico, limitado pela Argentina, Bolívia e Peru. Não há consenso sobre a origem de seu topônimo, com várias possíveis explicações para o nome. Sabe-se, no entanto, que o vale do Aconcágua tinha este nome e que ele foi usado por Diogo de Almagro para também denominar o vale do Mapocho e, posteriormente, de toda a província.

Localização: América do Sul
Capital: Santiago
Idioma: Espanhol
População: 17.72.871 habitantes
Extensão Territorial: 756.096 Km²
Bandeira do Chile
Mapa do Chile
Dado o seu longo (e estreito) território, é natural que houvesse mais de uma tribo de nativos ao tempo pré-hispânico. Especialmente, há claras diferenças entre os que habitavam o norte e o sul da região. Para citar algumas das tribos indígenas, temos os mochicas, o atacameños, os diaguitas e os araucanos.

O primeiro europeu a chegar às terras chilenas por mar foi Fernão de Magalhães, navegador português a serviço da Espanha, que atravessou o estreito que leva o seu nome em 1520. Por terra, o primeiro a chegar em terras chilenas foi Diogo de Almagro, que as recebeu da coroa espanhola como prêmio por sua participação na conquista do Peru. Aquela província passou a se chamar Nueva Toledo. Para lá ele foi, em busca de riquezas, mas encontrou forte resistência dos nativos. Depois de sua morte, em 1538, Pedro de Valdivia partiu do Peru, em 1540, para efetivamente conquistar as terras chilenas. 

Em 1541, ele fundou a cidade de Santiago del Nuevo Extremo, que logo depois foi destruída pelos nativos e mais tarde reconstruída pelos espanhóis. Valdivia tornou-se governador e capitão-general do Chile, e mandou expedições para conquistar as terras até o Estreito de Magalhães.
Ao longo de todo o Século XVI, os espanhóis enfrentaram forte resistência dos índios da região, sendo que ao fim deste período a colônia foi também atacada pelos corsários ingleses Francis Drake e Thomas Cavendish.

No Chile, foi estabelecida uma pequena economia agrária, utilizando mão-de-obra escrava indígena e/ou mestiça. Com as descobertas de jazidas de ouro e cobre, foi instalada uma pequena mineração. O desenvolvimento da colônia foi gradativo, mas suficiente para criar uma pequena aristocracia local, que mais cedo ou mais tarde, levaria à independência. As idéias separatistas foram rechaçadas pela Coroa, até que em 18 de setembro de 1810, com a criação de uma Junta de Governo autônoma, as idéias de independência foram apoiadas pelo general Bernardo O' Higgins Riquelme, filho de um vice-rei do Peru. 

A república independente foi proclamada em 12 de fevereiro de 1818, embora a Espanha não a reconhecesse. O' Higgins foi indicado como Chefe Supremo do Estado, em 1817, embora ainda houvesse luta entre monarquistas pró-Espanha e os partidários da independência. Os separatistas foram apoiados por tropas comandadas por San Martin, que conseguiram vencer os espanhóis em 5 de abril de 1818.

A república aristocrática chilena entrou em guerra contra o Peru e a Bolívia, entre 1879-1884, e com a sua vitória, expandiu suas fronteiras mais para o norte, deixando a Bolívia sem saída para o mar.
No Século XX, o Chile passou por um período de alta turbulência política. O presidente eleito democraticamente, Salvador Allende, foi deposto em 1973, por golpe militar comandado pelo general Augusto Pinochet. Começou uma era trevosa para o país, que só retornou à normalidade democrática em 1990.

Fonte: IBGE

Nenhum comentário: