sexta-feira, 9 de maio de 2014

Por que as estrelas cintilam e os planetas não?

A cintilação, ou “pisca-pisca”, é um fenômeno decorrente da nossa atmosfera. Dito assim, fica mais curioso ainda o fato de os planetas não cintilarem. Afinal de contas, a luz que eles emitem também passa pela atmosfera, certo? 
Por que as estrelas cintilam e os planetas não?
A resposta para a pergunta inicial está no tamanho aparente destes astros. Acontece que as estrelas são corpos celestes muito, muito grandes que produzem sua própria luz. 

Mas, por estarem muito distantes, não importa o tamanho que tenham, nossos sentidos as perceberão como pontos no céu (com a óbvia exceção do Sol, é claro!). Ou seja, estrelas são visualmente objetos muito menores do que os planetas. Assim, podemos dizer que quando olhamos para uma estrela, o feixe de luz que chega aos nossos olhos é muito estreito. E como esse feixe passa por uma atmosfera turbulenta e refratária, a posição que ele ocupa em nossa retina varia de forma imperceptível. Ou não tão imperceptível assim, pois nosso cérebro registra essa variação pequena de posição como um “pisca-pisca”. 

Já os planetas, corpos muito menores e que apenas refletem a luz das estrelas, estão muito mais próximos. Por menores que sejam, nossos sentidos não os registram como pontos, mas sim como diminutos discos. O feixe de luz também é refratado várias vezes por nossa atmosfera, mas justamente por se tratar de um feixe mais largo, a área que ele atinge na retina permanece virtualmente a mesma. O cérebro interpreta isso como um brilho constante, sem “pisca-pisca”.

* Com informações do Planetário do Rio

Nenhum comentário: