sábado, 6 de setembro de 2014

7 de Setembro: Independência do Brasil em seis momentos

Da chegada da família real em 1808 até o brado retumbante às margens do rio Ipiranga. Confira a trajetória dos fatos que fizeram a colônia Brasil proclamar a Independência em relação à metrópole Portugal
1808: Embarque da família Real
1808: Embarque da família Real
A Independência do Brasil ocorreu em 7 de Setembro de 1822, mas o primeiro passo para a emancipação política do Brasil se deu em 1808, com a chegada de Dom João VI à então colônia portuguesa e consequente abertura dos portos brasileiros às nações amigas (Crédito: Giuseppe Gianni / Acervo Biblioteca Nacional)
1820: Revolucão Liberal do Porto
1820: Revolucão Liberal do Porto
A revolução constitucionalista portuguesa, ocorrida em 1820, obrigou a volta da família real portuguesa a Lisboa. Uma das reivindicações dos revoltosos era a recondução do Brasil à condição de colônia e não mais de Reino Unido de Portugal. As exigências reforçaram o sentimento nacionalista brasileiro (Crédito: Oscar Pereira da Silva / Acervo Museu Paulista)

1821: Dom Pedro I é nomeado Príncipe Regente
1821: Dom Pedro I é nomeado Príncipe Regente
Dom Pedro I é a maior figura da Independência. Em 1821, quando foi nomeado Príncipe Regente, as condições para o fim do regime colonial no Brasil estavam amadurecidas (Crédito: Manuel de Araújo Porto Alegre / Acervo Museu Histórico Nacional)

1822: Dia do Fico
1822: Dia do Fico
Em 1821, pouco tempo depois de Dom Pedro I se tornar Príncipe Regente, a corte portuguesa exigiu sua volta a Portugal. Dom Pedro decidiu permanecer no Brasil, criando o famoso "Dia do Fico", ocorrido em 9 de janeiro de 1822 (Crédito: Anônimo século XIX/Acervo Itamaraty)

A influência do Patriarca da Independência
A influência do Patriarca da Independência
Não por acaso José Bonifácio é considerado o Patriarca da Independência. A ele se deve a adesão de Dom Pedro I ao movimento emancipador e à orientação de políticos, homens da administração pública e governadores gerais a se alinharem a ideia da independência (Crédito: Benedito Calixto / Acervo Museu Paulista da Universidade de São Paulo, SP)
1822: Grito do Ipiranga
1822: Grito do Ipiranga
Entre o Dia do Fico e o Grito do Ipiranga, Dom Pedro I e Portugal passaram a viver momentos de tensão que acabaram culminando com a independência da colônia em relação à metrópole. Em uma viagem de Santos para São Paulo, o então príncipe regente recebeu três cartas com mensagens que o convenceram a declarar a Independência. Em outubro, Dom Pedro I foi aclamado imperador e só em dezembro de 1822 ele foi coroado (Crédito: Pedro Américo / Acervo Museu Paulista)

Fonte: Portal Brasil com informações do Ministério da Defesa

Nenhum comentário: